exame de seleção para capitão amador - .3.5) um capitão amador, interpretando uma carta...

Download Exame de Seleção para Capitão Amador - .3.5) Um Capitão Amador, interpretando uma Carta Sinótica

Post on 08-Nov-2018

213 views

Category:

Documents

0 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

  • - 1 -

    EXAME DE HABILITAO PARA A CATEGORIA DE CAPITO-AMADOR

    Exame: II / 2014.

    Data de realizao do exame: 30 de outubro de 2014.

    = = = = = = = = = = = = = = = = = = = = = = = = = = = = = = = = = = = = = = = = = = = = = = = = = = = =

    1 Questo (Valor: 0,25 ponto cada item Valor total: 2,0 pontos)

    Assinale a opo CORRETA.

    OBS: No ser considerada a opo com rasura.

    Com base nos dados fornecidos abaixo e nos demais apresentados no corpo das perguntas, responda

    s questes que se seguem, assinalando a opo CORRETA.

    Data: 12/out/2014;

    Posio estimada da embarcao na passagem meridiana;

    Lat = 18 03,0 S e Long = 035 53,0 W;

    Erro instrumental do sextante: - 0,8;

    Elevao do olho do observador: 3,5 m.

    1.1) Durante o planejamento da viagem, o Capito calculou a Hora Legal prevista para a passagem meridiana nesse dia 12 de outubro. Qual foi essa hora calculada?

    ( a ) 12h 02m. ( b ) 11h 32m. ( c ) 12h 10m. ( d ) 11h 59m. ( e ) 11h 09m.

    1.2) O Capito calculou tambm qual seria a altura verdadeira estimada do centro do Sol na passagem meridiana nesse dia 12 de outubro. Qual foi essa altura estimada?

    ( a ) 80 01,1 ( b ) 79 15,7 ( c ) 79 43,0 ( d ) 79 51,6 ( e ) 79 27,4

    1.3) Aps esses clculos preliminares realizados bem antes do horrio previsto para a culminao do Sol, o Capito pode prever qual seria a posio do astro em relao ao observador e ao Equador no

    instante da passagem meridiana nesse dia 12 de outubro. Qual foi a posio relativa do Sol prevista pelo

    Capito?

    ( a ) Azimute de 000 ao norte do Equador.

    ( b ) Entre o Znite e o Equador.

    ( c ) Ao sul do Znite e ao norte do Equador.

    ( d ) Azimute de 180 e ao sul do Equador.

    ( e ) Ao norte do Znite e do Equador.

  • - 2 -

    1.4) s HMG = 14h 10m 51,0s o Sol culminou e o capito, colimando o limbo inferior do astro, obteve a altura instrumental (ai) de 79 19,7'. De posse dessa altura fornecida por seu sextante, calculou a altura

    verdadeira do Sol obtendo

    ( a ) 79 41,5 ( b ) 79 31,6 ( c ) 79 18,9 ( d ) 79 01,4 ( e ) 79 52,1

    1.5) A Latitude na passagem meridiana calculada pelo Capito foi:

    ( a ) 18 05,7 S ( b ) 18 01,2 S ( c ) 17 58,8 S ( d ) 18 11,7 S ( e ) 17 50,5 S

    1.6) A Longitude meridiana na ocasio foi:

    ( a ) 036 11,6 W ( b ) 035 48,3 W ( c ) 035 52,5 W ( d ) 035 58,9 W ( e ) 036 05,7 W

    1.7) Nesse dia 12 de outubro quando, o Sol culminou no meridiano correspondente longitude determinada pelo Capito, qual era a Hora Legal do Rio de Janeiro, cuja posio geogrfica (Lat. = 22

    54,0 S e Long. = 043 12,4) aproximada ao minuto?

    OBS: O horrio de vero no Rio de Janeiro comear somente no dia 19 de outubro de 2014.

    ( a ) 11h 11m. ( b ) 11h 33m. ( c ) 12h 11m. ( d ) 14h 38m. ( e ) 12h 10m.

    1.8) A determinao mais precisa possvel do horrio da culminao do Sol um fator importantssimo no clculo da posio da embarcao por ocasio da passagem meridiana, pois um erro de apenas 4

    segundos de tempo pode acarretar um deslocamento de 1 milha na longitude da posio astronmica. A

    causa principal e de grande importncia do tempo na determinao da posio da embarcao a

    ( a ) variao diurna do instante da passagem meridiana. ( b ) grande variao da altura do Sol no instante da culminao. ( c ) variao horria da declinao do Sol da ordem de 1. ( d ) variao horria do ngulo Horrio em Greenwich (AHG) da ordem de 15. ( e ) variao da distncia zenital do Sol da ordem de 10 durante a culminao.

  • - 3 -

    2 Questo (Valor: 0,25 ponto cada item Valor total: 3,0 pontos)

    Assinale a opo CORRETA.

    OBS.: No ser considerada a opo com rasura.

    Um capito navega com seu barco durante a noite no rumo 070 com velocidade de 10 ns. Na

    tela do seu radar, com o modo de apresentao em Head-up aparecem quatro alvos nas seguintes posies

    sucessivas:

    Alvo A

    Posio Hora Mrel Distncia

    A1 03:00 050 5,0 milhas

    A2 03:06 050 4,0 milhas

    Alvo B

    Posio Hora Mrel Distncia

    B1 03:00 315 8,0 milhas

    B2 03:06 309 7,3 milhas

    Alvo C

    Posio Hora Mrel Distncia

    C1 03:00 180 6,5 milhas

    C2 03:06 180 7,0 milhas

    Alvo D

    Posio Hora Mrel Distncia

    D1 03:00 140 3,0 milhas

    D2 03:06 123 2,3 milhas

    Considerando a situao acima e utilizando a Rosa de Manobra em anexo, assinale a alternativa

    CORRETA dos cinco subitens que se seguem.

    2.1) Quanto o rumo e velocidade do Alvo D, assinale a alternativa CORRETA.

    ( a ) 000, 20 ns. ( b ) 070, 10 ns. ( c ) 000, 10 ns. ( d ) 070, 20 ns. ( e ) o contato est parado.

    2.2) Qual (ais) alvo(s) pode(m) ser uma embarcao(es) fundeada(s)?

    ( a ) A. ( b ) B. ( c ) C. ( d ) D. ( e ) A e C.

  • - 4 -

    2.3) Quanto o rumo e a velocidade do Alvo C, assinale a alternativa CORRETA.

    ( a ) 000, 5 ns. ( b ) 180, 15 ns. ( c ) 070, 5 ns. ( d ) o alvo no est navegando. ( e ) 250, 10 ns.

    2.4) Quais so as luzes de navegao que o Alvo A exibe para o capito?

    ( a ) Uma luz branca, uma luz verde e outra encarnada. ( b ) A(s) luz(es) de mastro e a de BE. ( c ) As luzes de embarcao fundeada. ( d ) Uma ou duas luzes brancas e uma verde. ( e ) Uma ou duas luzes brancas e uma encarnada.

    2.5) Caso o capito resolvesse reduzir sua velocidade para 5 ns, afim de ficar safo do alvo em perigo de coliso, qual(aos) do(s) contato(s) mostraria(m) a nova direo do movimento relativo (DMR),

    girando para a direita da antiga DMR?

    ( a ) A. ( b ) B. ( c ) C. ( d ) D. ( e ) C e D.

    2.6) O efeito da refrao normal, assumindo condies atmosfricas padres, encurvar para baixo a trajetria das ondas-radar, acompanhando a curvatura da Terra e aumentando o horizonte-radar, em relao ao horizonte geogrfico, em

    ( a ) 15%. ( b ) 20%. ( c ) 10%. ( d ) 30%. ( e ) 5%.

    2.7) A medida linear mnima entre dois alvos situados mesma distncia de um radar para que apaream como imagens distintas na tela do display, define

    ( a ) a discriminao tangencial. ( b ) o poder discriminador em distncia. ( c ) a largura do pulso. ( d ) a largura do feixe. ( e ) a FRI.

    2.8) Na linguagem de GPS, CDI alarm significa alarme de

    ( a ) chegada em um waypoint. ( b ) proximidades de perigo. ( c ) fundeio. ( d ) rea. ( e ) desvio de rumo.

  • - 5 -

    2.9) Com relao s cartas nuticas eletrnicas, a DHN disponibiliza em seu stio na internet todas as cartas raster oficiais da costa brasileira. Essas cartas tm como caracterstica principal

    ( a ) a maioria das informaes que pode ser ocultada ou exibida a critrio do usurio.

    ( b ) a imagem apresentada semelhante a que obtemos com a digitalizao em um scanner de uma carta em papel.

    ( c ) com a modificao da escala do mostrador, todas as informaes e os nmeros so mantidos do mesmo tamanho.

    ( d ) estarem associadas a softwares de navegao bem mais complexos. ( e ) no permitirem a utilizao das informaes do GPS em tempo real.

    2.10) A navegao DGPS em tempo real requer trs componentes principais, que so:

    ( a ) segmento de controle, receptor GPS e link de comunicaes.

    ( b ) estao de referncia DGPS, estao mestra do GPS e link de comunicaes.

    ( c ) satlite GPS, receptor DGPS a bordo e estao mestra GPS.

    ( d ) estao de referncia DGPS, link de comunicaes e receptor DGPS a bordo.

    ( e ) segmento espacial, segmento de controle e segmento do usurio.

    2.11) O calado de uma embarcao de 2,0 metros. O transdutor do ecobatmetro dessa embarcao est posicionado no fundo do casco e, para baixo desse transdutor, projeta-se ainda uma bolina com 1,4

    metro. A altura da mar no momento de + 0,9 metro. Para verificar a posio do barco com o fix dado

    pelo receptor GPS, devemos:

    ( a ) somar 1,4 metro indicao do ecobatmetro e somar 0,9 metro profundidade registrada na carta nutica.

    ( b ) diminuir 0,5 metro do valor do calado e 0,9 metro da profundidade registrada na carta nutica.

    ( c ) somar 2,0 metros indicao do ecobatmetro e somar 1,4 metro profundidade registrada na carta nutica.

    ( d ) somar 0,6 metro indicao do ecobatmetro e somar 0,9 metro profundidade registrada na carta nutica.

    ( e ) diminuir 1,4 metro do valor do calado e somar a altura da mar indicao do ecobatmetro.

    2.12) O desempenho de um ecobatmetro depende, entre outros fatores, da frequncia do sinal, da largura do feixe e da frequncia de impulso (FI). Dentre as assertivas abaixo, indique a nica verdadeira.

    ( a ) Frequncias mais baixas do sinal do muito melhor penetrao e podem trabalhar em maiores profundidades.

    ( b ) Uma largura estreita do feixe significa que as sondagens de uma rea imediatamente abaixo da embarcao so sempre obtidas, mesmo com o balano do barco.

    ( c ) Em guas rasas, deve-se configurar uma frequncia de impulso (FI) reduzida.

    ( d ) Quanto menor for a frequncia do sinal, menor pode ser o transdutor.

    ( e ) As frequncias mais baixas fazem o ecobatmetro ser mais sensvel.

  • - 6 -

    3 Questo (Valor: 0,25 ponto cada item Valor total: 5,0 pontos)

    Assinale a opo CORRETA

    OBS.: No ser considerada a opo com rasura.

    3.1) A prtica de armazenar equipamentos no convs das embarcaes, tais como motores de popa dos botes de apoio, eleva o centro de gravidade, ocasionando

    ( a ) uma diminuio do KG. ( b ) um aumento do GM. ( c ) uma diminuio do GZ. ( d ) um balano mais rpido e, portanto, mais perigoso. ( e ) um aumento do momento de estabilidade.

    3.2) Todo peso movimentado a bordo no sentido longitudinal gera uma variao de calad