fluxo de caixa - ynvestimentos

Download Fluxo de Caixa - Ynvestimentos

Post on 01-Nov-2015

17 views

Category:

Documents

1 download

Embed Size (px)

DESCRIPTION

Fluxo de caixa - Definies - aula de Contabilidade

TRANSCRIPT

  • 10/06/2015 FluxodeCaixaYnvestimentos

    http://ynvestimentos.com.br/2014/01/fluxodecaixa/ 1/17

    FluxodeCaixa

    O fluxo de caixa talvez seja oprincipal instrumento de anlisedeumaempresa.Eledemonstraefetivamente o dinheiro querealmente entra ou sai de seucaixa, propiciando identificar oprocesso de circulao dodinheiro, atravs da variao decaixa e equivalentes. Umacompanhia pode ter muitodinheiro entrando com suasvendas emesmo assim no serrentvel. J outra companhiapodeser rentvel comvendasa

    AnliseTcnicaGrfica

    TiposdeGrfico

    Tendncias

    FigurasCandleStick

    FigurasPadres

    IndicadoresTcnicos

    AnliseFundamentalista

    BalanoPatrimonial

    DemonstraodeResultadodeExerccio

    FluxodeCaixa

    ndiceseIndicadoresFinanceiros

    EstratgiaAes

    AluguelBTC

    Buy&Hold

    RendaFixaRendaVarivelFundodeInvestimentosAnliseseEstratgiasndiceseIndicadores+Informaes

  • 10/06/2015 FluxodeCaixaYnvestimentos

    http://ynvestimentos.com.br/2014/01/fluxodecaixa/ 2/17

    crdito e sem termuito dinheiroentrando. Portanto, o fluxo decaixa envolve os pagamentos erecebimentos efetivos em geral,sempre examinando a origem eaplicao do dinheiro quetransitoupelaempresa.

    Ofluxodecaixapoderserfeitopelo caixa passado, isto , peloque j foi realizado, pelapreviso do caixa, isto , sereferindoaumperodo futuroouconsiderando o passado, sendofeitos ajustes de certos usosfuturos obrigatrios de recursosque ocorrero no exerccioseguinte.Almdisso, o fluxodecaixa, se tratandodeanlise deprojetos, permite fazer umaanlise de viabilidade do projetoemquesto,afimdesaberseoprojetoeconomicamentevivelouno, isto,se justificveloinvestimentonoprojetoouno.

    Assim comoa demonstrao deresultadodeexerccio,ofluxodecaixa se refere a um perodoespecfico, sendo geralmentedivulgado juntocomobalanoeoDRE, isto , trimestralmente eanualmente, na maioria doscasos. Alm disso, o DREgeralmentemostraosresultadoscom base no regime decompetncia, que considera as

    DayTrade

    CarteiradeAesndices

    MercadoaTermo

    Long&Short

    SwingTrade

    EstratgiaOpes

    ShortStraddle

    CompradeButterfly

    VendadeButterfly

    LongStrangle

    ShortStrangle

    Box4Pontas

    Box3Pontas

    OpesSintticas

    BullCallSpread(TravadeAltacomCalls)

    BullPutSpread(TravadeAltacomPuts)

    LongStraddle

    BearCallSpread(TravadeBaixacomCall)

    BearPutSpread(TravadeBaixacomPut)

    ShortCondor

    LongCondor

  • 10/06/2015 FluxodeCaixaYnvestimentos

    http://ynvestimentos.com.br/2014/01/fluxodecaixa/ 3/17

    despesas e receitas incorridasem um determinado perodo eque no foram pagas/recebidasefetivamente. Nesse caso, umaempresa poder demonstrarlucroemumperodo,pormseucaixa pode ter diminudo. HitenstambmqueafetamoDRE,masnoafetamofluxodecaixa,como por exemplo, adepreciao, que computadacomo uma despesa no DRE,mas que no h uma sada decaixaparapagartaldespesa.

    O fluxo de caixa comea comocaixa das atividadesoperacionais, comeando com olucrolquidosomadocomovalordas depreciaes eamortizaes, uma vez queestasnoconsomemcaixa,poisrepresentam o que j foi gastoanosantes.Depois, vemo fluxode caixa das operaes deinvestimentos, que inclui todasas despesas com ativos fixosfeitos pela empresa em umdeterminado perodo contbil.Alm disso, esto includosnessa categoria a soma dodinheiro gasto ou recebido pelacompra ou venda de ativos quegeram receita. Por ltimo, estoas atividades de financiamento,que mede o fluxo de entrada e

  • 10/06/2015 FluxodeCaixaYnvestimentos

    http://ynvestimentos.com.br/2014/01/fluxodecaixa/ 4/17

    sada de dinheiro de umacompanhia gerado poroperaes financeiras. Estoincludasaquiassadasdecaixaparaopagamentodedividendos,alm de recompra de aes daprpriaempresa.Se for somadoo caixa das atividadesoperacionais, o caixa dasatividades de investimentos e ocaixa das atividades definanciamento, ser obtido oresultadofinaldecaixa.

    Existem duas maneiras dedemonstrarofluxodecaixa.Soelas:

    Mtodo direto: no mtododireto, possvel ter uma visoanaltica das entradas e sadasdo dinheiro na empresa. Osprincipais recebimentos epagamentos podem ser obtidosdos registros contbeis, dasmudanas ocorridas no estoqueecontasapagare receber,dosajustesdevendasecustosedeoutrositensquenoenvolvamocaixa.

    Mtodo indireto: o mtodoindireto chega variao decaixa,pormcommenosriquezade informao. Ele determinado ajustando o lucrolquido ou prejuzo quanto aos

  • 10/06/2015 FluxodeCaixaYnvestimentos

    http://ynvestimentos.com.br/2014/01/fluxodecaixa/ 5/17

    efeitos de mudanas ocorridasno perodo nos estoques econtas operacionais a pagar ereceber e nos itens que noafetam o caixa, comodepreciao,provises,impostosdiferidos, variaes cambiais,resultados de equivalnciapatrimonial em investimentos eparticipaesdeminoritrios e todos os outrositens cujos efeitos sobreo caixasejamfluxodecaixadecorrentesde atividades de investimento efinanciamento.

    Vamos descrever e explicar asprincipais contas que compeuma demonstrao de fluxo decaixa, e verificar o porqu queessa demonstrao muitoimportante param se analisar asatividades de uma empresa eidentificar se ela lucrativa,possui uma boa gerao decaixa, suas vantagenscompetitivas e seela possui umfuturo promissor ou estapresentando dificuldadesfinanceiras, econmicas, entreoutras.Aseguir,umexemplodeuma demonstrao de fluxo decaixa da empresa CompanhiaSiderrgica Nacional CSN,referenteao2trimestrede2013:

  • 10/06/2015 FluxodeCaixaYnvestimentos

    http://ynvestimentos.com.br/2014/01/fluxodecaixa/ 6/17

    AtividadesOperacionaisO fluxode caixadecorrente dasatividades operacionais basicamente oriundo dasprincipais atividades geradorasdereceitadadasempresas.Parauma empresa saudvel, omontante gerado atravs dasatividades operacionais tem queser suficiente para pagar todasas despesas, amortizaremprstimos,pagardividendosejuros sobre capital prprio, fazernovos investimentos e continuargerando fluxos futuros de caixa,tornado um ciclo sem fim. Osprincipais itens das atividadesoperacionais de caixa solistadosaseguir:

  • 10/06/2015 FluxodeCaixaYnvestimentos

    http://ynvestimentos.com.br/2014/01/fluxodecaixa/ 7/17

    ContasaReceber

    So todasas contas de clientesrecebidasnoperodo,atravsdavenda de mercadorias ouservios da empresa. Se umaempresa vendeu a prazo, osrecebimentos futuros nodevero entrar aqui, pois aindano foi efetivamente recebido.Paraficarmaisfcildemontarofluxo de caixa, para calcular oquanto foi recebidoefetivamentedas vendas, basta pegar areceita lquidamais os impostosdademonstraode resultadoeas duplicatas a receber dobalano patrimonial. Caso aempresa tenha alguma perdacom vendas de mercadorias,dever ser computado nessaconta, como por exemplo,proviso para devedoresduvidosos.

    Fornecedores

    Nesta conta incluise todos ospagamentos a fornecedores. Damesma forma que as contas areceber, as contas defornecedorestambmpodemserpagasprazo.Dessamaneira,omontantepagoaosfornecedoresnessa conta representadopelascomprasdoperodomaisavariao da dvida da empresa

  • 10/06/2015 FluxodeCaixaYnvestimentos

    http://ynvestimentos.com.br/2014/01/fluxodecaixa/ 8/17

    junto aos fornecedores. Quandose tratar de uma empresacomercial, os custos dasmercadorias vendidas mais avariao dos estoquesrepresentam as compras. Nocaso de uma indstria, tanto osestoques quanto o custo dosprodutos vendidos contmcustos demodeobra e outroscustosindiretosnorelacionadoscomacontadefornecedores.

    Despesasgerais/ SalrioseEncargos

    So computados aqui todas asdespesas gerais e salrios doperodo. O raciocnio aqui omesmo dos itens anteriores. Asempresas precisam pagar asdespesas gerais como alugueis,gua, luz, dentre outras, almdos salrios e encargos. Essascontas pagas dentro do perodovo formar o item de despesasgerais e administrativos/salriose encargos do fluxo de caixa.Caso haja despesasantecipadas, o item dever sercomputado tambm. A lgica queprimeiroaempresapagaasdespesas para depois aproprilas na proporo do consumo.Dessa maneira, como houveuma efetiva sada de caixa, asdespesas pagas

  • 10/06/2015 FluxodeCaixaYnvestimentos

    http://ynvestimentos.com.br/2014/01/fluxodecaixa/ 9/17

    antecipadamente devero sercomputadas.

    Impostos, taxas eContribuies

    Compreendem todas asdespesas de impostos, taxas econtribuies que as empresasso obrigadas a pagar sobre olucro lquido no perodorepresentado. Se houverdesembolso de caixa (sada dedinheiro da companhia) deimpostos e contribuies, eledever ser contabilizado nessaconta.

    Despesas Financeiras(Juros)

    So contabilizadas nessa contatodas as despesas financeiras,comoporexemplo,emprstimosde bancos, dvidas diversas,juros de bonds ou debntures,entreoutros.Comoasdespesasfinanceiras so agregadas prpria dvida, fica difcilidentificarovalorexatodosjurosfuturosdevidos.Porcausadisso,o critrio mais usado pelasempresasdemonstrarno fluxode caixa todos os valoresrelativossdespesasfinanceirasque foram pagas dentro doperodo.

  • 10/06/2015 FluxodeCaixaYnvestimentos

    http://ynvestimentos.com.br/2014/01/fluxodecaixa/ 10/17

    ReceitasFinanceiras

    As receitas financeiras soaquelas geradas atravs dasaplicaes financeiras. Quandouma empresa possui dinheirodisponvel em caixa, ela fazaplicaes emCDBs, fundos deinvestimentos, operaescompromissadas, debntures,aes e diversas outrasaplicaes, ganhando um juros.Esses juros so as receitasfinanceiras, que tambm computado no fluxo de caixa,poishouveumganhoefetivodedinheiro durante o perodoanalisado.

    Depreciao, exausto eamortizao

    A depreciao corresponde perda do valor dos objetosfsicos decorrente de seudesgaste de uso ou natural,perdendosuautilidadedeuso.Aamortizao corresponde perda do valor do capitalaplicadonaaquisiodedireitosda propriedade industrial oucomercial e quaisquer outroscom existncia ou exerccios dedurao limitada. J a exaustor