Flexibilizações curriculares

Download Flexibilizações curriculares

Post on 27-Jun-2015

483 views

Category:

Documents

3 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

<ul><li> 1. FLEXIBILIZAES CURRICULARESSMED 2011Eloisa Barcellos de Lima</li></ul> <p> 2. FLEXIBILIZAESCURRICULARES ADAPTAES NO SIGNIFICATIVAS DO CURRCULO E ADAPTAES CURRICULARES SIGNIFICATIVAS 3. ADAPTAES NO SIGNIFICATIVAS DO CURRCULOAs adaptaes no significativas do currculo de acordocom os Parmetros Curriculares Nacionais Adaptaes Curriculares (1999, p.35-37), dividem-seem: Adaptaes Organizativas. Adaptaes Relativas aos Objetivos e Contedos. Adaptaes nos procedimentos. Metodologia e didtica. Adaptaes na temporalidade. Adaptaes avaliativas. 4. ADAPTAES ORGANIZATIVAS Esto direcionadas ao tipo de: agrupamento de alunos/as para a realizao das atividades de ensino/aprendizagem; e organizao didtica da aula e dos perodos definidos para o desenvolvimento das atividades previstas. 5. ADAPTAES RELATIVAS AOS OBJETIVOS E CONTEDOS Priorizao de reas ou unidades de contedos quegarantam funcionalidade para aprendizagensposteriores. Priorizao de objetivos que enfatizem capacidades bsicas de ateno, participao e adaptabilidade do/aaluno/a. Sequenciao pormenorizada de contedos que requeiram processos gradativos da menor maior complexidade das tarefas. Reforo da aprendizagem e a retomada de determinados contedos. Eliminao de contedos menos relevantes, secundrios para dar enfoque mais intensivo a contedos considerados bsicos para o currculo. 6. ADAPTAES AVALIATIVAS Tratam da seleo das tcnicas e instrumentos utilizados para avaliar o/a aluno/a, propondomodificaes sensveis na forma de apresentao dastcnicas e dos instrumentos de avaliao. 7. ADAPTAES NOS PROCEDIMENTOSAdaptaes nos procedimentos didticos e nas atividades: Alterao nos mtodos definidos para o ensino dos contedoscurriculares. Seleo de um mtodo mais acessvel para o/a aluno/a. Introduo de atividades complementares que requeiram habilidades diferentes ou a fixao e consolidao deconhecimentos j ministrados. Introduo de atividades prvias, que preparam o/a aluno/a para novas aprendizagens. Introduo de atividades alternativas alm das planejadaspara a turma, enquanto os demais colegas realizam outras atividades. Alterao do nvel de abstrao de uma atividade oferecendo recursos de apoio. 8. ADAPTAES NA TEMPORALIDADEAbordam a alterao no tempo previsto para arealizao das atividades ou contedos, e no perodopara alcanar determinados objetivos. 9. Procedimentos- Alterao do nvel de complexidade das atividades, eliminando partes de seus componentes, explicitando atarefa, facilitando planos de ao, ou seja, oferecendo apoio, especificando passo a passo a sua realizao. - Alterao na seleo e adaptao de materiais. 10. ADAPTAO SIGNIFICATIVA DOS OBJETIVOSAs adaptaes curriculares significativas de acordo com osParmetros Curriculares Nacionais AdaptaesCurriculares (1999, p.38-40), sugere decises que modificam significativamente o planejamento quanto aosobjetivos definidos, havendo a eliminao de objetivos bsicos, introduo de objetivos especficos,complementares e/ou alternativos. 11. Adaptao Significativa dosContedosIncide sobre contedos bsicos e essenciais do currculo erequer uma avaliao criteriosa para ser adotada, poisdiz respeito a introduo de contedos especficos,complementares ou alternativos, e a eliminao decontedos que, embora essenciais no currculo, sejaminviveis de aquisio por parte do/da aluno/a. 12. Metodologia e DidticaAdaptao significativa da metodologia e organizao didtica considerada significativa quando implica emuma modificao expressiva no planejamento e naatuao do/da docente, pois se refere a introduo demtodos muito especficos para atender snecessidades particulares do/da aluno/a que geralmente orientado/a por professor/a especializado/a. Tambmdiz respeito a alteraes nos procedimentos didticosusualmente adotados pelo/a professor/a e a organizao significativamente diferenciada da sala de aula para atender s necessidades especficas do/da aluno/a. 13. Adaptao Significativa na AvaliaoEst vinculada s alteraes nos objetivos ou contedosque foram acrescidos ou eliminados, havendo introduo de critrios especficos de avaliao, eliminao de critrios gerais de avaliao, adaptaesde critrios regulares de avaliao e modificao dos critrios de promoo, evitando cobranas decontedos e habilidades que possam estar alm de suasatuais possibilidades de aprendizagem e aquisio. 14. Adaptao Significativa na TemporalidadeRefere-se ao ajuste temporal possvel para que o/a aluno/a adquira conhecimentos e habilidades que esto ao seualcance, mas que dependem do ritmo prprio ou do desenvolvimento de um repertrio anterior que seja indispensvel para novas aprendizagens. Pode haver o prolongamento de um ano ou mais de permanncia do/a aluno/a na mesma srie ou ciclo(reteno), no caracterizando reprovao, masparcelamento e sequenciao de objetivos econtedos. 15. preciso entender que as transformaes que irosurgir a partir das Adaptaes Curriculares, no sero sentidas apenas pelo/a professor/a e pelo/a aluno/a, mas precisar do envolvimento de toda a instituioescolar.Para tanto foram adotadas algumas medidas quefacilitaro essa participao. 16. ADAPTAES CURRICULARES E O PROCESSO DE INCLUSO 17. As Adaptaes Curriculares podero apoiar e atenderos/as alunos/as com necessidades educacionais especiais, realizando interferncias e/ou modificaes nas prticaspedaggicas, contribuindo para o desenvolvimento das potencialidades dos/das educandos/as. So divididas em Adaptaes de Pequeno Porte ou NoSignificativas, nas quais o/a professor/a responsvel porsua implementao nas atividades dirias; e emAdaptaes de Grande Porte ou Significativas, queenvolvem decises de responsabilidade dos rgospoltico-administrativo-superiores, como tambm odesenvolvimento de intervenes metodolgicas maisamplas que iro garantir a incluso do/da aluno/a com necessidades educacionais especiais no espao escolar. 18. Adaptaes Curriculares de Pequeno Porte ou No Significativas Envolvem pequenas modificaes e/ou aes quesero planejadas e organizadas pelo/a professor/a paraserem executadas na sala de aula. So referentes aosseguintes pontos, de acordo com o PCN (1999, p.35):http://www.dominiopublico.gov.br/download/texto/me000449. pdf 19. Adaptaes Curriculares de Grande Porte ouSignificativasImplicam aes de ordem poltica, financeira e administrativa, cujos atos so de competncia dos gestores superiores da educao pblica, que vo alm do espao de ao peculiar do/a professor/a. Segundo o PCN (1999, p.38), tambm so direcionadas aos: Objetivos; Contedos; Metodologia e Organizao Didtica; Avaliao e Temporalidade.Para acessar ao documento em sua integra, v para:http://www.dominiopublico.gov.br/download/texto/me000448.pdf 20. Vejamos a seguir um exemplo de adaptao de pequeno porte realizadainicialmente por um professor e que fez com que osdemais professores e estudantes de uma instituioescolar tambm participassem para atender anecessidade de um aluno: 21. Flexibilizao de Pequeno PorteJoo um aluno de 21 anos de idade, com Sndrome de Down e que cursa o 9 ano do ensino fundamental darede municipal, no turno vespertino. Seu maiorcomprometimento reside na rea da linguagem escrita. Possui uma tima linguagem receptiva, ou seja, compreende tudo que lhe solicitado pelo professor,como tambm em outras situaes do cotidiano. comunicativo, brincalho, torce e conversa com seus colegas sobre seu time. 22. Porm, mediante atividades escritas, principalmente avaliativas, apresenta dificuldade em expressar seusconhecimentos, pois escreve com dificuldade, demaneira lenta, omitindo letras e muitas vezes sua grafia incompreensvel. Assim, o seu tempo de resoluo ourespostas s atividades solicitadas imprevisto. 23. Aps diversas observaes do professor de Lngua Portuguesa, juntamente com a equipe pedaggica, as avaliaes de Joo passaram tambm a ser feitas oralmente, sem desestimul-lo s respostas escritas.Houve ento empenho dos demais professorespara colaborar nessa tarefa, de modo que cada umdentro de sua disciplina tambm comeou a incentiv-loa realizar atividades orais. 24. Comearam, a seu modo, a buscar alternativas viveisde atendimento s necessidades de Joo. Seus colegas de sala tambm foram convocados e o ajudavam, realizando um trabalho colaborativo, deixando-o vontade para a apresentao oral dos trabalhos. Dessa forma, Joo conseguiu, dentro de suas possibilidades,realizar as tarefas e participar das aulas. 25. imprescindvel no processo inclusivo a interao de todos os que fazem parte da comunidade escolar.Vejam que mesmo os professores que no sentiam necessidade de adaptao em suas aulas o fizeram. Os/As alunos/as tambm colaboraram do seu jeito. 26. A partir do respeito aos limites do/da aluno/a e das possibilidades que podero surgir, a transformao do contexto escolar ocorre de forma global e ampla, deforma que a busca por solues compartilhada. As informaes e a construo do conhecimento serorelevantes para o desenvolvimento de todos que fazemparte da instituio escolar, tanto do corpo docente como do corpo discente, exercitando atravs depequenas atividades a estruturao de uma sociedade com mais respeito ao prximo, justa e solidria.</p>