ferramentas melhorias maranhao

Download Ferramentas Melhorias Maranhao

Post on 23-Jan-2016

212 views

Category:

Documents

0 download

Embed Size (px)

DESCRIPTION

Ferramentas de melhorias

TRANSCRIPT

  • MINISTRIO DO EXRCITOTREINAMENTO EM GESTO POR PROCESSOS

    Parte I Sistemas Integrados de GestoPROF. MAURITI MARANHOmauritimaranhao@terra.com.br

    PROF. MAURITI MARANHO

  • FENMENOS DA NATUREZA

    PROF. MAURITI MARANHO

  • A CINCIA ESTATSTICA

    PROF. MAURITI MARANHO

  • PRINCIPAIS TEMAS DA ESTATSTICA

    PROF. MAURITI MARANHO

  • ESTATSTICA DESCRITIVA Ramo e folhas Quartis, decis e percentis Mdia Moda Mediana Histograma

    PROF. MAURITI MARANHO

  • PROBABILIDADES / INFERNCIA Regularidade estatstica Mdia Desvio padro Curva normal Cartas de Controle Planejamento de Experimentos

    PROF. MAURITI MARANHO

  • Aps a coleta de dados sobre um processo inicia-se o trabalho de melhoria.

    A seqncia de atividades para a anlise e a soluo dos problemas deve ter um mtodo, capaz de organizar o planejamento e a soluo desses problemas.

    SNTESE DA APLICAO DAS FERRAMENTAS

    PROF. MAURITI MARANHO

  • Ciclo P-D-C-A Estrela Decisria Brainstorming GUT Fluxograma Diagramas de Causa e Efeito ParetoChecklist e Checksheet Diagramas de disperso / correlao Planejamento de Experimentos QFD Desdobramento da Funo QualidadeSNTESE DA APLICAO DAS FERRAMENTAS

    PROF. MAURITI MARANHO

  • O Ciclo P-D-C-A foi desenvolvido por Shewhart e Deming e pode ser considerado como o mtodo mais geral para se trabalhar com qualidade.

    Fazer qualidade girar continuamente o Ciclo P-D-C-A. o caminho mais seguro, racional e barato para executar os processos.CICLO P-D-C-A

    PROF. MAURITI MARANHO

  • O Ciclo P-D-C-AAtuar corretivamenteDefinir objetivoDefinir mtodoDefinir recursosEducar e treinarExecutarMedir/ Avaliar/ Comparar PCADPgina 52

    PROF. MAURITI MARANHO

  • Construindo o P-D-C-AOBJETIVOProcesso: Executar uma misso Resgatar um doente em vila da AmazniaMTODOPlano de vo e plano de assistncia mdicaRECURSOSAeronave, pilotos, combustvel, mdico, maca etc. EDUCARCritrios aeronuticos e assistencial-mdicaTREINARPilotagem e assistncia mdica de emergncia EXECUTARMo-na-massaAVALIARIndicadores de vo e de monitoramento do doente ATUAR CORRETIVAMENTECorrigir eventuais desvios de planejamento, tanto do vo quanto da assistncia ao paciente

    PROF. MAURITI MARANHO

  • Brainstorming (tempestade cerebral) uma tcnica de criatividade em grupo, na qual ele busca a gerao de idias que, isoladamente ou associadas, estimulem novas idias e subsdios direcionados soluo parcial ou total de um problema.

    Pode e deve ser documentado, por meio de Diagramas de Causa e Efeito e Pareto.BRAINSTORMING

    PROF. MAURITI MARANHO

  • Regras: todos participam; proibido criticar;no h julgamento de qualquer tipo;todas as idias devem ser aceitas;gerar o maior nmero de idias possvel;idias de carona.BRAINSTORMING

    PROF. MAURITI MARANHO

  • BRAINSTORMING

    TIPO DE BRAINSTORMINGFINALIDADEVANTAGEMDESVANTAGEMABERTOReunio de 2 a 8 pessoas, com um facilitador que tem a tarefa de conectar e documentar as idias.Riqueza de interaesDesorganizaoESCRITOReunio de um grupo onde as idias so escritas sem comentrios oral (6 pessoas -3 idias - 5 passadas entre as pessoas).OrganizaoLento / fatiganteCOM RECUPERAO interrompido quando o grupo se sente cansado. A sesso retomada aps o amadurecimento das idias.Aprofunda-mentoPerda da pegada

    PROF. MAURITI MARANHO

  • Esse arranjo foi criado por Kaoru Ishikawa. So conhecidos, tambm, pelos nomes de Diagramas de Espinhas de Peixe ou Diagramas de Ishikawa.

    DIAGRAMAS DE CAUSA E EFEITO

    PROF. MAURITI MARANHO

  • DIAGRAMA DE CAUSA E EFEITO CONVENCIONAL

    PROF. MAURITI MARANHO

  • DIAGRAMA DE CAUSA E EFEITO 4M

    PROF. MAURITI MARANHO

  • Quando se dispe de melhores informaes sobre o fato a ser analisado, sugere-se analisar o seguinte conjunto de causas. Material; Mquina; Mtodo; Homem (mo-de-obra); Meio ambiente; Gerncia.SUGESTO DE FATORES A CONSIDERAR

    PROF. MAURITI MARANHO

  • Quando no temos dados quantificveis para priorizar aes utilizamos o Mtodo GUT.G Gravidade custo - quanto se perderia pelo fato de no se tomar uma ao para solucionar um problema.U Urgncia prazo em que necessrio agir para evitar o dano.T Tendncia propenso que o problema poder assumir se a ao no for tomada.

    PRIORIZAO DE AES - GUT

    PROF. MAURITI MARANHO

  • Deve-se atribuir pesos de 1 a 5 para as variveis G/U/T, aplicadas a cada uma das aes listadas. um trabalho em grupo.

    Priorizar a manuteno de um automvel:PRIORIZAO DE AES - GUT

    FATORGUTGxUxTPRIORIZAOPneu careca5541001oPra-lama amassado22286oLuz de freio no acende352304oVazamento no freio335452oLuz interna queimada33195oMotor engasgado334363o

    PROF. MAURITI MARANHO

  • Qual a melhor priorizao?PRIORIZAO DE AES

    PROF. MAURITI MARANHO

  • 1234Qual a melhor priorizao?PRIORIZAO DE AES

    PROF. MAURITI MARANHO

  • PRIORIZAO DE AES - GUT

    PROF. MAURITI MARANHO

  • PRIORIZAO DE AES - CRICRI = Custo, Retorno e Impacto

    IdiaCustoRetornoImpactoTotal

    Pontos9BaixoCurto PrazoAlto5MdioMdio PrazoMdio1AltoLongo PrazoBaixo

    PROF. MAURITI MARANHO

  • PRIORIZAO DE AES - GIGGrau de disfunoImpactoGrau de exeqibilidadeGIG

    PROCESSOGrau de disfunoImpacto no clienteGrau de exeqibili-dadeTotal

    ConceitosPontos9AltoAltoAlto5MdioMdioMdio1BaixoBaixoBaixo

    PROF. MAURITI MARANHO

  • uma das formas mais simples e poderosas de conhecer os processos.

    Permite: viso do conjunto e detalhes do processo; identificao do fluxo do processo; identificao dos pontos de controles potenciais; identificao das inconsistncias e pontos frgeis.FLUXOGRAMA

    PROF. MAURITI MARANHO

  • feito com smbolos padronizados e textos, devidamente arrumados para mostrar a seqncia lgica dos passos de realizao dos processos ou das atividades.FLUXOGRAMA

    PROF. MAURITI MARANHO

  • Fluxograma - Exemplo do dia-a-diaAssistir TVASSISTIR OPROGRAMACHAMARTCNICOOPERAR AJUSTESO FIO ESTCONECTADO TOMADA?APARECEIMAGEM?LIGAR A TVCONECTAR FIONoNoNoNoNoSimSimSimSimSimAPARECEIMAGEM?IMAGEM BOA?IMAGEM BOA?

    PROF. MAURITI MARANHO

  • FLUXOGRAMA SELEO DE CARTAS DE CONTROLE

    PROF. MAURITI MARANHO

  • Estrela Decisria; QC Story; MASP; Kepner Tregoe; Outros.MTODOS DE ANLISE E SOLUO DE PROBLEMAS

    PROF. MAURITI MARANHO

  • A Estrela Decisria ficou conhecida com os Crculos de Controle da Qualidade CCQ (Japo). Essa ferramenta permitia aos circulistas uma competente estruturao de aes para soluo de problemas.

    uma escada do oito degraus que permite a subida at o ltimo degrau (soluo do problema) com a melhor combinao de eficincia e eficcia.ESTRELA DECISRIA

    PROF. MAURITI MARANHO

  • ESTRELA DECISRIA

    PROF. MAURITI MARANHO

  • PROF. MAURITI MARANHO

    FERRAMENTAS SUGERIDAS

    Nome da Ferramenta

    Passos da Estrela Decisria

    1

    2

    3

    4

    5

    6

    7

    8

    Brianstorming

    X

    X

    X

    X

    X

    X

    X

    X

    Checklists (1)

    X

    X

    X

    X

    X

    Checksheet

    X

    Diagramas de Afinidades (2)

    X

    X

    X

    X

    X

    X

    Diagramas de Causa e Efeito (3)

    X

    X

    X

    X

    X

    X

    X

    Diagramas de Disperso

    X

    X

    Fluxogramas

    X

    X

    X

    GUT

    X

    X

    X

    X

    Histograma

    X

    X

    Pareto

    X

    X

    X

    Planejamento de Experimentos

    X

    X

    Reengenharia

    X

    X

    X

    X

    (1) Convencional, Cruzado, Com Ranking etc.

    (2) Diagrama de Relao. Tcnica de Combinao Sequenciada etc.

    (3) Convencional, 4M, Sequencial etc.

  • QC STORYIdentificar o problema.Observar o contexto.Analisar os dados.Planejar a ao.Executar a ao planejada.Verificar o resultado.Padronizar a soluo adotada.Concluir o estudo.

    PROF. MAURITI MARANHO

  • Exerccio: relacionar as fases do P-D-C-A e do QC STORY

    P-D-C-AQC STORYIdentificar o problemaObservar o contextoAnalisar os dadosPlanejar a aoExecutar a ao planejadaVerificar o resultadoPadronizar a soluo adotadaConcluir o estudo

    PROF. MAURITI MARANHO

  • P-D-C-A / QC STORY

    PROF. MAURITI MARANHO

  • Pareto (economista e socilogo italiano 1848-1923) estabeleceu o princpioou Regra 80-20. Regra 80-20: 80% das causas triviais respondem por cerca de apenas 20% dos resultados mais significativas. 20% das causas essenciais respondem por 80% dos resultados mais importantes.PARETO

    PROF. MAURITI MARANHO

  • O PRINCPIO DE PARETO(Regra 80-20)

    PROF. MAURITI MARANHO

  • Checklist serve para listar, relacionar, comparar, verificar ou lembrar fatores importantes relativos aos processos.

    Checksheet serve para facilitar e orientar a coleta de dados sobre o processo, de forma grfica (muito usado em indstrias de automveis para indicar pontos de defeitos na pintura, soldagem etc.)

    CHECKLIST E CHECKSHEET

    PROF. MAURITI MARANHO

  • 5W-2H

    PROF. MAURITI MARANHO

  • O Plano de Trabalho ser elaborado pelo Grupo ou Subgrupos para cada Projeto e dever conter:PLANO DE TRABALHO

    Ttulo do Projeto Cdigo do ProjetoProduto Gerado (o qu) Lder do Projeto (quem)Finalidade (por qu)Unidade (s) onde ser executadoComo ser executadoUnidades responsveis pela validao

    Aes ExecutveisResponsvelData de incioData de conclusoRegistro de concluso

    PROF. MAURITI MARANHO

  • Estrutura analtica do projetoEx.: Almoo beneficenteO QUEEssencialAcessrioAlmooAtraesComprar ingredientesPrepararRealizar a