fluxo de caixa

Download Fluxo de Caixa

Post on 11-Jun-2015

1.641 views

Category:

Documents

0 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

GESTO DO FLUXO DE CAIXAData: Local: Horrio: Instrutor: 25/09/2008 Auditrio da Associao Comercial de Sarand o Sarandi 19:00 s 23:00 Marcelo Del Trejo

Maring/PR

GESTO DO FLUXO DE CAIXA

O Processo AdministrativoAdministrar muito mais do que simplesmente tocar o dia- dia da empresa. mais que apenas comprar e -a-dia vender, pagar contas, receber, comandar equipes e tantas outras tarefas bem conhecidas dos empresrios. Administrar , entre outras coisas, um processo. O processo administr administrativo divide-se se planejamento, execuo e controle. basicamente em trs etapas:

O Planejamento a etapa onde a empresa, atravs de uma anlise de seus pontos fortes e de suas fraquezas, das oportunidades e das ameaas, define como pretende atingir seus objetivos e metas. A Execuo a etapa do processo administrativo no qual a empresa, de apa acordo com o que foi planejado, pe em prtica as decises tomadas. Este o momento no qual se d gerao de valor. Por fim, temos a etapa de Controle, momento no qual verificamos se o planejamento es sendo seguido, se est as metas esto sendo atingidas, e fazemos os ajustes necessrios no processo de execuo ou mesmo no planejamento. A essncia do controle reside em verificar se a atividade controlada est ou objetivos esperados. no alcanando os objetivos ou resultados esperados.

PlanejamentoAjuste

ExecuoAjuste

Controle

FLOW Consultoria - Maring - Paran Fone (44) 3262 3262-1344 - www.flowconsultoria.com

1

GESTO DO FLUXO DE CAIXA

Gesto do CaixaSobra de caixa significa lucro Ou o lucro a sobra na lucro? Demonstrao de Resultado? Qualquer que seja a resposta, porm, uma coisa certa: sem caixa a empresa no vive. Sem ele a empresa fica inadimplente e pode falir, mesmo que sua Demonstra esmo Demonstrao de Resultado apresente lucro lucro. Assim, gerenciar o caixa uma das principais tarefas do gestor do negcio. Ao faz-la, o gestor deve ter em mente dois principais objetivos: la, Controlar de onde veio e para onde foi o dinheiro, classificando-os de ontrolar classificando forma a possibilitar as tomadas de decises; azer Fazer previses de caixa, ou seja, tentar desenhar o futuro de um determinado perodo. tentar saber com antecedncia de onde viro e para onde iro os recursos da empresa. Desse modo, a gesto do caixa passa a ser um importante instrumento de gesto para toda a empresa. A empresa que no faz a gesto do caixa, e que no realiza os controles adequadamente, mas apenas considera que se tem dinheiro em caixa est tudo indo bem, e no se importa em saber a origem do recursos e dos suas destinaes, corre srios riscos. A vida empresarial nos prega peas, e se no estivermos atentos cairemos em algumas armadilhas. Uma empresa em crescimento acelerado, por exemplo, na maioria das vezes apresenta problema de caixa, pois o prprio crescimento demanda senta investimentos, em especial nos estoques e no financiamento aos clientes, e muitas vezes tambm na ampliao das instalaes. Situaes como essa por vezes provocam profundo desnimo no empresrio, pois na viso dele No entendo... quanto mais os negcios vo bem e a empresa cresce o mais eu devo... Tenho saudades de quando ramos s uma lojinha. enho

FLOW Consultoria - Maring - Paran Fone (44) 3262 3262-1344 - www.flowconsultoria.com

2

GESTO DO FLUXO DE CAIXA

Naquele tempo, eu no ganhava muito dinheiro, mas tambm no faltava e a vida era muito mais tranqila.

Por outro lado, uma empresa em desacelerao quase sempre tende a apresentar num primeiro momento SOBRA DE CAIXA! Como ela no repe o estoque, pois no vendeu, o recurso que seria anteriormente destinado ao estoque fica disponvel. Do mesmo modo, ao di diminurem-se as vendas, o se volume total financiado aos clientes tambm diminui e, novamente, h a liberao de recursos, que muito provavelmente acabaro disponveis no caixa da empresa e sero mal aplicados Se lembrarmos que as vendas aplicados. esto em desacelerao, no difcil prever o desastre que se aproxima. E desacelerao, ento, ouviremos dessa vez o comentrio No entendo... estava tudo to comentrio: bem at dois meses atrs. Vinha pagando tudo certinho, inclusive ms atrs... passado at sobrou dinheiro e troquei de carro! E agora, de repente, virou e tudo...

FLOW Consultoria - Maring - Paran Fone (44) 3262 3262-1344 - www.flowconsultoria.com

3

GESTO DO FLUXO DE CAIXA

Lucro X Fluxo de CaixaQual a diferena entre Lucro e Saldo de Caixa? Lucro a diferena entra o valor da venda menos o custo da venda. Saldo de Caixa o que sobra aps efetuarmos os recebimentos e pagamentos.

possvel possvel ter lucro, mas no ter dinheiro em caixa? Suponha a seguinte situao: a empresa compra uma mercadoria por situao: 500,00 para pagamento em 30 dias, e aps 15 dias vende as por 900,00, vende-as para recebimento em 30/60. evidente que a empresa teve, com este produto, um lucro de 4 400,00. Porm, ao 30 dia a empresa dever efetuar o pagamento de 500,00 ao fornecedor da mercadoria, e nesse momento ela ainda no recebeu nada, pois somente receber no 45 dia (15+30). Neste dia, o 30, a empresa no apenas no ter caixa para honrar seu caixa compromisso, mas tambm estar em dificuldade financeira e ter que recorrer a emprstimos. Mesmo no 45 dia, quando entrar a 1 parcela da venda, se no tivesse venda, recorrido a emprstimos a empresa continuaria inadimplente, pois o valor a receber de apenas 450,00, e no cobriria os 500,00 que a empresa deve ao fornecedor. Somente aps mais 30 dias, ao 75 dia, a empresa finalmente receber a 2 parcela da venda e efetivar seu lucro, voltando o caixa a ser positivo e podendo quitar a dvida. vida.

FLOW Consultoria - Maring - Paran Fone (44) 3262 3262-1344 - www.flowconsultoria.com

4

GESTO DO FLUXO DE CAIXA

Assim, vemos que embora lucrativa, a empresa passou praticamente todo seu ciclo operacional endividada, ou mesmo inadimplente, e a resposta endividada, pergunta que abre o tpico : SIM!

Se tenho dinheiro em caixa, ento tenho lucro? No exemplo anterior, suponhamos que a empresa tivesse comprado o produto 800,00, e os prazos de venda fossem 0/30/60. Neste caso, o lucro ser pequeno, de apenas 100,00. Mas, ao 15 dia, a empresa recebe a 1 parcela da venda, a parcela a vista, no valor e 300,00. Como ela s dever pagar o fornecedor ao 30 dia, nesse intervalo de 15 dias, do 15 ao 30, ela ter 300,00 de saldo de caixa positivo. , Note que mesmo que a empresa tivesse feito um pssimo negcio e comprado por 1.100,00 um produto que ela s conseguir vender por 100,00 900,00, ainda assim, nas condies deste exemplo ela ter um saldo de caixa positivo de 300,00 por 15 dias, mesmo tendo feito um negcio com prejuzo de 200,00. Desse modo, fica evidente que a resposta pergunta do tpico : NO! E aqui, meus amigos, que mora o perigo. ,

FLOW Consultoria - Maring - Paran Fone (44) 3262 3262-1344 - www.flowconsultoria.com

5

GESTO DO FLUXO DE CAIXA

O Ciclo Operacional da EmpresaRepresenta o espao de tempo entre o momento da compra e o momento em que o empresrio recebe do seu cliente.

Como podemos verificar pelo grfico, existe um perodo em que o empresrio necessita de recursos para financiar sua operao Quanto ita operao. menor for esse perodo melhor ser a situao financeira da empresa. Para que isso acontea, algumas decises podem ser tomadas: aumento do prazo de pagamento aos fornecedores; reduo do prazo de recebi recebimento dos clientes; um sistema de cobranas eficiente; controle das compras em funo das previses de vendas, reduzindo o prazo mdio de estoques.

As duas primeiras opes so geralmente mais difceis de controlar por prticas de mercado no ramo de atua o atuao da empresa Os prazos concedidos pelos fornecedores so semelhantes em todos os s fornecedores e h uma grande resistncia por parte deles em mudar essa prtica.

FLOW Consultoria - Maring - Paran Fone (44) 3262 3262-1344 - www.flowconsultoria.com

6

GESTO DO FLUXO DE CAIXA

Quanto ao prazo de recebimento, geralmente o empresrio tende a acompanhar os prazos praticados pelos seus concorrentes. Mesmo sendo mais difceis de controlar, o empresrio deve fazer todo o empenho para negociar esses prazos, e ter especial ateno para com os atrasos. Assim, a alternativa que est sob maior controle do empresrio o controle de compras em funo da previso de vendas, que s poder ser praticada se houver um bom planejamento. O ideal que o empresrio planeje suas compras em funo dos prazos de entrega de seus fornecedores. Ou seja, manter estoques suficientes para atender as vendas previstas at prxima entrega de mercadorias pelo fornecedor, considerando uma margem de segurana em funo de imprevistos que possam vir a atrasar essas entregas.

O Prazo Mdio de Estoques (PME) Vamos ver ento como calculado o Prazo Mdio de Estoque, para que possamos ns mesmos calcular o nosso Ciclo Operacional. O primeiro passo, ser o clculo do Estoque Mdio, supondo que no decorrer de um ms tenhamos tido a cada dia o saldo de estoque indicado na tabela:

Dia Estoque

1 2 3 4 5 6 20 18 15 15 14 12

7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 Md 8 23 21 20 14 12 11 11 11 9 3 27 23 22 18 16 15 11 6 22 21 19 15 12 15,5

Estoque Mdio = Saldos de Estoques Dirios / N Dias Estoque Mdio = Estoque Mdio = 464 / 30

15,47 Unidades

FLOW Consultoria - Maring - Paran Fone (44) 3262-1344 - www.flowconsultoria.com

7

GESTO DO FLUXO DE CAIXA

Em seguida, j sabendo qual o nosso estoque mdio, e supondo que tenhamos realizados vendas conforme indicado na tabela a seguir, podemos calcular o Giro do Estoque e finalmente o Prazo Mdio de Estoque.

Dia Vendas

1 4

2 2

3 3

4 0

5 1

6 2

7 4

8 3

9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 Total 2 1 6 2 1 0 0