folha de exercícios especial

Download Folha de exercícios especial

Post on 27-Jun-2015

2.728 views

Category:

Documents

0 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

1. (Fuvest) Nos movimentos denominados INCONFIDENCIA MINEIRA, de 1789, CONJURAO BAIANA, de 1798, e REVOLUO PERNAMBUCANA, de 1817, identifique: a) os setores sociais neles envolvidos. b) os objetivos polticos que possuam em comum. 2. (Unicamp) Durante o processo de Independncia da Amrica Latina, diferentes significados foram atribudos idia de liberdade. Explique o significado da liberdade para: a) Simn Bolvar, um dos lderes da Independncia da Amrica espanhola. b) Toussaint Louverture e Dessalines, lderes da Independncia do Haiti. c) Pedro I, imperador do Brasil. 3. (Fuvest) "Vitoriosa a revoluo, abre-se uma espcie de vazio de poder por fora do colapso poltico da burguesia do caf e da incapacidade das demais fraes de classe para assum-lo, em carter exclusivo. O Estado de compromisso a resposta para esta situao. Embora os limites da ao do Estado sejam ampliados para alm da conscincia e das intenes de seus agentes, sob o impacto da crise econmica, o novo governo representa mais uma transao no interior das classes dominantes, to bem expressa na intocabilidade sagrada das relaes sociais no campo".(Boris Fausto, A REVOLUO DE 1930: HISTORIOGRAFIA E HISTRIA)

a) Explicite o que o autor apresenta como "Estado de compromisso". b) Qual a relao entre "O Estado de compromisso" e a "intocabilidade sagrada das relaes sociais no campo"? 4. (Unicamp) "Os artistas que participaram do tropicalismo queriam entender o pas em que viviam e comunicar-se com o povo, mas de um modo diferente daquele proposto pelo CPC (Centro Popular de Cultura) da UNE (Unio Nacional dos Estudantes), no incio dos anos 60."(Adaptado de Marcus Venicio Ribeiro, Chico Alencar e Claudius Ceccon, BRASIL VIVO, 1991).

a) O que foi o Tropicalismo? b) Quais os argumentos utilizados pela UNE para afirmar que os tropicalistas eram alienados? 5. (Fuvest) A Proclamao da Repblica, o Estado Novo e o Golpe Militar de 1964 so algumas das balizas convencionais da histria poltica do Brasil contemporneo. Identifique e contextualize quatro marcos significativos no campo cultural, dentro do mesmo perodo histrico. 6. (Unicamp) "Meu pai era um gigante, caador de lguas, um feroz domador de onas pretas, terror do mato, assombrao das borboletas... ...Hoje sou gente grande. Sou comissrio de caf. Tenho viadutos encantados. Minha cidade esse tumulto colorido que a passa levando as fbricas pelas rdeas pretas de fumaa!"(Cassiano Ricardo, poesia Brasil-Menino, em MARTIM CERER, 1928)

a) A partir do texto, explique o processo econmico que propiciou o desenvolvimento urbano de So Paulo. b) De que maneira o passado e o presente de So Paulo se fundem nesses versos? 7. (Unicamp) No 1 Congresso Operrio Brasileiro realizado em 1906, a tendncia predominante foi a libertria, que pode ser identificada pelos registros das discusses e concluses do congresso, todas de cunho anarquista e anarcossindicalista. a) O que representou esta tendncia libertria do movimento operrio num Estado como So Paulo que, no incio deste sculo, estava em fase de grande crescimento econmico decorrente da produo agrcola e industrial? b) Quais os princpios dessa tendncia poltica no movimento operrio?

8. (Ufpr) Durante as trs primeiras dcadas da Repblica Velha, a implantao das atividades industriais em diversas cidades brasileiras teve como resultado a formao de um contingente de trabalhadores urbanos de origem nacional e estrangeira. Em relao ao operariado brasileiro desse perodo, pergunta-se: a) Como se caraterizavam as relaes entre capital e trabalho e quais as principais reivindicaes dos trabalhadores? b) Quais as formas de organizao e de luta dos trabalhadores urbanos? 9. (Fuvest) Freud, Brecht e Pasolini, entre muitos outros, recorreram a ela em seus trabalhos. O primeiro, ao utilizar os termos "Complexo de dipo" e "Complexo de Electra"; o segundo nas "Notas sobre a Adaptao de Antgona", e o terceiro, no filme "Media". a) Identifique a arte grega evocada acima e d o nome de dois de seus autores. b) A que se deve sua permanente atualidade? 10. (Fuvest) O mundo greco-romano e o mundo ocidental moderno criaram colnias ultramarinas e usaram o trabalho escravo. Indique as diferenas entre esses dois perodos histricos no que se refere colonizao e escravido. 11. (Unicamp) A respeito do Estado Moderno, o pensador poltico ingls John Locke (16321704) escreveu: "Considero poder poltico o direito de fazer leis para regular e preservar a propriedade".(Citado por Kazumi Munakata, A LEGISLAO TRABALHISTA NO BRASIL, 1984)

a) Explique a funo do estado segundo essa tese de Locke. b) Como a partir dessa tese se explica a relao do Estado Moderno com a acumulao de capital? 12. (G1) Como podemos interpretar a teoria do Absolutismo do Direito Divino de Bousset? 13. (Ufc) "Todos os dias, o apito pungente da fbrica cortava o ar esfumaado e pegajoso que envolvia o bairro operrio e, obedientes ao chamado, seres sombrios, de msculos ainda cansados, deixavam seus casebres acanhados e escuros, feitos baratas assustadas". (Maximo Gorki. ME. Companhia Editora Americana, p.9. apud Aquino, Jacques, Denize e Oscar. HISTRIA DAS SOCIEDADES. DAS SOCIEDADES MODERNAS S SOCIEDADES ATUAIS. 26 edio. Rio de Janeiro. Ao livro Tcnico. 1995.) O texto acima descreve a situao dos operrios no incio da Revoluo Industrial. Identifique os recursos disciplinares relativos contagem do tempo e ao desempenho no interior da fbrica, utilizados pelos industriais para disciplinar os seus trabalhadores.

14. (Pucsp) A Piet uma escultura em mrmore de Michelangelo (1475-1564), realizada no fim do sculo XV, no contexto do Renascimento. Giorgio Vasari (1511-1574), um dos mais importantes intrpretes da obra de Michelangelo, ao falar desta obra, destaca seu refinamento tcnico. O prprio Michelangelo reconheceu a maestria da Piet ao gravar, pela primeira vez, sua assinatura na faixa que atravessa o peito da Virgem. Ainda a propsito dessa escultura, Vasari comenta: "Como a mo do artista pde realizar, de maneira to divina, em to pouco tempo uma obra to admirvel? Parece um milagre: que uma rocha informe tenha atingido uma perfeio tamanha que a prpria natureza s raramente a modela na carne."Paolucci, Antonio. MICHELANGELO. Florena, ATS. 1993.

A partir do comentrio de Vasari, apresente o contexto histrico em que se insere o Renascimento, as novas concepes que passaram a orientar a produo artstica e sua relao com a nova viso - humanista - de mundo que marca esse movimento estticocultural. Produza um texto-sntese em que as informaes utilizadas estejam claramente articuladas, contextualizadas e relacionadas s discusses propostas. A resposta poder, ainda, ser aprofundada por meio do destaque de outras obras e nomes expressivos do Renascimento. 15. (G1) Quem escreveu a obra UTOPIA? 16. (Unicamp) "Uma famlia isolada mudava-se de suas terras. O pai pedira dinheiro emprestado ao banco e agora o banco queria as terras. A companhia das terras quer tratores em vez de pequenas famlias nas terras. Se esse trator produzisse os compridos sulcos em nossa prpria terra, a gente gostaria do trator, gostaria dele como gostava das terras quando ainda eram da gente. Mas esse trator faz duas coisas diferentes: traa sulcos nas terras e expulsa-nos dela. No h quase diferena entre esse trator e um tanque de guerra. Ambos expulsam os homens que lhes barram o caminho, intimidando-os, ferindoos."(John Steinbeck, AS VINHAS DA IRA, 1972)

a) De acordo com o texto, como pode ser caracterizada a situao do campons norteamericano aps a crise de 1929? b) Cite duas medidas adotadas pelo programa de reformas de Roosevelt (New Deal) para solucionar os problemas sociais criados pela crise de 1929. 17. (Fuvest) Ho-Chi-Min (1890 - 1969), Nehru (1889 - 1964), Sukarno (1901 - 1970), Nasser (1918 - 1970), Ben-Bella (1916 -), Patrice Lumunba (1925 - 1961). Explique o fenmeno histrico a que estes protagonistas do mundo contemporneo esto vinculados. Indique o pas de pelo menos quatro deles. 18. (Unesp) A "Marcha sobre Roma"(1922) e a "Longa Marcha"(1934-35) exerceram grande influncia sobre o rumo dos acontecimentos futuros na Itlia e na China, com importantes repercusses internacionais. Discorra objetivamente sobre o significado histrico das respectivas "marchas". 19. (Fuvest) Para os cristos como, por exemplo, So Bento, o criador das ordens religiosas no Ocidente, no sculo VI, e Calvino, reformador protestante, no sculo XVI, e para os fundadores do socialismo cientfico, Marx e Engels, no sculo passado, o trabalho foi visto como uma atividade virtuosa e humanizadora: "Ora et labora", propunha o primeiro; "O cio pecado", decretava o segundo, e " pelo trabalho que o homem progride e se humaniza", consideravam os terceiros. J os nazistas colocaram no porto de entrada dos seus campos de concentrao a divisa de que o trabalho liberta ("Arbeit macht frei"). Com essas referncias e seus conhecimentos de Histria Contempornea, comente o nazismo luz dos conceitos de civilizao e barbrie.

20. " Considerados em seu conjunto, so a parte mais baixa da sociedade. Ocupam uma posio intermediria entre o trabalhador e o aristocrata: ao empregar o primeiro, e ao ser empregado do segundo, insensivelmente contraem os vcios do tirano e do escravo. So os tiranos dos que esto abaixo deles, so os aduladores dos que esto acima deles: usurrios por necessidade e hbito, aproveitam a debilidade do trabalhador e exploram tudo o que podem da vaidade do aristocrata. Desde logo, as classes mdias so as destruidoras da liberdade e da felicidade em todos os pases"(GUARDIAN, 23 de maro de 1833).

a) Qual o tema deste texto de 1833? b) Relacione o texto com o momento histrico no qual foi elaborado. 21. A dcada de 60 foi marcada por novas tendncias na literatura, nas artes e no pensamento. a) De que forma se expressam essas tendncias no cinema? b) Identifique dois escritores latino-americanos que revelam essas novas tendncias em suas respectivas obras e cite duas delas. 22. "O novo Imperador um con

Recommended

View more >