Guia de Reputação Online

Download Guia de Reputação Online

Post on 10-Mar-2016

212 views

Category:

Documents

0 download

Embed Size (px)

DESCRIPTION

Guia de reputao online

TRANSCRIPT

<ul><li><p>Um guia para gesto dareputao online</p><p>por Antnio Dias</p><p>Este guia o resultado de uma srie de entradas ao longo das quais convidei os leitoresdo marketing de busca a partir descoberta dos efeitos perversos da tecnologia de buscana nossa reputao online. Estas tecnologias estendem a necessidade de gesto dareputao de um pequeno crculo de lugares comuns a toda a rede, ao mediarem o acessodos utilizadores informao. Os testemunhos partilhados em rede influenciamjulgamentos sobre ns e o nosso valor e podem condicionar relaes e carreiras.O guia para gesto da reputao online est dividido em trs seces: </p><p>I - A primeira etapa de uma correcta gesto da reputao pessoal online consiste emtomar contacto com os resultados e estar preparado para os resultados que possamsurgir nas primeiras pginas.</p><p>II -Para remediar o que tem cura apresento instrumentos disposio de uma gestopassiva da reputao.</p><p>III - Por fim, e porque no indiferente a ordem pela qual o ser humano recebe eprocessa as informaes, deixo alguns conselhos para transformar as ameaas emoportunidades.</p><p>Os contedos deste documento esto disponiveis online em "guia para gestao da reputao online" e so parte integrante doblog Marketing de Busca, estando por isso sujeitos aos termos de distribuio dos artigos do mesmo:</p><p>*pode copiar, distribuir, exibir e executar a obra* pode criar obras derivadas</p><p>Sob as seguintes condies:</p><p> Atribuio. </p><p> Uso No-Comercial. </p><p> Partilha nos termos da mesma Licena. </p><p>Em caso de dvida contacte o autor ou visite http://www.marketingdebusca.com/contacto/direitos-autor/</p><p>Editado com o OpenOffice (software livre)</p><p>Gesto da Reputao online www.marketingdebusca.com 2</p></li><li><p>IJ Googlou o seu nome?</p><p>Sabe que resultados encontra quem busca pelo seu nome ou a si no google? Ocomum internauta que diariamente efectua vrias buscas na internet noest normalmente consciente que tambm ele poder ser alvo da curiosidadede terceiros.A informao que colocamos online sob o nosso nome, ou que disponibilizadapor terceiros deixa um rasto, nem sempre o mais positivo. E graas ao algoritmodo Google o comentrio infeliz que voc ou algum deixou num blogue poderemergir superfcie para lhe arruinar a candidatura a um emprego ou criar dificuldades na sua vidapessoal - acredite, l fora no invulgar ver casos destes nos jornais.</p><p>O google, o sapo, o msn e o yahoo so excelentes ferramentas para pesquisar a internet mas tambm elaspodem ter usos menos positivos: empregadores que procuram informao sobre candidatos e empregados,colegas procura de uma possvel falha para a usar contra si, difamao, que os motores de busca nosabem avaliar. E o pior que muitos dos utilizadores dos motores de busca, na sua ignorncia, acreditampiamente nos resultados, porque transferem automaticamente para os resultados da pesquisa a confianaque depositam nos motores de busca que os produzem. O google no nos iria mentir, pois no?</p><p>Felizmente h formas de dar a volta a esta situao e ajudar os motores de busca a apresentar de ns umaimagem mais equilibrada, as quais abordaremos neste documento. O primeiro passo saber o que de nsdizem os motores de busca.</p><p>Como procurar pelo seu nome nos motores de buscaToda a gente sabe fazer buscas no google ou outro qualquer motor de busca. O que nem todos sabem como refinar a pesquisa utilizando as opes das ferramentas e os operadores Booleanos para obterresultados e saber o que dizem de ns os motores de busca a quem nos procure.</p><p>A procura pelo nome prprio, tambm conhecida por busca de vaidade, ou egosearch est partidafacilitada pelo conhecimento do objecto da procura. Insira o seu nome no Google e verifique osresultados. O mais provvel no encontrar nada na primeira pgina a no ser que o seu nome seja raro.No desespere, poder facilmente encontrar as suas peugadas online servindo-se dos recursosdisponibilizados pelos prprios motores de busca.</p><p>Refine a sua procura</p><p>Poder refinar a sua busca adicionando s palavras chave outra informao que possa ser associada a si: asua cidade, o nome do seu empregador, alguma caracterstica singular que possa ser do conhecimento dequem o conhece, trabalha consigo ou analisa o seu CV. Procure tambm pelo seu email, e asa do seuemail (o que est antes do @) - de forma independente ou associados ao nome prprio.</p><p>Utilize os operadores booleanos</p><p>OR ou, inclui resultados onde se encontram um termo ou outro. Indicado para procurar nomes escritosincorrectamente, ex: Nome propRio OR nome propio.Note que os operadores devem ser sempre utilizados em maisculas.</p><p>Gesto da Reputao online www.marketingdebusca.com 3</p></li><li><p>AND e Permite associar o resultado de duas ou mais buscas, indicado para procurar por sinnimos outermos que se possam substituir. Por exemplo, Nome prprio Lisboa AND Capital.NOT o operador de excluso, e serve para remover das suas buscas os resultados, por exemplo,brasileiros ou de um seu homnimo de uma outra cidade, ou associado a uma dado atributo (use esseatributo para excluso), ex: Nome prprio NOT Madeira.Encontrar mais informaes sobre o uso destes operadores aqui.</p><p>Sirva-se da Pesquisa Avanada</p><p>A pesquisa avanada permite-lhe realizar as mesmas aces que os operadores booleanos e disponibilizaainda algumas outras opes: pesquisa por lngua (importante), formato do ficheiro (normalmentenegligencivel), data da actualizao da pgina (ex: para blogues ou para verificar mensalmentealteraes) e domnio (ex: blogspot.com ou para excluir com.br)</p><p>Procure em google.com, google.pt, sapo,</p><p>Os diversos motores de busca e at as diversas pginas dos mesmos apresentam resultados diferentes. Osresultados no google.com so diferentes dos do google.pt. No google.pt (e sapo) ter ainda a possibilidadede procurar por resultados de sites portugueses. Utilize estas opes em conjunto com os operadoresbooleanos caso encontre dificuldade em localizar informao sobre si ou, uma vez localizadas possveispginas de interesse para calcular a possibilidade de algum encontrar essas pginas numa busca maiscasual.Procure ainda nos motores de busca do MSN e do Yahoo, os resultados so diversos dos anteriores e,apesar de tudo, renem a preferncia de muitos utilizadores.</p><p>Algumas dicas finais</p><p>Procure com e sem aspas. Com aspas retorna apenas apenas resultados onde o texto aparea exactamentenessa ordem.</p><p>Altere a ordem das palavras, os resultados podem variar.</p><p>No precisa utilizar acentos ou cedilhas, os motores de busca costumam ignor-los.</p><p>Sirva-se da sugesto Ser que quis dizer: dos motores de busca, mesmo que esteja certo que no vaiajudar. Se a mquina sugere porque algum o usou no passado.</p><p>5 formas de o google se intrometer nos seus planos de carreiraSe o leitor ainda no est convencido de que a gesto da reputao deve ser umaprioridade para todos os que tm informao pessoal online, vejamos como osresultados de uma busca podem afectar a forma como somos recebidos por um clienteou diminuir as possibilidades de conseguir aquele emprego. Seguem-se 5 exemplosconcretos de como a eficincia do google aliada aos preconceitos de um recrutadorpodem colocar em causa candidaturas de 5 candidatos capazes.</p><p>O Caso "Excentrada"</p><p>Tomemos como exemplo o recrutamento na empresa "Excentrada", uma mdia empresa de Lisboa,reputada pelo seu excelente ambiente de trabalho e benefcios, no mercado procura de dois directoresregionais de vendas.</p><p>Gesto da Reputao online www.marketingdebusca.com 4</p></li><li><p>O departamento de RH enviou ao Sr. Silva, director-geral, as candidaturas de 15 candidatos pr-seleccionados com um post-it todos excepcionais. O sr. Silva que no gostava de entrevistas eraramente aceitava fazer mais do que 6 para cada posio, inspeccionou cuidadosamente a documentaoe deu por si a concordar que seria difcil deixar alguns candidatos de fora da entrevista. Decidiu procurarmais informao sobre os candidatos com a ajuda do google. Rapidamente descobriu algumasinformaes interessantes que alguns dos candidatos no haviam declarado no seu currculo:</p><p>1.Tiago D. era membro de uma associao de doentes cardacos, e aparentemente bastante activo. O sr.Silva interrogou-se se Tiago se ausentaria frequentemente por motivos de sade</p><p>2. Pedro A. fora suspeito de envolvimento em fraude fical no concelho vizinho ao seu; em tribunal forabsolvido por insuficincia de provas. A notcia saira em vrios jornais da regio e o sr. Silva no tinhamuita vontade de questionar o Pedro sobre esta histria.</p><p>3. Rui B., tinha no seu perfil do Hi5 fotos de uma amiga semi-nua e de outra que aparentava fumardrogas. A sua foto de perfil deixava antever um esprito rebelde e militante. O sr. Silva achava que asfotos do Rui no lhe diziam respeito mas porque carga de gua as publicava ele online, no sabia.</p><p>4. Leonel V. publicava um blogue dedicado ao marketing de vendas, com 3/4 entradas semanais,normalmente longas e cuidadosamente documentadas. O sr.Silva, que no achava muita piada a blogues,ficou bastante agradado com este, at que notou que todas as entradas eram publicadas por volta das 10:00da manh. Interrogou-se quantas horas de trabalho o blog do Leonel lhe roubaria</p><p>5. Miguel C. participa activamente em, pelo menos, 2 foruns. Apesar da sua personalidade cooperativa eemptica, ao teclado Miguel aparenta ser um autor prolfico e impulsivo que se v frequentementeenvolvido em zaragatas malcriadas e discusses interminveis. O sr. Silva imaginou o quo interessanteseria ter algum no escritrio que o pusesse constantemente em causa Na realidade, no.</p><p>O sr. Silva decidiu enviar secretria 10 candidaturas para entrevista, deixando de foraestas 5. No estava certo de tudo o que lera na internet mas no se imagina a revelar aoscandidatos que procurara informao sobre eles no google. Para mais tinha a vaga noode que o que fizera no era aprovado pela lei</p><p>Em verdade</p><p>Se tivesse confrontado os candidatos com a informao recolhida saberia que:</p><p> Tiago oferecera-se como voluntrio em agradecimento por tudo o que a associao fizera pelo seupai, esse sim gravemente enfermo. </p><p> Pedro, sem o saber, partilhava o nome com um indivduo muito pouco recomendvel que vivia empovoao vizinha. </p><p> Rui abandonara o seu perfil no hi5, mal deixara a universidade. As fotos comprometedoras dasamigas eram as do perfil das mesmas, da responsabilidade destas. </p><p> Leonel preparava as entradas do seu blog em casa ou em horrio ps-laboral. Metdico que era,sabia que a melhor hora para publicar era por volta das 10 e deixava-as programadas na mquina. </p><p> Finalmente Miguel, tinha l em casa o mano mais novo que lhe tomava conta do PC e de vez emquando de algumas contas em fruns. </p><p>Se estas situaes lhe parecem irreais porque o so. Tive o cuidado de seleccionar 5 exemplos em que oscandidatos so absolutamente inocentes, quando o mais provvel que sejam responsveis por atitudes ecomportamentos como os descritos, o que de forma alguma faz deles piores candidatos que os demais. Hquem concilie uma doena grave com uma carreira exigente, quem tenha cometido erros graves eaprendido uma valiosa lio, quem publique blogues durante o horrio de trabalho sem que a suaprodutividade seja afectada, e quem publique informao comprometedora na internet associada ao seunome sem que isso faa de si um tarado ou um caso mental. Se perguntassem directamente ao sr. Silva ele</p><p>Gesto da Reputao online www.marketingdebusca.com 5</p></li><li><p>at seria capaz de concordar. Todavia, a sua racionalidade limitada levou-o atribuir a esta informao aimportncia que ela no merece, ignorando que tambm os outros 10 candidatos podem ter iguais oupiores imperfeies, apesar de elas no aprecerem no google.</p><p>E se fosse consigo?</p><p>Caro leitor, consegue imaginar outras situaes em que uma busca pelo nome da pessoa revelainformao relativamente incua e ao mesmo tempo possivelmente comprometedora? Com o decorrer dotempo haver cada vez mais situaes destas, embora sejam difcil de detectar dado que aos Silvas destemundo basta colocar de parte o candidato e est o problema resolvido. E h ainda o pormenor da lei, queestou em crer no permite que recrutadores recolham informao sem a autorizao dos candidatos (sabiadisto? Mas se ningum v no se pode provar)</p><p>IILimpe a sua reputao online: o que pode fazer j hoje</p><p>Se o primeiro passo na gesto da reputao a identificao dos locais na rede onde seencontre informao susceptvel de nos deixar em apuros o segundo a aco sobre essamesma informao. No so s prospectivos empregadores quem pode tirar partido dainformao que est online sobre ns para nos prejudicar e convm agir rapidamente porforma a que esta seja eliminada da rede, ou no sendo possvel, que no esteja visvel nosmotores de busca.</p><p>Vejamos ento algumas formas de corrigir a informao que ns mesmos disponibilizamos nos espaosda rede que controlamos. Eis alguns dos locais da rede onde procurar e nos quais pode deve agir j hojemesmo para eliminar possveis manchas na sua reputao:</p><p>Redes sociais: Se a rede lhe permitir manter privado o seu perfil active a opo sem demora. Removatoda a informao e encerre as suas contas das redes que deixou de utilizar, mesmo naqueles onde o seuperfil privado - as redes podem decidir abrir as pginas dos seus membros ao pblico para captarvisitantes e receitas de publicidade. Verifique de novo que toda a informao pblica que est - ou poderestar- nas suas pginas no o poder embaraar.</p><p>Melhor seria se no tivesse referncias pessoais. Se tal no for possvel pondere o uso de uma alcunha, asiniciais do nome ou abreviaturas. Ex: Bem-vindo ao espao de Ant. Dias, onde o significado de "Ant." bvio. Se tiver mesmo que incluir o nome prprio considere, por exemplo, embutdo numa imagem.</p><p>Fruns: identifique comentrios grosseiros, deselegantes e malcriados associados o seu nome. Remova oseu nome e dados pessoais de comentrios e da assinatura nas reas de acesso pblico -se no sabe quaisso, saia da sua conta e tente entrar em cada uma das reas do frum; h normalmente pelo menos umarea reservada aos membros, por vezes invisvel a quem no est ligado.</p><p>Blogs e homepages: Se o seu blog aparece associado ao seu nome nos motores de busca dever quantoantes inspeccionar o site para referncias:</p><p>- ao empregador, chefe e colegas de trabalho- s autoridades;- famlia;-sinais de abuso do tempo do empregador: horas de postagem visveis, referncias ao que se est apassar no escritrio/l fora, a comida na cantina da empresa- polmicas, m educao;</p><p>Gesto da Reputao online www.marketingdebusca.com...</p></li></ul>