guia elaboracao mat[1]

Download Guia elaboracao mat[1]

Post on 02-Jun-2015

1.317 views

Category:

Documents

2 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

  • 1. Guia de Elaborao de itens Matemtica

2. GUIA DE ELABORAO DE ITENS 2009 Matemtica 3. Centro de Polticas Pblicas e Avaliao da Educao da Universidade Federal de Juiz de Fora Coordenao Geral Lina Ktia Mesquita Oliveira Coordenador Tcnico Manuel Fernando Palcios da Cunha e Melo Coordenao Estatstica Tufi Machado Soares Coordenao de Divulgao dos Resultados Anderson Crdova Pena Equipe de Banco de Itens Vernica Mendes Vieira (Coord.) Mayra da Silva Moreira Equipe de Anlise e Medidas Wellington Silva (Coord.) Ailton Fonseca Galvo Clayton Vale Rafael Oliveira Equipe de Lngua Portuguesa Hilda Aparecida Linhares da Silva Micarello (Coord.) Josiane Toledo Ferreira Silva (Coord.) Ana Letcia Duin Tavares Maika Som Machado Edson Munck Maria Tereza Scotton Equipe de Matemtica Lina Ktia Mesquita Oliveira (Coord.) Denise Mansoldo Salazar Maringela de Assumpo de Castro Tatiane Gonalves de Moraes Mara Sueli Simes Moraes Nelson Antnio Pirola Equipe de editorao Hamilton Ferreira (Coord.) Clarissa Aguiar Marcela Zaghetto Raul Furiatti Moreira Vinicius Peixoto 4. Sumrio 5 7 9 10 11 13 14 18 18 19 27 29 41 43 44 44 44 44 45 55 77 103 131 135 139 Apresentao Seo 1 - A Avaliao Interna e a Avaliao Externa 1.1 Diferenciando a avaliao interna da avaliao externa 1.2 Etapas de implementao da avaliao externa Seo 2 - A Construo dos Itens 2.1 Etapas do processo de avaliao externa 2.2 Ponto de partida: a Matriz de Referncia 2.3 O perfil do Elaborador 2.4 O item e suas partes 2.5 Recomendaes para a elaborao dos itens 2.6 Roteiro Bsico para a elaborao de itens Atividades Seo 3 - Critrios de Reviso de Itens 1 Quanto aos itens 2 Quantos aos enunciados 3 Quanto ao suportes 4 Quanto s alternativas 5 Quanto aos gabaritos Atividades Anexo I - Detalhamento da Matriz de Referncia da 4 srie/5 ano do EF Anexo II - Detalhamento da Matriz de Referncia da 8 srie/9 ano do EF Anexo III - Detalhamento da Matriz de Referncia do SAEB da 3 srie/3 ano do EM Anexo IV Quadro de contextos para a construo dos itens Anexo V Formulrio para a elaborao de itens Anexo VI Leitura complementar 5. Apresentao Professor, A avaliao, como voc sabe, parte fundamental do processo de ensino-aprendizagem. Seus resultados oferecem subsdios, para que os docentes direcionem sua prtica, as escolas reestruturem seus projetos pedaggicos e os sistemas de ensino definam polticas pblicas voltadas para a igualdade de oportunidades educacionais e a qualidade do ensino ofertado. Sabemos que, no mbito da sala de aula, voc j dispe de experincia com a prtica da avaliao. Entretanto, como a avaliao do sistema educacional em larga escala apresenta caractersticas diferentes daquelas avaliaes que se realizam com grupos reduzidos de estudantes no cotidiano das escolas, este Guia tem o objetivo de oferecer informaes e orientaes, para que voc conhea um pouco mais sobre a avaliao em larga escala de natureza externa e dela participe como elaborador de itens. A primeira seo deste Guia apresenta algumas consideraes sobre o processo de avaliao externa e as etapas a serem percorridas nesse processo. Na segunda seo, voc conhecer os critrios a serem observados na elaborao de itens de avaliao em larga escala, as recomendaes tcnicas e pedaggicas a serem consideradas na elaborao de bons itens e, ainda, atividades prticas que contribuiro para que voc elabore itens que atendam a tais recomendaes. Os critrios para a reviso dos itens elaborados, assim como orientaes sobre como proceder nessa reviso so apresentados na terceira seo do Guia. Finalmente, nos anexos, voc encontrar uma sntese dos aspectos abordados na segunda e terceira sees do Guia, uma anlise detalhada das Matrizes de Referncia para avaliao em Matemtica do Saeb (4 srie/5 ano e 8 srie/9 ano do Ensino Fundamental, 3 srie/3 ano do Ensino Mdio), alm de sugestes de suportes para a elaborao de novos itens e informaes sobre as planilhas para a elaborao de itens. Esperamos que as atividades propostas neste Guia, aliadas sua experincia docente e sua sensibilidade, contribuam para que voc, professor, torne-se um especialista na elaborao de itens. Bom trabalho! 6. Avaliao interna e Avaliao externa Seo1 7. Seo1-AvaliaoInternaeAvaliaoExterna 9 1.1 Diferenciando a avaliao interna da avaliao externa Avaliarrefletirsobreumadeterminadarealidade, visto que os dados e informaes gerados pela avaliao possibilitam um julgamento que conduz a uma tomada de deciso. No mbito da escola, ocorrem dois processos de avaliao muito importantes, os quais se complementam: a avaliao interna, realizada pelo professor, voltada para o desenvolvimento dos processos de ensino e aprendizagem; e a avaliao externa, que avalia o desempenho de um conjunto de estudantes agrupados por escola ou por sistemas. Em sala de aula, a fim de avaliar o processo de aprendizagem de seus estudantes, tomados individualmente, os professores podem e devem utilizar diversos instrumentos como, por exemplo, trabalhos em grupo ou individuais, testes ou provas com questes de mltipla escolha ou questes abertas, dramatizaes, observao, relatrios. Esses instrumentos apresentam caractersticas diferentes, mas tm em comum o fato de que, por meio deles, possvel avaliar- se a particularidade sobre o progresso de cada estudante e, ao final do ano, atribuir-lhes uma nota, que varia de 0 a 100 pontos. As avaliaes em larga escala, de natureza externa, utilizam, mais frequentemente, testes compostos por itens de mltipla escolha por meio dos quais apenas uma habilidade avaliada. Esse tipo de avaliao apresenta trs objetivos bsicos: (a) a definio de subsdios para a formulao de polticas educacionais; (b) o acompanhamento ao longo do tempo da qualidade da educao; e (c) a produo de informaes capazes de desenvolver relaes significativas entre as unidades escolares e rgos centrais ou distritais de secretarias, bem como iniciativas dentro das escolas. No mbito escolar, a avaliao externa fornece informaes para que gestores da escola e professores possam realizar um diagnstico nas reas em que atuam e planejar aes educativas mais eficientes. No mbito da gesto do sistema, a partir dos resultados, governantes e gestores passam a ter dados que os orientaro tanto no redirecionamento de trajetrias, quanto no planejamento de aes mais especficas. Na avaliao em larga escala, apesar de os resultados poderem ser dados individualmente, seu foco todo o sistema educacional avaliado: a turma, a escola, a regional, o Estado. Devemos acrescentar, ainda, que os programas de avaliao em larga escala produzem dois indicadores importantes: (a) a mdia; e (b) o percentual de estudantes em cada nvel da escala de proficincia. A mdia uma maneira de sintetizar o resultado da Escola, do Municpio, da Regional e do Estado. J o percentual de estudantes nos nveis de proficincia fornece informaes a respeito das habilidades j consolidadas pelo conjunto de estudantes da rede avaliada. 8. GuiadeElaboraodeitens 10 1.2 Etapas do processo de implementao da avaliao externa Para melhor compreendermos as caractersticas da avaliao externa, apresentaremos as etapas para a realizao de uma avaliao em larga escala de natureza externa. 9. A construo de itens Seo2 10. Seo2-AConstruodosItens 13 Todos esses procedimentos tcnicos e pedaggicos, na construo de itens, so importantes para garantir a confiabilidade do item, seu poder avaliativo e a eficincia de um programa de avaliao. 2.1 Etapas do processo de elaborao de itens A construo de bons itens para compor os testes de proficincia, utilizados nos programas de avaliao em larga escala, passa por diversas etapas que envolvem profissionais da educao. A seguir, veremos um fluxograma que apresenta esse processo. 11. GuiadeElaboraodeitens 14 2.2 Ponto de partida: a Matriz de Referncia Os testes de avaliao em larga escala tm como objetivo aferir a proficincia dos estudantes em determinadareadeconhecimento,emperodos especficos de escolarizao. Assim, necessrio definir as habilidades e competncias que sero avaliadas em cada rea de conhecimento, de modo que se possam elaborar os itens a serem utilizados na composio dos testes. A definio dessas habilidades dada pela Matriz de Referncia para avaliao e somente com a construo dessa Matriz de referncia que temos condies de elaborar um teste de avaliao em larga escala, visto que essa Matriz que orienta a elaborao dos itens. As Matrizes de Referncia do Sistema Nacional de Avaliao da Educao Bsica Saeb so resultado do estudo de Parmetros Curriculares, Diretrizes Curriculares e livros didticos e da reflexorealizadaporprofessores,pesquisadores e especialistas que buscam um consenso a respeito das habilidades consideradas essenciais em cada etapa do Ensino Fundamental e Mdio. As Matrizes de Referncia so compostas por um conjunto de descritores, os quais contemplam dois pontos bsicos do que se pretende avaliar: o contedo programtico a ser avaliado em cada perodo de escolarizao; e o nvel de operao mental necessrio para a habilidade avaliada. Tais descritores so selecionados para compor a Matriz, considerando-se aquilo que pode ser avaliado por meio de itens de mltipla escolha. A Matriz de Referncia para avaliao de Matemtica tem como eixo a habilidade de resolver problemas contextualizados em consonncia com os Parmetros Curriculares Nacionais. Os temas selecionados espao e forma, grandezas e medidas, nmeros e operaes e tratamento da informao representam contedos com base nos quais so elaborados descritores que expressam habilidades em Matemtica. No processo de elaborao dos itens de Matemtica, leva-se em conta o que um estudante aprendeu e se ele capaz de utilizar esse aprendizado para resolver um dado problema, pois a resoluo de problemas possibilita o desenvolvimento de capacidades de raciocnio, tais como intuio, induo, deduo e estimativa. preciso enfatizar que os descritores no podem ser adotados como um conjunto de indicaes bsicas para as prticas de ensino-aprendizagem nas escolas, uma vez que no contm a anlise do conhecimento da matemtica, as o