fatores climáticos locais arq

Download Fatores climáticos locais arq

Post on 23-Jun-2015

411 views

Category:

Documents

0 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

Arquitetura e urbanismo Conforto ambiental - meio urbano Fatores climticos locais Topografia Vegetao Superfcie do solo

1

Arquitetura e urbanismo Conforto do ambiente construdo

Prof. Maurcio Diogo dos Santos

Fatores Climticos LocaisTopografia Vegetao Superfcie do solo2

Fatores climticos locais Os fatores climticos locais so aqueles que condicionam e do origem ao microclima (cidade, bairro, rua) Fatores: Topografia Vegetao Superfcie do solo

3

topografia A topografia o resultado de processos geolgicos e orgnicos.

4

A variante mais importante da superfcie a presena ou ausncia de gua: Contedo de umidade Dreno Posio lenol fretico

5

Regies mais acidentadas possuem microclimas mais variados. A orientao e sua declividade influenciam a incidncia de radiao

6

O fluxo de ar com sua fora, direo e contedo de umidade, so influenciados pela topografia. Os fluxos de ar podem ser desviados ou canalizados pelas ondulaes da superfcie terrestre.

7

Na topografia devem ser consideradas a declividade, a orientao, a exposio e a elevao das ondulaes da superfcie da terra.

8

9

As pequenas mudanas de elevao e de orientao podem produzir variaes significativas em lugares separados por pequenas distncias (bairros)

10

Os efeitos combinados da elevao e da orientao produzem anomalias climticas. Ex.: lagos italianos. Fatores: Localizao base sul dos Alpes exposta a raios solares baixo no inverno protegida dos ventos frios da Europa oriental Massa de ar aquecidas Reservatrio de calor

11

12

Vegetao A vegetao contribui de forma significativa ao estabelecimento dos microclimas. O processo de fotossntese auxilia na umidificao do ar atravs do vapor dgua que libera.

13

No hemisfrio norte, uma floresta mista de carvalhos e lamos reduz em 69% a radiao solar incidente. Faz com que as florestas sejam mais frias no vero e mais quentes no inverno. Uma fileira de rvores pode reduzir a velocidade do vento em 63%.

14

15

16

A vegetao auxilia na diminuio da temperatura do ar, absorve energia, favorece a manuteno do ciclo oxignio-gs carbnico essencial renovao do ar.

17

Um espao gramado pode absorver maior quantidade de irradiao solar e irradiar menor quantidade de calor que qualquer superfcie construda. Grande parte da energia absorvida pelas folhas utilizada para o seu processo metablico. Em outros materiais, toda energia absorvida transformada em calor.

18

Superfcie do solo A anlise da superfcie do solo pode ser realizada a partir de seus dois aspectos mais importantes: o solo natural e o solo construdo.

19

A anlise do solo natural revela o potencial hdrico, as quantidades de areias e cascalhos para possveis drenagens, infiltraes, eroses e capacidade trmica.

20

Classificao esquemtica: Lodo Turfa Argila Areia Cascalho Rocha

(boa capacidade trmica) (boa capacidade trmica) (excelente capacidade trmica) (excelente capacidade trmica)

21

importante conhecer o poder difusor destas superfcies, o albedo. O albedo a proporo entre luz do sol recebida e refletida por uma superfcie. Ex.: a lua, como se v, a representao da luz do sol pelo albedo.

22

23

A reflexo da luz do sol a partir das areias, montanhas e corpos de gua um fator incrementador da quantidade de energia solar recebida diretamente.

24

Se o solo possui um albedo baixo e uma condutibilidade alta, o microclima suave e estvel. Se o solo possui um alto albedo e baixa condutibilidade, o micro clima de extremos.

25

O mar, os vales e os solos mido em geral tendem a equilibrar as temperatura. A areia, a neve e os pavimentos no atuam da mesma maneira, so quentes durante o dia e frios a noite.

26

Na anlise do aspecto do solo construdo ou modificado pela ao do homem destaca-se o processo de urbanizao. Na substituio da cobertura vegetal natural por construes e ruas pavimentadas, altera o equilbrio do microclima.

27

Isto produz distrbios no ciclo trmico dirio. O tecido urbano absorve calor durante o dia e o irradia durante a noite.

28

29

Na tabela os ndices de radiao, ventos e contaminantes so sensivelmente menores nos espaos no construdos.

30

31

As alteraes climticas provocadas pela urbanizao so trs:

1. mudana da superfcie fsica da terra, pela densa construo e pavimentao, a superfcie fica impermevel, aumentando a sua capacidade trmica e rugosidade e alterando o movimento do ar; 2. aumento da capacidade armazenadora de calor com a diminuio do albedo; 3. emisso de contaminantes, que aumentam as precipitaes e modificam a transparncia da atmosfera.32

Estas alteraes criam um fenmeno chamado Domo urbano. Uma circulao de ar tpica, fazendo com que a cidade parea uma ilha quente rodeado por um entorno mais frio. O efeito conhecido como ilhas de calor.

33

Esse aquecimento urbano produz diferentes campos de presso, provocando uma ventilao prpria que pode alterar o movimento de ar regional.

34

Esse aquecimento urbano produz diferentes campos de presso, provocando uma ventilao prpria que pode alterar o movimento de ar regional.

35

36

37

38