fórum nacional de reitores será em ilhéus - uesc.br .de volta pra casa posse no cee-ba página

Download Fórum Nacional de Reitores será em Ilhéus - uesc.br .De volta pra casa Posse no CEE-BA Página

Post on 08-Feb-2019

212 views

Category:

Documents

0 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

O Dia Nacional da Matemtica - 6 de maio foi come-morado pelos alu-nos e docentes dos cursos de licencia-tura e bacharelado, juntamente com os seus colegas de En-genharia Mecnica. A data, promovida anualmente em todo o pas, sob a chancela da Sbem, tem como objetivo primeiro homenagear a memria do escritor, professor e matemtico brasileiro, Malba Tahan. Du-rante todo o dia aconteceram oficinas, jogos, desafios, mostra de vdeo e ou-tras atividades relacionadas matemtica.

O 59 Frum Nacional de Reitores, promovido pela Associao Brasileira de Reitores das Universidades Estaduais e Municipais (Abruem), ser realizado na cidade de Ilhus (foto). O evento, previsto para outubro deste ano, ter o suporte das quatro universidades esta-duais baianas: UESC, UEFS, UNEB e UESB. A escolha da cidade, pelo Con-selho Pleno da Abruem, ocorreu este ms, quando do 58 Frum das afilia-das, em Pirenpolis, Gois.

Ano XVIII - N 253

Pgina 7ARTEVISUAL

Museu Vitrine

Pgina 2SIMI

Migraes e identidade

Pgina 5ENFERMAGEM

Feira de Sade

Jornal da Universidade Estadual de Santa Cruz 1 a 31 de MAIO /2016

Pgina 6

Seleo prateada do Futsal

Pgina 10

Direito, crtica e sociedade

De volta pra casaPosse no CEE-BA

Pgina 9

Pgina 3Pgina 6

Pgina 12

Frum Nacional de Reitores ser em Ilhus

Um dia para comemorar a matemtica

Com a temtica 69 Anos de Cincia do Solo no Brasil foi realizado na UESC o IV Seminrio Baiano de Solos, que du-rante quatro dias abordou temas relevan-tes por meio de conferncias, palestras,

mesas-redondas, apresentao de trabalhos cientficos e minicursos.

O evento proporcionou uma retros-pectiva do papel da cincia do solo no ensino, na pesquisa e, sobretudo, nas questes ambientais brasileiras e as perspectivas futuras para a ma-

nuteno do solo como um sistema produtivo.

Pgina 11

A UESC iniciou este ms um ciclo de palestras organizado pelo grupo de pesquisa JCDH do Departamento de Cincias Jurdicas (DCiJur). Com a temtica Direito, Crtica e Socieda-de, o objetivo da iniciativa discutir e debater criticamente o Direito e So-ciedade. O Ciclo, segundo a sua coor-denao, se estender a junho, julho e setembro deste ano, abordando ques-tes inerentes realidade atual da so-ciedade brasileira.

A Seleo Feminina de Futsal da UESC conquistou medalha de prata ao sagrar-se vice-campe da modalidade nos Jogos Universitrios da Bahia (Juba 2016). As garotas do Futsal destacaram-se tambm como as de melhor desempenho entre as equipes das universidades pblicas baianas.

Cincia do solo

Considerado destaque internacional na constelao de jovens pesquisadores da atualidade, o ex-aluno da UESC, Alexander Birbrair, integrante da equipe do Albert Einstein College of Medicine, em NY, Estados Unidos, planeja voltar ao Brasil. Sua meta: aliar a pesquisa docncia na UFMG

A professora Anatrcia Ramos Lopes a nova pre-sidente do Conselho Estadual de Educao do Estado da Bahia (CEE-BA), para o bimio 2016-2018. Profes-sora adjunta do DFCH , ela integra o quadro de do-centes da UESC. A posse foi em abril (18), no Instituto Ansio Teixeira, em Salvador.

Foto

: Jos

N

azal

2 Jornal da UESC Ano XVIII N 253 - MAIO 2016

Esta edio foi impressa em papel couch fosco (115g), oriundo de madeira de reflorestamento

Editado pela Assessoria de Comunicao Ascom

Distribudo gratuitamente

Telefone:(73) 3680-5027

www.uesc.br

E-mails:ascom@uesc.br

Reitora: Professora Adlia Pinheiro. Vice-reitor: Professor Evandro Sena Freire. Editor: Edvaldo P. de Oliveira Reg. Prof. n 530 DRT/BA. Redatores: Jonildo Glria e Edvaldo Oliveira. Fotos: Marcos Maurcio, Jonildo Glria e Lase Galvo. Prog. Visual: George Pellegrini. Diagr. /Infogrficos/Ilustr.: Marcos Maurcio. Sup. Grfica: Luiz Farias. CTP: Cristovaldo Caitano. Fbio Aurlio. Impresso: Marcio Lima e Davi Macdo. Acabamento: Nivaldo Lisboa / Eva Damaceno. End.: Rod. Jorge Amado, Km 16 - B. Salobrinho CEP 45668-900-Ilhus-BA.

Migraes, Identidades e Re-fgios foram os temas centrais do curso e do seminrio

Glria de Ftima Lima dos Santos*

A professora Maria Luiza San-tos participou do II Seminrio Internacional Migraes e Iden-tidades ((Simi) entre os dias 27 e 29 de abril, em Salvador, realiza-o da Universidade Catlica do Salvador (UCSal). Representando a Universidade Estadual de Santa Cruz, parceira do evento, ela inte-grou uma mesa redonda ao lado da escritora Iray Galro onde discuti-ram a temtica Migraes e iden-tidade: literatura para todas as idades, tratando da importncia da literatura cientfica, ficcional e in-fantil. O Simi foi antecedido pelo I Curso sobre Migraes e Refgios, organizado pelo Ministrio Pbli-co da Bahia, na pessoa do prof. Dr. Clodoaldo Anunciao e a Ucsal, na pessoa da prof Dra. Vanessa Cavalcanti.

Migraes, Identidades e Re-fgios foram os temas centrais do curso e do seminrio, com pales-tras, mesas redondas e debates, questes cuja relevncia social chamam a repensar e a criar estra-tgias frente vulnerabilidade de alguns segmentos da populao e, ao mesmo tempo, dar visibilidade e maior dimenso s prticas hu-manitrias.

A professora Maria Luiza autora de livros tendo como

temtica migrao nacional e internacional, com abordagens didticas e criativas. No evento, ela apresentou as obras O quibe no tabuleiro da baiana, Fluxos contemporneos e o livro in-fantojuvenil Tonico descobre que de todo lugar. A autora tambm aproveitou o momen-to para lanar em primeira mo a sua mais recente produo, o livro As viagens de Carola mi-grista: migrante ou turista?, publicado pela Editus Editora da UESC. Com as publicaes a escritora aborda questes como a chegada de estrangeiros para a regio, a mescla de culturas, o crescimento regional, alm de trazer conceitos sobre migrao e turismo.

Para os interessados na tem-tica, os livros de Maria Luiza esto disponveis na Livraria da Editus, localizada no Centro de Artes e Cultura Paulo Souto, na UESC. Pedidos tambm podem ser feitos pelo e-mail vendas.editus@uesc.br ou pelo telefone (73) 3680-5240. O catlogo completo da Edi-tora est disponvel no site www.uesc.br/editora. Todas as novida-des da Editora da Universidade podem ser acompanhadas na sua Fan Page.

ArtigoLivros de autora da Editusem seminrio sobre migraes Promover leitura

ato poltico!

A leitura como todo bem cultural di-reito de todos. A inviabilizao do acesso a cultura, por fatores intervenientes diversos, faz-nos pensar que embora se saiba que mister elevarmos o nmero de leitores e os nveis da experincia leitora, as iniciativas em vigncia no efetivam mudanas signi-ficativas; so isoladas e sofrem soluo de continuidade.

Lobato preconizou: Um pas se faz com homens e livros.

Quem despertar o gigante que dorme? Quem reacender a chama que se apaga?

Percebe-se a urgncia de uma ao mobilizadora da sociedade civil e das autoridades das diversas instncias educacionais e cultu-rais para discutir-se, ouvidos segmentos diversos, uma poltica de valorizao do livro e da leitura. No se concebe mais descaso, nem projetos e planos descontnuos.

Os planos gestores municipais precisam contemplar a leitura e o livro como uma demanda de relevncia para o acesso ao conheci-mento e cultura. O lcus do livro e da leitura deve ser assegurado em todos os espaos de definio de polticas e de destinao de re-cursos.

Queremos livros a mos cheias. Mas no bastam livros. Quere-mos bibliotecas atualizadas, interativas. Queremos recitais, saraus, pontos de leitura, livrarias, feiras do livro.

Queremos a chave. Quem mediar a relao livro e leitor? Em que condies? necessidade premente investir na formao de me-diadores de leitura. Pois como mediaro a formao de neoleitores os que no se fizeram leitores?

A gente quer leitura para entender o mundo circundante.A gente quer leitura para conhecer-se enquanto sujeito de uma

coletividade.A gente quer leitura para humanizados humanizar. A gente quer leitura para ser tocado pelo outro nas suas reflexes

de si e do mundo.

(Manifesto escrito no I Frum de Polticas Pblicas do Livro e da Leitura do Sul da Bahia, promovido pelo PROLER/UESC)

(*) Prof Departamento de Letras e Artes DLA Coordenadora do PROLER/UESC

... A batalha pela leitura realmente uma batalha pela democracia, pois ela visa o domnio dos meios de produo de sentido...

Foucambert, 1994

Livros no mudam o mundo, quem muda o mundo so as pessoas.Os livros mudam as pessoas

Mrio Quintana

A autora (E) com Dra. Vanessa Cavalcanti e Dr. Clodoaldo Anunciao

3 Jornal da UESCAno XVIIIMAIO - N 2532016''Tenho, sim, um carinho especial e sen-timento de gratido pelos EUA, mas ne-

nhum lugar se compara ao Brasil''

Considerado destaque inter-nacional na constelao de jovens pesquisadores da atualidade, o ex-aluno da UESC, Ale-xander Birbrair, integrante da equi-pe do Albert Einstein College of Medicine, em Nova Iorque, EUA, planeja voltar ao Brasil. Aprovado em concurso para professor do Departa-mento de Patologia da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), ele pretende instalar seu laboratrio e transferir minhas pesquisas de Nova Iorque para o Brasil, textualiza. E o porqu de trocar um dos institutos de pesquisa mais prestigiosos do mundo, pelo retorno ao seu pas de origem, em tempo de crise, foi tema de en-trevista ao Cincia na Rua, projeto virtual de divulgao das atividades cientficas.

Em resposta aos questionamen-tos em torno de sua deciso, disse: Tive um crescimento significativo na minha carreira e alcancei