gates bill - a empresa na velocidade do pensamento

Download Gates Bill - A Empresa Na Velocidade Do Pensamento

Post on 26-Oct-2015

1.347 views

Category:

Documents

28 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

  • BILL ATES

    A EMPRESA NA VELOCIDADE DO PENSAMENTO

    Com um sistema nervoso digital

    Traduo: PEDRO MAlA SOARES

    GABRIEL TRAN]AN NETO

    Assessoria tcnica: SYLV!A MERAVIGLIA-CRIVELLI

    OSMPANLETRAS

  • Copyright 1999 by William H. Gates, 111 Todos os direitos reservados

    Publicado por acordo com a editora original, Wamer Books, Inc., Nova York, NY, USA.

    Ttulo original: Business at the Speed o[ Thought Using a Digital Nervous System

    Capa: Marcelo Serpa

    ndice remissivo: Martha Bortowski

    Preparao: Francisco Jos Mendona Couto

    Reviso: Beatriz de Freitas Moreira

    Isabel Jorge Cury

    Dados lnrernncimnis Jc Camltlgao na Puhlic..1:lo (clr) (Cmar.1 Br.sileira Jo Livro, sr, Brasil)

    99-0814

    Gate>, Bill A empresa nn velocidade Jo pens..'lmcnto : com um sis

    rc1na nervoso digital/ Bill Gates; rradu5o Pedro Mti:l Soores, G:1hriel T mnjan Nero ; asscssorin t(-cnica Sylvia Mcr.wiJ.:Iia Crivelli.- Silo Pnulo : Companhia d:u Lcrms, 1999.

    Tmlo oriJ;:inal: Businc.ss :J:t thc spced of rhoughr. ISBN 8S-7164-870-0

    J. Internet (R{..-'()c Jc computadores) 2. Mudan..'l orgnni zacional 3. Nc!.r(x:ins - Procc:>S.'lmento Je dr.dos 4. Planeja mcnh> esrrarico 5. Sis1cmas Jc infunnai'io gcrcncitl 6. Tec nolit da inform

  • SUMRIO

    Agradecimentos............................................................................ 7 Introduo ' 9

    I - O fluxo de informao sua fora vital............................ 19 1 - Administre com a fora dos fatos . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 21 2- Seu sistema nervoso digital pode fazer isso? .......... 38 3 - A criao de um escritrio sem papel .................... 53

    11 - Comrcio: a Internet muda tudo . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .. . . . . . . . . . . . . . . . . . 7 5 4 - Viaje no foguete da inflexo . . . .......... ..................... 77 5 - O intermedirio precisa agregar valor .................... 85 6- Entre em contato com seus clientes ...................... 101 7- Adote o estilo de vida Web.................................... 121 8 - Mude as fronteiras da empresa . . .............. ...... .. .. .... 138 9- Chegue antes ao mercado ...................................... 145

    III - Administre o conhecimento para aprimorar seu pensamento estratgico .... . .......................................... . . ... 159 10- As ms notcias devem viajar rpido...................... 161 11- Transforme as ms notcias em boas ...................... 182 12 - Conhea seus nmeros . .. . ....... .. . ................... ......... 197 13- Transfira as pessoas para o trabalho de pensar ...... 215 14 - Aumente o QI de sua empresa ..................... ........... 22 7 15- Grandes vitrias significam grandes riscos ............ 250

  • IV - Ponha insight nas operaes empresariais .. . . .. . ......... ........ 265 16- Desenvolva processos que atribuam poder ............ 267 17 - A tecnologia da informao facilita a

    reengenharia ........... . . . . . . . ................................... . . .. . 279 18- Trate a tecnologia da informao como recurso

    estratgico . .. .. . . . .. . . . ... . . .. .. . . . .. . . . . . . ...................... ... . . . . 298

    V - Empresas especiais fornecem lies gerais . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 311 19- Nenhum sistema de sade uma ilha.................... 313 20 - Levar o governo ao povo ........................................ 336 21 - Quando a reao rpida uma questo de vida

    ou morte .................................................................. 351 22 - Criao de comunidades de aprendizado

    conectadas ................ ........ ........ .............................. 365

    VI - Espere o inesperado ......................... ................................. 383 23- Preparese para o futuro digital .............................. 385

    Apndice: Construa processos digitais com base em padres .... 393

    Glossrio . . .. . .. .. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .. . . . . . . . . . . . . 415

    Agradecimentos a clientes . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 4 2 7

    Indice remissivo............................................................................ 431

  • AGRADECIMENTOS

    Quero inicialmente agradecer a meu colaborador Collins Hemingway por sua ajuda na sntese e no desenvolvimento do material deste livro e pelo gerenciamento geral deste projeto.

    Quero agradecer a quatro diretores executivos que leram a ltima verso do texto e ofereceram valiosas idias para tomar o contedo mais expressivo para lderes empresariais: Paul O'Neill, da Alcoa; Ivan Seidenberg, da Bell Atlantic Corporation; Tony Nicely, da GEICO lnsurance; e Ralph Larsen, da Johnson & Johnson.

    Os detalhes sobre o uso de tecnologia por empresas e rgos pblicos vieram de viagens pelo mundo e de pesquisas feitas por Callins e Jane Glasser. Barbara Leavitt, Evelyn Vasen e Ken Linarelli fizeram a pesquisa para um ou mais captulos. O livro ganhou com a cuidadosa edio de Erin O'Connor durante o desenvolvimento do texto. Anne Schott atuou como um misto de assistente de pesquisa e coordenadora do projeto.

    Quero agradecer a Bob Kruger e Tren Griffin, que fizeram atentos comentrios sobre muitos captulos, medida que o livro evolua. E a Steve Ballmer, Bob Herbold e Jeff Raikes por suas idias sobre a organizao e o enfoque do trabalho. David Vaskevitch, Rich Tong, Gary Voth e Mike Murray compartilharam importantes idias. Por seus comentrios de avaliao, obrigado a Mich Mathews e J ohn Pinette.

    Obrigado tambm a Larry Kirshbaum, presidente e diretor executivo da Time Wamer Trade Publishing, e a Rick Horgan, vice-presidente e editor executivo da Wamer Books, por suas precisas opi-

  • moes. Obrigado a Kelli Jerome, que agora administra o marketing mundial de ambos os meus livros de uma maneira tranqila e profissional, e a Lee Anne Staller, por sua ajuda nas vendas.

    Na Wamer, obrigado tambm a Harvey-Jane Kowal, editor-gerente, e a Bob Castillo, editor de produo, bem como a Sona Vogels, editora de texto, por sua assistncia editorial.

    Com todos os recursos de pesquisa oferecidos pela tecnologia, os pesquisadores da Biblioteca Microsoft constituram um auxlio inestimvel: Laura Bain, Kathy Brost, J ill Burger, Lynne Busby, Peggy Crowley, Erin Fields, April Hill, Susan Hoxie, Jock McDonald, Tammy Pearson, K. C. Rich, Deborah Robinson, Christine Shannon, Mary Taylor, Dawn Zeh e Brenda Zurbi. Por sua assistncia geral, obrigado a Christine T umer e Gordon Lingley.

    Esta obra ganhou enormemente com a assistncia de muitas pessoas na Microsoft e de outras intimamente associadas nossa empresa. H muito mais gente a mencionar aqui. Agradeo a ajuda e o apoio de vocs.

    Finalmente, A empresa na velocidade do pensamento s foi possvel graas ao engajamento, em tempo e energia, de muitos clientes e parceiros da Microsoft. Todos ns ficamos encantados e estimulados pela disposio dos clientes em falar com franqueza a respeito de seus sucessos e desafios, de suas empresas e de assuntos tcnicos. Esses clientes esto relacionados numa seo especial no final do livro.

  • INTRODUO

    Os negcios vo mudar mais nos prximos dez anos do que mudaram nos ltimos cinqenta. Enquanto preparava minha palestra para o primeiro encontro de

    cpula de diretores executivos, promovido pela Microsoft na primavera de 1997, meditei sobre o modo como a era digital ir alterar fundamentalmente as empresas. Eu queria ir alm de um discurso sobre avanos tecnolgicos deslumbrantes e tratar de questes que os lderes empresariais esto sempre enfrentando. Como pode a tecnologia ajudar a administrar melhor as suas empresas hoje? Como ela ir transformar os negcios? Como ela pode ajud-lo a ser um vencedor dentro de cinco ou dez anos?

    Se a questo dos anos 80 era a qualidade e a dos anos 90, a reengenharia, ento a questo da primeira dcada do prximo sculo ser a velocidade: com que rapidez a natureza dos negcios mudar, quo rpidas sero as transaes comerciais e como o acesso informao ir alterar os estilos de vida dos consumidores e suas expectativas em relao s empresas. A melhora da qualidade e o aperfeioamento dos processos empresariais iro ocorrer muito mais depressa. Quando o aumento da velocidade dos negcios suficientemente grande, a prpria natureza das empresas muda. Um fabricante ou comerciante que responde a mudanas nas vendas em horas, em vez de semanas, no mais, na essncia, uma firma de produtos, mas uma empresa de servios que oferece produtos.

    Essas mudanas ocorrero devido a uma idia muito simples: o fluxo de informao digital. Estamos na Era da Informao h cerca

  • de trinta anos, mas a maioria das informaes que circulam entre as empresas permanece em papel, por isso o processo em que os compra, dores encontram os vendedores continua sem alteraes. A maioria das empresas est usando agora ferramentas digitais para monitorar suas atividades bsicas: operar seus sistemas de produo; gerar faturas; cuidar da contabilidade e dos impostos. Mas esses usos, em geral, ape, nas automatizam processos antigos.

    Muito poucas companhias esto usando tecnologia digital a fim de criar processos novos para melhorar radicalmente seu funciona, mento, obter pleno proveito de todas as capacidades de seus funcio, nrios e dar,lhes a velocidade de resposta de que iro precisar para competir no mundo dos negcios de alta velocidade que est surgin, do. A maior parte das empresas no percebeu que as ferramentas para realizar essas mudanas j esto disponveis para todos. Embora a maioria dos problemas das empresas seja essencialmente de informa, o, quase ning

Recommended

View more >