folha regional de cianorte - edição 1144

Click here to load reader

Post on 08-Apr-2016

216 views

Category:

Documents

1 download

Embed Size (px)

DESCRIPTION

Versão Impressa da Edição 1144 da Folha Regional de Cianorte com circulação na quinta-feira, 05 de fevereiro de 2015

TRANSCRIPT

  • CIANORTE-PR - QUINTA-FEIRA, 5 DE FEVEREIRO DE 2015 - ED. N 1.144 - Web: www.folhadecianorte.com - Email: folhadecianorte@gmail.com

    1 O JOrnal da famlia!

    Centro de Eventos

    Yoshito Mori ter estrutura aprimorada

    PG. 2

    SEMMA alerta sobre

    prejuzos com loteamentos clandestinos

    PG. 8

    Gerao Atletismo

    participa de Prova Pedestre em Apucarana

    PG. 8

    Merendeiras da rede municipal de ensino recebem capacitao

    EDUCAO

    Com a volta s au-las marcada para a prxi-ma segunda-feira (09), a Prefeitura, por meio da Se-cretaria Municipal de Edu-cao e Cultura, est pro-movendo capacitaes aos profissionais alocados nas 13 escolas da rede muni-

    cipal de ensino. As ativida-des, elaboradas de acordo com as especificidades de cada atuao, tiveram in-cio com a Semana Peda-ggica, na ltima segunda--feira (02), que reuniu os professores para a organi-zao do ano letivo. J com

    o intuito de assegurar a qualidade das refeies ser-vidas diariamente aos alu-nos, a Diviso de Alimenta-o Escolar realizou, nesta quarta-feira (04), no audi-trio do Pao Municipal, a tradicional capacitao das merendeiras. PG. 2

    Ano 13 - Edio n 1.144 - R$ 2,00 - Site: www.folhadecianorte.com - E-mail: folhadecianorte@gmail.com - Fone (44) 3018-2876

    Quinta-feira, 5 de Fevereiro de 2015

    FISCALIZAO

    Estabelecimentos precisam se adequar s normas com ambiente especfico para os bichos

    Estabelecimentos que tenham animais de esti-mao para venda, doao ou procedimentos estticos - como banho e tosa - pre-cisam adequar suas estru-turas para no serem mul-tados ou terem problemas com fiscalizao. Uma re-soluo do Conselho Fede-ral de Medicina Veterin-ria (CFMV) foi publicada h duas semanas e deter-mina que os animais no podem mais ficar expostos em gaiolas ou em vitrines. Seja em pet shops, casas agropecurias ou clnicas veterinrias. A exposio e comrcio dos bichos preci-sa ser agora num ambien-te adequado, observando volume de barulho, ilumi-nao, proteo contra po-luio, ventilao, higie-ne, entre outros aspectos, indicando o habitat natu-ral. Acho algo muito po-sitivo e que vai facilitar a vida dos veterinrios, opi-na o veterinrio Mateus Bortolotto, proprietrio da Amigo Bicho, no centro de Cianorte. PG. 8

    Normas dificultam venda de animais em pet shopsResoluo do Conselho Federal de Medicina Veterinria vale para mamferos, aves, peixes, anfbios e rpteisAndye Iore/FOLHA

    Assessoria/PMC

  • CIANORTE-PR - QUINTA-FEIRA, 5 DE FEVEREIRO DE 2015 - ED. N 1.144 - Web: www.folhadecianorte.com - Email: folhadecianorte@gmail.com

    2 O JOrnal da famlia!

    INFRAESTRUTURA

    Procura-se uma cachorrinha. Ela responde pelo nome de Cacau e sumiu no dia 23 de janeiro nas

    proximidades do CEEBEJA. Contato pelos fones 9811-4388 ou 9970-6342.

    CACHORRINHA PERDIDA

    AssessoriA pmc

    Com a volta s aulas marcada para a prxima se-gunda-feira (09), a Prefei-tura, por meio da Secreta-ria Municipal de Educao e Cultura, est promoven-do capacitaes aos pro-fissionais alocados nas 13 escolas da rede municipal de ensino. As atividades, elaboradas de acordo com as especificidades de cada atuao, tiveram incio com a Semana Pedaggica, na ltima segunda-feira (02), que reuniu os professores para a organizao do ano letivo. J com o intuito de assegurar a qualidade das refeies servidas diaria-mente aos alunos, a Divi-so de Alimentao Escolar realizou, nesta quarta-feira (04), no auditrio do Pao Municipal, a tradicional ca-pacitao das merendeiras.

    saber de todos que

    uma criana bem alimenta-da alcana um melhor de-senvolvimento fsico e in-telectual. Portanto, estas reunies, realizadas uma vez a cada semestre, so essenciais para assegurar a mxima qualidade das refeies escolares, bem como a salubridade dos lo-cais onde so preparadas, destacou a chefe da Divi-so de Alimentao Esco-lar, Regina Marta Fonseca.

    Nesse sentido, a secre-tria de Educao e Cultu-ra, Maria Neuza Casassa, ressaltou a importncia da participao das meren-deiras nas atividades de qualificao do trabalho. Agradecemos a presena de cada profissional, pois recebendo estas orienta-es, contribui para que a alimentao ofertada s nossas crianas continue sendo de excelncia in-questionvel, afirmou.

    Merendeiras da rede municipal de ensino recebem capacitaoOrientaes garantem a salubridade das cozinhas e a qualidade das refeies servidas diariamente aos alunos

    O prefeito Bongiorno, por sua vez, elogiou o tra-balho que vem sendo reali-zado. Fao questo de pa-rabenizar cada merendeira

    da rede municipal de ensi-no, pela dedicao ao of-cio, pois cada alimento preparado com tanto zelo que como se fosse para

    seus prprios filhos. Nun-ca recebi uma reclamao sequer deste setor, muito pelo contrrio, os pais e os alunos esto satisfeitos,

    contou o gestor municipal. A capacitao teve in-

    cio com a palestra Alergia e intolerncia alimentar, ministrada pela nutricio-nista convidada Isama-ra Pvoa e, em seguida, a nutricionista da Secreta-ria Municipal de Educa-o, Fabiana Garcia, pres-tou orientaes sobre boas prticas na manipulao de alimentos, bem como ins-trues para a rotina de trabalho, colocando-se a disposio e desejando um bom ano letivo s profissio-nais. Ao final, ambas as nu-tricionistas elucidaram as dvidas das participantes que, ainda, contaram com o sorteio de brindes e um de-licioso coquetel. As ativida-des tambm foram acompa-nhadas pelo vice-prefeito, Serginho, e pela nutricio-nista do municpio respon-svel pela Educao Infan-til, Elimary Francelino.

    A Prefeitura, por meio da Secretaria Municipal de Educao e Cultura, est promovendo capacitaes aos profissionais alocados nas 13 escolas da rede municipal de ensino

    Assessoria/PMC

    AssessoriA pmc

    Inaugurado em junho de 2010, resultante de investimentos na ordem de R$ 1 milho, o Centro de Eventos Carlos Yoshi-to Mori vem, desde en-to, sediando importan-tes acontecimentos, como exposies, congressos, feiras, apresentaes ar-tsticas e manifestaes culturais, consolidando-se como um local de refern-cia. Prova disso que, a partir de 2013, por inicia-tiva do prefeito Bongior-no, o espao interno de 2.500 m passou a inte-grar a estrutura da maior festa popular da cidade, abrigando o tradicional Festival Gastronmico do aniversrio de Cianorte. J para 2015, o objetivo da Prefeitura aprimo-rar a estrutura do local e, para isso, foi estabelecido um convnio com o Minis-trio da Cultura.

    O levantamento das me-

    lhorias necessrias foi re-alizado em parceria pela Diviso de Cultura da Se-cretaria Municipal de Edu-cao rgo responsvel pelo Centro de Eventos e pela Diviso de Engenharia da Secretaria de Desenvol-vimento Municipal setor responsvel por obras e re-formas. O valor do conv-nio de R$ 270 mil e, entre as benfeitorias que sero realizadas, destacam-se a instalao de climatizado-res e de forro acstico; as pinturas interna e exter-na; atualizao do sistema de incndio; bem como o conserto de danos causa-dos por atos de vandalis-mo, como a substituio de vidros, lmpadas e lumin-rias; entre outros pequenos reparos.

    Com o passar do tem-po, o Centro de Eventos foi assumindo uma importn-cia de magnitude para o se-tor cultural de Cianorte e regio. No entanto, sua es-trutura interna no foi pro-

    Centro de Eventos ter estrutura aprimoradajetada para receber peas de teatro, musicais e outras apresentaes similares que, hoje, so to difundi-das e apreciadas em nos-sa cidade. Portanto, vamos

    aprimorar sua estrutura, melhorando as condies trmicas e acsticas e, alm disso, com esta mesma fi-nalidade, ou seja, de pro-piciar as circunstncias ide-

    ais para tais manifestaes artsticas, providenciare-mos, com recursos prprios da Secretaria Municipal de Educao, a ampliao e adequao do palco, que

    ser quadrado e revestido, contou a chefe da Diviso de Cultura, Silvana Camar-go.

    A reforma do Centro de Eventos atende aos an-seios do segmento artsti-co-cultural, bem como da populao como um todo, por isso, to gratifican-te promov-la. Em contra-partida, pedimos o cuidado dos cianortenses para com o bem pblico, ou seja, com aquilo que pertence a todos ns, visto que, destes R$ 270 mil, R$ 25 mil se-ro para reparar a destrui-o por vandalismo. Um valor considervel e que, se no fosse a falta de zelo de certas pessoas, pode-ria ser destinado a outras benfeitorias. Solicitamos, ainda, a compreenso dos usurios do local, uma vez que, em abril, com o incio da reforma, o Centro de Eventos ser fechado, re-tornando s atividades em julho, destacou o prefeito Bongiorno.Instalao de climatizadores e forro acstico, bem como adequao do palco so os destaques da reforma

    Assessoria/PMC

  • CIANORTE-PR - QUINTA-FEIRA, 5 DE FEVEREIRO DE 2015 - ED. N 1.144 - Web: www.folhadecianorte.com - Email: folhadecianorte@gmail.com

    3 O JOrnal da famlia!

    AO SOCIAL

    Juliano SecoloRedao / agnciaS

    Desde 2013 o Pacto Na-cional pela Alfabetizao na Idade Certa (PNAIC) tem promovido a qualifica-o dos professores das re-des pblicas educao bsi-ca que lecionam em turmas de alfabetizao, do pri-meiro ao terceiro ano do ensino fundamental. Esta formao continuada promovida pela Ministrio da Educao em parceria com universidades pbli-cas e os sistemas de ensino dos estados e municpios de todo o pas.

    Na regio de Cianorte o curso, presencial, promo-vido pela Universidade Es-tadual de Maring (UEM) e conseguiu excelentes re-sultados nos dois primeiros ciclos. O prximo ciclo est previsto para ser iniciado em Abril, segundo o Minis-trio da Educao.

    Na primeira etapa do pacto, em 2013/2014, os professores receberam for-mao em letramento; na segunda, em 2014/2015, em matemtica, sendo que este curso que ser conclu-do em maro, de acordo com informaes da Se-cretaria de Educao Bsi-ca (SEB) do Ministrio da Educao. Para o terceiro ciclo, que ser desenv