folha de portugal - edição nº 536

Download Folha de Portugal - Edição nº 536

Post on 07-Mar-2016

215 views

Category:

Documents

0 download

Embed Size (px)

DESCRIPTION

 

TRANSCRIPT

  • SUCESSODE VENDAS

    O LANAMENTO DO SEGUNDO LIVRO QUE CONTINUA A SER UM

    NADA APERDER

    FOTOS DIOGO MOURINHA E CARLOS PAREDES

  • F oi na manh fria e cinzenta do passado dia 22 de maro (sbado) que milhares de pessoas no se deixaram intimidar pela chuva que ameaava cair a qualquer momento e decidiram marcar presena no lanamento daquele que j considerado o livro mais aguardado do ano. Houve quem tivesse de acordar e sair de casa por volta das cinco horas da madrugada e percorrer centenas de quilmetros com um s objetivo, receber o segundo volume de Nada a Perder.

    Rio Tinto, S. Joo da Madeira, Espinho, Pvoa de Varzim, Porto e Vila Nova de Gaia foram algumas das localidades de onde vieram as milhares de pessoas que fizeram uma extensa fila nas imediaes do Centro de Congressos da Alfndega do Porto. De autocarros facultados pelos diferentes Centros de Ajuda da regio Norte, a transportes pblicos ou viatura prpria, qualquer meio de transporte serviu o propsito de quem

    queria poder continuar a ler mais sobre a vida e a obra de Edir Macedo.

    Quem espera, sempre alcana!Era este o mote dos milhares que se deslocaram, praticamente de madrugada, das suas casas para participarem no lanamento do segundo volume da

    biografia do bispo Macedo. Aguardaram, primeiro, ao frio e, depois, j no

    interior do edifcio da antiga Alfndega do Porto durante horas para que os seus exemplares fossem assinados pelo bispo Jlio Freitas ou pelo pastor Filipe Santos. A alegria e a curiosidade eram contagiantes entre aqueles que aguardavam ansiosamente para poderem dar incio leitura daquele que j considerado o livro do ano.

    *COM NILZA VAZ

    na Cidade Invicta

    NADA A PERDER 2

    Houve quem percorresse mais de 300 quilmetros para adquirir e autografar o segundo volume da obra autobiogrfica do bispo Edir Macedo. O Norte do pas juntou-se em fora para receber o Nada a Perder 2

    Invicta recebe o segundo volume de Nada a Perder

    CARLA VAZ cv.r@folhadeportugal.pt

    Li o primeiro livro vrias vezes. Da primeira vez l-se rpido, j da segunda e da terceira vez vai-se meditando em cada passagem que o bispo Edir Macedo l tem. E foi maravilhoso porque, de todas as vezes que se l, aprende-se sempre algo novo.Retirei bastantes ensinamentos para a minha vida, pois certas provaes que passamos, pensamos

    que s a ns que acontecem, mas no! Ao lermos aquele livro, vemos que o bispo Macedo passou por muito mais do que qualquer um de ns h-de alguma vez passar na vida e superou tudo.As expetativas para o segundo livro so grandiosas, pois espero que seja muito melhor do que o primeiro, como bvio! Espero tirar muito proveito da leitura para me ajudar nas lutas do dia a dia.

    CELESTE, MAIA

    "NADA A PERDER 2"depoimentos...depoimentos...O primeiro livro uma literatura muito fcil e acessvel, o que timo! Todas as pessoas podem ler e perceber claramente o que l est escrito. So ensinamentos de vida e no fico, o dia a dia. So dificuldades e obstculos que ns tambm enfrentamos para atingir os nossos objetivos. So ensinamentos de perseve-rana, de que no devemos desistir e de que tudo possvel.As expetativas para o segundo livro so grandes! Primeiro, por-

    \ A expetativa e a alegria eram contagiantes entre quem esperava para receb er o seu exemplar

    FOTO

    S D

    IOG

    O M

    OU

    RIN

    HA

    E C

    AR

    LOS

    PA

    RED

    ESJO

    O

    FIL

    IPE

    JO

    O F

    ILIP

    E

  • Em tempo de crise, marmitar uma expresso que faz parte do vocabulrio de cada vez mais portugueses. Seja para a faculdade ou para o trabalho, h quem opte por levar comida de casa

    EDIO N 536 Ano 11 De 30 de maro a 05 de abril de 2014 Edio Nacional e Ilhas Jornal de distribuio gratuita 63.000 exemplaresEDIO N 536 EDIO N 536 EDIO N 536 Ano 11

    f o l h a d e p o r t u g a l . p t

    Siga-nos no facebook!

    Diretor: Joo Filipe

    bem-estar... PG. 14

    Centro de Ajuda, acreditamos em si como ningum!

    um "gordo emagrecido" ?

    Crise, lcool e consumos mais perigosos

    Piores condies para as mulheres

    Entre janeiro e novembro de 2013 houve 684 transplantes de rgos em Portugal, mais 50 do que no mesmo perodo do ano anterior

    A crise est a potenciar o alcoolismo e a tornar o consumo mais perigoso, sobretudo nas bebidas destiladas e na cerveja

    As mulheres da UE consideram que a crise piorou as suas condies de vida, sobretudo no que respeita desigualdade salarial

    portugal... PG. 08

    portugal... PG. 09

    reportagem... PG. 12

    PUB

    Portugueses aderem moda da marmita

    Muitas vezes, o corpo emagrece e a cabea permanece gorda. Mudar a cabea, j que ela pode boicotar as suas tentativas de emagrecimento e obter um corpo magro, o ideal

    um "gordo emagrecido" ?emagrecido" ?

    Muitas vezes, o corpo

    um corpo magro, o ideal

    transplantes

    TEMA CAPA... PGS. 06/07

  • Tenha uma boa leitura!

    editorialJoo Filipe Diretor

    E

    Comeam as grandes movimentaes para as eleies europeias, ato eleitoral a que muitas pessoas no do valor, mas que mais importante do que aquilo que se possa pensar. Afinal, muitas das leis que regem a vida das pessoas dos Estados da Unio Europeia (UE) advm do facto do Parlamento Europeu (PE) aprovar uma diretiva, a qual passa a ter efeito na vida da populao europeia. E depois existem pessoas a reclamar por algumas leis serem injustas, as quais foram aprovadas com votos a favor ou com abstenes dos deputados portugueses no PE.

    Por tudo isto torna-se muito importante saber quem estamos a eleger para nos representar nas instncias europeias. Desde que foi assinado o tratado de Lisboa que as leis e as diretivas europeias tm uma importncia muito maior na vida das pessoas que fazem parte da UE.

    Cada partido poltico ou coligao apresenta o seu cabea de lista e o conjunto de pessoas que fazem parte das suas listas. O PSD/CDS apresentou Paulo Rangel, indicado pelo PSD, e Nuno Melo, como nmero dois, indicado pelo CDS; o PS indicou Francisco Assis; a CDU apresentou como cabea de lista Joo Ferreira; o Partido da Terra apresentou um nome com peso meditico, o ex--Bastonrio dos Advogados, Marinho e Pinto.

    Mas o mais importante saber que estas eleies deveriam ter a maior participao possvel, a fim de que se possa mostrar aos senhores polticos a fora que existe no poder do voto. Afinal, este foi um direito muito difcil de conseguir, pois antes da Revoluo dos Cravos no existia de forma livre e hoje muitas pessoas desprezam-no. Por este facto quando ocorrerem as eleies europeias h que pensar que estas tm uma importncia muito elevada, porque simbolizam muito mais do que o governo ou o partido A, B ou C ser mais ou menos popular. Seria, ento, muito importante que cada cabea de lista dos partidos trouxesse discusso que tipo de polticas vai defender no Parlamento Europeu, pois, como j destaquei antes, aqui que so tomadas decises importantssimas.

    deveras importante perceber que os partidos que apoiam o Governo vo querer empurrar o debate para a poltica europeia, j os partidos da oposio querero discutir a poltica interna, para assim tirarem benefcios eleitorais. Mas o fundamental que vote nas prximas eleies porque o seu voto importante!

    Dever de votar

    \ CAMPO DE REFUGIADOS NA JORDNIA: Estima-se que 8 milhes de srios fugiram das suas casas desde o incio da guerra civil, em maro de 2011, refugiando-se nos pases vizinhos ou dentro da prpria Sria. Enquanto isso, 100.000 declararam asilo na Europa sem

    flas

    h...

    PUB

    Estou ansioso por avanar para o quadrante

    seguinte a caminho do brilhantismo

    RICARDO ARAJO PEREIRA, JORNAL I

    Estou ansioso por avanar para o quadrante

    seguinte a caminho do brilhantismo

    RICARDO ARAJO PEREIRA, JORNAL IRICARDO ARAJO PEREIRA, JORNAL IRICARDO ARAJO PEREIRA, JORNAL

    Eu e o meu marido partilhamos os mesmos valores sobre as questes humanitrias, ambientais e educao dos filhos. Somos apaixonados pela vida, pelo Mundo e pelas pessoasCHARLENE DO MNACO, VIDAS CM

    Parece-me bvio que a classificao est de acordo com o que tem sido o rendimento das equipasJESUALDO FERREIRA, LUSA

    Mais importante do que alargar prazos de prescrio prepararmo-nos para uma deciso clereJOANA MARQUES VIDAL, REVISTA VISO

    Sinto que a idade um privilgio. Penso que algo de que me sinto muito honradaCAMERON DIAZ, ACTIVA.SAPO.PT

    Acima de tudo, procuro ler

    aquilo que est nas entrelinhas

    DANIEL OLIVEIRA, CARAS

    JAM

    AL

    NA

    SR

    ALL

    AH

    /EP

    A

    JOH NAZCA/REUTERS

    P

    BLI

    CO

    WO

    OK

    .PT

    02

    folhadeportugal.ptDOMINGO 30 de maro de 2014em foco /// O PRIMEIRO RELGIO ANDROID WEAR DA MOTOROLA

    Diretor: Joo Filipe jf.d@folhadeportugal.ptEditor: IURDRedao: Carla Vaz, Isabel Barbosa e Joana OliveiraCopydesk: Carla VazAssistente de Redao: Cludia PereiraPaginao: Eliane Rosa, Brbara Domingos e Paulo Cabral Correio do Leitor / Publicidadegeral@folhadeportugal.pt

    A FOLHA DE PORTUGAL NO SE RESPONSABILIZA NEM PELAS INFORMAES CONTIDAS NAS CARTAS DOS LEITORES,

    POIS ELAS NO EMITEM NECESSARIAMENTE A OPINIO DO JORNAL, NEM PELA AUTENTICIDADE DOS ANNCIOS PUBLICADOS

    FOLHA DE PORTUGAL Ttulo registado no ERC com o n 125046 Propriedade: IURD Sede administrativa: Praceta Professor Francisco Gentil, n 3 - Pvoa de Santo Adrio - Lisboa

    NIPC: 592001679 Periodicidade: Semanal Impresso: Rafi k Comunicao e Imagem Unipessoal, Lda. - Stio da Bemposta, n 1, 1A e1B, Longo da Vila - Mafra Tiragem: 63.000 exemplares

    Depsito Legal: 322699/11 Distribuio: Gratuita Circulao: Portugal Continental e Ilhas FOLHA DE PORTUGAL ALAMEDA D. AFONSO HENRIQUES, N 35 (ANTIGO CINEMA IMPR