familia marista

Download Familia Marista

Post on 08-Jan-2017

216 views

Category:

Documents

1 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

  • A vida exige doao e essa

    a grande mensagem da Famlia

    Marista. Em cada um dos ramos da

    grande rvore que oresceu e se

    multiplicou, h uma seiva que emana

    do Esprito Santo, uma essncia, um

    projeto comum de Padres, Irmos, Irms

    e Leigos. E, de alguma forma, essa

    mensagem chegou a vocs, jovens

    de todo o mundo.

  • Curitiba2013

    Famlia

    presena e

    misso no mundo

    Marista

    Pe. Alejandro MuozIr. Apolina Ikauno Ir. Bridget Brady

    Ir. Joo Carlos do Prado

  • 2013, Editora Universitria Champagnat

    Este livro, na totalidade ou em parte, no pode ser reproduzido por qualquer meio sem autoriza-

    o expressa por escrito do Editor.

    Congregaes Maristas no Mundo

    Padres Maristas

    Irms Missionrias da Sociedade de Maria

    Irms Maristas

    Irmos Maristas

    Editora Universitria Champagnat

    Direo: Ana Maria de Barros

    Editora-chefe: Rosane de Mello Santo Nicola

    : Felipe Machado de Souza

    Textos: Pe. Alejandro Muoz, Ir. Apolina Ikauno, Ir. Bridget Brady, Ir. Joo Carlos do Prado e

    Rosane de Mello Santo Nicola

    Reviso de texto: Bruno Pinheiro Ribeiro dos Anjos,

    Debora Carvalho Capella e Melissa Correa

    Impresso

    Fotos: Cedidas pelas Congregaes Maristas no mundo e pela Rede Marista de Solidariedade.

    Endereo

    Rua Imaculada Conceio, 1155 Prdio da Administrao 6 andar

    Cmpus Curitiba CEP 80215-901 Curitiba (PR) Brasil

    editora.champagnat@pucpr.br

    www.editorachampagnat.pucpr.br

    Famlia Marista : presena e misso no mundo / Alejandro Muoz ... [et al.].

    F198 Curitiba : Champagnat, 2013.

    1. Ramos Maristas Misses. 2. Ramos Maristas Famlia. 3. Ramos

  • Sumrio

    Apresentao

    Introduo

    Um pouco de histria

    Padres Maristas

    Irmos Maristas ou Pequenos Irmos de Maria

    Irms Maristas

    Irms Missionrias da Sociedade de Maria

    Aos jovens de todo o mundo

    Referncias

    Oraes

    Contatos

    7

    9

    13

    35

    49

    63

    21

    77

    81

    83

    87

  • 7

    Apresentao

    Este livro pretende descrever brevemente a beleza da jornada crist da grande Famlia Marista, buscando culti-var o esprito de caminhada entre aqueles cuja sensibili-

    contemporneo. O relato de como nasceu, cresceu e multiplicou-se a

    Famlia Marista visa no s despertar a f de leitores lei-gos, mas tambm contribuir para alimentar a f que ins-pira a caminhada de leitores membros Padres, Irmos, Irms e Irms Missionrias, Leigas, Leigos, crianas e jo-vens das diferentes congregaes dispersas no mundo.

    Em tempo de nova evangelizao para a transmisso da f, este material auxiliar a compreender um pouco

    -do a evangelizar e a dar testemunho cristo na atualidade.

    Ainda que sejam novas as condies culturais, sociais e religiosas dos povos em todo o mundo, somos chama-dos e chamadas a construir a grande famlia humana que o Reino de Deus.

    Seja o leitor abenoado com a leitura deste livro e, pela luz do Esprito, tocado, acolhendo no corao a mensagem de atitude de f, fonte primordial do agir cristo.

    Boa leitura!

    Apresentao

  • Introduo

    9

    Introduo

    Os Maristas pertencem a uma grande famlia. E o que uma famlia? Do ponto de vista dos alicerces morais que regem a vida, a famlia a principal instituio exis-

    -

    ser aceito e amado. na famlia que se consolidam a identidade e a segurana bsica. Por isso, com natu-ralidade que se reconhecem os familiares prximos e os distantes, ou seja, aqueles que mais investiram seu tempo e esforos pelo outro, acolhendo-o, dando-lhe se-gurana e contribuindo para sua formao. Esses so os prximos. Os outros, os mais distantes.

    Isso ocorre no somente com uma famlia formada por laos de sangue, mas tambm com as opes de vida de cada um. Quando Jesus falou do Reino de Deus, como

    famlia est na essncia dele. Deus nosso Pai/Me e os discpulos e as discpulas de Jesus so chamados, respec-tivamente, de irmos e irms. Na cruz, Jesus vincula Maria, Sua me, s comunidades, a partir daquele momento, como a me de Joo. Desde os primeiros sculos e, em todas as culturas, muitas comunidades crists foram, para

  • muitos homens e mulheres, verdadeiras famlias. Eles se sentiram acolhidos, aceitos, atendidos, at mais protegi-dos que em suas prprias famlias de sangue.

    isso que acontece com os Maristas. Sentem-se em casa quando se encontram com outros grupos Maristas, pois percebem o mesmo estilo, a mesma marca ou o mesmo chamado, ainda que estejam muito longe de sua terra natal.

    A palavra Marista um nome de famlia, herana de uma grande variedade de grupos, a comear pelas quatro congregaes religiosas: Padres Maristas, Irmos Maristas (ou Pequenos Irmos de Maria), Irms Maristas, Irms Missionrias da Sociedade de Maria, alm de mui-tos grupos de Leigos.

    Introduo

  • Introduo

    11

    Os primeiros Maristas chamavam essa famlia de a obra de Maria. Essa expresso contm um rico contedo, baseado no desejo de Maria: Eu lhes darei o meu nome e vocs realizaro minha obra. A obra de Maria levar o Evangelho de amor e misericrdia, Evangelho que Jesus revelou para o mundo, com um selo especial a sim-plicidade, a alegria e o esprito de famlia da me que

    quando, individualmente ou como grupo, os membros chamam a si de Maristasdeterminado estilo ou espiritualidade e de participar dessa obra de Maria.

    Outra imagem muito especial dos Maristas a da rvore com muitos ramos. Originalmente, a Famlia Marista foi pensada como um projeto nico, com muitos ramos, incluindo homens, mulheres, Leigos, Irmos, Irms e Padres, todos trabalhando com o mesmo esprito.

    No centro da espiritualidade Marista, como em toda espiritualidade crist, est Jesus, Sua Palavra, Sua vida, Sua morte e Sua ressurreio. Maria, para ns e para toda a Igreja, modelo de discpula de Jesus, modelo de abertura vontade de Deus, de generosidade na sua resposta de servio comunitrio, um modelo de ser e de viver na Igreja: uma Igreja simples, servidora, misericor-diosa e aberta a todos e todas... como Maria!

    Assim, seguir Jesus do jeito de Maria um modo privi-legiado de viver em plenitude o cristianismo

    Famlia Marista em seu compromisso com a construo do Reino de Deus.

  • Um pouco de histria

    13

    Um pouco

    de histria

    Como toda famlia, a Famlia Marista tem sua hist-ria. Ela se desenvolve logo aps a Revoluo Francesa, um tempo muito difcil para a sociedade e para a Igreja.

    Em 1812, um jovem chamado Jean Claude Courveille1 foi a uma peregrinao na baslica de Le Puy, para agra-decer pela surpreendente cura de sua vista. Enquanto re-zava diante da imagem da Virgem, teve uma experincia

    com os ouvidos do corao, em seu interior, e muito cla-ramente: eis aquilo que eu quero [...] e tambm o de-sejo do meu Filho amado, que nesta poca de maldio e incredulidade, exista uma sociedade dedicada a mim, que tenha meu nome e que seja chamada de Sociedade de Maria, e seus membros chamados de Maristas, na luta contra o mal.

    No Seminrio, em Lyon, onde estudou teologia, Courveille compartilhou sua experincia com alguns estudantes. Essa revelao lhes causou um profundo

    1

  • Um pouco de histria

    14

    e responderam com entusiasmo e sinceridade. Estavam determinados a se dedicarem realizao desse projeto. No seria essa mesma Virgem Santssima quem pedia uma Sociedade dedicada a ela com uma misso espec-

    para o nascimento da Sociedade de Maria.Durante o ano letivo de 1815-1816, 15 seminaristas

    j estavam envolvidos no projeto. Os nomes dos qua-

    Marcelino Champagnat e Jean-Claude Colin. Para conso-lidar esse projeto, eles assinaram uma promessa.

    A promessa cheia de zelo e entusiasmo juvenil. Solenemente, comprometeram-se a fazer todo o poss-vel para fundar a Congregao dos Maristas. A declara-o da misso ousada para um grupo de jovens inex-perientes: prometem colocar suas vidas e tudo o que tm, por todos os meios possveis, para a salvao das almas. A promessa comovedora, por sua sinceridade, fervor e abertura de Esprito. Mesmo hoje, continua sen-do um documento fundamental para a compreenso do Projeto Marista. E, embora no esteja mencionado expli-citamente no juramento, o projeto seria composto por quatro ramos: Padres, Irmos, Irms e Leigos.

    Na manh de 23 de julho de 1816, um dia depois de sua ordenao, os 12 Maristas atravessaram o Rio Saona e subiram at a ngreme colina, cerca de 800

    Virgem, perto da grande baslica construda mais tarde. Durante a celebrao, colocaram a promessa no altar

  • Um pouco de histria

    15

    considerado pelos Maristas como o ato de fundao da Sociedade de Maria.

    Desde ento, ao longo de quase 200 anos, toda a Famlia Marista procura trazer Maria presente na Igreja e no mundo, realizando sua misso, amando a Deus e ao prximo, em atitudes de servio, dilogo e humilda-de, com opo preferencial pela educao de crianas e jovens, pelos pobres e por todas as pessoas que experi-mentam abandono e excluso.

    Vamos a Jesus por Maria. Faamos tudo para Jesus com Maria e sejamos, pelo corao, pelo

    esprito e pela vida, verdadeiros irmos de Maria

    (Irmo Francisco, ou Gabriel Rivat).

  • 1812

    Em 15 de agosto, Jean-Claude Courveille recebe, no Santurio de Le Puy, a inspirao para fundar a Sociedade. Mais tarde, no seminrio de Lyon, compar-tilha com um grupo de colegas, que se entusiasma com a ideia da fundao.

    1790

    Colin nasce, perto de Saint-

    1786

    Em 29 de agosto, Jeanne--Marie Chavoin nasce em Coutouvre, Frana.

    1789

    Em 20 de maio, Marcelino Champagnat nasce na aldeia Rosey, na regio de Loire, Frana.

    1796

    Frano