gases e primeira lei da termodinÂmica

Download GASES E PRIMEIRA LEI DA TERMODINÂMICA

Post on 13-Jun-2015

2.613 views

Category:

Documents

0 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

GASES E PRIMEIRA LEI DA TERMODINMICA 1) (UFMG-2006) Regina estaciona seu carro, movido a gs natural, ao Sol. Considere queo gs no reservatrio do carro se comporta como um gs ideal. Assinale a alternativa cujo grfico melhor representa a presso em funo da temperatura do gs na situao descrita.

2) (UFMG-2005) Gabriela segura um balo com gs hlio durante uma viagem do Rio de Janeiro at o pico das Agulhas Negras. No Rio de Janeiro, o volume do balo era V0, e o gs estava presso P0 e temperatura T0, medida em Kelvin. Ao chegar ao 6 pico, porm, Gabriela observa que o volume do balo passa a ser V0 e a 5 9 temperatura do gs, T0. 1 0 Com base nessas informaes, CORRETO afirmar que, no pico das Agulhas Negras, a presso do gs, no interior do balo, A) 3 P0 4 B) P0 C) 5 P0 6 D) 9 P0 1 0

3) (UFMG-2002) Um cilindro tem como tampa um mbolo, que pode se mover livremente. Um gs, contido nesse cilindro, est sendo aquecido, como representado nesta figura:

Assinale a alternativa cujo diagrama melhor representa a presso em funo da temperatura nessa situao.

4) (UFMG) Um gs encerrado num recipiente, cujo volume pode variar, tem sua temperatura aumentada de 20C para 100C em uma transformao isobrica. Nesse processo, a densidade do gs A) B) C) D) E) aumenta mas no chega a ser duplicada. diminui, mas no chega a reduzir-se metade no sofre variao alguma. torna-se 5 vezes maior. torna-se 5 vezes menor

5) (UFMG-2003) Uma seringa, com extremidade fechada, contm uma certa quantidade de ar em seu interior. Sampaio puxa, rapidamente, o mbolo dessa seringa, como mostrado nesta figura:

Considere o ar como um gs ideal. Sabe-se que, para um gs ideal, a energia interna proporcional sua temperatura. Com base nessas informaes, correto afirmar que, no interior da seringa, A) B) C) D) a presso do ar aumenta e sua temperatura diminui. a presso do ar diminui e sua temperatura aumenta. a presso e a temperatura do ar aumentam. a presso e a temperatura do ar diminuem.

6) (UFMG) O grfico da presso p em funo do volume V de um gs ideal representa uma transformao cclica ocorrida em trs fases. Inicia-se o ciclo por uma transformao isobrica, seguida de uma transformao isovolumtrica e, finalmente, de uma transformao isotrmica.

Sejam T1, T2 e T3 as temperaturas do gs nos pontos 1, 2 e 3, respectivamente. Em relao a essas temperaturas, pode-se afirmar que A) T1 = T2 = T3 B) T1 = T2 e T1 > T3 C) T1 = T3 e T1 > T2 D) T1 = T3 e T1 < T2 E) T1 = T2 e T1 < T3 7) (Cesgranrio) O diagrama PxV mostra a evoluo. De uma determinada quantidade de um gs ideal, desde um estado I, passando por um estado II e chegado, finalmente, a um estado III. Esta evoluo foi realizada muito lentamente, de forma tal que em todos os estados intermedirio entre I e III pode-se considerar que o gs esteve em equilbrio termodinmico.

Sejam T1, T2 e T3 as temperaturas absolutas do gs quando, respectivamente, nos estados I, II, e II. Assim, pode-se afirmar que: A) T1 = T2 = T3 B) T1 > T2 = T3 C) T1 > T2 > T3 D) T1 < T2 < T3 E) T1 < T2 = T3 8) (PUC-MG) Um gs perfeito sofre as transformaes indicadas no grfico presso x volume, onde o trecho BC uma hiprbole.

Em relao s temperaturas dos estados a, b, c e d, CORRETO afirmar: A) Ta > Tb > Tc >Td B) Ta < Tb < Tc Td D) Ta > Tb; Tb = Tc ; Tc =Td E) Ta > Tb; Tb = Tc ; Tc

Recommended

View more >