flash 201302

Download Flash 201302

Post on 21-Oct-2015

11 views

Category:

Documents

1 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

  • 2Nasceu no dia 19 de novembro de 1986 em Formosa do Oeste, Paran. Filho de Lucindo Clarete da Silva e Aurea de Souza Ribeiro da Silva. o primeiro dos filhos do casal, seus ir-mos so: rico Rafael da Silva e Alex Ribeiro da Silva.

    Ingressou no Seminrio Menor So Cura DArs, em Quatro Pontes no ano de 2002, onde morou durante o Ensino Mdio.

    No ano de 2004 iniciou a Licenciatura em Filosofia na Pontifcia Universidade Catlica do Paran (PUCPR), em Toledo, integrando a comunidade do Seminrio Maior Maria Me da Igreja.

    Em 2008 atuou como assistente no Semi-nrio Menor So Cura DArs. No ano de 2009 iniciou os estudos de Bacharela-do em Teologia na Faculdade Missioneira do Paran (FAMIPAR), em Cascavel. Etapa esta que veio a concluir em 2012.

    Durante a formao teolgica, desenvolveu estgio pastoral nas Parquias: So Cristvo em Toledo, no ano de 2009; Sagrada Famlia em Toledo, no ano de 2010; Maria Me da Igreja em Marechal Cndido Rondon, no ano de 2011 e Santo Incio de Loyola em Jesutas, no ano de 2012.

    Foi institudo no Ministrio de Leitor no dia 15 de agosto de 2010, na Par-quia So Francisco de Assis em Assis Chateaubriand e no Ministrio de Aclito em 21 de agosto de 2011, na Parquia Nossa Senhora do Carmo em Assis Chateaubriand. Foi tambm admitido s Ordens Sacras em 06 de outubro de 2012 na Parquia Nossa Senhora de Aparecida em Guara.

    Neste ano, aos 20 dias de abril foi ordenado Dicono na Parquia Maria Me da Igreja em Marechal Cndido Rondon e, atualmente, reside em Nova Aurora na Parquia So Roque, onde coopera com a vida pastoral da comuni-dade paroquial.

    Dicono Marcelo Ribeiro da Silva

  • 3RITOS INICIAIS

    01. LUCERNRIOEis-me aqui, Deus. Eis-me aqui, Deus, para fazer a tua vontade. Eis-me aqui, Deus!

    02. ACOLHIDAAnimador: Irmos e irms carssimos, nesta Sagrada Liturgia Dicono Marcelo Ribeiro da Silva ser ordenado presbtero pela imposio das mos e orao de Dom Joo Carlos Semene. Por esse rito, que nos vem dos apstolos, o Esprito Santo o investir com a graa do sacerdcio. Ele hoje ser consagrado como verdadeiro sacerdote da Nova Aliana para anunciar o Evangelho, apascentar o povo de Deus e celebrar o culto divino. Nesta Celebrao Eucarstica, glorifi-quemos a Deus que continua a enviar ministros para santificar o povo de Deus e supliquemos fervorosamente por nosso Dicono, que ele seja configurado a Cristo mestre, sacerdote e pastor.

    03. PROCISSO DE ENTRADAO Esprito do Senhor est sobre mim. O Esprito com uno me consagrou. O Esprito me enviou para dar aos pobres, uma feliz mensagem de salvao.1. O Esprito de cincia est sobre mim, para ser luz e guia de meu caminho, me d linguagem nova, para anunciar hoje ao homem, a sua Palavra eterna de salvao.2. O Esprito de fortaleza est sobre mim, para testemunhar a sua Palavra. Ele me d coragem para anunciar ao mundo, a gloriosa vinda do teu Reino. 3. O Esprito de temor est sobre mim, para testemunhar o seu perdo, purifica meu corao, para anunciar ao homem, a grandiosa obra do Senhor.4. O Esprito de paz est sobre mim e inunda meu corao de alegria, me d um canto novo para anunciar ao mundo, o dia de graa e luz do Senhor.5. O Esprito de amor est sobre mim, para que eu possa, ao mundo, dar minha vida. Ele me d sua fora, pra consolar os povos, para eu ser instrumento de salvao.

    04. APRESENTAO DO CLERO

    CELEBRAO EUCARSTICA E ORDENAO PRESBITERAL DE DICONO MARCELO RIBEIRO DA SILVA

  • 405. SAUDAO INICIALBispo: Em nome do Pai e do Filho e do Esprito Santo. Todos: Amm.Bispo: O Deus da esperana que nos cumula de toda alegria e paz em nossa f, pela ao do Esprito Santo esteja convosco.Todos: Bendito seja Deus que nos reuniu no amor de Cristo.

    06. ATO PENITENCIALBispo: Irmos e irms, reconheamos as nossas culpas para celebrarmos dig-namente os santos mistrios. Confessemos os nossos pecados:Todos: Confesso a Deus todo-poderoso e a vos, irmos e irms, que pequei muitas vezes por pensamentos e palavras, atos e omisses por minha culpa, minha to grande culpa. E peo Virgem Maria, aos anjos e santos e a vs, irmos e irms, que rogueis por mim a Deus nosso Senhor.Bispo: Deus todo-poderoso tenha compaixo de ns, perdoe os nossos peca-dos e nos conduza vida eterna.Todos: Amm.

    07. SENHOR, TENDE PIEDADE DE NSSolo: Senhor, Senhor, piedade de ns.Todos: Senhor, Senhor, piedade de ns.Solo: Cristo Jesus, piedade de ns.Todos: Cristo Jesus, piedade de ns.Solo: Senhor, Senhor, piedade de ns.Todos: Senhor, Senhor, piedade de ns.

    08. GLRIASolo: Glria a Deus nas alturas!Todos: Glria a Deus nas alturas!Solo: E paz na terra aos homens por Ele amados.a) Ns vos louvamos, (b) ns vos bendizemos, (a) ns vos adoramos, (b) ns vos glorificamos, (a;b) ns vos damos graas, por vossa imensa glria.Solo: Glria a Deus nas alturas!Todos: Glria a Deus nas alturas!a) Senhor Deus, Rei dos cus, Deus Pai todo-poderoso. (b) Senhor Filho nico, Jesus Cristo! (a;b) Senhor Deus, Cordeiro de Deus, Filho de Deus Pai.Solo: Glria a Deus nas alturas!Todos: Glria a Deus nas alturas!Solo: Vs, que tirais o pecado do mundo, tende piedade de ns.a) Vs que tirais o pecado do mundo, acolhei a nossa splica! (b) Vs, que es-tis sentado a direita do Pai, tende piedade de ns!Todos: Tende piedade de ns!

  • 5Solo: Porque s vs sois o Santo!a) S vs sois o Senhor! (b) S vs sois o Altissmo, Jesus Cristo!Todos: Com o Esprito Santo, na glria de Deus Pai. Amm!Solo: Glria a Deus nas alturas!Todos: Glria a Deus nas alturas!

    09. ORAOBispo: Oremos. Senhor, nosso Deus, que, para governar o vosso povo vos servis do ministrio dos sacerdotes, concedei a este Dicono da vossa Igreja, que vos dignastes escolher hoje para o mnus do Presbiterado, a graa de perseverar no vosso servio e, por seu ministrio e sua vida, promover, em Cristo, a vossa glria. Por nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, na unidade do Esprito Santo.Todos: Amm.

    LITURGIA DA PALAVRA

    10. REFRO ORANTE Pela graa de Deus sou o que sou, sou o que sou pela graa de Deus.

    11. PRIMEIRA LEITURA Livro do Profeta Jeremias.Foi-me dirigida a Palavra do Senhor, dizendo: Antes de formar-te no ventre materno, eu te conheci; antes de sares do seio de tua me, eu te consagrei e te fiz profeta das naes. Disse eu: Ah! Senhor Deus, eu no sei falar, sou muito novo. Disse-me o Senhor: No digas que s muito novo; a todos a quem eu te enviar, irs, e tudo que eu te mandar dizer, dirs. No tenhas medo deles, pois estou contigo para defender-te, diz o Senhor. O Senhor estendeu a mo tocou-me a boca e disse-me: Eis que ponho minhas palavras em tua boca. Palavra do Senhor.Todos: Graas a Deus.

    12. SALMO RESPOSORIAL Anunciai entre as naes os grandes feitos do Senhor!

    Cantai ao Senhor Deus um canto novo, Cantai ao Senhor Deus, terra inteira!Cantai e bendizei seu santo nome!

    Dia aps dia anunciai sua salvao,Manifestai a sua glria entre as naes, E entre os povos do universo seus prodgios!

  • 6 famlia das naes, dai ao Senhor, naes, dai ao Senhor poder e glria, Dai-lhe a glria que devida ao seu nome!

    Publicai entre as naes: Reina o Senhor!Ele firmou o universo inabalvel,E os povos ele julga com justia.

    13. SEGUNDA LEITURA Leitura da Carta aos Hebreus.Todo sumo sacerdote tirado do meio dos homens e institudo em favor dos ho-mens nas coisas que se referem a Deus, para oferecer dons e sacrifcios pelos pecados. Sabe ter compaixo dos que esto na ignorncia e no erro, porque ele mesmo est cercado de fraqueza. Por isso, deve oferecer sacrifcios tanto pelos pecados do povo, quanto pelos seus prprios. Ningum deve atribuir-se esta honra, seno o que foi chamado por Deus, como Aaro. Deste modo, tam-bm Cristo no se atribuiu a si mesmo a honra de ser sumo sacerdote, mas foi aquele que lhe disse: Tu s o meu Filho, eu hoje te gerei. Como diz em outra passagem: Tu s sacerdote para sempre na ordem de Melquisedec. Cristo, nos dias de sua vida terrestre, dirigiu preces e splicas, com forte clamor e lgri-ma, quele que era capa de salv-lo da morte. E foi atendido, por causa de sua entrega a Deus. Mesmo sendo Filho, aprendeu o que significa a obedincia a Deus por aquilo que sofreu. Mas, na consumao de sua vida, tornou-se causa de salvao eterna para todos os que lhe obedecem. De fato, ele foi por Deus proclamado sumo sacerdote na ordem de Melquisedec. Palavra do Senhor.Todos: Graas a Deus.

    14. ACLAMAO AO EVANGELHOAleluia, aleluia, aleluia, aleluia!Permanecei no meu amor e fazei o que ordeno: amai-vos uns aos outros, diz o Senhor.

    15. EVANGELHO Dicono: O Senhor esteja convosco!Todos: Ele est no meio de ns!Dicono: Proclamao do Evangelho de Jesus Cristo, + segundo Joo.Todos: Glria a vs, Senhor!Naquele tempo, disse Jesus a seus discpulos: Como meu Pai me amou, assim tambm eu vos amei. Permanecei no meu amor. Se guardardes os meus man-damentos, permanecereis no meu amor, assim como eu guardei os mandamen-tos do meu Pai e permaneo no seu amor. E eu vos disse isto, para que a minha alegria esteja em vs e a vossa alegria seja plena. Este o meu mandamento: amai-vos uns aos outros, assim como eu vos amei. Ningum tem amor maior do que aquele que d sua vida pelos amigos. Vs sois meus amigos, se fizerdes o

  • 7que eu vos mando. J no vos chamo servos, pois o servo no sabe o que faz o seu Senhor. Eu vos chamo amigos, porque vos dei a conhecer tudo o que ouvi de meu Pai. No fostes vs que me escolhestes, mas fui eu que vos escolhi e vos designei para irdes e para que produzais fruto e o vosso fruto permanea. O que ento pedirdes ao Pai em meu nome, ele vo-lo conceder. Isto o que vos ordeno: amai-vos uns aos outros. Palavra da Salvao.Todos: Glria a vs, Senhor!

    RITO DE ORDENAOAnimador: Celebraremos agora o rito de Ordenao Presbiteral do Dicono Marcelo. Abrimos esse momento sagrado com sua eleio, na sequncia ouviremos a exorta-o de Dom Joo Carlos sobre o ministrio dos presbteros. Depois o Dicono manifes-tar seu propsito de viver fielmente sua vo-cao como sacerdote de Cristo J