gestão da saúde pública

Download Gestão da Saúde Pública

Post on 18-Mar-2016

19 views

Category:

Documents

0 download

Embed Size (px)

DESCRIPTION

Gesto da Sade Pblica. Tatiana Dornelas de Oliveira Residente de Administrao HU/UFJF residecoadm.hu@ufjf.edu.br. Melhoria do nvel de sade Utilizao eficiente dos recursos disponveis. Desafio: aumentar a coerncia entre os recursos, os servios e as necessidades da comunidade. - PowerPoint PPT Presentation

TRANSCRIPT

  • Gesto da Sade PblicaTatiana Dornelas de OliveiraResidente de Administrao HU/UFJFresidecoadm.hu@ufjf.edu.br

  • Melhoria do nvel de sade

    Utilizao eficiente dos recursos disponveis

  • Desafio:

    aumentar a coerncia entre os recursos, os servios e as necessidades da comunidade.

  • Tentar eliminar os desequilbrios:

    Geogrficos (colocar os servios onde esto as necessidades); Organizacionais (falta de servios bsicos, abundncia de servios hospitalares); Numricos (excesso de mdicos, falta de enfermeiros).

  • O aumento dos recursos vai, por si s, elevar a eficincia dos servios?

  • No. Maior volume de recursos administrados de uma maneira ineficiente resultar no aumento dos custos sem melhoria significativa do impacto dos servios.

  • SUS descentralizado (Federal, Estadual e Municipal);

    Os dados extrados auxiliam na gesto da sade pblica.

    Ex.: Datasus, SISMAMA, SISCOLO, SIS-PRENATAL, SUSFCIL, CNES, entre outros.

    Sistemas de informao

  • Os dados constituem um dos pontos fundamentais para elaborar a programao e controlar e avaliar a assistncia hospitalar e ambulatorial no pas.

    Propicia ao gestor o conhecimento da realidade da rede assistencial existente e suas potencialidades, visando auxiliar no planejamento em sade, em todos os nveis de governo, bem como dar maior visibilidade ao controle social a ser exercido pela populao.

  • CNES cnes.datasus.gov.br

    O CNES visa disponibilizar informaes das atuais condies de infra-estrutura de funcionamento dos Estabelecimentos de Sade em todas as esferas, ou seja, Federal, Estadual e Municipal;

    Propicia ao gestor o conhecimento da realidade da rede assistencial existente e suas potencialidades, visando auxiliar no planejamento em sade , em todos os nveis de governo.

  • um instrumento que possibilita a vinculao dos procedimentos executados no mbito do SUS ao usurio, ao profissional que os realizou e tambm unidade de sade onde foram realizados;Tem uma numerao nacional que permite identificar o cidado com o seu sistema (estadual ou municipal) e agreg-lo ao sistema nacional garantindo seu atendimento em todo territrio.

    Carto Nacional de Sade

  • Objetivos do projeto:

    construo de uma base de dados de histrico clnico (acesso em qualquer estado ou municpio sobre informaes do paciente por meio de pronturio eletrnico);imediata identificao do usurio;ampliao e melhoria de acesso da populao a medicamentos;Modernizao dos instrumentos de gerenciamento da ateno sade.

  • Interveno do Estado na Sade Objetivo: busca de melhores resultados para a sade da populao e maior eficincia de sua gesto;

    Conjunto de iniciativas do Ministrio da Sade para aperfeioar o desempenho dos seus servios mediante planejamento conjunto e realizao de acordos que contemplem metas e indicadores a serem alcanados.

  • Programa de Fortalecimento e Melhoria da Qualidade dos Hospitais do SUS/MG: lanado pela Secretaria de Estado de Sade em maio de 2003;

    Repasse financeiro feito pelo Governo, por meio da Secretaria de Sade de Minas Gerais e as instituies se comprometem a cumprir metas assistenciais e gerenciais;

    Os hospitais selecionados assinam um contrato de metas com a SES/MG, comprometendo-se a melhorar a qualidade de sua ateno e a cumprir alguns requisitos obrigatrios.

    Pro-Hosp

  • Objetivos Redesenhar a rede hospitalar do Estado;Prestar servios de qualidade; Preencher os vazios assistenciais; Melhorar o desempenho;Expandir o acesso a assistncia hospitalar.

  • Indicadores Taxa de mortalidade institucional (nmero de bitos aps 24 horas da entrada do paciente);

    Taxa de referncia (relacionado aos pacientes que no so da cidade);

    Taxa de cumprimento de pactos regionais do SUS (referente s metas firmadas com o programa);

    Taxa de ocupao hospitalar;

    Taxa de mortalidade infantil hospitalar.

  • VIVA VIDAO Programa Viva Vida foi lanado pela SES/MG em outubro de 2003.Objetivo:Reduzir a mortalidade materna e infantil no Estado de Minas Gerais.Principais aes:Estruturao e qualificao da rede assistencialMelhoria da qualidade das informaesMobilizao Social

  • Centro Viva Vida HU/UFJFUnidade de sade de referncia secundria, de natureza pblica, exclusivamente a servio do SUS; local de atendimento de mdia complexidade, que dever atuar de maneira integrada ateno primria e terciria;Ateno sade sexual e reprodutiva de homens e mulheres e a sade da criana;rea de Abrangncia: Micros de Juiz de Fora / So Joo Nepomuceno / Bicas / Santos Dumont (Mais de 30 municpios).

  • BIBLIOGRAFIA

    Dussault, G. A gesto dos servios pblicos de sade: caractersticas e exigncias. Rev. Adm. Pb. Rio de Janeiro, 26(2): 8-19, abr./jun. 1992.

    CNES. Disponvel em: www.cnes.datasus.gov.br

    http://g1.globo.com/mg/zona-da-mata/noticia/2013/12/hospital-de-juiz-de-fora-atende-parte-de-metas- propostas-pelo-pro-hosp.html

    http://g1.globo.com/minas-gerais/triangulo-mineiro/noticia/2014/03/hospitais-do-interior-de-mg- receberao-recursos-por-meio-do-pro-hosp.html

    Portal da Sade. Disponvel em: http://portalsaude.saude.gov.br/.

  • Muito Obrigada !

    ************************************************

Recommended

View more >