festival leo brouwer

Download Festival Leo Brouwer

Post on 01-Jul-2015

366 views

Category:

Documents

0 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

ENDEREOS DOS LOCAIS DOS EVENTOS AUDITRIO DO INSTITUTO CERVANTES Av. Paulista, 2439, Metr Consolao ANFITEATRO CAMARGO GUARNIERI USP Rua do Anfiteatro, 109 Cidade Universitria Entrada franca AUDITRIO MAESTRO OLIVIER TONI Departamento de Msica da ECA/USP Final da Travessa J (Rua da Antiga Reitoria) da Av. Luciano Gualberto Conjunto Arquitetnico das Artes. Entrada franca SESC PINHEIROS Rua Paes Leme, 195 So Paulo, SP Ingressos: R$ 20,00 inteira, R$ 10,00 meia entrada, R$ 5,00 associados Tel.: 11 3095-9400 MASP GRANDE AUDITRIO Av. Paulista, 1578, So Paulo, SP 14 dezembro, ingressos: R$ 6,00 inteira, R$ 3,00 meia entrada 6 e 13 dezembro: entrada franca Tel.: 11 3251-5644

6 a 14 dezembro 2008

w w w. f e s t i v a l l e o b r o u w e r. c o m . b r

6 dezembro | 9h30Masterclass Leo BrouwerInstituto Cervantes

10 dezembro | 9h30MasterclassAuditrio Olivier Toni - USP

12 dezembro | 9h30MasterclassAuditrio Olivier Toni - USP

6 dezembro | 19h30Recital de AberturaMASP

10 dezembro | 14h00PalestraAuditrio Olivier Toni - UP

12 dezembro | 14h00PalestraAuditrio Olivier Toni - USP

7 dezembro | 9h30Masterclass Leo BrowuerInstituto Cervantes

10 dezembro | 20h30Recital IVAnfiteatro Camargo Guarnieri - USP

12 dezembro | 20h30Recital VAnfiteatro Camargo Guarnieri - USP

8 dezembro | 9h30MasterclassAuditrio Olivier Toni - USP

11 dezembro | 9h30MasterclassAuditrio Olivier Toni - USP

13 dezembro | 11h00Lanamento de LivrosInstituto Cervantes

8 dezembro | 14h00PalestraAuditrio Olivier Toni - USP

11 dezembro | 21h00Concerto OCAM Regncia: Leo BrouwerSESC Pinheiros

13 dezembro | 20h00Encontro Brouwer-GismontiMASP

8 dezembro | 20h30Recital IIAnfiteatro Camargo Guarnieri - USP

14 dezembro | 16h00Concerto OCAM Regncia: Leo BrouwerMASP

9 dezembro | 9h30MasterclassAuditrio Olivier Toni - USPRealizao:Departamento de Msica CMU ECA/USP

9 dezembro | 20h30Recital IIIAnfiteatro Camargo Guarnieri - USP

Os detalhes das atividades esto descritos no programa. Realizao:

Apoio:

Departamento de Msica CMU ECA/USP

Professores convidados1 2 3 4

Eduardo Meirinhos (1) Universidade Federal de Gois Fbio Zanon (2) Royal Academy of Music de Londres Gustavo Costa (3) USP Ribeiro Preto

5

6

7

8

Mario Ulloa (4) Universidade Federal da Bahia Orlando Fraga (5) Escola de Msica e Belas Artes do Paran Paulo Porto Alegre (6) Escola Municipal de Msica de So Paulo Da parceria do Instituto Cervantes, na sua bem-sucedida srie guitarrsimo, com o Departamento de Msica da ECA/USP, representado pelo Maestro Gil Jardim, surge o Festival Leo Brouwer. Contando com a indita presena do Maestro Leo Brouwer no Brasil, este Festival celebra a obra daquele que considerado um dos maiores compositores latino-americanos da atualidade. Os diversos eventos recitais, concertos, masterclasses, palestras e lanamentos de livros abordam a obra de Leo Brouwer, difundindo a sua produo musical e promovendo o intercmbio cultural entre participantes, docentes e convidados. Entre os destaques do evento, o encontro histrico de Leo Brouwer com Egberto Gismonti e a estria brasileira de Gismontiana, composio para quarteto de violes e orquestra, dedicada a este excepcional msico brasileiro. Essa obra ser executada pelo Maestro Leo Brouwer, dirigindo a Orquestra de Cmara da Universidade de So Paulo, com o Quarteto Quaternaglia como solista. Tambm sero apresentadas diversas primeiras audies no Brasil de obras para violo solo, msica de cmara com formaes diversas, e orquestra. Formados especialmente para o Festival25

9

10

11

12

Sidney Molina (7) Uni-FIAM/FAAM e Fundao Carlos Gomes / Universidade do Estado do Par Teresinha Prada (8) Universidade Federal de Mato Grosso

13

14

15

16

Participantes Adlia Issa (9) Alexandre Ficarelli / USP (10) Aliksey Vianna (11) Andr Simo (12) Antonio Carlos Carrasqueira / USP (13) Celso Delneri / EMM (14) Edelton Gloeden / USP (15) Ensemble So Paulo (16) Flvio Apro / UEM (17) Giacomo Bartoloni / UNESP (18) Gilson Antunes / UFPB (19) Luis Afonso Montanha / USP (20) Marcelo Fernandes / UFMS (21) Marco Pereira / Ensemble de Violes (22) Maria Jos Carrasqueira / UNICAMP (23) Mauricio Orosco / UFU (24) Membros do Ensemble de Violes e do Octeto do Festival Leo Brouwer (25) Quarteto Ibir (26) Quaternaglia (27) Ricardo Ballestero / USP (28) Ricardo Bologna / USP (29)

Leo Brouwer, o Octeto e o Ensemble de Violes, com 28 integrantes, tm como objetivo principal a execuo de obras escritas pelo mestre cubano para grandes conjuntos de violes em festivais que reuniram um nmero muito grande de participantes. Integram esses conjuntos alunos e ex-alunos da Graduao e Ps-Graduao do Departamento de Msica da ECA/USP, juntamente com membros dos corpos discentes da UNESP, Escola Municipal de Msica, Universidade Livre de Msica, Universidade Federal de Mato Grosso do Sul e Uni FIAM-FAAM, alm de violonistas convidados. O Festival Leo Brouwer, em uma rara oportunidade, contar com alguns dos mais relevantes nomes do violo da atualidade, como Alieksey Vianna, Andr Simo, Eduardo Meirinhos, Fbio Zanon, Flvio Apro, Giacomo Bartoloni, Gilson Antunes, Gustavo Costa, Marcelo Fernandes, Marco Pereira, Mario Ulloa, Maurcio Orosco, Paulo Porto Alegre, Quaternaglia e Quarteto Ibir. Alguns desses artistas se apresentaro ao lado de outros grandes msicos, como Antonio Carlos Carrasqueira, Ricardo Bologna, Adlia Issa, Alexandre Ficarelli, Ricardo Ballestero, Maria Jos Carrasqueira, Lus Afonso Montanha, Celso Delneri e o Ensemble So Paulo.

17

18

19

20

21

22

23

24

26

Edelton Gloeden, diretor artstico

2

3

27

28

29

Leo Brouwer, compositorPor Celso Delneri A classificao em fases da obra composicional de Leo Brouwer se justifica a partir de diversas leituras do imenso panorama de sua msica que percorre uma trajetria iniciada em 1954, data das primeiras peas para violo. Sua produo musical amplia-se rapidamente e sua escrita mostra traos de uma linguagem inovadora e de forte personalidade que permanece viva at os dias atuais. Brouwer relata que, em suas primeiras experincias com a criao e a composio, teve a sensao de fazer parte do cosmos, da natureza. De fato, suas primeiras peas apresentam formas embrionrias que partem de pequenas clulas, de movimentos coerentes na execuo violonstica, e contm elementos que esto presentes em toda a sua obra. Como violonista, Brouwer construiu uma carreira slida. Alm de executar a sua prpria msica, foi intrprete de obras dos compositores mais importantes da histria do violo. Aluno de Isaac Nicola, discpulo de Emlio Pujol, teve uma formao que seguiu os princpios tcnicos de uma grande escola e a experincia tcnica e esttica da msica dos grandes compositores do renascimento e do perodo clssico. Esse estudo estendeu-se para a msica de seus contemporneos cubanos, latino-americanos e da vanguarda europia, a qual se fez presente em todos os recitais que organizava. Nos registros em gravao dessa poca de intensa atividade de concertista, percebese um domnio incomum do violo e uma proposta interpretativa de grande personalidade. Leo Brouwer centralizou seu trabalho de composio nas obras para violo. Esse repertrio hoje considerado e reconhecido como imprescindvel nos programas curriculares das escolas de msica e violo ao redor do mundo. A primeira fase da composio de Leo Brouwer localizase nos anos pr-revoluo cubana (1959), fase em que se observa um vnculo muito grande com uma esttica nacionalista, a qual Brouwer reconhece que ...era preciso reafirmar a nacionalidade por medo de perd-la, dentro do caos poltico do momento, referindo-se aos anos da ditadura batistiana. A revoluo, no seu plano de reestruturao cultural, designou uma bolsa de aperfeioamento a Leo Brouwer, que passou a ter aulas com Vincent Persichetti, na Juilliard School of Music, e na Universidade Hartford, Connecticut, onde foi recomendado pelo clebre violoncelista Leonard Rose e estudou com Isadore Freed. De volta a Cuba, aps um ano de afastamento, Brouwer foi um dos responsveis pela reformulao do ensino de msica em seu pas. A criao da primeira srie dos Estdios Sencillos, com finalidade didtica e for4

Leo BrouwerPor Isabelle Hernndez Membro de Honra da UNESCO, do Instituto Italo-Latinoamericano, da Academia de Belas Artes de Granada e Compositor Residente da Academia de Artes e Cincias de Berlim, entre outras nomeaes em prestigiosas instituies internacionais, alm de compositor, regente, violonista, pesquisador, pedagogo e promotor cultural, Brouwer figura entre os mais reconhecidos msicos da atualidade. Foi pioneiro na direo dos primeiros departamentos de msica do ICAIC (Instituto Cubano de Arte e Indstria Cinematogrfica) em 1960, do Teatro Musical de Havana (1962) e na fundao e direo do Grupo de Experimentao Sonora do ICAIC (1968). Participou de comisses julgadoras em numerosos concursos de violo, composio e direo orquestral. J regeu mais de cem orquestras e grupos de cmara em todo o mundo, com especial destaque para a Filarmnica de Berlim, a Orquestra de Cmara da BBC e a Orquestra Nacional do Mxico. Foi regente titular da Orquestra de Crdoba, Espanha (1992-2001), e diretor geral da Orquestra Sinfnica Nacional de Cuba (1981-2003). Sua obra, que ultrapassa trezentos ttulos, abrange quase todos os gneros e formas musicais, e sua discografia apresenta mais de seiscentas gravaes. Leo Brouwer possui mais de duzentas distines artsticas e acadmicas internacionais, como o Prmio Manuel de Falla, em 1998 na Espanha; o Prmio Nacional de Msica de Cuba, em sua primeira edio em 1999; o Prmio MIDEM Clssico, em Cannes no ano de 2003 na categoria solo-orquestra, com seu Concerto de Helsinki para vio