GAB Ciências 8a Vol1 para monitoramento 10 12 09 - com ?· 2 GABARITO Caderno do Aluno de Ciências…

Download GAB Ciências 8a Vol1 para monitoramento 10 12 09 - com ?· 2 GABARITO Caderno do Aluno de Ciências…

Post on 24-Nov-2018

212 views

Category:

Documents

0 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

<ul><li><p>1 </p><p>Caro Professor, </p><p>Em 2009 os Cadernos do Aluno foram editados e distribudos a todos os estudantes da rede estadual de ensino. Eles serviram de apoio ao trabalho dos professores ao longo de todo o ano e foram usados, testados, analisados e revisados para a nova edio a partir de 2010. </p><p>As alteraes foram apontadas pelos autores, que analisaram novamente o material, por leitores especializados nas disciplinas e, sobretudo, pelos prprios professores, que postaram suas sugestes e contriburam para o aperfeioamento dos Cadernos. Note tambm que alguns dados foram atualizados em funo do lanamento de publicaes mais recentes. </p><p>Quando voc receber a nova edio do Caderno do Aluno, veja o que mudou e analise as diferenas, para estar sempre bem preparado para suas aulas. </p><p>Na primeira parte deste documento, voc encontra as respostas das atividades propostas no Caderno do Aluno. Como os Cadernos do Professor no sero editados em 2010, utilize as informaes e os ajustes que esto na segunda parte deste documento. </p><p>Bom trabalho! </p><p>Equipe So Paulo faz escola. </p></li><li><p>2 </p><p>GABARITO </p><p>Caderno do Aluno de Cincias 8 srie/9 ano Volume 1 </p><p>Pgina 3 </p><p>Professor, espera-se que os alunos respondam que o uso que se faz de um material </p><p>depende de suas propriedades, ou seja, caractersticas prprias que determinam se ele </p><p>ou no adequado para determinados fins. </p><p>Pginas 3 - 5 </p><p>Observe as instrues para a realizao do experimento no Caderno do Professor. Essa </p><p>experimentao deve ser conduzida de modo a valorizar e incentivar a observao e </p><p>registro dos alunos. </p><p>Pgina 7 - 8 </p><p>1. Depende da observao feita pelo aluno, mas espera-se como resposta: O mais </p><p>flexvel o fio de solda. E o menos flexvel a moeda. </p><p>2. Depende da observao feita pelo aluno, mas espera-se como resposta: Nenhum dos </p><p>materiais testados flexvel e elstico. O fio de solda e o clipe de metal so flexveis </p><p>e no apresentam elasticidade. </p><p>3. Respostas esperadas: </p><p> flexveis no elsticos: fio de cobre, fio de alumnio, arame; </p><p>SITUAO DE APRENDIZAGEM 1 </p><p>PROPRIEDADES DOS MATERIAIS RESULTADOS DE INTERAES </p></li><li><p>3 </p><p> flexveis elsticos: elstico, fio de silicone, borracha; </p><p> no flexveis: madeira, tubo de PVC. </p><p>4. Depende da observao feita pelo aluno, mas espera-se como resposta: O giz. </p><p>5. Depende da observao feita pelo aluno, mas espera-se como resposta: possvel </p><p>afirmar que o clipe, o fio de solda e a moeda so mais tenazes do que o giz, mas nada </p><p>se pode afirmar sobre qual desses trs o mais tenaz. </p><p>6. Depende da observao feita pelo aluno, mas espera-se como resposta: O giz o </p><p>material que apresenta menor dureza, seguido do fio de solda. </p><p>7. Depende da observao feita pelo aluno, mas espera-se como resposta: A intensidade </p><p>do brilho de um material depende do grau de polimento e da intensidade da luz que </p><p>nele incide. </p><p>8. Resposta pessoal que depende da observao feita pelo aluno, no entanto, incentive-</p><p>os a observar se h mudanas na cor do material quando eles esto compactados e em </p><p>p. </p><p>Pgina 8 </p><p>Professor, as respostas a esta atividade dependero das hipteses levantadas pelos </p><p>alunos. Espera-se, porm, que muitas hipteses diferentes apaream, uma vez que sero </p><p>trabalhadas na Situao de Aprendizagem seguinte. </p></li><li><p>4 </p><p>Pginas 10 - 11 </p><p>1. A figura refere-se maleabilidade. </p><p>2. O impacto provoca reacomodao das camadas de partculas. </p><p>3. Desenho pessoal. Espera-se que o aluno consiga justificar com coerncia. </p><p>4. Desenho pessoal. Espera-se que o aluno consiga justificar com coerncia. </p><p>5. Desenho pessoal. Espera-se que o aluno consiga justificar com coerncia. </p><p>Aplicando os conhecimentos </p><p>Pginas 12 - 13 </p><p>Representao pessoal. O desenho abaixo mostra uma possvel representao: </p><p>SITUAO DE APRENDIZAGEM 2 </p><p>PROPONDO MODELOS EXPLICATIVOS </p></li><li><p>5 </p><p>Pgina 13 </p><p>Representao pessoal. Uma aproximao satisfatria, dado o grau de conhecimento </p><p>dos alunos, seria: </p><p> Molcula de gua </p><p> Molcula de sal </p></li><li><p>6 </p><p>Pginas 13 - 14 </p><p>1. Os materiais mais densos que a gua devem afundar. </p><p>2. Os materiais menos densos que a gua devem flutuar. </p><p>Pgina 14 </p><p>1. O lcool anidro ou etanol apresenta sempre as mesmas propriedades, enquanto nos </p><p>outros tipos de lcool as propriedades variam. </p><p>2. Um material considerado uma substncia qumica quando apresenta um conjunto </p><p>de propriedades bem definido em dada condio de temperatura e presso. Em uma </p><p>mistura de substncias as propriedades variam dependendo das propores com que </p><p>os componentes so misturados. </p><p>Pginas 15 - 17 </p><p>1. Depende das observaes feitas pelos alunos. Mas espera-se como resposta: Os </p><p>valores da densidade das duas misturas so diferentes entre si e diferentes dos da </p><p>gua destilada. </p><p>2. Depende das observaes feitas pelos alunos. A Mas espera-se como resposta: A </p><p>gua destilada </p><p>3. Depende das observaes feitas pelos alunos. Mas espera-se como resposta: No. No </p><p>prato que continha gua destilada no houve resduos, mas nas misturas de gua e sal </p><p>nota-se a formao de resduo, mais resduo na mistura 2 que na mistura 1. </p><p>SITUAO DE APRENDIZAGEM 3 </p><p>SUBSTNCIA PURA OU MISTURA DE SUBSTNCIAS? </p></li><li><p>7 </p><p>4. Depende das observaes feitas pelos alunos. Uma Mas espera-se como resposta: </p><p>medida que o lquido dos pratos for evaporando, a densidade das misturas deve </p><p>aumentar. O da gua destilada deve manter-se constante. </p><p>5. A resposta vai depender das observaes feitas pelos alunos. Mas espera-se como </p><p>resposta: medida que o lquido dos pratos for evaporando a densidade das misturas </p><p>deve aumentar. </p><p>6. So misturas: lato, bronze, petrleo e gua do mar. So substncias qumicas: cobre, </p><p>estanho, zinco e gua destilada. </p><p>Pgina 18 </p><p>Incentive os alunos para que eles exponham suas ideias. Observe se as ideias tem </p><p>potencial para atingir o objetivo proposto, no caso, a determinao da densidade de </p><p>materiais slidos. Observe se os alunos apresentam ideias que se referem </p><p>determinao do volume e da massa dos slidos, mtodos e equipamentos adequados. </p></li><li><p>8 </p><p>Pginas 18 - 20 </p><p>2. No. Espera-se que os alunos percebam que pode haver erros de medio, diferenas </p><p>nas seringas ou nos parafusos. </p><p>3. O valor mdio obtido por vrias medidas sofre menos efeitos dos erros de medio </p><p>do que o resultado de uma nica medida. </p><p>4. Caso as mdias sejam muito diferentes entre um parafuso e outro, certamente eles </p><p>so constitudos por materiais diferentes. </p><p>Pginas 20 - 21 </p><p>1. Comparando a densidade desse objeto com a densidade do ouro. </p><p>Pginas 21 - 22 </p><p>a) Resposta pessoal que pode incluir: alterao de sabor, cheiro etc. </p><p>b) Resposta pessoal que pode incluir: alterao de cor, sabor, cheiro e textura etc. </p><p>c) Resposta pessoal que pode incluir: alterao de cor, sabor, cheiro etc. </p><p>d) Resposta pessoal que pode incluir: alterao de cor, sabor, cheiro e textura. </p><p>e) Resposta pessoal que pode incluir: alterao de cor, sabor, textura etc. </p><p>f) Resposta pessoal que pode incluir: alterao de cor e textura. </p><p>g) Resposta pessoal que pode incluir: a formao de gs. </p><p>SITUAO DE APRENDIZAGEM 4 </p><p>COMPARANDO A DENSIDADE DE SLIDOS </p></li><li><p>9 </p><p>Pgina 23 </p><p>1. Resposta pessoal que pode incluir: fruta, po, bife, ovo e prego. </p><p>2. Resposta pessoal que pode incluir: leite, fruta, bife e ovo. </p><p>3. No comprimido efervescente. </p><p>Pginas 23 - 26 </p><p>1. A resposta dever ser coerente com o resultado dos experimentos. </p><p>2. A resposta dever ser coerente com o resultado dos experimentos, mas espera-se que </p><p>o aluno constate: Essas evidncias podem indicar que houve transformao qumica. </p><p>3. A resposta dever ser coerente com o resultado dos experimentos. </p><p>4. No. A reao de oxidao ocorre em funo do tempo e de outras variveis como </p><p>temperatura, umidade relativa do ar etc. </p><p>5. Depende da observao feita pelo aluno, mas espera-se que inclua: mudana no copo </p><p>1 e nenhuma alterao no copo 5. </p><p>6. Depende da observao feita pelo aluno, mas espera-se que o relato seja a no </p><p>observncia de mudanas. </p><p>7. Resposta pessoal que deve incluir: houve a formao de um material slido. Espera-</p><p>se que o aluno responda que o mesmo no ocorreu no copo 5. </p><p>8. Resposta pessoal, mas espera-se que o aluno conclua que: no h mais gua de cal </p><p>nesse copo, ou seja, a interao entre ela e o vinagre de lcool resultou na formao </p><p>de um novo material que no forma precipitado slido com o sulfato de cobre. </p><p>SITUAO DE APRENDIZAGEM 5 </p><p>TRANSFORMAES QUMICAS RESULTADOS DE INTERAES </p></li><li><p>10 </p><p>Pgina 26 </p><p>Professor, os exemplos podem ser muito variados. Devem ser considerados todos que </p><p>considerarem a ideia de que transformaes qumicas ocorrem sempre que h formao </p><p>de novos materiais, ou seja, a partir dos materiais iniciais formam-se outros materiais </p><p>diferentes. Seguem alguns exemplos: </p><p> produo de tecido a partir do algodo; </p><p> produo de po (farinha, fermento, gua, sal e acar); </p><p> produo do vidro a partir da areia; </p><p> extrao de corantes a partir de vegetais; </p><p> produo do vinho a partir da fermentao da uva; </p><p> produo de sabo a partir de gordura e soda custica; </p><p> fazer um bolo usando farinha, ovos, leite e acar; </p><p> digesto de alimentos, que produz aminocidos, glicose e cidos graxos a partir </p><p> de carne (protena), po (carboidrato) e bacon (gordura); </p><p> fotossntese,que produz glicose a partir de CO2, luz e H2O. </p></li><li><p>11 </p><p>Pgina 26 </p><p>1. Espera-se que o aluno responda que: no. </p><p>2. Espera-se que o aluno responda que: no. </p><p>3. Resposta pessoal que deve incluir: as caractersticas do produto provavelmente </p><p>seriam diferentes. </p><p>Pginas 27 - 28 </p><p>1. Resposta pessoal que deve incluir a ocorrncia de efervescncia. </p><p>2. Resposta pessoal que deve incluir a presena de vinagre. </p><p>3. Resposta pessoal que pode incluir: a efervescncia continuou porque ainda havia </p><p>vinagre. </p><p>4. Depende da execuo correta do roteiro, bem como da observao criteriosa dos </p><p>resultados do experimento. Espera-se que o aluno conclua que a parada da </p><p>efervescncia est associada ao trmino do vinagre. </p><p>5. Depende da execuo correta do roteiro, bem como da observao criteriosa dos </p><p>resultados do experimento. </p><p>Pginas 28 - 29 </p><p>1. Resposta pessoal que pode incluir: ficaria duro, no cresceria, ficaria embatumado </p><p>etc. </p><p>2. Resposta pessoal que pode incluir: ficaria muito forte, danificaria as roupas etc. </p><p>SITUAO DE APRENDIZAGEM 6 </p><p>QUANTIDADE DE SUBSTNCIAS EM TRANSFORMAES QUMICAS </p></li><li><p>12 </p><p>Pginas 29 - 30 </p><p>1. </p><p> a) Resposta pessoal que dever ser complementada aps o trmino da Situao de </p><p>Aprendizagem. </p><p>b) Resposta pessoal que dever ser complementada aps o trmino da Situao de </p><p>Aprendizagem. </p><p>2. H2O gua </p><p>NaCl cloreto de sdio Fe ferro </p><p>Au ouro </p><p>Ag prata </p><p>Hg mercrio </p><p>Pginas 30 - 31 </p><p>1. O acar. </p><p>2. O acar, pois de sua queima resultaram dois produtos diferentes. </p><p>3. Representaes pessoais, mas que devem ser coerentes com os resultados do </p><p>experimento. </p><p>SITUAO DE APRENDIZAGEM 7 </p><p>SUBSTNCIAS SIMPLES E COMPOSTAS - A LINGUAGEM QUMICA </p></li><li><p>13 </p><p>Pginas 31 - 33 </p><p>1. Observe se o glossrio elaborado pelo aluno apresenta definies coerentes com a </p><p>faixa etria dos alunos e se o texto deles coerente com os verbetes solicitados. </p><p>Incentive-os reelaborao de definies em outros momentos do bimestre. As </p><p>reelaboraes das definies levam ao aprofundamento e reconceituaes </p><p>fundamentais para o aprendizado. </p><p>2. </p><p>a) De carbono, hidrognio e oxignio. </p><p> b) A frmula do carbono grafita C. </p><p> c) Esta representao indica que cada partcula de gua formada por 2 tomos de </p><p>hidrognio e 1 tomo de oxignio combinados entre si. </p><p>Pgina 33 </p><p>1. CaO + CO2 CaCO3 </p><p>2. CuSO4 + Fe FeSO4 + Cu </p></li><li><p>14 </p><p>Pginas 34 - 35 </p><p>b) A lmpada no acendeu. </p><p>c) A lmpada acendeu. </p><p> Pgina 35 </p><p>Professor, as explicaes dos alunos podem ser bastante variveis. desejvel que </p><p>no fim da discusso das diferentes explicaes os alunos chegassem concluso de que, </p><p>sendo a corrente eltrica resultado do movimento das carga eltricas, as substncias que </p><p>conduzem bem a corrente eltrica so aquelas que permitem a livre circulao dessa </p><p>corrente. </p><p>Pgina 36 </p><p>Professor, as listas podem ser bastante variveis </p><p>1. A lista deve incluir os metais em geral, como alumnio, ouro, prata, cobre, ferro etc. </p><p>2. A lista deve incluir os materiais isolantes como borracha, silicone, madeira, cermica </p><p>etc. </p><p>SITUAO DE APRENDIZAGEM 8 </p><p>LIMITAES DOS MODELOS EXPLICATIVOS </p></li><li><p>15 </p><p>Pginas 37 - 39 </p><p>1. Alternativa a. </p><p>2. Elasticidade, flexibilidade e dureza. </p><p>3. Alternativa b. </p><p>4. Espera-se mais tempo para ver se o lquido no se modifica ou realiza-se testes para </p><p>detectar se as substncias iniciais ainda esto presentes. Pode-se tambm verificar </p><p>diferenas no odor ou se houve liberao de gs. </p><p>5. A flutuao depender da densidade, ou seja, a relao entre a massa e o volume do </p><p>objeto. </p><p>6. Alternativa d. </p><p>7. Sim. O oxignio, por exemplo, um elemento qumico que compe diversas </p><p>substncias. Alguns exemplos so: gua H2O; xido de clcio CaO; dixido de </p><p>carbono CO2. </p><p>8. </p><p>a) H2O + CO H2 + CO2 </p><p> b) CaCO3 + calor CaO + CO2 </p><p>9. Uma possvel representao: </p><p> Representao esquemtica da substncia qumica gua (H2O). </p><p> H = hidrognio; O = oxignio </p></li><li><p>16 </p><p>AJUSTES </p><p>Caderno do Professor de Cincias 8 srie/9 ano Volume 1 Professor, a seguir voc poder conferir alguns ajustes. Eles esto sinalizados a cada </p><p>pgina. </p></li><li><p>48</p><p>PROPOSTAS DE QUESTES PARAAPLICAO EM AVALIAO FINAL</p><p>Figura I - Modelo atmico de Thomson</p><p>Figura II - Modelo atmico de Rutherford</p><p>a) b)</p><p>c) d)</p><p> A representao hoje aceita para o tomo </p><p>se parece mais com:</p><p>a) o modelo I, sendo constitudo por uma </p><p>3. Uma mistura de dois lquidos incolores re-sultou num outro lquido tambm incolor. </p><p>Como possvel saber se houve ou no </p><p>transformao qumica?</p><p>Espere mais tempo para ver se o lquido no </p><p>se modifi ca ou realize testes para detectar se </p><p>as substncias iniciais ainda esto presentes.</p><p>4. (Encceja2002) As Figuras I e II represen-tam duas diferentes ideias ou modelos para </p><p>os tomos, constituintes da matria, surgi-</p><p>dos h cerca de um sculo.</p><p>1. Que propriedade permite que um material possa ser usado como espelho?</p><p>a) Brilho</p><p>b) Cor</p><p>c) Tenacidade</p><p>d) Flexibilidade</p><p>e) Dureza</p><p>2. (Encceja - 2002) Um conjunto constitudo por um ventilador e um recipiente com bo-</p><p>linhas de isopor pode ser utilizado como </p><p>modelo para representar os estados da </p><p>matria.</p><p> Entre as situaes abaixo, a que melhor </p><p>pode servir de modelo para representar as </p><p>partculas de uma substncia no estado </p><p>gasoso :</p><p> C</p><p>onex</p><p>o E</p><p>dito</p><p>rial</p><p> C</p><p>onex</p><p>o E</p><p>dito</p><p>rial</p><p> C</p><p>onex</p><p>o E</p><p>dito</p><p>rial</p><p>apelegriniOval</p><p>apelegriniUnderline</p></li></ul>