filosofia da ciência e = mc 2. a ciência apresenta verdades passageiras. a filosofia questiona...

Download Filosofia da Ciência E = mc 2. A ciência apresenta verdades passageiras. A filosofia questiona permanentemente

Post on 18-Apr-2015

104 views

Category:

Documents

1 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

  • Slide 1
  • Filosofia da Cincia E = mc 2
  • Slide 2
  • A cincia apresenta verdades passageiras. A filosofia questiona permanentemente.
  • Slide 3
  • Quais imagens as pessoas comuns evocam quando a palavra cincia mencionada?
  • Slide 4
  • Slide 5
  • Qual a origem do mundo?
  • Slide 6
  • Cincia e mito Com o advento da cincia, o cientista virou um mito. Algo perigoso: os mitos induzem o comportamento e inibem o pensamento. Mito em crise: os ditos bens advindos da cincia (racionalidade cientfica) no chegam a suprir as necessidades do ser humano. Desconstruindo o mito: o cientista no necessariamente pensa melhor que as outras pessoas.
  • Slide 7
  • Ante o primado das especializaes, o pianista precisa dominar e coordenar uma srie de tcnicas distintas para executar uma melodia.
  • Slide 8
  • Imagine um pianista que resolva especializar-se apenas na tcnica dos trinados...
  • Slide 9
  • Senso comum Tal expresso foi criada por pessoas que se julgam acima do senso do comum, como uma forma de se diferenciarem das pessoas que, segundo seu critrio, so intelectualmente inferiores.
  • Slide 10
  • Cincia e senso comum A cincia uma metamorfose do senso comum e no apenas uma forma diferente de conhecimento. Especializa-se em determinados aspectos da realidade.
  • Slide 11
  • A passagem do senso comum cincia implica mtodo, caminho.
  • Slide 12
  • Qual a lgica do jogo? A observao sugere mas no d resposta. Foi necessrio imaginao, para Coprnico, Galileu, Einstein...
  • Slide 13
  • A lgica do jogo tem de ser construda mentalmente porque ela no um dado, como o so o tabuleiro e as peas.
  • Slide 14
  • O senso comum e a cincia so expresses da mesma necessidade bsica, a necessidade de compreender o mundo, a fim de viver melhor e sobreviver.
  • Slide 15
  • E para aqueles que teriam a tendncia de achar que o senso comum inferior cincia, eu s gostaria de lembrar que, por dezenas de milhares de anos, os homens sobreviveram sem coisa alguma que se assemelhasse nossa cincia.
  • Slide 16
  • O mstico cr num Deus desconhecido. O pensador e o cientista creem numa ordem desconhecida. difcil dizer qual deles sobrepuja o outro em sua devoo no racional. L. L. Whyte
  • Slide 17
  • Ateno! - Para a prxima aula, 04/03/09, ler o texto Pescadores e anzis. -Dar relevncia s consideraes feitas pelo autor acerca da neutralidade cientfica, tema do debate de nossa prxima aula dia. -Seguir o roteiro indicado. -Preparar questes e dvidas para a discusso.
  • Slide 18
  • Bibliografia ALVES, Rubem. Filosofia da cincia: introduo ao jogo e suas regras. So Paulo: Brasiliense, 1986, pp. 10-50.