Gerenciamento da Informação Contábil: Pesquisas ?· para aumentar (melhorar) ou diminuir (piorar)…

Download Gerenciamento da Informação Contábil: Pesquisas ?· para aumentar (melhorar) ou diminuir (piorar)…

Post on 12-Oct-2018

212 views

Category:

Documents

0 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

<ul><li><p> 1</p><p>Gerenciamento da Informao Contbil: Pesquisas Empricas Realizadas no Mercado Norte-Americano de Seguros </p><p> Autoria: Adriano Rodrigues </p><p>Resumo: O objetivo principal deste artigo apresentar uma reviso da literatura a respeito do tema gerenciamento da informao contbil, com enfoque nas pesquisas empricas realizadas no mercado norte-americano de seguros. Primeiramente, so feitos alguns esclarecimentos bsicos sobre a linha de pesquisa na qual esse tema se encontra inserido. Posteriormente, foram comentadas pesquisas internacionais publicadas nos principais peridicos acadmicos da rea, segregadas em pesquisas clssicas, pesquisas conforme as motivaes e pesquisas recentes. Por fim, analisam-se, detalhadamente, trs artigos publicados no Journal of Accounting and Economics que abordam o gerenciamento da informao contbil no setor de seguros. Essas pesquisas empricas foram realizadas nos Estados Unidos e tratam da prtica de gerenciamento da informao contbil atravs das provises de sinistros. Cabe ressaltar que ainda no possvel realizar pesquisas empricas dessa natureza no Brasil, pois o rgo regulador do setor (SUSEP) no disponibiliza as informaes necessrias para efetuar o clculo do erro de estimao das provises de sinistros, diferentemente do procedimento adotado no mercado norte-americano de seguros. </p><p>1. Introduo Existe uma linha de pesquisa em contabilidade dedicada a investigar se diretores de empresas utilizam sua discricionariedade para influenciar os nmeros contbeis com o objetivo de atender interesses particulares. No mbito internacional, essa linha de pesquisa denominada earnings management (gerenciamento de resultados) e balance sheet management (gerenciamento do balano patrimonial). Assim como Cardoso (2005, p.17), este trabalho considera o gerenciamento da informao contbil como a traduo conjunta dos termos earnings management e balance sheet management. </p><p>De acordo com Schipper (1989, p.92), o gerenciamento da informao contbil pode ser definido como uma interveno proposital no processo de elaborao das demonstraes financeiras externas, com a inteno de obter algum benefcio particular. </p><p>J Dechow e Skinner (2000, p.239) esclarecem um ponto importante que diz respeito distino entre gerenciamento da informao contbil e contabilidade fraudulenta. Enquanto no primeiro caso a manipulao das informaes ocorre no mbito das normas e prticas contbeis aceitas, a fraude uma manipulao que viola as normas e princpios contbeis e configura uma prtica inaceitvel. </p><p>Healy e Wahlen (1999, p.365-383) fizeram uma reviso de diversas pesquisas acadmicas sobre o gerenciamento da informao contbil, visando a auxiliar os responsveis pelo estabelecimento de padres e normas contbeis. Em sua pesquisa, os referidos autores destacam como grandes motivaes ao gerenciamento da informao contbil: i) as expectativas do mercado de capitais; ii) os contratos redigidos em termos de nmeros contbeis e iii) a regulao governamental. </p></li><li><p> 2</p><p>De acordo com Zendersky (2005, p.38), outra motivao apresentada em diversos estudos relaciona a prtica de gerenciamento de resultados inteno de reduzir o pagamento dos tributos cuja base de clculo incide sobre o resultado. </p><p>Em relao s prticas de gerenciamento, Martinez (2001, p.43) destaca trs tipos: target earnings, income smoothing e big bath accounting. O target earnings significa gerenciamento para aumentar (melhorar) ou diminuir (piorar) os resultados contbeis com a finalidade de atingir determinadas metas de referncia que podem situar-se acima ou abaixo do resultado apurado. O income smoothing significa gerenciamento para reduzir a variabilidade dos resultados contbeis. O propsito dessa prtica manter os resultados em determinado patamar e evitar sua excessiva flutuao. J o big bath accounting significa gerenciamento para reduzir os resultados contbeis correntes, de modo a aumentar os resultados contbeis futuros. Essa prtica pode ser empregada em situaes nas quais os resultados apurados previamente projetam valores finais bem inferiores aos que foram estabelecidos como meta. </p><p>Alm dessas trs prticas de gerenciamento que enfocam os resultados contbeis, tambm existem outras prticas cuja finalidade gerenciar contas de natureza patrimonial. De acordo com Cardoso (2005, p.20), o termo balance sheet management utilizado para designar o gerenciamento da informao contbil especificamente por meio de reclassificao dos saldos das contas patrimoniais. A finalidade desse tipo de prtica de gerenciamento afetar indicadores de liquidez, endividamento e solvncia com o intuito de atingir parmetros preestabelecidos em contratos de financiamento ou pela regulao de setores especficos. </p><p>Para finalizar essa etapa de esclarecimentos bsicos acerca do gerenciamento da informao contbil, sero realizados alguns comentrios a respeito das trs principais abordagens metodolgicas empregadas por essa linha de pesquisa: anlise de distribuio de freqncia; anlise de accruals agregados e anlise de accruals especficos. </p><p>A anlise de distribuio de freqncia empregada para detectar o gerenciamento da informao contbil ao redor de certos pontos de referncia. Por exemplo, algumas pesquisas empricas buscam evidenciar se diretores de empresas evitam reportar prejuzos, isto , se o resultado contbil latente indica que est ocorrendo pequeno prejuzo os gestores faro o possvel para reverter essa situao e apresentar pequeno lucro como resultado. Desse modo, no caso de freqncia de observaes significativamente superiores no intervalo imediatamente acima do lucro zero (ponto de referncia), em relao ao intervalo imediatamente abaixo, dar indcios de gerenciamento da informao contbil. </p><p>A anlise de accruals agregados busca medir o grau de discricionariedade dos diretores de empresas sobre a informao contbil reportada. importante destacar que os accruals representam os saldos das contas de resultado que compem a apurao do lucro ou prejuzo, mas no movimentam o disponvel da empresa em funo do princpio da competncia. Por isso, esse termo definido como a diferena entre lucro lquido e fluxo de caixa operacional. Contudo, as pesquisas sobre gerenciamento da informao contbil que utilizam essa abordagem fazem a segregao entre accruals no-discricionrios (inerentes s atividades da empresa) e accruals discricionrios (inerentes s prticas de gerenciamento), sendo que o objetivo empregar o melhor modelo para estimar os valores desses accruals. </p><p>A anlise de accruals especficos enfoca contas individuais sobre as quais os diretores de empresas podem exercer sua discricionariedade. O grande diferencial das pesquisas empricas conduzidas por essa metodologia possibilitar o desenvolvimento de modelos economtricos mais compatveis com as hipteses de pesquisa. </p></li><li><p> 3</p><p>2. Pesquisas internacionais sobre o gerenciamento da informao contbil Cabe ressaltar que intenso o volume de pesquisa j publicado sobre esse tema nos principais peridicos acadmicos da rea, tais como: Accounting Review, Journal of Accounting and Economics e Journal of Accounting Research. </p><p>Dessa forma, optou-se por apresentar algumas pesquisas internacionais sobre o gerenciamento da informao contbil em trs etapas: pesquisas clssicas (Quadro 1), pesquisas conforme as motivaes (Quadros 2, 3 e 4) e pesquisas recentes (Quadro 5). </p><p> ARTIGOS COMENTRIOS </p><p>Healy (1985) </p><p>- Examinou se os diretores de empresas manipulam os resultados de modo a aumentar a sua remunerao na forma de bnus. </p><p>- Introduziu o primeiro modelo para avaliao do gerenciamento da informao contbil, tornando-se referencial terico para trabalhos posteriores. </p><p>- Suas evidncias indicam que existe uma associao entre o valor dos accruals e os incentivos dos gestores para reportar aumentos dos lucros. </p><p>McNichols et al (1988) </p><p>- Buscaram verificar se os diretores de empresas financeiras manipulam os resultados pelo uso da proviso de devedores duvidosos. </p><p>- Proporcionaram uma viso alternativa de pesquisa ao focalizar sua anlise em accruals especficos. </p><p>- Suas evidncias indicam que empresas financeiras gerenciam resultados pelo aumento da proviso de devedores duvidosos. </p><p>Jones (1991) </p><p>- Examinou se as empresas que podem obter benefcios de proteo alfandegria adotam prticas de gerenciamento da informao contbil. </p><p>- O modelo empregado por Jones criou uma ferramenta mais robusta para identificar o valor dos accruals discricionrios. </p><p>- Suas evidncias no rejeitam a hiptese de que os gestores efetuam prticas para reduzir os lucros, em funo do efeito de criao da proteo alfandegria. </p><p>Burgstahler e Dichev (1997) </p><p>- Buscaram verificar se as firmas gerenciam a informao contbil para evitar reportar prejuzos e para sustentar resultados obtidos. </p><p>- Utilizaram distribuio de freqncia para evidenciar o gerenciamento da informao contbil ao redor de certos pontos de referncia. </p><p>- Suas evidncias apontam uma freqncia incomum de pequenos lucros quando comparada freqncia de pequenos prejuzos. </p><p>Quadro 1 Pesquisas clssicas </p><p> ARTIGOS COMENTRIOS </p><p>Dye (1988) </p><p>- Por meio de um modelo analtico desenvolvido pelo prprio autor, so fornecidas evidncias de que diretores de empresas gerenciam a informao contbil com intuito de influenciar as decises de agentes do mercado de capitais (investidores e analistas financeiros). </p><p>Teoh et al (1998) </p><p>- Suas evidncias indicam que as empresas possuem accruals relativamente alto nos anos prximos primeira subscrio de aes, o que explica o fato de essas empresas terem desempenho abaixo do mercado nos anos subseqentes ao lanamento. </p><p>Kasznik (1999) - Suas evidncias indicam que as empresas com perigo de no atingir as projees de </p><p>resultado dos analistas financeiros utilizam provises inesperadas como forma de gerenciamento da informao contbil. </p><p>Leuz et al (2003) </p><p>- Fornecem evidncias sobre o nvel de gerenciamento da informao contbil em 31 pases. Concluem que empresas em pases onde o mercado de capitais oferece maior proteo ao investidor apresentam menor nvel de gerenciamento. </p><p>Quadro 2 Pesquisas que abordam as motivaes do mercado de capitais </p></li><li><p> 4</p><p>ARTIGOS COMENTRIOS </p><p>Dechow e Sloan (1991) </p><p>- Suas evidncias indicam que os executivos, em seus ltimos anos no cargo, reduzem os gastos com pesquisa e desenvolvimento, com intuito de aumentar os lucros. Eles argumentam que esse comportamento consistente com a natureza dos contratos de remunerao e seus pequenos horizontes de tempo. </p><p>Sweeney (1994) </p><p>- Fornece evidncias sobre o gerenciamento da informao contbil motivado por propsitos de contrato de dvidas. Por meio de uma anlise detalhada de 22 firmas que violaram convenes de dvida, ele encontrou indcios de gerenciamento da informao contbil. </p><p>Holthausen et al (1995) </p><p>- Suas evidncias indicam que empresas com dificuldade financeira tendem a dar maior nfase no gerenciamento da informao contbil, visando a reduzir os pagamentos de dividendo e reestruturar suas relaes contratuais. </p><p>Guidry et al (1999) </p><p>- Encontram evidncias de que diretores divisionais das grandes empresas multinacionais postergam os resultados quando as metas de lucros do seu plano de gratificao, provavelmente, no venham a ser atingidas. </p><p>Quadro 3 Pesquisas que abordam as motivaes contratuais </p><p> ARTIGOS COMENTRIOS </p><p>Moyer (1990) </p><p>- As evidncias encontradas so consistentes com as hipteses associadas aos ajustes contbeis para atender as diretrizes dos ndices de suficincia de capital. Foram analisados os ajustes nas contas de proviso de devedores duvidosos, baixas de emprstimos e resultados com ttulos e valores mobilirios. </p><p>Kim e Kross (1998) </p><p>- Buscaram verificar se as mudanas na regulao das instituies financeiras ocorridas em 1989 criaram incentivos para o gerenciamento da informao contbil. As evidncias mostram que instituies financeiras com baixos ndices de capital reduziram suas provises de perdas com emprstimos durante o perodo entre 19901992, quando comparado ao perodo entre 19851988. </p><p>Ahmed et al (1999) </p><p>- O artigo apresenta teste mais poderoso para medir o gerenciamento de capital e de resultados. Existem evidncias que sustentam a hiptese de as provises de perdas com emprstimos serem usadas no gerenciamento de capital. Contudo, no foram encontradas evidncias de gerenciamento de resultados via provises de perdas com emprstimos. </p><p>Shrieves e Dahl (2003) </p><p>- Investigam a utilizao de prticas contbeis discricionrias para atender a regulao bancria internacional (Acordo da Basilia), com enfoque nas instituies financeiras japonesas, no perodo entre 19891996. As evidncias sustentam que o gerenciamento da informao contbil possibilitou algumas instituies financeiras japonesas atender o Acordo da Basilia. </p><p>Petroni (1992) </p><p>- Os testes empricos sugerem que diretores de seguradoras financeiramente fracas influenciam para baixo as estimativas das provises de sinistros em relao as demais seguradoras. As evidncias tambm revelam que diretores de seguradoras sob interveno do rgo regulador reduzem as estimativas das provises de sinistros em um grau muito maior. </p><p>Beaver et al (2003) </p><p>- Encontram evidncias de que seguradoras com resultados positivos pequenos avaliam para baixo as provises de sinistros se comparadas s seguradoras com resultados negativos pequenos. Alm disso, os autores destacam que companhias abertas e mtuas gerenciam as provises de sinistros para evitar perdas, mas as companhias fechadas no o fazem. </p><p>Gaver e Paterson (2004) </p><p>- Suas evidncias indicam que as seguradoras gerenciam as provises de sinistros para evitar a violao de certos limites dos indicadores IRIS, que so usados por reguladores para avaliao de solvncia. Os autores salientam que objetivos alm dos lucros so uma influncia importante sobre escolhas contbeis discricionrias. As evidncias tambm sugerem que o gerenciamento das provises de sinistros pode ser eficaz para adiar a necessidade de interveno do rgo regulador. </p><p>Quadro 4 Pesquisas que abordam as motivaes da regulao governamental </p></li><li><p> 5</p><p>ARTIGOS COMENTRIOS </p><p>Chen et al (2007) </p><p>- Os autores realizam uma pesquisa emprica para investigar a relao entre o conservadorismo no estabelecimento dos padres contbeis e os incentivos para o gerenciamento da informao contbil. </p><p>Fan (2007) </p><p>- O artigo apresenta aspectos tericos e empricos sobre o gerenciamento da informao contbil e a estrutura de propriedade das empresas, alm de evidenciar como esses dois fatores afetam conjuntamente o equilbrio do mercado de IPO (Initial Public Offering). </p><p>Ayers et al (2006) </p><p>- Investigam se existe associao positiva entre as proxies que foram estabelecidas para os accruals discricionrios e os resultados contbeis em torno de certos pontos de referncia. Os autores denominam sua abordagem como anlise de pseudo-objetivos de lucros. </p><p>Petrovits (2006) </p><p>- O artigo examina o uso estratgico de programas corporativos de filantropia para alcanar metas estabelecidas para os relatrios contbeis. Isso pode ocorrer porque os patrocnios s fundaes permitem certa discricionariedade aos diretores das corporaes sobre a quantia de despesas com filantropia. </p><p>Coles et al (2006) </p><p>- Os autores investigam o gerenciamento da informao contbil por meio de opo de aes (stock option) reeditadas. C...</p></li></ul>

Recommended

View more >