fogo colorido

Download Fogo Colorido

Post on 19-Oct-2015

704 views

Category:

Documents

0 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

  • UNIVERSIDADE DE BRASLIA

    INSTITUTO DE QUMICA

    Thiago Viana de Freitas

    FOGOS DE ARTIFCIO HISTRIA, CINCIA E

    SOCIEDADE

    TRABALHO DE CONCLUSO DE CURSO

    Braslia DF

    2./2012

  • 2

    UNIVERSIDADE DE BRASLIA

    INSTITUTO DE QUMICA

    Thiago Viana de Freitas

    Fogos de Artifcio Histria, Cincia e Sociedade

    Trabalho de Concluso de Curso em Ensino de Qumica apresentada ao Instituto de Qumica da Universidade de Braslia, como requisito parcial para a obteno do ttulo de Licenciada(o) em Qumica.

    Orientador: Roberto Ribeiro da Silva

    2./2012

  • 3

    Agradecimentos Agradeo, primeiramente, a Deus por me proporcionar o dom da vida, a

    bno de estudar numa renomada instituio e por me dar de presente todas

    essas pessoas maravilhosas que vou citar agora.

    Obrigado pai (Aluzio) e me (Maria Antnia) por me colocarem no mundo,

    terem cuidado de mim, terem me aturado e me apoiado em tudo. Em todos os

    momentos da vida que eu mais precisei de vocs, sempre estiveram l.

    Obrigado maninha (Talita) por todos os incentivos, por todos os puxes de

    orelha, por todas as ajudas nos deveres de casa. Com certeza, sem o seu

    exemplo no teria chegado to longe.

    Obrigado Toreba (Tcita) por me alegrar todos os dias com seu sorriso e me

    fazer ver que apesar da dureza que temos que enfrentar, sempre vale a pena

    quando se tem alegria e amor e isso que voc me proporciona.

    Obrigado Professor Bob pela orientao, pelo aprendizado que me

    proporcionou e pela oportunidade de trabalhar com o senhor. Uma honra!

    Obrigado a famlia em geral, primos, tios, agregados. Obrigado por me

    educarem e me ensinarem as manhas da vida.

    Obrigado amigos, em especial Biloca (Fernando) e Aninha (Ana Cndido) pelos

    materiais que me disponibilizaram para a confeco do trabalho, foram muito

    teis.

    Obrigado Joozinho (Joo Victor), Gmam (Gecimar) e Talytinha (Talyta) por

    estarem comigo em toda essa caminhada acadmica e de monografia.

    Obrigado Frutiula (Fbio), Dd (Andr), Shima (Felipe), Fred (Frederico),

    Falco (Rafael), Z (Bruno Elias) e Biloca (Fernando) de novo, por serem

    pessoas em que eu posso confiar a tanto tempo e que sempre me apoiaram e

    tiveram ao meu lado como irmos que eu nunca tive.

    Obrigado Idiofinho (Idio) e Mano Jhon (Jnatas) pela amizade e pelo

    conhecimento qumico que me ajudaram a adquirir. Estou devendo o Outback!

  • 4

    Obrigado a todos os meus outros colegas de graduao, professores, meus

    colegas de mestrado, da Embrapa, academia, igreja, de todos os lugares, por

    me apoiarem e me fazerem feliz.

    Sem todos vocs no poderia chegar onde estou hoje. MUITO OBRIGADO!

    Sabemos que Deus age em todas as coisas para o bem daqueles que o

    amam, dos que foram chamados de acordo com o seu propsito. Rm 8.28

  • 5

    Sumrio Introduo............................................................................................................7 Captulo 1 A Histria dos Fogos de Artifcio.....................................................9 Captulo 2 Como Funcionam Os Fogos de Artifcio?......................................18 Captulo 3 As Cores dos Fogos de Artifcio....................................................29 Captulo 4 Os Fogos de Artifcio em Sala de Aula..........................................35 Consideraes Finais........................................................................................40 Referncias........................................................................................................42 Apndice I Fogos de Artifcio Histria, Cincia e Tecnologia......................45

  • 6

    Resumo Os fogos de artifcios so presentes na vida das pessoas h sculos, sem uma origem muito definida, sendo geralmente creditada sua inveno aos chineses. Sua utilizao ao longo do tempo passa desde armas de guerra e sinalizadores a entretenimento. Com o passar dos anos, foram adquirindo diversos tipos, formas e cores, passando a se enquadrar em diversas classificaes e modelos, que vo desde inofensivos estalinhos de salo a explosivos foguetes. Apesar das diferenas, a maioria dos fogos tem como caracterstica primordial as cores, que podem ser explicadas atravs da teoria da emisso atmica, possibilitando uma explicao cientfica a esse fenmeno encantador. O modelo atmico de Bohr outro modelo para a explicao das cores que estudado no Ensino Mdio, ento, utilizar os fogos de artifcio como tema para o estudo do contedo de cincias na escola uma boa forma de trazer coisas do cotidiano e integr-los ao contedo acadmico numa abordagem CTS (Cincia Tecnologia Sociedade) e interdisciplinar. Palavras-chaves: fogos de artifcio, cores, CTS.

  • 7

    Introduo Os fogos de artifcio no tm uma origem definida, nem em relao ao

    local onde surgiram e nem, poca, mas sabe-se que h muitos anos eles

    vm nos encantando com suas variedades de cores e formas. Apesar de tantos

    anos essas diversas cores e formas ainda intrigam muitas pessoas acerca de

    como so obtidas e formadas. Muitas delas no associam tamanha beleza e

    magia cincia. Isso mesmo, so as leis e teorias cientficas, como algumas

    que aprendemos no Ensino Mdio, em Qumica, por exemplo, que regem as

    mirabolantes faanhas desenvolvidas pelos fogos.

    Estudar, ento, os fogos de artifcio nos proporciona desvendar atravs

    da Qumica, da Fsica, da Histria, ou seja, da Cincia como um todo, os

    mistrios por trs dessas mgicas engenhocas incandescentes e tambm,

    porque no o contrrio, atravs deles, no desenvolvimento de uma relao

    ensino-aprendizagem, desvendar os mistrios por trs da Cincia.

    Com esse intuito, esse trabalho tem o objetivo de levar os fogos de

    artifcio de uma forma mais real e palpvel as pessoas, contando um pouco de

    sua histria; explicando e exemplificando seus diversos tipos, suas diversas

    formas, cores; o porqu dessas cores e ainda mais, como eles podem ser

    retratados em sala de aula numa abordagem CTS Cincia, Tecnologia e

    Sociedade e interdisciplinar para o ensino de Cincias.

    Assim, o trabalho est dividido em quatro captulos, nos quais as

    diferentes vertentes do tema, fogos de artifcio, so tratadas.

    No Captulo 1, iniciamos o tema com sua histria. Primeiramente,

    abordamos a origem da plvora e sua composio e utilizao, pois sendo

    essa o principal combustvel utilizado nos fogos de artifcio, suas histrias se

    confundem bastante. Posteriormente, falamos sobre os trabalhadores do fogo

    e mestres do fogo, homens que trabalhavam no desenvolvimento, obteno,

    manuseamento e utilizao dos fogos e os diversos papis que esses fogos

    desenvolveram ao longo dos sculos. Finalmente, conta-se um pouco da

    histria das cores dos fogos, como foram obtidas e quais os elementos que

    compem cada cor.

    No Captulo 2, j entramos no universo burocrtico e qumico dos fogos

    de artifcio. So retratados suas classificaes, seus tipos, modelos e

  • 8

    composies qumicas perante instrues tcnicas estabelecidas por rgos

    militares. So escolhidos quatro tipos dos diversos existentes dos fogos para

    uma explicao mais aprofundada, no qual atravs de teorias qumicas,

    esclarecem-se as caractersticas especficas desses fogos, como seus

    formatos, suas cores, suas formas de exploso, etc.

    O Captulo 3 vem com a explicao das diferentes cores dos fogos. Traz

    atravs da mecnica quntica os conceitos de quantizao da energia e dos

    espectros de emisso, que funcionam como uma impresso digital de cada

    elemento qumico, proporcionando a variedade de cores que conhecemos.

    Finalizando, o Captulo 4 nos traz uma utilidade um tanto quanto

    desconhecida dos fogos de artifcio: sua aplicao como temtica em sala de

    aula no desenvolvimento da relao ensino-aprendizagem numa abordagem

    CTS e interdisciplinar para o ensino de cincias. So retratados os conceitos

    de interdisciplinaridade e de abordagem CTS, transferindo esses para o tema

    fogos de artifcio de forma a promover uma relao entre o cotidiano do aluno e

    o contedo aprendido em sala de aula e a unio de mais de uma rea de

    conhecimento para o crescimento do aprendizado do aluno.

    Com isso, o trabalho em questo busca contribuir para o despertar do

    pensamento crtico-cientfico acerca das coisas que fazem parte do mundo ao

    nosso redor e a capacidade desse mundo a nossa volta, ser utilizado como

    canal de aprendizado, como pilar para o desenvolvimento da educao, no s

    acadmica, mas social. Um texto educativo sobre os fogos de artifcio,

    encontrado no Apndice I desse trabalho, proposto para ser utilizado por

    professores e alunos como ferramenta didtica no provimento desse objetivo.

    Os fogos de artifcio, portanto, parecem ser bem interessantes. Vamos

    conhec-los?

  • 9

    Captulo 1 A Histria dos Fogos de Artifcio

    A origem dos fogos de artifcio no tem uma data certa. Sua histria se

    encontra entrelaada com a histria das diversas instrumentaes que se

    utilizam do fogo como fonte de ignio e que tm como principal combustvel a

    plvora. Cabe ento ressaltar, primeiramente, como esta protagonizou o papel

    de principal fonte explosiva durante tantos sculos.

    A Plvora

    A origem da plvora muito imprecisa. Acredita-se que por volta do

    sculo VIII d.C. alquimistas chineses, entre outros, procura do elixir da vida,

    fizeram diversas misturas contendo todos os tipos de substncias, incluindo

    l