europa - evl.com.brevl.com.br/enem/wp-content/uploads/2015/10/colonizacao-da-america... ·...

Download Europa - evl.com.brevl.com.br/enem/wp-content/uploads/2015/10/colonizacao-da-america... · Conquista

Post on 09-Nov-2018

213 views

Category:

Documents

0 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

  • HUMANAS HIS O encontro de dois mundosConquista e colonizao da Amrica

    A obra LIENZO DE TLAXCALA um cdice ilustrado

    da segunda metade do sculo XVI contando a histria do

    povo tlaxcala. O encontro de Cortez com Montezuma, a

    presena de Marina como tradutora e os soldados de

    Montezuma caracterizando a diferena numrica esto

    retratados nessa imagem.

    NOVEMBRO A FESTA DOS DEFUNTOS.

    Essa imagem faz parte do livro

    A nueva coronica y buen gobierno (1585-1615), escrito pelo

    inca Guamn Poma de Ayala. Na festa, os defuntos eram

    tirados dos tmulos, vestidos, alimentados, decorados com

    plumas na cabea e havia danas e cantos. Ao final, os

    defuntos eram colocados novamente em seus tmulos, com

    os alimentos e objetos de ouro, prata ou barro.

    Inglaterra

    Frana

    Holanda

    Espanha

    Portugal

    Inglaterra

    EuropaReinos Ocidentais

    incio do sculo XVI

    Populao da AmricaEvoluo de 1250 a 1800

    0 5 10 15 20 25 30 35 40

    12501300134014001500

    1600170017501800

    Trfico negreiro

    1551/575

    1576/1600

    1651/1675

    1676/1700

    1701/1720

    1741/1760Anos

    Anos

    Milh

    ares

    de

    escr

    avos

    0

    50

    100

    150

    200

    250

    300

    350

    400

    Brasil Amrica espanhola Amrica britnica Amrica francesaMilhes de habitantes

    Colonizao da Am ricaColonizao da Am rica

  • HUMANAS HIS O encontro de dois mundosConquista e colonizao da Amrica

    H4 - Comparar pontos de vista expressos em diferentes fontes sobre determinado aspectoda cultura.

    1 Leia os textos.

    Esta grande cidade de Temixtitan [...] to grande a cidade como Sevilha e Crdoba [...] H nesta grande cidade muitas mesquitas ou casa de seus dolos [...] Os mais impor-tantes desses dolos, e a quem eles tm mais f e crena, derrubei de seu assento, e os fiz lanar pelas escadas abaixo e fiz limpar aquelas capelas onde os tinham, porque estavam cheias de sangue que sacrificavam, e coloquei nelas imagens de Nossa Senhora e de outros santos [...].

    Trecho da Segunda Carta de Relao, escrita por Hernn Cortez ao monarca espa-nhol Carlos I sobre a conquista do Mxico. Verso traduzida do original e extrada

    de: MORAIS, Marcus Vincius de. Hernn Cortez. A conquista do Mxico, a conquis-ta da escrita e da histria. In: Revista Ideias. Campinas, Ano 11(1), 2004, p. 41-42.

    Para transformar os ndios, no bastava s impor o cristianismo. Assim, sustenta que os missionrios procuravam, com as imagens e, sobretudo, com a encenao modificar o imaginrio dos ndios, incutir nos ndios o imaginrio ocidental. Na Nova Espanha, antes de a imagem crist ser veiculada, houve a eliminao de todas as imagens indgenas. A imposio da imagem crist e a destruio das representaes indgenas foram modos de continuar e de consolidar a conquista.

    ALMEIDA, A. C. L. e AMARAL, C. de O. Colonizao, evangelizao e resistncia indgena na Amrica espanhola: um breve balano historiogrfico. Revista Tempo de Conquista, n. 9, jul. 2011.

    A conquista espanhola dos povos americanos no perodo moderno foi estruturada a partir de diversas estratgias. As diferenas culturais entre os espanhis e os povos da Amrica:a) foram determinantes no processo de resistncia indgena, causando a destruio de santos

    e smbolos catlicos.b) tornaram-se um obstculo para a completa e efetiva dominao espanhola, prejudicando

    as atividades mineradoras e agrcolas.c) revelam a consolidao da conquista espanhola por meio do processo de aculturao, com-

    batendo as religies indgenas.

    d) ficaram evidentes em todo o processo da colonizao espanhola, impedindo que a catequese indgena tivesse xito.

    e) demonstram que a religiosidade dos povos indgenas permaneceu inalterada durante a dominao espanhola.

    H15 - Avaliar criticamente conflitos culturais, sociais, polticos, econmicos ou ambientaisao longo da histria.

    2 Leia os textos.

    [Antnio] Montesinos, com sua comunidade dominicana, pronunciou o famoso ser-mo do quarto domingo do Advento, 21 de dezembro de 1511: Vocs todos esto em pe-cado mortal, em virtude dos crimes que cometem contra os ndios. Com que direito vocs conquistam este pas, escravizam, oprimem seus habitantes? No so estes seres humanos que devem ser respeitados em seus direitos e que devem ser amados por vocs, cristos?

    Disponvel em:www.pime.org.br/acesso em 31 jul. 2013

    Mesmo que tenha sido, inicialmente, um substitutivo para a escravido colocada em prtica pelos primeiros colonos, a encomienda se tornou, como veremos, a forma encontrada pelos conquistadores espanhis que se estabeleciam na Amrica, especialmente no que se relaciona regio andina, de exercer poderio e de beneficiar-se, gratuitamente, da mo-de-obra indgena.

    SCHELL, Deise Cristina. Os ndios na conquista espanhola da Amrica: Leyes nuevas e repre-sentaes poca da Jornada de Omagua y Dorado. Revista de Histria, 2, 1 (2010), p. 22-38.

    Os dois textos apresentam interpretaes divergentes sobre a prtica da escravido indgena na colonizao espanhola da Amrica, no perodo moderno. Essa divergncia pode ser explicada:a) pelo contexto de crise da Igreja catlica, resultando no surgimento de novas religies crists.b) em razo dos interesses catlicos e mercantilistas presentes no projeto expansionista europeu.c) a partir da aliana entre os jesutas e os indgenas, no continente americano, ampliando o

    nmero de praticantes do catolicismo. d) ao analisarmos as diferenas culturais existentes entre os povos indgenas e os espanhis,

    principalmente, a religiosidade.e) por uma viso eurocntrica, que desumanizava os indgenas e legitimava a explorao desses povos.

  • HUMANAS HIS O encontro de dois mundosConquista e colonizao da Amrica

    H27 - Analisar de maneira crtica as interaes da sociedade com o meio fsico, levandoem considerao aspectos histricos e (ou) geogrficos.

    3 Leia os textos.

    A cidade espanhola na Amrica uma iniciativa da Coroa, com o trplice propsito de controlar, explorar e expandir seus territrios na Amrica. O prazo curto de implanta-o, devido provavelmente necessidade de se estabelecer num territrio j densamente ocupado antes, e hostil, era alcanado mediante a tcnica do traado em quadrcula. J a imagem grandiosa servia para impressionar e cooptar os nativos.

    MEDEIROS, A. P. G. de. Igreja e religiosidade na urbanizao de cidades coloniais nas Am-ricas, nos sculos XVI a XVIII. Revista Urutgua. n. 21, maio/jun./jul./ago. 2010.

    A construo de cidades espanholas na Amrica colonial permite analisar a interao entre as socie-dades e o meio fsico. Os resultados dessa interao no processo de conquista espanhola da Amrica:

    a) esto presentes nas alteraes climticas atuais, causadas pelo desmatamento e produo agrcola em larga escala no perodo colonial.

    b) so visveis nas cidades atuais da Amrica Latina, espaos urbanos caticos e repletos de violncia e pobreza.

    c) foram responsveis pela ocupao de regies desabitadas, superpovoando o continente americano.

    d) podem ser observados nos critrios urbansticos adotados pelos espanhis, com o objetivo de ressaltar uma pretensa superioridade cultural.

    e) foram nfimos, uma vez que as populaes indgenas da Amrica espanhola tambm cons-truam cidades, com tecnologias superiores espanhola.