filosofia da ciÊncia - 3 ano

Download FILOSOFIA DA CIÊNCIA - 3 ANO

Post on 16-Jul-2015

198 views

Category:

Documents

0 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

Filosofia PolticaProf. Ms. Paulo Dias

Senso comum e cinciaS. C. nos ajuda a situarmos no cotidiano; Conjunto de crenas que recebemos pela tradio de modo:Espontneo e no critico

Em determinadas situaes a cincia se posiciona sobre algumas crenas; Por ex. (terra imvel e o Sol gira em torno da Terra)

S. C. -Roda facilita o transporte; - Uso de ervas plantar usando tcnicas herdadas de seu grupo social; - gua congela em temperatura baixa; - Conhecimento PARTICULAR restringe a uma pequena mostra da realidade; -As afirmaes so ASSITEMATICA; -Observar um fato: sensvel e percepo imediata

Cincia -Fora de frico; - Identificar suas propriedades e sua ao no organismo; - Faz uma medida precisa, verifica as variedades de condies p/q um poo congela e um oceano no; - Conhecimento GERAIS valem para todos os que eles se assemelham o peso de qualquer obj. Depende do campo de gravitao; - Explicaes SISTEMATICAS controlveis pela experincia o que obtm concluses gerais ; - Fato Abstrato isolado do conj. Em que esta inserido.

O Mtodo cientificoNo pensamento grego, cincia e filosofa achavam-se achavamvinculados. Separaram-se na I. Mdia, sec. XVIII, com a Separaramrevoluo cientifica instaurada por Galileu; A cincia moderna nasce ao determinara sue objeto especfico, ao criar um Mtodo confivel; especfico, So mtodos rigorosas que demarca um conhecimentoSistemtica Preciso Objetivo

possibilidades

Relaes universais

A partir da modernidade multiplicaes das cincias. Cincia particular; A partir do Sec. XX cincias:hibridas, bioqumica, biofsica e mecatrnica;

A comunidade cientifica um conj. Dos indivduos que se reconhecem e so reconhecidos com possuidores de conhecimentos especficos na rea do investigao cientifica ler pagina 345; Pouco tempo atrs era feito por gnios individuais . Hoje equipe; preciso retirar do conceito de cincia a falsa idia de ser ela a nica explicao da realidade (certo e infalvel). Ex. O jaleco representa confiabilidade;

Cincia e ValorValor cognitivos: - Imparcialidade valores congnitivos - Autonomia Isentos de presses externas - Neutralidade quando no atende a nenhum interesse particular

Valores ticos e PolticosQuando leva em considerao valor ticos polticos; O poder da cincia e tecnologia ambguo:- Florescimento humanidade; - Apenas de uma parte dela

A importncia do trab. Do cientista e do tcnico ser acompanhada por reflexes de carter MORAL e POLTICA para por em questo os FINS que orientam os MEIOS que esto sendo utilizados (ler 347)

BENEFCIOS DA CINCIA, PARA QUEM?Os valores morais influenciam as escolhas das pesquisas; Os cientistas no esto imune as influncias de sue contexto social; social; Na I. Mdia a Igreja Catlica interferiu com a INQUISIO, Galileu ao silencio; Importante identificar os tipos de valores que esto guiando a certas pesquisas; At que ponto a cincia se presta a valores alternativos? A interferncia econmica nas cincias na engenharia gentica (manipulao de cdigo gentico de sementes ex. Soja transgnicos) transgnicos)

Clonagem de seres humanos; As vantagens das pesquisas na preservao e cura das mais diversas doenas.Biotica abriga as mais variedades tendncias ideolgicas

A RESPONSABILIDADE SOCIAL DO CIENTISTANo ha neutralidade da cincia procura do saber pelos saber; Qual o papel da filosofia coma relao cincia e suas aplicaes? O papel da filosofia investigar os FINS e das PRIORIDADES a que a cincia se prope.

PLATO ( 427 347 a.C)Teoria das IDIAS, que fundamenta a hierarquia entre RAZO e SENTIDOS a razo tem dificuldade em atingir o verdadeiro conh. Por causa conh. da formao que os sentidos provocam; A razo vai depurar esse enganos, p\q o esprito passa atingir a verdadeira p\ contemplao das idias; Elevar o conh. Da opinio (DOXA) do vir-a-ser at a cincia (EPISTEME); conh. virIsso s possvel, para Plato, com o estudo da matemtica. No prtico da academia dizia: no entre aqui quem no souber geometria Na geometria figura sensvel sobre o qual raciocinamos no depende da figura sensvel ex. Uma bola real sempre imperfeita, enquanto a idia de esfera abstrata e perfeita.

TIMEU Atribui a um DEMIURGO (artista, arteso arteso do mundo) principio que organiza a matria preexistente com a funo de pro ordem no caos inicial.para transformar o caos em COSMO (ksmo ordem, harmonia, beleza); (ksmo Plato descreve o universo como ser vivo ARISTTELES