fraquezas, aumentando forÇas - lbca.com.· o desafio será substituir práticas cotidianas que...

Download FRAQUEZAS, AUMENTANDO FORÇAS - lbca.com.· O desafio será substituir práticas cotidianas que valorizam

Post on 11-Nov-2018

212 views

Category:

Documents

0 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

  • w w w . e v e n t o s f e h o s p . c o m . b r

    REDUZINDO FRAQUEZAS,

    AUMENTANDOAS FORAS

    Interdependncia

    TAU HOTEL - ATIBAIA - SO PAULO

  • Interdependncia: Reduzindo fraquezas, Aumentando as Foras | 32 | 26 CONGRESSO FEHOSP

    EditorialMembros

    CONGRESSOANUALPromovendo encontros e debates parao fortalecimento de novas parcerias

    CONSELHO FISCAL

    Irm Rosane GhedinCasa de Sade Santa Marcelina So Paulo

    Lair Moura Sala Malavila JuseviciusSanta Casa de Misericrdia e Asilo de Pobres de Batatais

    Iv MolinaIrmandade da Santa Casa de Misericrdia de So Jos dos Campos

    SUPLENTES

    Jos Reynaldo TrevizaneliSociedade Matonense de Benemerncia Mato

    Pascoal Martinez MunhozBanco de Olhos de Sorocaba

    Amauri Elias CalilSBH Santa Casa de Misericrdia de Ribeiro Preto

    COMISSO CIENTFICA

    Antnio Carlos Nunes de AzevedoJos Amrico BorgesJos Antonio Barata de Almeida BuenoMaria Ftima da ConceioMrcia MarianiPascoal MarraciniPatrcia Innecco Silveira Prado CaliTiago Farina Matos

    COORDENADOR GERALJoo Orlando Pavo

    COORDENADOR CIENTFICOAntnio Carlos Nunes de Azevedo

    ORGANIZAOMaria Araci de Barros Fagundes

    COLABORADORESEquipe Fehosp

    DIRETORIA FEHOSP

    Diretor - Presidente: Edson RogattiAssociao da Santa Casa de Misericrdia de Ourinhos

    1 Diretor Vice-Presidente: David Vieira da CostaInstituto de Cncer Arnaldo Vieira de Carvalho So Paulo

    2 Diretor Vice-Presidente: Jos Carlos Rodrigues AmaranteFundao Pe. Albino Catanduva

    1 Diretor Administrativo: Prof. Jos Carlos CardosoIrmandade da Santa Casa de Misericrdia de Rio Claro

    2 Diretor Administrativo: Murillo Antonio Moraes de Almeida Irmandade de Misericrdia de Campinas

    1 Diretor Financeiro: Milton TddeIrmandade da Santa Casa de Misericrdia de Marlia

    2 Diretor Financeiro: Valdir Pereira VenturaAssociao de Benef. e Filantropia So Cristovo So Paulo

    Diretora de Relaes Institucionais: Ceclia de Ftima Leal NetoIrmandade da Santa Casa de Misericrdia de Mococa-SP

    Diretor Jurdico: Joo Orlando PavoIrmandade da Santa Casa de Misericrdia de Piracicaba

    CONSELHO DE ADMINISTRAO

    Presidente: Zlia Therezinha Lopes MimessiCentro Esprita Nosso Lar Casas Andr Luiz - Guarulhos

    Vice Presidente: Joo Hildebrando RodriguesCentro de Prev. e Reab. da Viso Prviso - So Jos dos Campos

    Secretrio: Jos Cndido ChimionatoFundao Casa de Misericrdia de Franca

    Conselheiro: Antnio Lus C. de Moraes NavarroFundao Dr. Amaral de Carvalho - Ja

    Conselheiro: Jos Roberto PiccininIrmandade da Santa Casa de Misericrdia de Limeira

    Conselheiro: Alberto Lus de Mello RosattoFundao Espirita Amrico Bairral - Itapira

    Conselheiro: Patrcia Innecco Silveira Prado CalilFundao Waldemar Barnsley Pessoa - Ribeiro Preto

    Conselheiro: Marcelo Rodrigo Aparecido NettoSanta Casa de Misericrdia de Itatiba

    Conselheiro: Luiz Fernando Ges LivanaIrmandade da Santa Casa de Misericrdia de Votuporanga

    MENSAGEM DO PRESIDENTE

    Edson RogattiDiretor Presidente

    Durante todos estes anos de lutas pela valorizao do setor filantrpico, conseguimos chegar a algumas vitrias, mas ainda faltam muitas etapas para vencermos a batalha. O nosso setor precisa urgentemente ser reconhecido, estamos beira de um colapso e todos os dias enfrentamos desafios para exercer um trabalho de qualidade.Entretanto, no podemos lutar sozinhos. Este o momento de potencializar nossas relaes entre os governos municipal, estadual e federal e entre a comunidade e colaboradores.Sozinhas nossas entidades podem morrer. Ns precisamos um dos outros e as parcerias so essenciais para se construir um caminho menos tortuoso. Aumentando nossas foras, vamos reduzindo nossas fraquezas e percebendo que as conquistas so somente alcanados por aqueles que lutam juntos. Vamos estreitar nossas relaes para superar nossos desafios.Mais uma grande oportunidade para nos unir acontecer no 26Congresso Fehosp. No deixem de participar e debater as aes que o nosso setor pode desenvolver para alcanarmos o reconhecimento, alm de mais recursos.Espero por vocs.

  • Interdependncia: Reduzindo fraquezas, Aumentando as Foras | 54 | 26 CONGRESSO FEHOSP

    FOCO DO CONGRESSO

    Formas de participao

    O papel das Santas Casas e Hospitais Beneficentes no universo da sade pblica e privada no Brasil necessita ser definitivamente convalidado pela sociedade e internamente a fim de que a tradio de mais de 500 anos continue a se traduzir em atendimento com excelncia populao, e na gerao de emprego e renda. O impacto dos relacionamentos de nossas entidades na cadeia produtiva de valor precisa ser compreendido, defendido e entendido como fundamental no s nos grandes centros como tambm nas mais longnquas comunidades.

    com esse esprito que realizaremos o 26 Congresso de Presidentes, Provedores, Diretores e Administradores Hospitalares de Santas Casas e Hospitais Beneficentes do Estado de So Paulo que objetiva tratar o tema central: Interdependncia: Reduzindo fraquezas, Aumentando as Foras. Complementado pela realizao dos 9 Fruns Tcnicos e demais aes de integrao, o evento de suma importncia e contar com a presena das equipes: tcnica, administrativa, operacional e clnica, lderes, gerncias, mesa diretora, conselhos de administrao e fiscal, gestores pblicos, membros da comunidade e estudantes.

    Nossas entidades vm avanando destacadamente na governana corporativa, como nica forma de enfrentamento das dificuldades financeiras impostas por srios desequilbrios no modelo de remunerao por nossos servios. preciso, entretanto, avanar mais e mais...

    No estamos isolados no universo da sade brasileira; administrar a interdependncia entre os processos de trabalho internos e externos, uma grande oportunidade de crescimento. O desafio ser substituir prticas cotidianas que valorizam os achismos, os amadorismos e a complacncia com erros, por saudveis modelos de gesto focados na eficcia, e na sustentabilidade.

    Acreditamos que no debate, na reflexo e pelo domnio do conhecimento que poderemos promover as mudanas necessrias para que as Santas Casas e Hospitais Beneficentes tenham condies de alavancar seus padres de prestao de servios e permanecerem vivas no competitivo e complexo ambiente da sade hospitalar.

    INTRODUO

    Para os participantes do Congresso ser sorteado um pacote com acompanhante

    para Buenos Aires.

    Incluso:

    Hotel +

    Uma noite de Tangocom Jantar.

    SORTEIO

    Sua participao na 26 Edio do Congresso Fehosp poder ser de 3 formas diferentes:

    - Congresso + Pr-Congresso- Fruns- Congresso + Pr-Congresso + Fruns

    Os Fruns Tcnicos acontecero nos dias 2, 3 e 4 de maio e foram programados para atender as demandas do setor por conhecimentos mais focados e instrumentalizados.

    Participantes das diretorias dos hospitais, administradores e lideranas, colaboradores e estu-dantes encontraro a ambincia necessria para se apropriarem de informaes valiosas, todas sem exceo, de alto cunho de aplicabilidade.

    O 26 Congresso FEHOSP oferece aos participantes inscritos no Congresso:

    SALAS DE ATENDIMENTO

    Secretaria da Sade SES/SP Ministiro da Sade: DCEBAS/DICON BNDES

  • Interdependncia: Reduzindo fraquezas, Aumentando as Foras | 76 | 26 CONGRESSO FEHOSP

    14h00 s 17h30 - Pr-Congresso15h30 s 16h00 - Coffee-Break

    SALA 1 Filantropia: CEBAS e PROSUS

    Ministrio da Sade - MS Maria Victoria Paiva - Diretora do DCEBAS/SAS/MS Brunno Ferreira Carrijo - Coordenador Geral do DCEBAS/SAS/MS Receita Federal Fabio Kirzner Ejchel - Superintendente Adjunto da 8 Regio Fiscal da Receita Federal do Brasil no Estado de SP Nunes & Sawaya Advogados Teresa Gutierrez - Scia Responsvel pela rea Regulatria e Assessora Jurdica da Anahp Associao Nacional de Hospitais Privados Renato Nunes- Scio Diretor e Professor em Direito Tributrio do Insper Instituto de Enino e Pesquisa

    Sala 2 Captao de Recursos

    Banco Nacional de Desenvolvimento Econmico e Social - BNDES Joo Paulo Pieroni - Titular do Departamento de Sade Sandro Ambrosio - Gerente do Departamento de Sade

    Sala 3 Sustentabilidade: Engajamento e Liderana, GHG, Protocol e Psicologia Ambiental

    Agatha Moreira Alves - HEAD de Desenvolvimento e Gesto e Consultora Especialista em EngajamentoGeorge Magalhes - Coordenador do Programa Brasileiro GHG Protocol e da Plataforma Empresas Pelo Clima, ambas iniciativas do GVces - FGVDbora Mello - Diretora da Lanakan Princpios Sustentveis e Membro do Ncleo de Pesquisas da PUC/SP em Psicologia Ambiental

    18h30 Abertura Oficial

    Dia 2 - Tera-feira

    PR-CONGRESSOfo

    to: w

    ww

    .jorn

    aldo

    empr

    eend

    edor

    .com

    .br

    Palestra de Abertura

    Luiz Felipe Pond, um filsofo, escritor e ensasta brasileiro de origem judaica e matriz conservadora. Seu livro Guia Politicamente Incorreto da Filosofia um dos mais vendidos no Brasil segundo a lista da revista Veja.

    Cursou Filosofia na Universidade de So Paulo e fez doutorado pela mesma instituio em parceria com a Universidade de Paris. Realizou ps-doutorado na Universidade de Tel Aviv.

    8h30 s 17h30

    RECONSTRUINDO O MODELO DE PARCERIAS

    Proposta do tema:

    A Contratualizao entendida como a base para o exerccio de uma relao clara, objetiva e em conformidade com o perfil assistencial do hospital. Pactuar com os gestores pblicos e privados padres de atendimento que no sejam exequveis, no s frustra os objetivos do modelo como pode levar insolvncia da entidade se no cumprir com o pactuado.

    Observa-se em alguns casos gestores de hospitais fazendo acordos contratuais sem o adequado envolvimento dos profissionais de sade, aceitando passivamente as imposies das fontes pagadoras, para posteriormente se defrontarem com penalizaes; algumas delas, ressa