foi feito um estudo das funções de forma para um elemento ... ?· produtos químicos que são...

Download Foi feito um estudo das funções de forma para um elemento ... ?· produtos químicos que são comparados…

Post on 22-Dec-2018

212 views

Category:

Documents

0 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

Departamento de Artes & Design

UM ESTUDO INTERCULTURAL DOS SIMBOLOS DO GHS - SISTEMA HARMONIZADO GLOBAL DE CLASSIFICAO E ROTULAGEM DE

PRODUTOS QUMICOS - A PARTIR DA ERGONOMIA INFORMACIONAL

Aluno: Ana Carolina Cupello Peixoto Orientador: Prof. Cludia MontAlvo

1. Introduo Segundo a Associao Nacional do Transporte de Cargas e Logstica (NTC, 2011),

a expanso da Indstria Qumica est aumentando consideravelmente a movimentao de Produtos Perigosos em todo o Brasil. Diariamente, circulam no Brasil centenas de caminhes transportando cidos, produtos inflamveis, radioativos, explosivos. Alguns so cancergenos, outros podem provocar leses que vo desde a simples irritao da pele at deformaes fsicas. A grande maioria dos produtos perigosos transportada por rodovias, que frequentemente se encontram em mau estado. Os acidentes envolvendo veculos transportando produtos perigosos, no podem ser vistos como ocorrncias rotineiras no trnsito. Porm, emisses acidentais de produtos qumicos para o meio ambiente, dependendo de suas caractersticas fsicas, qumicas e toxicolgicas, podem originar diferentes impactos, causando danos sade pblica, ao meio ambiente, segurana da populao e ao patrimnio pblico e privado. (CETESB, 2011). Os produtos qumicos esto presentes em nossas vidas, so essenciais na produo de alimentos e medicamentos e para o nosso estilo de vida. O amplo uso dos produtos qumicos resultou no desenvolvimento de regulamentaes especficas para o setor (transportes, produo, locais de trabalho, agricultura, comrcio e consumo). Ter informaes sobre as propriedades perigosas e medidas de controle de produtos qumicos disponveis ao longo de seu ciclo de vida permite que a produo, transporte, uso e disposio sejam gerenciados adequadamente, como forma de proteger a sade humana e o meio ambiente (ABIQUIM, 2005). Apesar de seus nmeros no serem de conhecimento pblico, a questo de imensa relevncia. Segundo dados da ABIQUIM (2005), A produo e o uso dos produtos qumicos so fundamentais para todas as economias. Da nasceu a inteno internacional da criao de um conjunto de smbolos que facilitassem a rotulagem de produtos qumicos, de maneira distinta daquela hoje existente - o GHS.Segundo a ABIQUIM (2005) GHS o acrnimo para Sistema Harmonizado Globalmente para a Classificao e Rotulagem de Produtos Qumicos. Trata-se de uma abordagem lgica e abrangente para:

- Definio dos perigos dos produtos qumicos; - Criao de processos de classificao que usem os dados disponveis sobre os produtos qumicos que so comparados a critrios de perigo j definidos, e - A comunicao da informao de perigo em rtulos e FISPQ (Fichas de Informao de Segurana para Produtos Qumicos).

Desta forma fica evidente a importncia de advertncias para alertar os perigos sobre a manipulao e contato com esses produtos. A advertncia tem trs

Departamento de Artes & Design

propsitos, a partir da definio de vrios pesquisadores. Primeiramente so um mtodo de comunicar informao segura ou relacionada a segurana para um pblico especfico. Outro propsito diz respeito a sua capacidade de promover um comportamento seguro, reduzindo o comportamento de risco. Por fim a advertncia tem a inteno de reduzir ou prevenir problemas de sade, ferimentos e dano a alguma propriedade (WOGALTER, 2004). De acordo com LESH (2003) no possvel retirar todos os perigos associados a produtos, e os avisos apropriados so necessrios para informar trabalhadores (e o pblico em geral). Os avisos tm componentes tpicos como palavra, mensagem e smbolo. Os smbolos tm um papel importante na comunicao de informao de segurana, particularmente em sociedades com mltiplos idiomas.

2. Objetivos geral e especficos O principal objetivo do projeto era propor um conjunto de smbolos para o GHS, a

serem apresentados para a ANSI, a partir de uma perspectiva intercultural. O primeiro ano da pesquisa (desenvolvido entre 2010 e 2011) foi desenvolvido a

partir dos seguintes objetivos especficos: - Levantamento do referencial terico atualizado relativo ao processo de implementao do sistema GHS, com nfase no Brasil e nos EUA; - Levantamento do referencial terico relativo ao processo de avaliao dos smbolos (caso existentes) nos demais pases envolvidos com a iniciativa GHS; - Analise dos resultados obtidos na 1. etapa de avaliao, no Brasil e nos EUA. - Preparao e aplicao do mtodo de produo para os smbolos de cada classe/ categoria de produto, no Brasil.

O segundo ano dessa pesquisa (2011/ 2012) teve como objetivos especficos: - Analisar os smbolos projetados atravs do teste de produo conforme a metodologia FATEP; - Testar a compreensibilidade de todo o conjunto de smbolos desenvolvidos no Brasil e nos EUA, atravs do teste de eleio. - Atestar se os smbolos GHS atuais conseguem ser de fato compreensveis internacionalmente.

3. Metodologia A metodologia da pesquisa neste segundo ano de desenvolvimento foi a seguinte: - analise dos desenhos produzidos no teste de produo, obtidos no 1. Ano da

pesquisa; - seleo pelas equipes de pesquisadores dos desenhos a serem vetorizados; - seleo e vetorizao dos desenhos produzido nos Estados Unidos; - aplicao do teste de eleio; - discusso dos resultados. As tcnicas utilizadas ao longo da pesquisa so descritas a seguir.

3.1. Teste de Produo: De acordo com FORMIGA(2002) o mtodo de produo um mtodo utilizado para avaliar a compreensibilidade de smbolos grficos atravs do

Departamento de Artes & Design

conhecimento das imagens mais significativas para os usurios especficos dos servios focados. Neste mtodo, os participantes da pesquisa reproduzem em desenho, conceitos que foram expressos verbalmente ou por escrito. Alguns objetivos deste mtodo so analisar as variaes de repertrios de smbolos, de acordo com a cultura, nvel social ou intelectual dos participantes; avaliar em percentagens a maior dificuldade ou facilidade de representar cada conceito e analisar contedos que permitem estimar quais os elementos grficos que so usados com maior frequncia para exprimir cada conceito. 3.2. Teste de Eleio: Nesta tcnica, os participantes no experimento elegem o pictograma que lhes parece prefervel para cada conceito, entre uma srie de pictogramas alternativos. Da avaliao por percentual resulta uma ordem de preferncia para os pictogramas do mesmo conceito (FORMIGA, 2000). A metodologia da pesquisa neste segundo ano de desenvolvimento foi a seguinte: - analise dos desenhos produzidos no teste de produo, obtidos no 1. Ano da pesquisa; - seleo pelas equipes de pesquisadores dos desenhos a serem vetorizados; - seleo e vetorizao dos desenhos produzido nos Estados Unidos; - aplicao do teste de eleio; - discusso dos resultados.

4. Resultados 4.1. Elaborao da FATEP: anlise dos desenhos obtidos no teste de

Produo (1. Ano da pesquisa - 2010/2011) Para o Teste de Produo, realizado durante a primeira fase/ primeiro ano da

pesquisa, foram elaborados 35 cadernos no formato A4 com todos os smbolos GHS e suas descries. Participaram 24 voluntrios, que assinaram o Termo de Consentimento Livre e Esclarecido referente a pesquisa, que produziram desenhos com seus conceitos sobre cada uma das 20 categorias GHS.

Na continuao da pesquisa, ao longo do perodo 2011/2012, observamos os desenhos obtidos em cada uma das categorias desenhadas, e procedeu-se ento sua analise.

Para tanto, foram estruturadas fichas a partir da FATEP - Ficha para Anlise de Testes de Produo - tcnica proposta por PETTENDORFER & MONTALVO (2006).

A FATEP permite a organizao e a posterior anlise dos resultados obtidos em testes de produo. A elaborao da ficha consiste em observar todos os desenhos obtidos e a partir deles verificar elementos basais.

Nesta pesquisa os elementos analisados em cada desenho produzido foram: a) Consequncia (aps, durante, junto com a causa, sugestes) b) Causa (ao, traos/setas) c) O produto (esttico, ao) d) Proibio (elemento, ao) e) Smbolos existentes (deste produto, de outro produto) f) Objetos relacionados (causa, preveno, consequncia, smbolo) g) Mensagens de texto h) e) Resposta em branco

Departamento de Artes & Design

A Figura 1, a seguir, apresenta um exemplo de como cada ficha FATEP foi preenchida.

Figura 1- Exemplo da diagramao do contedo no teste de produo, usando a FATEP

Departamento de Artes & Design

A partir dos itens constantes na FATEP, aps a anlise de cada desenho obtido,

foram elaboradas tabelas para facilitar a visualizao das caractersticas encontradas em todos os desenhos analisados. Esses resultados so apresentados nas tabelas 1 a 4, a seguir. Tabela I - Resultados encontrados a partir da elaborao da FATEP: respostas em branco, mensagens de texto, consequncia e causa

Classificao Resposta em

branco Mensagem de texto Consequncia Causa

sim no aps durante junto com a causa no evento traos/setas no

Cancergenos 6 5 13 10 0 1 7 7 2 9

Corrosiva 0 1 23 5 0 12 7 12 0 12 Divises

explosivas 3 2 19 9 0 0 12 4 1 16 Explosivos 1 2 21 17 0 0 6 4 0 19

Gs comprimido 1 3 20 4 0 0 19 4 1 18 Inflamveis 0 1 23 21 0 0 3 4 0 20

Lquido inflamvel 0 0 24 20 0 1 3 10 2 12 Lquidos

pirofricos 7 1 16 11 0 2 4 1 3 13 Perigo quando

molhado 3 1 20 10 0 2 9 13 0 8 Perigo agudo 9 2 13 9 0 0 6 3 0 12

Perigo ambiental 2 0 22 12 0 0 10 9 0 13

Perigo crnico 5 3 16 10 0 2 7 3 1 15 Perigo para reproduo 3 2 19 4 0 0 17 3 2 16

Perixido orgnico 4 2 18 17 0 0 3 1 1 18 Poluente marinho 2 1 21 18 0 0 4 11 0 11

Qumico oxidante 4 11 9 10 0 0 10 8 3 9 Slido e Liquido

oxidante 3 4 17 16 0 1 4 5 1 16 Slido inflamvel 2 4 18 17 0 0 5 1 0 21

Toxidade aguda1 9 2 13 8 0 0 7 3 1 11 Toxidade aguda2