exercícios

Click here to load reader

Post on 20-Oct-2015

56 views

Category:

Documents

1 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

  • Trabalho elaborado pelos professores Luiz Roberto Missagia e Francisco Velter

    1

    CONTABILIDADE GERAL

    APOSTILA DE

    200 QUESTES DE CONCURSO RESOLVIDAS

    (ESAF e CESPE/UNB)

    Luiz Roberto Missagia

    Francisco Velter www.pontodosconcursos.com.br

    JULHO de 2004

  • Trabalho elaborado pelos professores Luiz Roberto Missagia e Francisco Velter

    2

    APRESENTAO 3

    PARTE I QUESTES 4

    CAPTULO 1 INTRODUO 5

    CAPTULO 2 - CONTAS 11

    CAPTULO 3 TCNICAS CONTBEIS 17

    CAPTULO 4 OPERAES COM MERCADORIAS 22

    CAPTULO 5 - TRIBUTOS, DESCONTOS, DEVOLUES e ABATIMENTOS 28

    CAPTULO 6 CONTAS ESPECIAIS E AJUSTES 32

    CAPTULO 7 DEMONSTRAES CONTBEIS 44

    CAPTULO 8 OUTROS ASSUNTOS 67

    CAPITULO 9 - CUSTOS 71

    PARTE II RESOLUES 74

    CAPTULO 1 INTRODUO 75

    CAPTULO 2 CONTAS 83

    CAPTULO 3 TCNICAS CONTBEIS 92

    CAPTULO 4 OPERAES COM MERCADORIAS 101

    CAPTULO 5 - TRIBUTOS, DESCONTOS, DEVOLUES e ABATIMENTOS 110

    CAPITULO 6 CONTAS ESPECIAIS E AJUSTES 117

    CAPTULO 7 DEMONSTRAES CONTBEIS 133

    CAPTULO 8 OUTROS ASSUNTOS 174

    CAPTULO 9 CUSTOS 179

  • Trabalho elaborado pelos professores Luiz Roberto Missagia e Francisco Velter

    3

    APRESENTAO

    Neste material selecionamos cuidadosamente 200 exerccios da disciplina Contabilidade Geral de concursos dos anos

    recentes (desde 1996), procurando separ-los por assunto. Com isso, criamos 9 captulos de acordo com o ponto da matria

    no qual a questo de prova mais se enquadra. Dessa forma, esperamos que o candidato possa resolver as questes em uma

    seqncia didtica, a mesma utilizada para ministrar a matria em sala de aula.

    Trata-se de uma solicitao antiga dos candidatos. Por isso, preparamos essa apostila de exerccios resolvidos como uma

    espcie de complemento fundamental ao Livro Manual de Contabilidade (Editora Impetus), que apresenta a teoria sobre a

    disciplina. Pela nossa experincia, vital que o aluno faa o maior nmero possvel de exerccios. Porm, o ideal que estes

    exerccios sejam de concursos anteriores e resolvidos em uma ordem adequada.

    Todas as questes foram resolvidas pelos autores. claro que os alunos podero encontrar outras maneiras de se chegar

    resposta correta, talvez at melhores. O importante que se fixe o assunto envolvido em cada questo. Faam uma reviso

    aps o exerccio, se necessrio.

    Vocs encontraro provas elaboradas pela Escola de Administrao Fazendria (ESAF), que administra os concursos de

    Auditor Fiscal e Tcnico da Receita Federal, Auditor de Finanas e Controle, Tribunal de Contas da Unio e outros, e

    tambm pela UnB / CESPE, que elabora provas para Fiscal de Contribuies Previdencirias (INSS), Banco Central e Polcia

    Federal (que agora exige noes de Contabilidade), por exemplo.

    Quaisquer sugestes ou crticas podem ser enviadas por e-mail para os autores, por meio do site da INTERNET

    www.pontodosconcursos.com.br, do qual participamos como professores convidados.

  • Trabalho elaborado pelos professores Luiz Roberto Missagia e Francisco Velter

    4

    PARTE I

    QUESTES

  • Trabalho elaborado pelos professores Luiz Roberto Missagia e Francisco Velter

    5

    CAPTULO 1 INTRODUO Questo 1.1 (AFRF/98) - No ms de julho, a firma Papoulas Ltda. foi registrada e captou recursos totais de R$

    7.540,00, sendo R$ 7.000,00 dos scios, como capital registrado e R$ 540,00 de terceiros, sendo 2/3 como emprstimos obtidos e 1/3 como receitas ganhas. Os referidos recursos foram todos aplicados no mesmo ms, sendo R$ 540,00 em mercadorias; R$ 216,00 em poupana bancria; R$ 288,00 na concesso de emprstimos; e o restante em despesas normais. Aps realizados esses atos de gesto, pode-se afirmar que a empresa ainda tem um patrimnio bruto e um patrimnio lquido, respectivamente, de

    a) R$ 1.044,00 e R$ 864,00 b) R$ 1.044,00 e R$ 684,00 c) R$ 1.044,00 e R$ 504,00 d) R$ 1.584,00 e R$ 1.044,00 e) R$ 7.540,00 e R$ 7.000,00

    Questo 1.2 (AFRF/98) - No dia primeiro do ms quatro a firma Violetas S/A demonstrou a seguinte situao

    patrimonial: Ativo Circulante R$ 2.300,00 Ativo Permanente R$ 2.300,00 Passivo Circulante R$ 2.300,00 Patrimnio Lquido R$ 2.300,00 Durante o referido ms, a empresa executou e contabilizou diversas partidas contbeis, chegando ao ltimo dia com a seguinte situao patrimonial: Ativo Circulante R$ 1.100,00 Ativo Permanente R$ 4.800,00 Passivo Circulante R$ 3.400,00 Patrimnio Lquido R$ 2.500,00 No perodo no houve aumento de capital por subscrio e integralizao de aes novas. Diante destas informaes, podemos dizer que a Violetas S/A, no ms de abril acima referido, apurou

    a) perdas de R$ 1.200,00, como mostra a reduo do Ativo Circulante b) perdas de R$ 1.100,00, como mostra o aumento do Passivo Circulante c) ganhos de R$ 200,00, como mostra o aumento do Patrimnio Lquido d) ganhos de R$ 1.300,00, como mostra o aumento do ativo total e) nem ganhos nem perdas j que o patrimnio permanece balanceado

    Questo 1.3 (ICMS-SC/98) - A Cia. Tetra est situada em um pas onde no ha inflao. Os trs Inventrios

    Gerais abaixo fornecidos esto corretos e foram extrados dos BPs que foram publicados: COMPANHIA TETRA INVENTRIO GERAIS

    31/DEZ./94 31/DEZ./95 31/DEZ./96 Caixa e Bancos $ 250 $ 130 $ 210 Fornecedores de Mercadorias $ 280 $ 90 $ 230 Mercadorias $ 180 $ 120 $ 90 Salrios a pagar $ 220 $ 130 $ 180 Duplicatas a Receber $ 120 $ 100 $ 150 Dividendos a pagar $ zero $ 80 $ zero Em 1995, os acionistas da Cia. Tetra subscreveram os $ 30 de Capital social, mas nada integralizaram. Em 1996, os acionistas integralizaram os $ 30 que subscreveram em 1995, e integralizaram mais $ 40 subscritos em 1996. Levando em considerao apenas o que foi informado, pode-se afirmar que:

    a) o prejuzo lquido de 1995 foi de $ 80. b) o prejuzo lquido de 1996 foi de $ 10. c) o lucro lquido de 1995 foi de $ 50. d) o prejuzo lquido de 1996 foi de $ 80. e) possvel calcular o lucro/prejuzo lquido quer de 1995, quer de 1996.

  • Trabalho elaborado pelos professores Luiz Roberto Missagia e Francisco Velter

    6

    Questo 1.4 (TRF/2000) - Considerando as regras fundamentais da digrafia contbil, que determina o registro da aplicao dos recursos simultaneamente e em valores iguais as respectivas origens, temos como correta a seguinte equao contbil geral:

    a) Ativo = Passivo + Capital Social + Despesas - Receitas b) Ativo + Receitas = Capital Social + Despesas + Passivo c) Ativo - Passivo = Capital Social + Receitas + Despesas d) Ativo + Capital Social + Receitas = Passivo + Despesas e) Ativo + Despesas = Capital Social + Receitas + Passivo Questo 1.5 (TFC/2000) Os procedimentos contbeis utilizados no Mtodo das Partidas Dobradas exigem que se

    registrem os investimentos da atividade em contrapartida com as respectivas fontes de financiamento, formando-se, com isso, um fundo de valores positivos e negativos que se contrapem. Desse modo, quando elaborado um balancete de verificao no fim de determinado perodo, o fundo de valores positivos, do ponto de vista contbil, estar representado pela soma

    a) do bens, dos direitos e das despesas b) dos bens e dos direitos c) dos bens, dos direitos e das receitas d) do ativo e do patrimnio lquido e) do patrimnio lquido Questo 1.6 (TFC/2000) O balancete levantado no final do perodo apresenta a seguinte posio:

    Caixa 100 Fornecedores 300 Contas a Pagar 200 Duplicatas a Receber 200 Mveis e Utenslios 700 Bancos 50 Receitas de Servios 1.400 Despesas antecipadas 50 Salrios e Ordenados 200 Capital 500 Lucros Acumulados 100 Impostos Municipais 200 Material Consumido 200 Despesa de Energia 100 Despesas Diversas 300 Receitas Financeiras 100 Descontos Concedidos 100 Instalaes 400 Juros Ativos 80 Juros Passivos 120 Soma 5.800

    O encerramento das contas de receita e de despesas, constantes desse balancete, informar que houve, no perodo um lucro de:

    a) 320 b) 360 c) 420 d) 440 e) 460

  • Trabalho elaborado pelos professores Luiz Roberto Missagia e Francisco Velter

    7

    Questo 1.7 (TFC/2000) No balancete de verificao da empresa Gaivota, levantado em 31.12.x1, assim se apresentavam as contas: Bancos 10 Clientes 20 Capital a Realizar 50 Capital 100 Salrios a Pagar 10 Caixa 15 Mercadorias 40 Emprstimos Obtidos 40 Prejuzos Acumulados 20 Fornecedores 5 Soma 310 Com base nesse balancete, conclui-se que:

    a) a soma da coluna 1 (saldos devedores) do balancete 85. b) a soma da coluna 2 (saldos credores) do balancete 105. c) o valor do Ativo Patrimonial de 155 d) o valor do Passivo Patrimonial de 65. e) o valor do Patrimnio Lquido de 30. Questo 1.8 (AFTN/96) Os efeitos no resulltado de exerccio decorrentes da mudana de critrio de avaliao dos

    estoques devem constar das notas explicativas. Este procedimento contbil est de acordo com o princpio contbil da (do):

    a) prudncia b) evidncia c) custo histrico como base de valor d) continuidade e) confrontao Questo 1.9 (INSS/97) De acordo com o princpio da competncia, as receitas e as despesas devem ser includas

    na apurao do resultado do perodo em que ocorrem, sempre simultaneamente quando se relacionarem, independentemente de recebimento e pagamento. Em conformidade com esse conceito, as receitas d