grécia antiga

Download Grécia  Antiga

Post on 15-Apr-2017

194 views

Category:

Education

1 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

  • GRCIA ANTIGA1 srie 2015

  • ASPECTOS GEOGRFICOSLocalizao: pennsula balcnica.Condies geogrficas: Relevo acidentado, montanhoso e solo pouco frtil, isolava os vrios grupos humanos locais, dificultando a comunicao e favorecendo a formao poltica predominante: a Plis.Costa litornea muito recortada com bons portos favoreceram a navegao e o comrcio.

  • CIVILIZAO CRETENSE

  • 2000 a. C. Civilizao cretense na Ilha de Creta e Mar Egeu.Capital Cnossos.Grande frota martima, Esquadra naval.Poderio comercialReis construram grandes palciosCivilizao foi destruda provavelmente por terremoto e/ou invases.

  • CIVILIZAO MICNICA

  • 1400 a. C. regio invadida pelos Aqueus.Estabeleceram-se na Pennsula do Peloponeso.Fundaram as cidades de Micenas, Tirinto e Pilos.Dominaram a ilha de Creta e implantaram a cultura Micnica.Cidades ricas e cercadas por muralhas. Pequenos reinos governados por chefes guerreiros. Possuam escrita.Durante esse perodo ocorreu a famosa Guerra de Tria (Aqueus x Troianos)

  • INVASES, JNIOS, ELIOS e DRICOsAlguns povoados abandonaram a escrita.Guerras e disputas provocaram a decadncia da civilizao Micnica.

    Produo passou a ser de subsistncia, >mo-de-obra familiar; >arte e escrita quase desapareceram; >artesanato decaiu; >armas de bronze foram substitudas por outras mais rsticas;>sepultamentos suntuosos foram substitudos por cremaes simples.

  • SURGIMENTO DOS GENOS

  • Genos: pequenas comunidades rurais cujos membros acreditavam descender de um mesmo ancestral, em geral um heri ou um deus.

    Genos eram governados pelo geronte que comandava as atividades econmicas, religiosas e as guerras.

    800 a. C. Genos foram aos poucos substitudos pelas plis (cidades-Estado)

  • Dicionrio: unidade poltica, econmica e social geograficamente delimitada, que tinha como ncleo uma cidade e onde a soberania era exercida por cidados livres, os quais determinavam a forma de governo (aristocracia, oligarquia, democracia).

    Tebas, Atenas, Esparta.

    Cidade-Estado hoje:Vaticano;Singapura; Mnaco.Cidade-Estado

  • PERODO ARCAICO

  • Entre os anos 800 a. C. e 500 a. C iniciou-se o processo de urbanizao do que hoje chamamos de Grcia.Fronteiras comearam a ser fixadas.As cidades tinham organizao poltica prpria e independente. Variavam de populao e de tamanho.Falavam a mesma lngua e tinham a mesma religio (mitologia, orculos, politesmo).Cada cidade tinha um deus protetor. Os Deuses moravam no monte Olimpo. Onde eram realizados os jogos em homenagem a Zeus.Autodenominavam helenos.

  • A EXPANSO COLONIAL GREGA

  • Aps o sc. VIII a. C., com a metalurgia do ferro e tecnicas agrrias a populao passou a crescer rapidamente.O comrcio e o artesanato se desenvolveram com o uso e difuso da moeda.Necessidade de procurar novas regies onde pudessem encontrar terras frteis, metais e mercados.Soluo: expanso colonial nas proximidades do Mar Mediterrneo.

  • O PODER DA ARISTOCRACIAExpanso colonial e aumento populacional agravou a dificuldade dos pequenos proprietrios.Aumento do poder da Aristocracia (pequeno grupo de nobres que controlava a sociedade).Explorao dos pequenos camponeses.Aumento da escravido por dvidas.Soluo: aumento das reas de colonizao.

  • O PERODO CLSSICOFinal do sc. VI as plis passaram por grandes mudanas.A plis era o centro poltico, econmico e ponto de encontro comercial, cultural e religioso. Envolvia espao rural e urbano.Mais importantes: Atenas, Tebas, Mgara, Esparta, Corinto, Mileto, Argos e Clcis.

  • ESPARTA

  • Situada na Lacnia, Pennsula do Peloponeso, foi fundada pelos Drios.Para manter seus domnios montaram uma estrutura militar organizada e isolada das demais cidades-Estado.Os governantes reduziram a entrada e sada de estrangeiros.Cada cidado espartano era membro permanente do exrcito.Economia baseava-se na agricultura e no artesanato.No fundaram colnias fora da Grcia.

  • Caractersticas da sociedade espartana

  • Sociedade Oligrquica (Governo de poucos)Trs grupos sociais:Esparciatas: cidados descendentes dos drios, gozavam de privilgios e viviam sob rgida disciplina militar.Periecos: descendentes de populaes dominadas, dedicavam-se ao artesanato e o comrcio. Eram livres porm no tinham direitos polticos.Hilotas: escravos do Estado, no tinham direitos e nenhuma lei que lhes oferecesse proteo. Trabalhavam para os espartanos.Prtica da krypteia. Rito de passagem;(exerccios militares feitos com assassinatos de hilotas)Valorizao da Guerra: Educao voltada para a preparao militar a partir dos 7 anos.

    OLIGARQUIA

  • TERRITRIOS DE ATENAS E ESPARTA

  • ATENAS

  • Fundada pelos Jnios. Situava-se no centro da tica no litoral do Mar Egeu.

    Solo pouco frtil e desfavorvel para a agricultura.

    Atenienses se voltaram para o mar e o comrcio. Plis aberta para contato com outros povos.

    Sc. VIII a.C. Atenas j era uma cidade grande e poderosa, governada por membros da Aristocracia Euptridas.

    Euptridas controlavam o poder por meio do aerpago (conselho de nobres) e dos arcontes (altos funcionrios pblicos)

  • Classes Sociais:

    Euptridas: nobres.Demiurgos: camponeses e comerciantesMetecos: estrangeirosEscravos: capturados de guerra ou endividados.Democracia:

    Demos: povo cracia: governo Teve origem em Atenas. Motivos:Crise e vontade de participao poltica geraram revoltas dos camponeses e comerciantes.

  • Reformas PolticasDrcon (621 a.C.): Leis escritasReformas de Slon (594 a.C.):Abolio da escravido por dvida e proibio de novas escravides desse tipo.Limitao da extenso das propriedades de terras.Populao foi divida em quatro grupos de acordo com a posse de terras. (econmica)Reformas de Clstenes (508 a.C.):Pobres passaram a ter o direito de participar das assemblias (Eclsia) e ocupar cargos pblicos.Eclsia: declaravam guerra ou paz; aumentavam ou criavam impostos; julgavam crimes da comunidade, votavam construes de obras pblicas.

  • Democracia Ateniense para os CidadosAssembleia era realizada na gora. Organizadas pela Bul (conselho composto de 500 pessoas sorteadas).

    Limitaes: mulheres, crianas, estrangeiros e escravos no eram considerados cidados.

    Educao voltada para preparao para a vida poltica.

    Todo cidado pode/deve participar da vida da plis (poltica).Ostracismo (exlio de 10 anos para os inimigos da democracia);

    Pricles: um dos maiores lderes da democracia ateniense (495 -429 a.C.)

  • A ESCRAVIDONa Grcia Antiga , a escravido era a base da economia.Podiam ser escravos prisioneiros de guerra, filhos de escravos e pessoas que contraam dvidas e no conseguiam pag-las.Na Grcia , com exceo da tica aps a legislao de Slon, o pai podia vender seus filhos como escravos.As mulheres moem os gros , fiam, tecem, costuram, bordam e prestam outros servios s suas patroas. Aos escravos do sexo masculino so distribudos, trabalhos pesados como o amanho da terra e o pastoreio do gado.

  • A FILOSOFIA

    A arte que busca conhecer racionalmente a natureza, o ser humano, o universo e as transformaes que neles ocorrem. Argumentos racionais.

    Amor a sabedoria.

    A Filosofia surgiu na Grcia.

    Os maiores filsofos gregos, foram Scrates e Plato e Aristteles.

  • A RELIGIO

  • Os gregos tambem eram politestasSeus deuses tinham forma humana, os primeiros... ...a sua imagem e semelhanaTinham virtudes e defeitos humanos:sentiam dio, amor, piedade, prazer, etc

    Mais que um conjunto de crenas , a religio grega era um conjunto de prticas rituais . (coisa sria)O nascimento , o casamento e os funerais davam oportunidade prtica do culto particular que inclua conforme a ocasio , sacrifcios , libaes de vinho , de mel e de leite , alimentos , gua lustral, etc...O culto pblico da cidade se processava em lugares especialmente escolhidos para essa finalidade , tais como bosques sagrados , templos , montanhas.Os magistrados eram os sacerdotes oficiais do cidade . A moda no mundo antigo era o POLITESMO

  • OS JOGOS OLMPICOS

    Os jogos comearam em 776 a. C. e eram realizados na cidade de Olmpia durante o vero a cada 4 anos.

    S participam homens livres que falavam grego. As mulheres eram proibidas se envolverem, podendo ser penalizadas com a morte.