grupo de agricultores produz peixes para a merenda escolar

Download Grupo de agricultores produz peixes para a merenda escolar

Post on 23-Jul-2016

212 views

Category:

Documents

0 download

Embed Size (px)

DESCRIPTION

 

TRANSCRIPT

  • Alagoas

    Ano 5 | n 33 |Julho| 2011

    So Jos da Tapera - Alagoas

    Boletim Informativo do Programa Uma Terra e Duas guas

    Grupo de Agricultores produzem

    peixes para a merenda escolar

    1

    Fonte Arial corpo 10

    largura tarja 1cm

    Na dcada de 80, foi construdo no Municpio de So Jos da Tapera um grande aude, no stio Piles.

    Esta obra foi uma iniciativa do Departamento de Obras Contra as Secas, o DNOCS, atravs da

    Superintendncia do Desenvolvimento do Nordeste, a SUDENE.

    Na poca em que foi construdo o aude serviu, no s para o abastecimento de gua do municpio, mas

    para a gerao de muitos empregos. Algum tempo aps a construo, houve um problema de

    salinizao da gua e, por muito tempo, esta grande reserva de gua ficou praticamente sem utilizao.

    Por muito tempo ele serviu apenas para abastecer os animais e para beber nos longos perodos de

    estiagem. Com a chegada da gua encanada nos arredores sua utilizao foi ainda mais reduzida. At

    que, no ano de 2002, um grupo de agricultores decidiu fazer uso desta importante reserva de gua.

    Um grupo de 23 agricultores, que passavam seu tempo entre a roa no inverno e ida para outras regies

    no vero, decidiu buscar novas alternativas

    para no precisar deixar sua casa e sua famlia

    nestes longos perodos. Foi a partir da que eles

    resolveram investir numa atividade que alguns

    j faziam, mas sem nenhuma estrutura.

    Muitos deles j costumavam pescar no aude

    do DNOCS como as famlias costumam

    chamar. Alguns deles at chegavam a vender o

    pescado, mas a maior parte era mesmo para

    consumo. Atravs de um projeto com a ADENE

    e com o Instituto Xing, as 23 famlias que

    iniciaram a Associao estruturaram os

    tanques e comearam a produzir tilpias em

    cativeiro.

    De 2003 at 2006 eles apenas trabalharam

    pescando e vendendo para atravessadores. A

    renda era pouca e muitos dos associados

    ficaram desestimulados. Alguns foram

    abandonando a atividade e hoje 11

    permanecem no grupo.

    Em 2006, este grupo que permanece na

    associao e mais algumas pessoas da

    comunidade, participaram de uma formao

    para aprender a fazer o fil da tilpia. Esta

    capacitao foi promovida pela Secretaria

    municipal de Agricultura. Com esta capacitao

  • o grupo pode agregar mais valor ao seu produto. Mesmos assim eles continuaram vendendo apenas

    para os atravessadores.

    Um novo nimo para o grupo veio em 2010.

    Neste ano, o grupo comeou a vender melhor o

    seu produto. Eles comearam a participar da

    feira agroeclogica do municpio de So Jos

    da Tapera e tambm a vender o fil para a

    merenda escolar.

    Com isso melhorou muito para ns. Deu um

    novo nimo e melhorou a renda, afirma Jos

    Francklin Santos, o atual presidente da

    associao dos piscicultores. Durante todo o

    ano de 2010 eles forneceram o peixe para

    alimentao escolar de quatro comunidades,

    chegando a entregar at 100 quilos de fil por

    semana.

    O presidente conta que agora toda a produo

    vai para a merenda escolar, pois segundo ele s

    da para isso. Como a feira s acontece uma vez

    por ms, d para participar, mas a produo vai

    toda para a merenda, salienta Jos Francklin.

    Toda a parte do manejo dos tanques feita

    pelos 11 associados. Eles montam uma agenda

    semanal de trabalho, onde cada um tem seu dia

    de trabalho. J para a filetagem, o grupo

    contrata dirias de outros comunitrios,

    principalmente as esposas dos associados.

    Eles se renem uma vez por semana para fazer

    o fil e uma vez por ms para fazer o balano da

    produo e distribuio dos lucros. Para esta

    diviso eles controlam os dias trabalhados e a participao na produo. Porm, todo o recurso no

    dividido entre eles, cerca de 40 por cento fica na associao. Este que fica na associao controlado

    pela diretoria e serve para a manuteno dos tanques e compra dos insumos necessrios.

    A atividade da piscicultura um complemento para estes agricultores, que encontraram em sua prpria

    comunidade uma alternativa para complementar sua renda. Mas, ainda melhor que isso que estes

    agricultores conseguiram o que muitos desta regio sonham. No ter mais que sair da sua

    comunidade, da sua famlia a maior conquista para eles.

    2

    Boletim Informativo

    do Programa Uma Terra

    e Duas guas

    largura tarja inferior

    2 pgina 2,8cm

    Alagoas

    largura

    4,2cm

    Apoio:

    www.asabrasil.org.br

    Pgina 1Pgina 2