gestao da qualidade definicoes

Download Gestao da qualidade definicoes

If you can't read please download the document

Post on 05-Jun-2015

3.445 views

Category:

Documents

6 download

Embed Size (px)

DESCRIPTION

Gestao da Qualidade, ISO 2001 e demais definições.

TRANSCRIPT

  • 1. Noo transcendentalQualidade sinnimo de excelncia. O melhor possvel nasespecificaes do produto ou servio Abordagem baseada emmanufatura Qualidade sinnimo de conformidade, produtos quecorrespondam precisamente s especificaes de projeto.Abordagem baseada no usurioO produto ou servio deve ser adequado ao seu propsito Abordagembaseada no produto Qualidade um conjunto mensurvel decaractersticas que so requeridas para satisfazer o consumidorAbordagem baseada em valor A qualidade percebida uma relaoentre preo e valor agregado ao cliente.Abordagem geralQualidade a consistente conformidade com as expectativas dosconsumidores.

2. Conceitos Associados 3. Dimenses da qualidade Desempenho Conformidade Durabilidade Disponibilidade 4. ISO 8402:1986 Totalidade de caractersticas de um produto que confere a capacidade de satisfazer as necessidades explcitas e implcitas. ISO 9000:1994 Totalidade de caractersticas de umaentidade, que confere a capacidadede satisfazerasnecessidadesexplcitas e implcitas.Fonte: NBR ISO 8402:1986; 9000:1994 5. ISO 9000:2000Capacidade de um conjunto completo de caractersticas inerentes a um produto, sistema ou processo, de atender aosrequisitos dos clientes e de outras partes interessadas.Fonte: NBR ISO 8402:1986; 9000:1994 6. A ISO 9001:2008 A Iso 9001:2008 a verso mais atual da norma, reformulada em 2008, e est emDIS (Draft International Standard), ouseja, constitui apenas um rascunho, embora possa ser considerada como a sua verso final. importante destacar que mudanassignificativas foram identificadas em apenasalguns de seus pontos. 7. Entendendo melhorAspectos abordados, lembrando sempre que alguns requisitos variam de acordo como tamanho e ramo de atividade da empresa. Deve ser feita a anlise de todoprocesso e garantir a padronizao, monitoramento e documentao de todo oprocesso que tem influncia no produto.Responsabilidade da direo: requer que a poltica de qualidade sejadefinida, documentada, comunicada, implementada e mantida. Alm disto,requer que se designe um representante da administrao para coordenare controlar o sistema da qualidade.Sistema da qualidade: deve ser documentado na forma de um manual eimplementado tambm.Anlise crtica de contratos: os requisitos contratuais devem estarcompletos e bem definidos. A empresa deve assegurar que tenha todos osrecursos necessrios para atender s exigncias contratuais.Controle de projeto: todas as atividades referentes projetos(planejamento, mtodos para reviso, mudanas, verificaes, etc.)devem ser documentadas.Controle de documentos: requer procedimentos para controlar a gerao,distribuio, mudana e reviso em todos os documentos codificados naempresa. 31 de agosto de 2009 por Vincius Mont Serrat em http://www.sucessonews.com.br/ 8. Aquisio: deve-se garantir que as matrias-primas atendam sexigncias especificadas. Deve haver procedimentos para a avaliao defornecedores.Produtos fornecidos pelo cliente: deve-se assegurar que estes produtossejam adequados ao uso.Identificao e rastreabilidade do produto: requer a identificao doproduto por item, srie ou lote durante todos os estgios da produo,entrega e instalao.Controle de processos: requer que todas as fases de processamento deum produto sejam controladas (por procedimentos, normas, etc.) edocumentadas.Inspeo e ensaios: requer que a matria-prima seja inspecionada (porprocedimentos documentados) antes de sua utilizao.Equipamentos de inspeo, medio e ensaios: requer procedimentospara a calibrao/aferio, o controle e a manuteno destesequipamentos.Situao da inspeo e ensaios: deve haver, no produto, algum indicadorque demonstre por quais inspees e ensaios ele passou e se foiaprovado ou no.Controle de produto no-conformes: requer procedimentos paraassegurar que o produto no conforme aos requisitos especificados impedido de ser utilizado inadvertidamente.31 de agosto de 2009 por Vincius Mont Serrat em http://www.sucessonews.com.br/ 9. Ao corretiva: exige a investigao e anlise das causas de produtosno-conformes e adoo de medidas para prevenir a reincidncia destasno-conformidades.Manuseio, armazenamento, embalagem e expedio: requer aexistncia de procedimentos para o manuseio, o armazenamento, aembalagem e a expedio dos produtos.Registros da qualidade: devem ser mantidos registros da qualidade aolongo de todo o processo de produo. Estes devem ser devidamentearquivados e protegidos contra danos e extravios.Auditorias internas da qualidade: deve-se implantar um sistema deavaliao do programa da qualidade.Treinamento: devem ser estabelecidos programas de treinamento paramanter, atualizar e ampliar os conhecimentos e as habilidades dosfuncionrios.Assistncia tcnica: requer procedimentos para garantir a assistncia clientes.Tcnicas estatsticas: devem ser utilizadas tcnicas estatsticasadequadas para verificar a aceitabilidade da capacidade do processo eas caractersticas do produto. 31 de agosto de 2009 por Vincius Mont Serrat em http://www.sucessonews.com.br/ 10. SobrevivnciaCompetitividadeQualidade (preferncia dos clientes)Projeto Fabricao SeguranaAssistncia Entrega no Custo adequadoadequadado clienteadequada prazobaixoFonte: Falconi, 1992 (adaptado) 11. A adoo das normas ISO vantajosa para as organizaes uma vez quelhes confere maior organizao, produtividade e credibilidade elementosfacilmente identificveis pelos clientes aumentando a suacompetitividade nos mercados nacional e internacional. Os processosorganizacionais necessitam ser verificados atravs de auditorias externasindependentes.Uma coisa me intriga nas normas ISO e em tudo que tenha uma regra a serseguida. Fora as empresas a seguirem normas, em algumas muitas vezesleva a mesma a no evoluir como deveria, por estarem sempre presas aoque est escrito no papel. Conheo empresas que so um pouco arcaicaspor no sarem do quadrado, mas nada de tudo bom, certo? Mas, oimportante a se destacar o quanto a presena de uma certificao comoa ISO pode causar um impacto muito grande na sua empresa, e pra quelado esse impacto tender s depende do modo de implementao eevoluo que este ter dentro da empresa e processos. 31 de agosto de 2009 por Vincius Mont Serrat em http://www.sucessonews.com.br/ 12. REFLEXO: Quem nosso cliente? O que cliente externo? O que cliente interno? O que qualidade corretiva? O que qualidade preventiva? Como atingir 100% de qualidadetodas as vezes? 13. Ento resumindo,a Gesto da Qualidade serve para... Atendimento s necessidades dos clientes; Garantir a competitividade Aumentar a produtividade Melhoria da satisfao do cliente Reduo de perdas / desperdcios; Reduo do retrabalho; Padronizao de processos Ser preventivo e no corretivo MELHORIA CONTNUA!!! 14. Revenda de veculos 15. Plula da Qualidade: Giro do PDCA AGIR: Tomar aes PLANEJAR:corretivas Documentar oouque deve ser feitopreventivas Definir metas e A P objetivos VERIFICAR: C D FAZER: Executar as Medir resultados tarefas Monitorar resultados documentadas Analisar resultados(www.brasilcompetitivo.com.br ou www.portalqualidade.com.br) 16. ( ) O mdico escuta o relato do paciente, elabora um diagnstico eplaneja um tratamento para combater a causa da doena.( ) O paciente executa o tratamento conforme receita mdica.( ) O paciente retorna ao consultrio e informa que continua com osmesmos sintomas.( ) O mdico despreza o tratamento e prescreve um outromedicamento.( ) O paciente executa o novo tratamento.( ) O paciente retorna novamente e desta vez informa que os sintomasdesapareceram.( ) O mdico receita o mesmo tratamento para pacientes com omesmo sintoma. 17. FATORES PARA UM BOM PLANEJAMENTO Conhecimento das pessoas. Entusiasmo das pessoas. Tempo de envolvimento da alta administrao. Capacidade de soluo de problemas. Capacidade de negociao. Capacidade de concretizar 18. ObjetivoIndicadoresMetasda qualidade Dados ou informaes Nveis de Aquilo que numricas que quantificam desempenhobuscado ouas entradas (recursos ),pretendidos para almejado, no sadas (produtos) e oum determinadoque diz respeito desempenho de processos, perodo de tempo qualidade. produtos e da organizao (nmero/quantifica como um todo. Os o)indicadores so usados para acompanhar e melhorar os Fonte: NBR ISO 9000:2000 resultados ao longo do Fonte: Critrios de Avaliao tempo.PGQP 2004(nmero/quantificao/ndic es)Fonte: Critrios de Avaliao PGQP 2004. 19. Referncia a ser seguida.ADROAtividade sistemtica deestabelecer e utilizarpadres.ADRONIZAO 20. EXERCCIO DE PLANEJAMENTO Individual Baseado no contedo faa o seu planejamentopessoal / profissional para este ano, especificandoqual seu objetivo, como voc vai medir o seualcance e qual sua meta. Fazer este exerccio numa folha, para ser entregue. 21. O que Organograma?Fluxograma?Cronograma? 22. Organograma 23. DiretorGerente de Produo Programador Gerente de Gerente deGerente de RHDesenvolvimento Vendas SupervisoresTcnico em Vendedores Psicloga OperadoresCalados Auxiliare de RHAuxiliaresModelista Representantes Auxiliares Auxiliares 24. Cronograma 25. Cronograma 26. Fluxograma 27. Fluxogramahttp://www.droiddia.com/ 28. Importncia: Retrata passo a passo de um procedimento, revelandotodas as reas/ pessoas envolvidas em sua execuo; Relacionamento entre etapas; Pontos de controle; Gargalos e falhas no sistema; Transmisso de informaes e conhecimentos; Facilita o treinamento; Delegao. 29. Simbologia Bsica do FluxogramaSMBOLO SIGNIFICADO UTILIZAOOperaoUma ao desenvolvida dentro de uma rotinaEntrada/sada rgo requisitante ou rgo expedidor de um servioPodem significar desvios/problemasDecisoDevem ser referenciais para os indicadoresde qualidade e produtividade Formulrio ou documentoIdentifica formulrio ou documento a serpreenchido no processoConectorUtilizado para ligar um fluxo de processo a outro Arquivo temporrio Representa a guarda temporria de umdocumento ou formulrioRepresenta a guarda permanente de um Arquivo permanente documento ou formulrio Incio e fim de processo Representa o incio e trmino de um