faça seu curta

Download Faça seu Curta

Post on 19-Jun-2015

109 views

Category:

Art & Photos

2 download

Embed Size (px)

DESCRIPTION

Como fazer um curta-metragem com recursos prprios William Riga

TRANSCRIPT

  • 1. Siga-nos no Twitter: www.twitter.com/popmidia Faa seu Curta Como fazer um curta-metragem com recursos prprios William Riga Copyright 2012 William Riga Copyright desta publicao 2012 Popmdia Talentos Todos os direitos reservados. 4. edio Popmdia Talentos Pres. Prudente - SP - Brasil Fone: (18) 9665-8500 Email: contato@popmidia.com.br Web: www.popmidia.com.br Twitter: www.twitter.com/popmidia

2. Faa Seu Curta! William Riga Popmdia Talentos www.popmidia.com.br 2 Nota do Autor Neste manual, a fim de tornar a leitura mais agra- dvel e menos repetitiva, tomamos a liberdade de usar os termos filme e vdeo para designar qual- quer obra resultante de um projeto de curta- metragem. Da mesma forma, usamos os termos cinema, cinematogrfico e videogrfico a fim de expressar melhor as noes de criao audiovisual. Filmar, gravar, editar, montar tambm se referem s respectivas etapas da realizao de um projeto de curta-metragem em vdeo. SUMRIO Prefcio: Um novo comeo Introduo: As novas tecnologias 1. Etapas da produo 2. Roteiro 3. O Diretor 4. O Produtor 5. A Fotografia 6. A Direo de Arte 7. O Elenco 8. A Equipe Tcnica 9. Os Equipamentos bsicos 10. A Filmagem 11. A Edio e a Finalizao 12. Como mostrar o seu filme? 13. Como anda o mercado para novos talentos? 14. Motivao Sobre o autor 3. Faa Seu Curta! William Riga Popmdia Talentos www.popmidia.com.br 3 Prefcio: Um novo comeo Atualmente muito se tem falado sobre os novos caminhos da produo cinematogrfica brasileira. Muitos jovens talentos - alguns no to jovens assim - comeam a se entusiasmar com a oportu- nidade de poder contar suas histrias por meio de imagens em movimento. Isto , de filmes. Mas muitas dvidas ainda residem entre os que esto se iniciando nesta carreira: fcil trilhar esse caminho? O qu precisa para se fazer um filme? Basta mesmo uma cmera na mo? muito caro fazer um curta-metragem? E por a vai. Poderamos dizer que, no campo da criatividade humana, tudo possvel. Mas... a primeira e mais importante dica : voc tem que comear peque- no! Pequeno no no sentido de talento, claro. Mas de tamanho! Para quem no sabe, um curta-metragem tem muita importncia na carreira de um futuro reali- zador (ou videomaker, diretor, produtor etc.). Voc pode fazer dezenas de cursos sobre cinema, pro- duo audiovisual, multimdia, se informar sobre o que acontece no meio, ter muitos amigos no ramo etc., mas o curta-metragem a sua verdadeira escola. Na prtica! Basta lembrar que a maioria dos cineastas come- aram suas carreiras no curta: Steven Spielberg, Martin Scorcese, Francis Coppola etc. No Brasil, temos o Fernando Meirelles, o Cao Hambrguer e o autor de um dos mais assistidos e citados curtas- metragens brasileiros de todos os tempos, Jorge Furtado, com o seu Ilha das Flores. A bem da verdade, no curta que voc pode apli- car tudo o que aprendeu na teoria e pode testar todas as suas idias e conceitos antes de fazer aquela "obra da sua vida". E o melhor de tudo: com pouqussimo investimen- to! Voc sabe que, devido competitividade atual do meio vdeo-cinematogrfico, no muito fcil mos- trar seus projetos para produtoras e potenciais patrocinadores, no ? Isso sem falar na dificulda- de em conseguir realmente os recursos necess- rios para viabilizar uma produo. 4. Faa Seu Curta! William Riga Popmdia Talentos www.popmidia.com.br 4 As empresas que costumam patrocinar projetos cinematogrficos esto enxugando suas verbas cada vez mais. E, por conseqncia, investindo naqueles em quem sempre investiram ( mais seguro, pensam os contadores das empresas). As produtoras, por sua vez, costumam investir apenas em projetos prprios ou de seu crculo de parcei- ros. Ento, s lhe resta duas sadas: (1) continuar ten- tando um patrocnio ou (2) arregaar as mangas e produzir o seu filme, com as suas prprias mos! Mesmo que tenha que descer do pedestal e en- colher o seu projeto para utilizar o mnimo possvel de recursos. Isto , transform-lo em um curta- metragem! Produzindo um curta, voc ter algo concreto para poder mostrar o seu talento e as suas capacidades criativas. Imagine voc, com um DVD do seu curta na mo batendo porta de um potencial parceiro comercial ou dos veculos de comunicao. No acha que suas chances aumentariam? Voc pode, inclusive, produzir uma seqncia de uns 3 ou 5 minutos do seu projeto maior s para mostrar do que voc ser capaz com os recursos suficientes! Sim! possvel fazer filmes com o mnimo de des- pesas. E com qualidade! E justamente esta a funo deste manual: per- mitir que voc faa o seu prprio curta. E sem gastar nada (ou quase nada). Voc vai fazer o seu filme utilizando os recursos que tiver mo, onde quer que voc esteja, e sem depender de patroc- nios, leis de incentivo e concursos governamentais que, infelizmente, geram oportunidade para um nmero cada vez mais restrito de felizardos. Ponha a mo na massa! Saiba que voc tem con- dies de fazer o seu filme com os seus prprios recursos! E ns vamos lhe ensinar como fazer isso na prti- ca! Seguindo as orientaes deste manual, voc ir produzir um curta-metragem completo. Do comeo ao fim. Voc aprender como fazer o "mximo com o m- nimo" e tambm a fazer parcerias colaborativas com pessoas que tenham maior conhecimento em cada uma das etapas do processo de produo. E no se preocupe com equipamento. Voc vai usar o que for mais vivel para voc. 5. Faa Seu Curta! William Riga Popmdia Talentos www.popmidia.com.br 5 Pode ser uma cmera digital domstica, uma anti- ga filmadora Super-8, uma Mini-DV, ou at mesmo o seu telefone celular! Pode ser seu, emprestado ou at alugado. Tanto faz. Tudo o que voc precisar de iniciativa e entusiasmo! E ter em mente que voc vai terminar este manual com um filme prontinho para participar de festivais e mostras de vdeo em todo o Brasil. E no mundo. Voc tambm poder conhecer as tecnologias e as plataformas para apresentar o seu filme. E, por falar em novas plataformas, parece que o cinema entrou definitivamente em uma nova Era. A Meca do cinema mundial, Hollywood, j substitu- iu totalmente os mtodos tradicionais de filmagem e distribuio, pois a reproduo dos filmes para exibio em pelcula custava milhares de dlares aos cofres dos estdios e, ao fim da temporada nos cinemas, a maioria acaba sendo destruda e inutilizada (no Brasil, as cpias viram vassouras... voc sabia disso?). Alm do fato de que as novas cmeras digitais se aproximam cada vez mais da qualidade visual dos negativos cinematogrficos (35mm), os efeitos especiais digitais se tornaram o padro do merca- do, o que prova que as novas tecnologias so uma tendncia inevitvel. E isso est acontecendo no s em Hollywood, mas tambm no nvel dos artistas e realizadores independentes, pois os preos e os modelos de equipamentos esto ficando cada vez mais acess- veis. Essa revoluo digital mostra que no h mais desculpas para realizar trabalhos amadorsticos. Os seus filmes no sero julgados pelos crticos, mas por seus amigos, parentes, vizinhos e at aquele seu sobrinho de 10 anos que, por sua vez, poder se tornar um novo talento a qualquer hora tam- bm. pegar ou largar! 6. Faa Seu Curta! William Riga Popmdia Talentos www.popmidia.com.br 6 Introduo: As novas tecnolo- gias inegvel que estamos vivendo numa era de grandes avanos tecnolgicos. E na rea do audiovisual a tecnologia tem trazido benefcios cada vez maiores e mais rpidos. Hoje em dia, qualquer computador comum que voc for comprar j vem com capacidade suficien- te para editar pequenos vdeos. Os softwares so to simples e fceis de usar que qualquer pessoa pode manej-los. Em outras palavras, a produo de filmes e vdeos, que antes estava restrita a es- tdios e profissionais bem equipados, finalmente est ao alcance de todos. a popularizao da arte do vdeo. Ainda hoje, muita gente tem medo das inovaes tecnolgicas, achando que os pequenos realizado- res adquiriro poder de fogo e se tornaro concor- rentes no j concorridssimo mercado audiovisual brasileiro. Isso, porm, no passa de uma grande iluso, pois o que vale mesmo e sempre foi assim na histria da arte o talento! No um equipamento novo que vai transformar uma pessoa comum num artis- ta da noite para o dia. Lembre-se do caso do lpis: todo mundo tem acesso a um, em qualquer lugar deste mundo. E a pergunta que fica : quantas pessoas que tm acesso a essa tecnologia se tornaram artistas? E dos bons? Pois . O mesmo acontece com a tecnologia digi- tal. Afinal, o grande segredo que nada substitui o talento. No entanto, nunca deixe de se antenar com as inovaes tecnolgicas, pois o mercado e o pblico esto ficando cada vez mais exigentes e s se so- bressairo aqueles que dominarem a tecnologia. 7. Faa Seu Curta! William Riga Popmdia Talentos www.popmidia.com.br 7 1. Etapas da produo Para entender melhor todo o processo de realiza- o de um filme, dividimos este manual numa se- qncia lgica, que acompanha todas as etapas de produo. Qualquer que seja o tamanho de um filme, existem trs etapas bsicas que devem ser seguidas para o bom andamento do projeto: Pr-produo, Produ- o e Ps-produo, alm de uma quarta que a etapa de Divulgao do filme (afinal, ningum faz um filme para ficar na gaveta, no ?). Ei-las: Pr-produo onde se definem os aspectos iniciais da produ- o: escolha de argumento, desenvolvimento do roteiro, levantamento de recursos financeiros (se houver necessidade), estudos de viabilidade co- mercial, busca de locaes etc. a fase de prepa- rao da filmagem, quando so resolvidos os pro- blemas identificados na anlise tcnica do roteiro e elencados todos os recursos necessrios para a realizao do filme. Produo onde o filme comea a tomar corpo, isto , re- solvem-se os aspectos em funo da captao de imagem: contratao de elenco e equipe tcnica, aluguel de equipamentos, confeco de cenrios e.figurinos e a prpria filmagem, entre outras atri- buies. Ps-produo a finalizao dos trabalhos, desde a pr-edio at a confeco do mster do filme. Paralelamente so executadas as tarefas auxiliares montagem do filme, como seleo de trilhas sonoras e de rudos adicionais,