extintor co2

Click here to load reader

Download Extintor co2

Post on 21-Jun-2015

7.399 views

Category:

Documents

5 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

  • 1. Trabalho de Pesquisa 1.0 - Deteco e Alarme 2.0 - Iluminao de Emergncia 3.0 - Sistema de CO2 - Escola Senai Vila Cana - Tcnico de Segurana do Trabalho - Preveno de Incndio I - Grupo II - Daniel Gabriel - Joo Paulo Paranhos - Mauricio Rosa Lbo - Guaraciaba de Freitas - Hermnia V. Alamy - Givanildo Rodrigues

2.

  • Objetivos das medidas de preveno contra incndio.
  • Proteger a vida dos ocupantes das edificaes e reas de riscos em caso de incndio.
  • Dificultar a propagao do incndio reduzindo danos ao meio ambiente e ao patrimnio.
  • Proporcionar meios de controle e extino do incndio.
  • Dar condies de acesso pra as operaes do corpo de bombeiro.
  • Gasolina, leo diesel, lcool etc.PQSCO2
  • Equipamentos eltricos quando energizados.CO2PQS
  • Extintores de Incndios
  • Extintor de Gs Carbnico - CO2
  • A utilizao do CO2 torna a atmosfera do incndio pobre em oxignio, no permitindo a combusto, sendo por conseguinte o fogo extinto pelo mtodo de abafamento e secundariamente, por resfriamento.

O que Fogo ?-Desenvolvimento simultneo de calor e luz, que produto da combusto de materiais inflamveis.- a reao qumicaentre o combustvel e oxignio do ar (comburente), face a uma fonte de calor.Para que haja fogo necessrio que existam trs elementos essenciais da combusto, que constituem o chamado "Tringulo da Combusto". So eles: -Combustvel 3. Classe C Compreende os incndios em equipamentos eltricos que oferecem riscos ao operador, como motores, transformadores, quadros de distribuio, fios, etc. Exige-se, para a sua extino, um meio no condutor de energia eltrica (extintor de CO2). Os aparelhos extintores so os vasilhames fabricados com dispositivo que possibilitam a aplicao do agente extintor sobre os focos de incndio. Normalmente os aparelhos extintores recebem o nome do agente extintor que neles contm. Os aparelhos extintores destinam-se ao combate imediato de pequenos focos de incndio, pois, acondicionam pequenos volumes de agentes extintores para manterem a condio de fcil transporte. So de grande utilidade, pois podem combater a maioria dos incndios, cujo princpios so pequenos focos, desde que, manejados adequadamente e no momento certo. 4. - Remover o pino de segurana quebrando o lacre. -Segurar o difusor com a mo direita e comprimir o gatilho da vlvula com a mo esquerda. - Acionar a vlvula dirigindo o jato para a base do fogo. - Pode ser usado em qualquer tipo de incndio. 5. COMPONENTES DO SISTEMA DE DETECO E COMBATE A INCENDIO COM CANALIZAO DE CO 2 Detector de Fumaa Centro de Deteco Chave de Bloqueio de GsCO2 Acionador Manual Disparo de CO2 6. Bateria de Cilindro CO 2IBateria de cilindro CO 2 Bico Nebulizador Bico Nebulizador com canalizao fixa Detector CO Centrais de Deteco de Monxido de Carbono 7. Os sistemas de combate CO2 so projetados conforme normaNFPA12 , (National Fire Protection Association) existentes em alta e baixa presso (casos onde grandes quantidades so necessrias). O sistema de CO2 pode ser aplicado pelo mtodo de inundao total ou aplicaes locais. No caso de inundao total o ambiente recebe uma concentrao definida conforme classificao da rea de acordo com o fator de risco definido naNFPA12.Em aplicaes locais o CO2 e descarregado diretamente sobre o local protegido com concentrao suficiente para a cobertura de rea ou volume especifico, penetrando em todas as aberturas existentes, extinguindo rapidamente o incndio. Utilizando centrais com tecnologia micro processada, ANALGICA " ENDEREVEL" CONVENCIONAL , A composio bsica do sistema consiste na instalao de detectores de pticos fumaa, distribudos nas reas protegidas, considerando as quantidades de trocas do ar, localizao das grelhas de insuflamento e retorno do ar condicionado, de maneira que o sistema possa obter 100% de eficincia . Associados aos demais perifricos , tais como ; acionadores manuais , indicadores sonoros e visuais e dispositivos de comando 8. O sistema utiliza como agente extintor o dixido de carbono. exclusivamente indicado para locais onde no existem pessoas devido ao seu efeito asfixiante. A automao realizada atravs do sistema de deteco de incndio enderevel ou convencional. 9. SISTEMA ESPECIAL DE CO 2 Sistema fixo de extino por O2 tem como objetivo detectar e extinguir o fogo atravs de inundao total do gs na rea efetiva de risco. Isto ocorre pois o CO2 diminui a concentrao de oxignio do ambiente fazendo com que o fogo no possa mais realizar o trabalho de combusto.Sistema fixo e automtico de extino de incndio por CO2 composto por cilindros de armazenamento, vlvula de abertura rpida, tubos coletores, acionador automtico, bicos nebulizadores e detectores automticos.Esse sistema idealpara subestaes, casa de mquinas, depsitos de materiais inflamveis e equipamentos de processo qumico. Sistema especial para cozinhas industriais Sistema especial paracozinhas industriais Sistema fixo e automtico de extino de incndio Por CO2, oferece aos estabelecimentos total Segurana no caso de incndio. Devido ao acmulo de gorduranassuperfcie dos equipamentos e nas coifas, o risco de incndio se torna muito elevado, devido ao fato de que esta gordura, em alta temperatura, torna-se altamente combustvel. O sistema fixo de CO2 acionado por detector fixado na coifa, e libera quantidade pr-determinada de CO2 que abafa o fogo e resfria o local de risco. 10.

  • SISTEMA FIXO DE CO2
  • O sistema fixo de baterias de cilindros de CO2, consiste de tubulaes, vlvulas, difusores, rede de deteco, sinalizao, alarme, painel de comando e acessrios, destinado a extinguir incndio por abafamento, por meio da descarga do agente extintor.
  • Seu emprego visa proteo de locais onde o emprego de gua desaconselhvel, ou local cujo valor agregado dos objetos e equipamentos elevado nos quais a extino por outro agente causar a depreciao do bem pela deposio de resduos.
  • recomendado normalmente nos locais onde se buscam economia e limpeza, e naqueles que o custo agente/instalao muito mais inferior do que outro agente extintor empregado.
  • Possui uma efetiva extino em:
  • Fogos de classe "B" e "C" (lquidos inflamveis e gases combustveis, e equipamentos eltricos energizados de alta tenso), em:
  • a) recintos fechados, por inundao total, onde o sistema extingue pelo abafamento, baixando-se a concentrao de oxignio do local necessria para a combusto, criando uma atmosfera inerte.
  • b) recintos abertos, mediante aplicao local sob determinada rea.
  • 2) Fogos de Classe "A" (combustveis slidos):
  • decorrente de seu efeito de resfriamento, nos incndio em slidos, em que o fogo pouco profundo e o calor gerado baixo;
  • b) nos usos de inundao total, aliados a uma deteco prvia, a fim de evitar a formao de brasas profundas;
  • c) nos usos de aplicao local, leva-se em conta o tipo e disposio do combustvel, uma vez que a descarga do CO2 impedir a extino nas regies no acessveis diretamente pelo sistema

11.

  • O sistema no capaz de extinguir :
  • fogos em combustveis (no pirofricos) que no precisam de oxignio para a sua combusto, pois permitem uma combusto anaerbia;
  • 2) fogos em combustveis de classe "D" (materiais pirofricos);
  • Os tipos de sistema so:
  • Inundao total, onde a descarga de CO, projetada para uma concentrao em todo o volume do risco a proteger;
  • 2) Aplicao local, onde o CO2 projetado sobre elementos a proteger no confinados;
  • 3) Modulares, que consiste em um pequeno sistema de inundao total instalado no interior dos compartimentos dos equipamentos a proteger.
  • Os componentes dos sistemas so:
  • 1) Cilindros, que contm o agente extintor pressurizado, onde a prpria presso do cilindro ser utilizada para pressurizao do sistema, sendo responsveis pela descarga dos difusores.
  • Sua localizao deve ser prxima a rea/ equipamento a proteger, a fim de evitar perdas de carga; diminuir a possibilidade de danos instalao e baratear o custo do sistema; mas no deve ser instalada dentro da rea de risco, devendo ficar em local protegido (exceto para os sistemas modulares).
  • Os cilindros devem ser protegidos contra danos mecnicos ou danos causados pelo ambiente agressivo.
  • No conjunto de cilindros, h um destinado a ser "cilindro-piloto", cuja funo , mediante acionamento de um dispositivo de comando, estabelecer um fluxo inicial do agente, a fim de abrir por presso as demais cabeas de descarga dos demais cilindros da bateria .

12.

  • Os cilindros podem ser de dois tipos :
  • a) Alta presso, na qual o CO2 encontra-se contido a uma temperatura de 20C e uma presso de 60bar. Este sistema o mais comum.
  • b) Baixa presso, na qual o CO2 encontra-se resfriado a -20C e com uma presso de 20bar.
  • 2) Cabea de descarga, que consiste de um dispositivo fixo adaptado vlvula do cilindro, a fim de possibilitar sua abertura e conseqente descarga ininterrupta do gs.
  • 3) Tubulao e suas conexes, responsveis pela conduo do agente extintor devem ser resistentes a presso, a baixa temperatura e a corroso, tanto internamente como externamente. Devem resistir a uma presso de ruptura 5,5 vezes maior que a presso nominal do cilindro;
  • 4) Vlvulas, com a funo de direcionamento (direcional) do agente extintor ou de purga do coletor de distribuio de gs (evitar que fugas do sistema acionem os difusores fechados). Essas vlvulas devem resistir a uma presso de ruptura 7 vez