evolução da linguagem

Download Evolução da Linguagem

Post on 09-Jul-2015

127 views

Category:

Documents

0 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

REDAO PUBLICITRIAEVOLUO DA LINGUAGEM PUBLICITRIA

INTRODUO A palavra TEXTO provm do latim TEXTUS e significa tecido. Um texto portanto, resultado do ato de tecer. Na publicidade necessrio dominar o repertrio de signos com os quais ela procura estabelecer a relao MENSAGENS-DESTINATRIOS.2

ANTECEDENTES HISTRICOS No Brasil, a partir de 1808, a exemplo da propaganda impressa que se fazia na Europa, inicia a venda de espaos para informaes comunidade pelos peridicos da poca: Vendas de casas Venda e captura de escravos Divulgao de hotis Confeces Fotografias Chapelarias Medicamentos3

RECLAMES Linguagem simples e objetiva Sem artifcios de convencimento Linguagem adjetivada, bvia, ingnua Linguagem dos velhos preges: Quem quer comprar Quem precisa

4

Reclame

5

RECLAMEQuem quiser comprar uma morada de casas de sobrado, com frente para Santa Rita, fale com a Ana Joaquina da Silva ,que mora nas mesmas casas, ou com o Capito Francisco Pereira de Mesquita, que tem ordem para as vender Texto do primeiro anncio publicado na Gazeta do Rio de Janeiro - 18086

FINAL DO SCULO XIX Anunciantes preocupados com a fixao de suas marcas e produtos 1875 Primeiros RECLAMES ilustrados com desenhos e litogravuras Surgimento dos anncios classificados

7

FINAL DO SCULO XIX Surge a primeira agncia brasileira de propaganda - Empresa de Publicidade e Comrcio Os tapumes das construes serviam para exibir letreiros e cartazes anunciando produtos e servios. Foram os primeiros painis que deram origem aos atuais outdoors Surgem painis pblicos denominados letreiros com linguagem prpria e por vezes com bela ilustrao

8

Incio do Sculo XX

Mais do que informar a propaganda comea a convencer

9

Dcada de 20 Linguagem mais apurada e persuasiva Influncia americana com a instalao dos Departamentos de Propaganda nas grandes empresas GM, Mesbla, GE

10

Dcada de 30 Criatividade, originalidade e humor bem ao gosto brasileiro Valiosa participao de escritores e poetas que emprestaram seu talento a publicidade entre eles destacam-se: Monteiro Lobato, Olavo Bilac

11

Dcada de 30

12

Olavo Bilac

Aviso a quem fumante Tanto o Prncepe de Gales Como o Dr. Campos Sales Usam fsforo Brilhante.

13

Casemiro de AbreuTexto que faz uma crtica a propaganda enganosa Ah! Venha fregueses E venham depressa! Que aqui no se prega Nem logro, nem pea.14

Dcadas 40 e 50 Linguagem dinmica, sinttica, coloquial Comunicao passa a valorizar mais os benefcios do produto Ttulos e slogans ganham mais destaque que o texto15

Dcada de 50

Dcada de 40

16

Dcadas de 60 e 70 nfase na criatividade Ideia mais valorizada que o produto Menos informao, mais emoo Propaganda ingnua d lugar a provocativa Irreverncia Integrao Redao e Arte duplas de criao Valorizao das agncias brasileiras DPZ Denison MPM- Salles17

Dcada de 60

18

Dcada de 70

19

Dcada de 80Linguagem conceitual em anncios de cigarro, perfumes, bebidas

20

Dcada de 80

Irreverncia do Garoto BomBril

21

Dcada de 90Humor

Mensagens de contedo social

22

Sculo 21

Linguagem de internet invade a publicidade

23

Sculo 21

24

ReflexesA imagem ir superar as palavras? Texto e Imagem como ambos se completam?

25

Bibliografia- Redao Publicitria Teoria e Prtica Jorge S. Martins Atlas - Redao Publicitria Estudo sobre a Retria do Consumo - Joo Anzanello Carrascoza Futura - 200 Anos de Propaganda no Brasil Do Reclame ao Cyber anncio - Ricardo Ramos e Pyr Marcondes Meio & Mensagem -Revista Capricho Edio 1007 10/12/2006 - Anurio CCSP Edio 2001

26