henry drummond ● amor

Download Henry Drummond ● Amor

Post on 22-Jul-2016

213 views

Category:

Documents

0 download

Embed Size (px)

DESCRIPTION

O maior mandamento [algumas páginas]. Para o autor, o amor verdadeiro é a doação. Doar-se a Deus e a Seus ensinamentos é a maneira ideal para alcançar afeto e plenitude espiritual. O amor é a maior preciosidade da vida espiritual.

TRANSCRIPT

  • Henry Drummond

    So Paulo 2012

    AMORo maior mandamento

    Amor_a_coisa_mais_importante _do_mundo.indd 3 20/12/11 13:28

  • Copyright 2012 by Henry Drummond

    Produo Editorial Equipe gape

    Diagramao Claudio Braghini Junior

    Capa Carlos Eduardo Gomes

    Reviso Maria da Graa Rgo Barros

    Nilda Nunes

    2012Publicado com autorizao. Nenhuma parte desta publicao pode ser

    reproduzida sem a devida autorizao da Editora.EDITORA GAPE

    Al. Araguaia, 2190 - 11 andar - Sala 1112CEP 06455-000 - Barueri - SP

    Tel. (11) 2321-5080 Fax (11) 2321-5099www.editoraagape.com.br

    Texto de acordo com as normas do Novo Acordo Ortogr!co da Lngua Portuguesa (Decreto Legislativo n 54, de 1995)

    Drummond, Henru, 1851-1897. Amor: o maior mandamento / Henry Drummond, [traduo Vagner Barbosa]. -- So Paulo, SP: gape, 2012. 1. Amor Aspectos religiosos Cristianismo 2. Amor Ensinamento bblicos 3. Deus Adorao e amor 4. Amor I. Ttulo 11-12728 CDD-231.6

    1. Amor de Deus: Teologia dogmtica crist 231.6 2. Deus: Amor: Teologia dogmtica crist 231.6

    Dados Internacionais de Catalogao na Publicao (CIP) (Cmara Brasileira do Livro, SP, Brasil)

    ndices para catlogo sistemtico:

    Amor_a_coisa_mais_importante _do_mundo.indd 4 20/12/11 13:28

  • Produo Editorial Equipe gape

    Diagramao Claudio Braghini Junior

    Capa Carlos Eduardo Gomes

    Reviso Maria da Graa Rgo Barros

    Nilda Nunes

    2012Publicado com autorizao. Nenhuma parte desta publicao pode ser

    reproduzida sem a devida autorizao da Editora.EDITORA GAPE

    Al. Araguaia, 2190 - 11 andar - Sala 1112CEP 06455-000 - Barueri - SP

    Tel. (11) 2321-5080 Fax (11) 2321-5099www.editoraagape.com.br

    AINDA que eu fale as lnguas dos homens e dos anjos, se no tiver amor, serei como o sino que ressoa ou como o prato que retine. Ainda que eu tenha o dom de profecia e saiba todos os mistrios e todo o conhecimento, e tenha uma f capaz de mover montanhas, mas no tiver AMOR, nada serei. Ainda que eu d aos pobres tudo o que possuo e entre-gue o meu corpo para ser queimado, mas no tiver amor, nada disso me valer.

    O amor paciente, o amor bondoso. No inveja, no se vangloria, no se orgulha. No maltrata, no procura seus interesses, no se ira facilmente, no guarda rancor. O amor no se alegra com a injustia, mas se alegra com a verdade. Tudo sofre, tudo cr, tudo espera, tudo suporta. O amor nun-ca perece; mas as profecias desaparecero, as lnguas cessaro, o conhecimento passar. Pois em parte conhecemos e em par-te profetizamos; quando, porm, vier o que perfeito, o que imperfeito desaparecer. Quando eu era menino, falava como menino, pensava como menino e raciocinava como me-nino. Quando me tornei homem, deixei para trs as coisas de menino. Agora, pois, vemos apenas um re"exo obscuro, como em espelho; mas, ento, veremos face a face. Agora conheo em parte; ento, conhecerei plenamente, da mesma forma como sou plenamente conhecido. Assim, permanecem agora estes trs: a f, a esperana e o amor. O maior deles, porm, o amor. (1Corntios 13:1-13)

    Amor_a_coisa_mais_importante _do_mundo.indd 5 20/12/11 13:28

  • 7TODOS j se 1zeram a grande pergunta tanto da antiguidade quanto do mundo moderno: Qual o sum-mum bonum, o bem supremo1? Vocs tm a vida sua frente e s podem viv-la uma vez. Qual o mais nobre objeto de desejo, o bem supremo a ser desejado?

    Estamos acostumados a ouvir que a coisa mais im-portante no mundo religioso a f. Esta importante pa-lavra o princpio predominante da religio popular h sculos e aprendemos facilmente a consider-la a coisa mais importante do mundo. Bem, estamos errados. Se fomos informados assim, podemos perder o foco. Eu os conduzi, no texto bblico que acabei de ler, fonte do Cristianismo e, ali, vimos que a coisa mais importante o amor. Isso no um descuido. Paulo estava falando sobre a f apenas um momento antes. Ele diz: Ainda que eu ... tenha uma f capaz de mover montanhas, mas no tiver amor, nada serei. Em vez de se esquecer do que est tra-tando, ele deliberadamente contrasta a f e o amor. Agora permanecem a f, a esperana e o amor e, sem um mo-

    1 O termo bem supremo ser mantido sempre que o texto original trouxer a expresso latina summum bonum (N. do T.).

    Amor_a_coisa_mais_importante _do_mundo.indd 7 20/12/11 13:28

  • 8mento de hesitao, a deciso tomada: o maior destes o amor.

    E isso no preconceito. Um homem apto a reco-mendar aos outros seu prprio ponto forte. O amor no era o ponto forte de Paulo. O estudioso atento pode de-tectar uma bela ternura crescendo e se aperfeioando no carter de Paulo na medida em que ele vai envelhecendo, mas quando, pela primeira vez, encontramos a mo que escreveu o maior destes o amor, vemos que ela est manchada de sangue.

    A carta aos corntios tambm no peculiar em apon-tar o amor como o summum bonum. As obras-primas do Cristianismo concordam com isso. Pedro diz: Sobretudo, amem-se sinceramente uns aos outros (1Pedro 4:8). So-bretudo. E Joo vai mais longe: Deus amor (1Joo 4:8). E vocs se lembram da profunda observao que Paulo faz em outro texto: O amor o cumprimento da lei (Romanos 13:10). Alguma vez vocs j pensaram no que ele quis dizer com isso? Naqueles dias, as pessoas estavam abrindo seu caminho para o cu pelo cumprimento dos Dez Mandamentos e de cento e dez outros mandamentos que tinham produzido a partir deles. Cristo disse: Eu lhes mostrarei um caminho mais fcil. Se vocs 1zerem uma coisa, faro as cento e dez sem jamais pensarem nelas. Se amarem, vocs cumpriro inconscientemente toda a lei. E vocs podem ver facilmente por si mesmos como isso pode ser feito. Peguem um dos mandamentos. Por exem-plo, no ters outros deuses alm de mim (xodo 20:3).

    Amor_a_coisa_mais_importante _do_mundo.indd 8 20/12/11 13:28

  • 9Se a pessoa amar a Deus, vocs no tero que dizer isso a ela. O amor o cumprimento desta lei. No tomars em vo o nome do Senhor teu Deus (xodo 20:7). Algum pensar em tomar em vo o nome de Deus se o amar? Lembra-te do dia de sbado, para santi1c-lo (xodo 20:8). A pessoa no 1car feliz em ter um dia em sete para se dedicar mais exclusivamente ao objeto de sua afeio? O amor cumpre todas estas leis em relao a Deus. Da mesma forma, se a pessoa amar o ser humano, vocs nun-ca precisaro lhe dizer para honrar seu pai e sua me. Ela no poder agir de modo diferente. Seria ilgico lhe dizer para no matar. Vocs iriam apenas insult-la se dissessem que ela no deve roubar como ela poderia roubar da-queles a quem ama? Seria supr2uo pedir-lhe que no d falso testemunho contra seu prximo. Se ela o ama, esta seria a ltima coisa que faria. E vocs nunca pensariam em incentiv-la a no cobiar aquilo que do seu pr-ximo. Ela preferiria que seu prximo fosse o possuidor, no ela. Portanto, o amor o cumprimento da lei. Esta a regra que cumpre todas as regras, o novo mandamento para cumprir todos os antigos mandamentos, o segredo de Cristo para a vida crist.

    Ora, Paulo tinha aprendido isso e, neste nobre tri-buto, ele nos deu o mais maravilhoso e original relato do summum bonum. Podemos dividi-lo em trs partes. No incio do captulo, temos o amor contrastado; no seu corao, temos o amor analisado; no 1m, temos o amor defendido como o dom supremo.

    Amor_a_coisa_mais_importante _do_mundo.indd 9 20/12/11 13:28

  • Sumrio

    O contraste ............................................... 13A Anlise ................................................................... 15A Defesa .................................................................... 32

    O projeto do cristianismo .......................... 43A fundao da sociedade ............................................ 48O projeto da sociedade .............................................. 52O mecanismo da sociedade........................................ 68

    A cidade sem igreja .................................... 75Vi a cidade ................................................................ 75Seus servos o serviro ................................................. 82No vi templo algum na cidade ................................ 91

    Amor_a_coisa_mais_importante _do_mundo.indd 11 20/12/11 13:28

  • 13

    O contraste

    PAULO comea contrastando o amor com outras coisas a que as pessoas, naqueles dias, davam muito valor. No tentarei examinar essas coisas detalhadamente. Sua inferioridade j bvia.

    Ele o contrasta com a eloquncia. E que nobre dom este, o poder de provocar a alma e os desejos das pes-soas e despert-las para propsitos elevados e atos santos. Paulo diz: Ainda que eu fale as lnguas dos homens e dos anjos, se no tiver amor, serei como o sino que ressoa ou como o prato que retine. E todos sabemos o porqu. To-dos sentimos a falta de pudor das palavras sem emoo, a falsidade, a estranha falta de persuaso da eloquncia por trs da qual no h amor.

    Ele o contrasta com a profecia. Ele o contrasta com os mistrios. Ele o contrasta com a f. Ele o contrasta com a caridade. Por que o amor maior que a f? Porque o 1m maior que o meio. E por que ele maior que a caridade?

    Amor_a_coisa_mais_importante _do_mundo.indd 13 20/12/11 13:28

  • 14

    Porque o todo maior que a parte. O amor maior que a f porque o 1m maior que o meio. Qual a utilidade da f? ligar a alma com Deus. E qual o objetivo dessa conexo do homem com Deus? que ele possa se tornar semelhante a Deus. Mas Deus amor. Portanto, a f, o meio, tem o objetivo de alcanar o 1m, que o amor. O amor, portanto, obviamente, maior que a f. Ele maior que a caridade, novamente, porque o todo maior que a parte. A caridade apenas um pequeno pedao do amor, uma das inumerveis avenidas do amor. Alm dis-so, pode haver, e h, uma grande quantida