Gestão ambiental uma questão estratégica

Download Gestão ambiental   uma questão estratégica

Post on 08-Jul-2015

65 views

Category:

Education

0 download

Embed Size (px)

DESCRIPTION

Apresentam-se consideraes a respeito da questo meio ambiente - ambiente natural, e as aes necessrias sua preservao.

TRANSCRIPT

<ul><li><p>4/9/2010</p><p>1</p><p>Gesto Ambiental</p><p>Uma questo estratgica</p><p>Eng Antonio Fernando Navarro. M.Sc.afnavarro@terra.com.br</p><p>2006</p><p>Conceito Bsico</p><p>O meio ambiente pode ser definido: no sentido amplo, como o conjunto dos aspectos econmicos, sociais, polticos e ecolgicos que afetam as condies de vida; no sentido estrito, como a totalidade das condies externas que afetam uma comunidade de organismos (biocenose) em seu hbitat.</p></li><li><p>4/9/2010</p><p>2</p><p>Gesto Ambiental - Conceito e Histrico</p><p>A Gesto Ambiental o conjunto dos aspectos de gerenciamento global que as empresas econmicas devem adotar, com a funo de realizar o planejamento, o desenvolvimento, a implementao e a manuteno de uma poltica ambiental em sintonia com o desenvolvimento sustentvel.A aplicao dos princpios do desenvolvimento sustentvel envolve a integrao dos critrios de proteo ambiental na prtica econmica, a fim de que o planejamento estratgico empresarial torne efetiva esta conciliao.</p><p>Para efeito de Avaliao de Impacto Ambiental, - instrumento de poltica ambiental estabelecido pelo art. 225, 1, IV, da Constituio Federal -, e de acordo com a Resoluo CONAMA n. 001, de 23.01.86, o meio ambiente subdivide-se nos seus aspectos biolgico, fsico e social. O meio biolgico constitudo pelo conjunto dos seres animais e vegetais de uma regio (biota); o meio social constitudo pelo conjunto dos bens culturais; enquanto que o meio fsico se constitui de elementos abiticos ou inanimados do ambiente.</p></li><li><p>4/9/2010</p><p>3</p><p>As intervenes humanas devem ser avaliadas globalmente, em todos os seus aspectos, procurando diagnosticar e prognosticar os seus efeitos de forma multilateral. Os resultados esperados pela implantao de projetos e pela implementao de aes antrpicas devem se basear na estratgia do no comprometimento da capacidade de suporte do ambiente.</p><p>A qualidade de vida humana depende da manuteno do equilbrio dinmico entre os elementos biticos (vivos) e abiticos (no vivos) da biosfera. Este equilbrio est submetido a limites estabelecidos pelas leis da natureza. Os projetos e atividades humanas promovem alteraes na parte de um todo, cuja resultante no conjunto das intervenes em nvel de biosfera, contm ameaas em potencial de rupturas dos limites que asseguram a sustentabilidade do ambiente. Os desequilbrios ecolgicos globais so um claro exemplo deste fenmeno.</p></li><li><p>4/9/2010</p><p>4</p></li><li><p>4/9/2010</p><p>5</p></li><li><p>4/9/2010</p><p>6</p><p>Exausto dos recursos naturais</p><p>A produtividade dos ecossistemas um conceito muito importante para se entender a dinmica do ambiente no sentido da busca do relacionamento auto-sustentvel entre o homem e a natureza. A produtividade conceituada como sendo a energia armazenada pelos produtores que pode ser empregada como alimento pelos consumidores. No poderia haver sistemas ecolgicos sem a energia e os comportamentos a ela associados a energia no se cria nem se destri, mas transforma-se (1 Lei da Termodinmica).</p><p>Evoluo do Conceito de Desenvolvimento Sustentvel</p><p>No ltimo meio sculo o mundo experimentou o fenmeno da globalizao da economia e da ecologia. Esse fenmeno, com base nos argumentos de Maimon (1996)15, pode ser assim itemizado:Os fenmenos da poluio transcendem as fronteiras nacionais, afetando as regies ou o planeta como um todo, trazendo as preocupaes com os riscos globais tanto para os empresrios como para os consumidores;</p></li><li><p>4/9/2010</p><p>7</p><p>A difuso do conceito de Desenvolvimento Sustentvel, pelas Naes Unidas, formulado na dcada de 80 pelo Relatrio Brundtland, Nosso Futuro Comum, da busca simultnea de eficincia econmica, justia social e harmonia ecolgica. O Desenvolvimento Sustentvel aquele que atende s necessidades do presente, sem comprometer a capacidade das futuras geraes atenderem s suas prprias necessidades (World Comission on Environment and Development, 1987).Este conceito passa a ser o eixo dominante das relaes internacionais, quando as naes assumiram responsabilidades pelo cumprimento das Convenes assinadas na Rio-92 (Biodiversidade, Floresta, Mudana Climtica, Agenda 21). A avaliao do desempenho destas Convenes se dar na Conferncia Mundial de Cpula sobre Desenvolvimento Sustentvel, a Rio+10, marcada para agosto/setembro de 2002, em Joanesburgo, frica do Sul. Estima-se que 65 mil pessoas participaro deste evento, incluindo 5 mil representantes de 193 Estados e das Naes Unidas, e 50 mil de organizaes no-governamentais.</p><p>O conceito de desenvolvimento sustentvel de fcil aceitao, pois exige bom senso, mas de difcil aplicao, pois estabelece novas exigncias de desempenho ambiental para a sociedade e para as indstrias e empresas em geral.As exigncias ambientais para as empresas surgem como presses externas ou como oportunidades de obter benefcios internos. Estas exigncias podem se converter num conjunto de procedimentos para gerir ou administrar uma organizao, de forma a obter o melhor relacionamento com o meio ambiente.</p></li><li><p>4/9/2010</p><p>8</p><p>Diretrizes para a Gesto Ambiental</p><p>Para Bursztyn (1994)117, o modelo de crescimento adotado desde o incio da revoluo industrial tem se revelado como um agente de quebra do equilbrio ecolgico, o que acarreta, em termos econmicos, um desequilbrio da alocao de recursos e, em termos sociais, da distribuio do bem-estar.Segundo a autora, o padro tecnolgico adotado pressupe a inesgotabilidade e a apropriao gratuita do estoque dos recursos ambientais por parte dos produtores e comunidades. Consequentemente, nas atividades de produo e consumo, os bens ambientais so explorados exausto e, por se tratar de um interesse difuso, a varivel ambiental no incorporada na composio dos custos de produo, resultando que a sociedade absorve um custo social traduzido na forma de poluio ambiental. </p></li><li><p>4/9/2010</p><p>9</p><p>A poluio, nesta tica, considerada um efeito externo negativo ou deseconomia externa, pois os seus danos no so diretamente considerados pelo mercado, sendo impostos sociedade como um custo social no compensado. nesse sentido que a varivel ambiental deve ser considerada como um bem econmico, juntamente com outros fatores como trabalho, capital, matria-prima. Para isto, necessrio compatibilizar o crescimento econmico com a poltica de preservao do meio ambiente.De acordo com as concluses da Conferncia Internacional sobre Meio Ambiente e Economia (Paris, 1984), esta compatibilizao se dar com a incorporao integral da varivel ambiental aos processos de tomada de deciso, de produo e de consumo.Assim, as diretrizes para a gesto racional do meio ambiente podem ser consubstanciadas nas linhas de ao, citadas por Bursztyn (Op. Cit.).</p><p>Aperfeioamento dos mtodos de ajuda deciso</p><p>Os principais mtodos de ajuda deciso para uma gesto racional so: Anlise Custo-Benefcio - consiste em avaliar os ganhos e as perdas decorrentes da implantao de um programa ou projeto; Avaliao e Gesto de Riscos - consiste na estimativa cientfica da amplitude do risco diante da exposio de um determinado poluente, considerando os perigos potenciais, os dados dose-efeito e os riscos exposio, bem como nas decises acerca das normas regulamentares decorrentes da avaliao;Avaliao de Impacto Ambiental - objetiva orientar a concepo de projetos ou programas de desenvolvimento, de maneira a identificar e avaliar, previamente, as conseqncias ambientais da implantao dos mesmos.</p></li><li><p>4/9/2010</p><p>10</p><p>Gesto Ambiental PrivadaA responsabilidade ambiental da empresa resultado da sua interao com atores externos e internos. Os principais atores externos so o governo e os respectivos rgos de controle (local, regional e nacional), o movimento ambientalista, as instituies de comrcio e industriais, em particular o setor de ecobusiness, as instituies de pesquisa, os sindicatos e, obviamente, os consumidores.Dentre os atores internos, vale mencionar: o departamento de segurana e meio ambiente, o de pesquisa e desenvolvimento, o de qualidade, o de produo, o de venda e marketing, o de controle financeiro, o jurdico, o departamento de administrao e de pessoal, as comisses de fbrica e os prestadores de servios de terceirizao.O programa institucional da empresa, a dinmica de competio, o setor de atividade e o grau de presso dos distintos atores externos acarretar a escolha dos atores com os quais a empresa vai interagir com mais intensidade.</p></li><li><p>4/9/2010</p><p>11</p><p>Modelos Empresariais de Responsabilidade Ambiental</p><p>CONCEITO DE GESTO AMBIENTAL</p><p>Por gesto ambiental entende-se o conjunto de princpios, estratgias e diretrizes de aes e procedimentos para proteger a integridade dos meios fsico e bitico, bem como a dos grupos sociais que deles dependem. Esse conceito inclui, tambm, tambm, o monitoramento e o controle de elementos essenciais qualidade de vida, em geral, e salubridade humana, em especial. Suas atividades envolvem o monitoramento, o controle e a fiscalizao do uso dos recursos naturais, bem como o processo de estudo, avaliao e eventual licenciamento de atividades potencialmente poluidoras. Envolve, tambm, a normatizao de atividades, definio de parmetros fsicos, biolgicos e qumicos dos elementos naturais a serem monitorados, assim como os limites de sua explorao e/ou as condies de atendimento dos requerimentos ambientais em geral.</p></li><li><p>4/9/2010</p><p>12</p><p>EXXON VALDEZ - 1989</p></li><li><p>4/9/2010</p><p>13</p></li></ul>