guia de boas prticas de fornecedores de de boas prticas de fornecedores de medicamentos e insumos...

Download GUIA DE BOAS PRTICAS DE FORNECEDORES DE   de boas prticas de fornecedores de medicamentos e insumos farmacuticos 4 edio 2009 hospital das clnicas da faculdade de medicina da

Post on 07-Feb-2018

218 views

Category:

Documents

1 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

  • GUIA DE BOAS PRTICAS DE

    FORNECEDORES DE

    MEDICAMENTOS

    E INSUMOS FARMACUTICOS

    4 edio

    2009

    HOSPITAL DAS CLNICAS DA FACULDADE DE MEDICINA DA UNIVERSIDADE

    DE SO PAULO

    GUIA DE BOAS PRTICAS DE

    FORNECEDORES DE MEDICAMENTOS

    E INSUMOS FARMACUTICOS

    Elaborao

    Diviso de Farmcia do Instituto Central do Hospital das Clnicas da FMUSP

    So Paulo 2009

  • GOVERNO DO ESTADO DE SO PAULO Governador Jos Serra

    SECRETARIA DE ESTADO DA SADE Secretrio Dr. Luiz Roberto Barradas Barata

    HOSPITAL DAS CLNICAS DA FACULDADE DE MEDICINA DA UNIVERSIDADE DE SO PAULO

    Presidente do Conselho Deliberativo Prof. Dr. Marcos Boulos Diretor Clnico Prof. Dr. Jos Otvio Costa Auler Junior Superintendente Dr. Jos Manoel de Camargo Teixeira Chefe de Gabinete Dr. Haino Burmester

    Presidente do Conselho Diretor do Instituto Central HCFMUSP

    Prof. Dr. Flair Jos Carrilho Diretor Executivo Instituto Central HCFMUSP Dr. Carlos Alberto Suslik

    EQUIPE TCNICA DE TRABALHO Coordenao Dra. Sonia Lucena Cipriano Dra. Vanusa Barbosa Pinto Dra. Mrcia Lcia de Mrio Marin

    Colaboradores Dra. Renata Ferreira Dra. Andra Cssia Pereira Sforsin Dra. Maria Cristina Vaz Madeira Dr. Cleuber Esteves Chaves Apoio Administrativo Adriana Soares Severo Ivanide de Oliveira Arajo Jair Roberto de Moura

    APRESENTAO

    A Diviso de Farmcia alinhada ao modelo de gesto implementado no ICHC, Prmio Nacional da Gesto em Sade, procurou com este guia estreitar os laos e promover a parceria entre o ICHC e seus fornecedores, estabelecendo uma comunicao clara e direta dos processos de gesto na busca pela melhoria contnua da qualidade. OBJETIVOS

    Este guia tem como objetivo orientar os fornecedores quanto aos processos de gesto relativos a: Seleo e padronizao de medicamentos; Cadastro de materiais; Processo licitatrio; Processo de transporte; Processos de entrega e recebimento; Indicadores e resultados da avaliao de desempenho.

    DIVISO DE FARMCIA

    Misso:

    Promover o uso racional dos medicamentos, pesquisando, produzindo e gerenciando produtos com qualidade, desenvolvendo profissionais e prestando assistncia integrada ao paciente e equipe da sade, com responsabilidade socioambiental.

    Viso:

    Ser referncia internacional em Farmcia Hospitalar.

    Valores: t ic a

    Q u a l id a d e

    T r a n s p a r n -c ia

    R e s p e i t o

    C o m p r o m e -t im e n to

    U n i o

    R e s p o n s a b i-l id a d e

  • LISTA DE ABREVIATURAS

    A/C Aos Cuidados

    Av. Avenida

    CNPJ Cadastro Nacional de Pessoa Jurdica

    CD. Cdigo

    DANFE Documento Auxiliar da Nota Fiscal Eletrnica

    DCB Denominao Comum Brasileira

    Dr. Doutor

    Dra. Doutora

    EA Evento adverso

    FAX - Faxsimile

    FMUSP Faculdade de Medicina da Universidade de So Paulo

    FNEA Formulrio de Notificao de Evento Adverso

    FNF Ficha de Notificao ao Fornecedor

    GR Gerncia de Risco

    HCFMUSP Hospital das Clnicas da Faculdade de Medicina da Universidade de So Paulo

    ICHC Instituto Central do Hospital das Clnicas

    NE Nota de Empenho

    NF Nota fiscal

    N - Nmero

    C Graus Celsius

    PAMB Prdio dos Ambulatrios

    PRODESP Companhia de Processamento de Dados do Estado de So Paulo

    PROF. - Professor

    REF. - Referncia

    SIAFSICO Sistema de Administrao Integrado para Estados e Municpios

    TIEP Taxa de Itens Entregues no Prazo

    TOF Taxa de Ocorrncia de Fornecedores

    SUMRIO

    1 Logstica da Assistncia Farmacutica e Logstica da Farmacotcnica Hospitalar da Diviso de Farmcia......................1

    2 Fluxograma do Processo de Seleo e Padronizao de Medicamentos do HCFMUSP ........................................................1

    3 Cadastro de Materiais.....................................................................2

    4 Processo Licitatrio ........................................................................3

    5 Processos de Transporte ...............................................................4

    5.1 Veculo...................................................................................4

    5.2 Entregador .............................................................................5

    5.2 Entrega ..................................................................................5

    6 Recebimento...................................................................................6

    7 Avaliao de Fornecedores............................................................8

    8 Indicadores e Resultado de Avaliao ...........................................9

    Anexo A Comunicado de Liberao de Nota de Empenho.............10

    Anexo B Comunicado de Entrega Imediata ....................................11

    Anexo C Notificao de Procedimento Administrativo de Penalizao.......................................................................12

    Anexo D Formulrio de No-Conformidade no Recebimento do Material .............................................................................13

    Anexo E Formulrio de Inspeo do Transporte.............................14

    Anexo F Fluxograma dos Processos Relativos Notificao de Evento Adverso no Instituto Central do HCFMUSP .........16

  • 1

    1. LOGSTICA DA ASSISTNCIA FARMACUTICA E LOGSTICA DA FARMACOTCNICA HOSPITALAR DA DIVISO DE FARMCIA Estes dois setores atuam na Diviso de Farmcia abastecendo

    as unidades de distribuio/dispensao e atendendo as necessidades da equipe da sade e pacientes, sendo responsveis pelo correto recebimento dos medicamentos e insumos adquiridos em processos de compra efetuados pela Diviso de Material e Finanas, alm da interao direta com os fornecedores para resoluo de eventuais ocorrncias. 2. ROTINA OPERACIONAL DO PROCESSO DE SELEO E PADRONIZAO DE MEDICAMENTOS NO HCFMUSP

    Agente Operao

    Clnica

    Acessa via Intranet o Portal do Medicamento e faz download dos impressos Solicitao de Alterao da Padronizao de Medicamentos e Modelo de Protocolo HC de utilizao de medicamentos Preenche os impressos Encaminha Diviso de Farmcia

    Diviso de Farmcia

    Recebe os impressos e anexos pertinentes Estabelece um nmero para o processo Atualiza o site Portal do Medicamento Analisa a documentao de acordo com os critrios estabelecidos Encaminha o processo Comisso de Farmacologia

    Comisso de Farmacologia

    Atualiza o site Portal do Medicamento com o registro de entrada Encaminha o processo para avaliao do Grupo Tcnico de Trabalho

    Grupo Tcnico de Trabalho

    Emite parecer tcnico e o encaminha Comisso de Farmacologia

    Comisso de Farmacologia

    Avalia o parecer tcnico e o submete aprovao da Diretoria Clnica

    Diretoria Clnica

    Avalia e delibera sobre o parecer tcnico

    Comisso de Farmacologia

    Toma cincia Encaminha a deliberao Diviso de Farmcia Atualiza o site Portal do Medicamento

    2

    Agente Operao

    Diviso de Farmcia

    Desencadeia as providncias administrativas de aquisio Encaminha o resultado da deliberao Clnica solicitante

    Clnica Toma cincia e aguarda orientao da Diviso de Farmcia para incio de prescrio

    3. CADASTRO DE MATERIAIS

    O cadastro de materiais realizado por meio de impresso especfico, preenchido pelas reas de Logstica da Diviso de Farmcia de acordo com parecer tcnico emitido pela Comisso de Farmacologia e encaminhado Diviso de Materiais, constando de:

    Especificao para fins de cadastramento: nome genrico do produto e dosagem;

    Unidade: forma farmacutica, apresentao e unidades de medida;

    Especificao para fins de licitao: nome do produto, incluindo radical denominado pela DCB, concentrao (pontual ou faixa), forma farmacutica e demais informaes tcnicas pertinentes como: forma anidra ou hidratada, base livre ou sal, frmula e peso molecular, acessrios e limites de contaminantes;

    Especificao para fins de tabela de converso: semelhante ao item Especificao para fins de cadastramento, constando tambm nome comercial do medicamento de marca ou referncia;

    Grupo e subgrupo de cadastro: cdigo que identifica a classe farmacolgica do item a ser cadastrado e seu respectivo grupo de compra;

    Previso de consumo mensal: quantidade mdia de consumo; Cadastro SIAFSICO: codificao determinada pela PRODESP, com o objetivo de ser um nmero identificador e rastreador do preo praticado no estado de So Paulo;

    Memorial descritivo: anexo que pode acompanhar a solicitao de cadastro do item, quando h necessidade de detalhar as caractersticas tcnicas, como fornecimento, equipamento, manuteno, treinamento, especificao de laudo de anlise, etc.

    Esse cadastro realizado para todos os itens de medicamentos

    e insumos farmacuticos padronizados, originando assim o cdigo de movimentao interna do Hospital das Clnicas e a abertura de

  • 3

    processos de compra, pois apresenta todos os dados tcnicos necessrios para publicao no edital. 4. PROCESSO LICITATRIO

    Os processos licitatrios realizados pelo HCFMUSP seguem as disposies da Lei n 8.666, de 21 de junho de 1993, e a Lei 10.520, de 17 de julho de 2002.

    Os editais de licitao podem ser acessados, na ntegra, por meio do stio do HCFMUSP: www.hcnet.usp.br/adm/licitacoes.htm, permitindo aos fornecedores verificarem as necessidades exigidas pelo hospital.

    Atualmente, a maioria dos processos licitatrios so realizados na modalidade de prego presencial ou eletrnico, sob coordenao da Diviso de Material (Tel.: 11-3069-6266; 3069-6777; E-mail: comprashc@hcnet.usp.br) e da

View more >