Gil Vicente (1465? – 1536?) F o r m a n d a s : P a t r í c i a P i n t o & P a t r í c i a T e i x e i r a F o r m a d o r a : D r. C é l i a S o u s.

Download Gil Vicente (1465? – 1536?) F o r m a n d a s : P a t r í c i a P i n t o & P a t r í c i a T e i x e i r a F o r m a d o r a : D r. C é l i a S o u s.

Post on 18-Apr-2015

108 views

Category:

Documents

4 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

  • Slide 1
  • Gil Vicente (1465? 1536?) F o r m a n d a s : P a t r c i a P i n t o & P a t r c i a T e i x e i r a F o r m a d o r a : D r. C l i a S o u s a D o m n i o : L n g u a P o r t u g u e s a Lixa,25 de Setembro de 2009
  • Slide 2
  • Gil Vicente, poeta e dramaturgo do sec. XV nasceu incertamente entre os anos 1465/70. Pensa-se que esta figura incontornvel da nossa sociedade; segundo genealogista D. Antnio de Lima; seria natural de Guimares e que ter falecido entre 1536 e o ano de 1540, casado por duas vezes, sendo que do primeiro casamento com Branca Bezerra, teve dois filhos, Gaspar e Belchior Vicente e do segundo casamento com Melcia Rodrigues ter tido trs filhos, Paula e Lus Vicente, e tambm Valeria Borges. A vida de Gil Vicente confunde se muitas vezes com a de Gil Vicente mas este ourives este tambm muito conhecido na poca e que tambm se encontraria ao servio da Rainha D. Leonor sendo este tambm o criador da tambm muito famosa Custdia de Belm.
  • Slide 3
  • Gil Vicente na sua longa carreira escreveu mais de 50 pecas de teatro, durante o inicio do sec. XVI. Entre as mais famosas obras do autor encontramos por exemplo: o Auto da ndia (1509); Auto da F (1510); Auto da Barca do Inferno (1517); Farsa de Ins Pereira (1523); Auto da Feira (1526) e tambm o Auto da Lusitnia (1532)
  • Slide 4
  • A primeira obra conhecida de Gil Vicente e datada de 1502 e dava se pelo nome de Monlogo do Vaqueiro e foi apresentado a rainha D. Maria e a sua corte, na sua cmara na tera feira dia 7 de Junho do mesmo ano, pelo nascimento do prncipe D. Joo, futuro rei D. Joo III. A obra de Gil Vicente foi escrita para ocasies especiais, acontecimentos importantes e acontecimentos religiosos, era representada para corte sendo representadas quer em Lisboa quer nas varias residncias Reais.
  • Slide 5
  • O Auto da Barca do Inferno e considerado uma moralidade pois ele tem uma componente didctica onde cria uma ideia de bem /mal e assim denuncia vcios de todas as camadas sociais, nem escapando sequer o clero utilizando para isso a caricatura das classes tendo como mxima latina ridendo castigat mores(a rir se castigam os costumes) para criticar a crescente crise de valores de ento. Utilizando para isso o Auto termo denominado de teatro tradicional. O Auto da Barca do Inferno e composto por varias personagens, sendo que para alem das personagens principais que so o Anjo e o Diabo temos tambm as personagens secundarias que so o Companheiro, Fidalgo, Pajem, Onzeneiro, Joane (o Parvo), Sapateiro, Frade, Alcoviteira (Brsida), Judeu, Corregedor, Procurador, Enforcado e os quatro cavaleiros.
  • Slide 6
  • Fidalgo: um manto e pajem (criado) que transporta uma cadeira de espaldas. Estes elementos simbolizam a opresso dos mais fracos, a tirania e a presuno do Fidalgo. Parvo: no traz smbolos cnicos, pois tudo o que fez na vida no foi por maldade. Esta personagem representa a inocncia e a ingenuidade. Onzeneiro: balso. Este elemento simboliza o apego ao dinheiro, a ambio, a ganncia e a usura. Sapateiro: avental e formas de sapateiro. Estes elementos simbolizam a explorao interesseira, da classe burguesa comercial.
  • Slide 7
  • Frade: Uma Moa (Florena), uma espada, um escudo, um capacete e o seu hbito. Estes elementos representam a vida mundana do Clero, e a dissoluo dos seus costumes. Alcoviteira: Virgo postios, arcas de feitios, armrios de mentir, jias de vestir, guarda-roupa, casa movedia, estrado de cortia, coxins e moas. Estes elementos representam a explorao interesseira dos outros, para seu prprio lucro e a sua actividade de alcoviteira ligada prostituio. Judeu: bode. Este elemento simboliza a rejeio f crist, pois o bode o smbolo do Judasmo.
  • Slide 8
  • Corregedor e Procurador: processos, vara da Justia e livros. Estes elementos simbolizam a magistratura. Enforcado: no traz elementos cnicos, mas em todas as ilustraes ele carrega a corda com que fora enforcado, que significa a sua vida terrena vil e corruptvel. Quatro Cavaleiros: cruz de Cristo, que simboliza a f dos cavaleiros pela religio catlica.
  • Slide 9
  • uma personagem que representa as qualidades, defeitos de uma classe social, profisso. Quase sempre, entra em palco acompanhada(o) de elementos cnicos (objectos, pessoas, animais) que ajudam a caracteriz-la, conseguindo perceber melhor os defeitos que so criticados. Por vezes a linguagem tambm ajuda a identificar a personagem e a sua classe/profisso.
  • Slide 10
  • Esperamos que tenham gostado do nosso pequeno trabalho!

Recommended

View more >