‰tica e moral - udesc - .greco-romana cidad£os com a polis ... slide 1 author: david...

Download ‰tica e Moral - UDESC - .Greco-romana Cidad£os com a polis ... Slide 1 Author: David Roza Jos©

Post on 11-Nov-2018

215 views

Category:

Documents

0 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

  • tica e Moral

    David Roza Jos Mario Martins

    Dbora Pereira Wagner Vogel

  • Sobre a tica, a partir da crise tica

    Porque falar sobre tica

    tica e Moral

    tica > Teoria da Moral

    (estudo racional sobre a moral humana)

    Moral > o fato de na prtica nos preocuparmos com o bem ou o mal.

  • Ser moral (certo/errado) x a-moral (instinto)

    > Desejo de o que podem conseguir / desejam alem do que podem conseguir.

    Sobre a tica, a partir da crise tica

  • > Convivncia cria normas de

    comportamento.

    O ser humano tornou-se moral a partir

    da educao

    Sobre a tica, a partir da crise tica

  • Etapas

    Primeiros anos de vida > pr-moral (anomia)

    3 4 anos > (heteronomia)

    7 anos >(autonomia)

    Moral = Educao + Convivncia.

    Sobre a tica, a partir da crise tica

  • Sobre a tica, a partir da crise tica

    Moralidade > Presente em todos os

    tempos e comunidades

    Seres humanos no convivm sem uma

    norma

  • Sobre a tica, a partir da crise tica

    Para os animais >

    Natureza > Instinto

    Para os Homens

    Definida em cdigos escritos ou no

    Estabelecida pela Natureza

    Estabelecido por um ser Superior

  • Sobre a tica, a partir da crise tica

    Modernidade

    Criada pelo prprio homem

    Cada cultura e sociedade com sua moral.

  • Sobre a tica, a partir da crise tica

    tica

    Reflexo que discute o significado dos valores morais.

    Surge com a filosofia

    Scrates, Plato e Aristteles

  • Sobre a tica, a partir da crise tica

    Greco-romana

    Cidados com a polis

    Idade Mdia

    Vontade de Deus

    Modernidade

    Razo humana

  • Sobre a tica, a partir da crise tica

    MORAL

    Fato de nos preocuparmos em nossa vida individual e social

    TICA

    Estudo deste fato

    Entender o que o bem e o mal

  • Outros aspectos histricos da tica

    Mximas Morais (Kant):

    Algo s pode ser bom para algum se puder ser bom para todos os seres humanos

    Nunca o outro pode ser apenas um meio para voc, mas deve sempre tambm um fim

  • Cristianismo, retomada por Kant

    Vale a inteno, a boa vontade (lei de deus ou

    existente) independente do fato de que cumprir a

    lei no me trar benefcios, ou seja, independente

    dos resultados prticos. Cumprir a norma.

    A tica da convico

  • A tica da convico

    Os meios nunca podem ser maus

    Os resultados s seriam bons se todos cumprissem as normas morais

    (Kant) Um virtuoso no quem alcana a felicidade, mas quem digno de ser feliz, por

    ter cumprido a lei.

  • A tica da responsabilidade

    Nesta perspectiva, contam os resultados, no os princpios ou a inteno.

    Como a tica da poltica, onde conta a eficcia e no os meios que se usam para alcanar

    resultados bons.

    De acordo com Maquiavel, se pode e se deve usar, em tantas circunstancias, meios maus

    para se alcanar um resultado bom.

  • Por mais diversificada que seja a tica em questo;

    S h moral ou cdigo moral => se estamos ao

    lado/com/contra outros indivduos;

    Equivale dizer:

    s somos livres e responsveis

    se existir outros indivduos livres e responsveis

    S h bem e mal se houver:

    Afinal , o que a tica

    Sociedade humana;

  • A respeito da moral => muda-se histricamente;

    Novos problemas => novos valores morais;

    Seres no humanos passam a fazer parte do cdigo

    de tica e no so mais tratados como coisas e meios.

    Ex: Questes ambientais;

    Respeito a natureza indispensvel a qualquer tica

    atual.

    Peter Singer:

    Afinal , o que a tica

    Novos problemas aparecem:

    Humanos so obrigados a enfrentar em conjunto

  • Responsabilidade moral x Pessoas

    Debater questes ticas requer =>

    posio dentro do mundo diante dos outros;

    Porm ser autnomo mais incmodo, os individuos tem

    medo de viver sem garantias e sem segurana.

    O indivduos deve determinar a norma moral que deve valer para si

    e para os outros na convivncia social;

    Afinal , o que a tica

    Essa exigncia fica mais evidente na modernidade

    Quando humanos ocupam o centro do mundo.

    E a tomada de deciso do que vale e o que no vale dificultada;

  • Crise tica porque devo cumprir alguma norma;

    Crise da tica porque me esforar para estabelecer alguma

    norma de convivncia;

    Sem uma referncia e no conhecimento do futuro, qual ser a

    qualidade de vida no amanh;

    Indivduo livre decidindo o que bem e mal

    Competitividade excessiva em todos os nveis de convivncia;

    Se no conheo o futuro porque devo me preocupar com as outras

    pessoas ao invs de mim mesmo?

    Crise tica e Crise da tica

    Questes levantadas referntes ao assunto:

    Dificuldade de se definir um bem e um mal unnime a todos os indivduos;

  • Diversos pensamentos sobre a tica:

    Valor moral universal

    Vrias morais coexistentes

    Grande motivo => no se consegue ser humano sozinho

    Fazer parte dessa discuo inevitvel, pois:

    Porm como os pensadores interpretam a necessidade de

    existncia de uma tica,

    Humanos, livres Possuidores de moral

    Configura-se ento crise tica

    Os mesmos as interpretam mas no possuem uma soluo ideal

    de comum acordo de todos

    Dificuldade atual em formular uma tica

  • Discutir tica : discutir o meu o nosso problema ou seja:

    Fatores que favorecem:

    insatisfao nos comportamentos cotidianos

    tendncia individualista

    At a puco tinha-se certeza em vrios campos inclusive

    sobre cdigos morais, hoje no mais.

    Por isso fala-se em crise tica,

    Participao do debate sobre a relao

    entre a tica e a poltica

    sentido da nossa existncia;

    Segundo o autor:

    Crise o velho morreu e o novo no consegue nascer

  • Denuncia de falta de tica na politica!!!!

    E pensando nisso somos remetidos a seguinte questo:

    H algumas questes importantes:

    Quem est jugando?

    Quem est sendo jugado?

    Que tica est sendo cobrada?

    Segundo Maquiavel:

    Polticos no so morais porque seres humanos no o so.

    Inevitavelmente eles no so porque representam os

    interesses conflituosos dos homens em sociedade.

    possvel ser tico na poltica?

    Participao do debate sobre a relao

    entre a tica e a poltica

  • tica Profissional e Responsabilidade Social

    tica nas empresas

    A tica d lucro!

    tica com a cadeia de relacionamentos

    Clientes

    Fornecedores

    Empregados

    Concorrentes

    Governo

    Comunidade

  • A tica nas Empresas

    tica Empresarial X tica Profissional

    A vida humana no consegue restringir-se e nem deve restringir-se vida profissional.

    Cdigos de tica Profissional

    Cdigos de defesa de interesses corporativos

    Sociedade Dividida Conflitante

    tica Corporativa sobre a tica geral

    Competitividade - Capacidade de vencer o outro

  • tica Empresarial

    Para Weber:

    Ele constatou que a profisso se tornou uma gaiola de

    ferro.

    Profissionais prisioneiros

    carcereiros de sua prpria priso.

  • Responsabilidade Social

    Obrigaes Sociais de Grandes Empresas

    Era da Globalizao

    Questo ambiental

    Comunidade Local

    Desenvolvimento Econmico

    Direitos dos Consumidores

    Bem Estar do Funcionrios e Familiares

  • Razo Humana

    Os seres humanos nascem Desiguais e No-livres

    a Razo Humana que leva os seres humanos a realizarem e

    justificarem tantas guerras, injustias, massacres, fome e misria.

    Pessoas excludas, desempregadas aumentam cada vez mais por

    fatores tnicos, opo sexual, deficincias, etc.

  • tica Hoje

    Normas estabelecidas, limites para pretenses individuais.

    Hoje respeito a maior crise da histria humana.

    tica na Poltica

    Pobreza falta de virtude

    Humanos X Natureza

    No estamos condenados a competir com os outros?

  • O mal

  • 7,5 milhes de vtimas nos campos de concentrao

  • 10 milhes de vtimas nos Gulags

  • A histria do mal

    O mal sempre esteve presente.

    Gregos: mal faz parte da realidade.

    Politesmo: vrios Deuses.

    Maniquestas: deus do bem e do mal.

    E na tradio judaico-crist?

  • O mal cristo

    O mal comeou com Ado e Eva e seus filhos, Caim e

    Abel.

    Concepo de que a origem do mal est nos humanos.

    Somos a causa do mal enquanto existe deus!

    Se no existe deus, questiona-se a existncia do mal.

    Se deus no existe, tudo permitido!

    Dostoievski

  • Um ser superior

    Resposta sobre o

    sentido da existncia do

    mal.

    Por que o mal existe?

    Reflete a limitao, a

    finitude da capacidade

    humana.

  • O mal atual

    O mal algo tipicamente humano.

    Quando no reconhecemos que fazemos o mal,

    perdemos o direito de acusar outros de serem maus.

    Sculo XIX: afastamento da religio.

    Abandonar qualquer referncia a um ser superior para

    vencer o mal.

  • O mal atual

    A secularizao no deixou a teologia completamente

    parte.

    Todos os conceitos mais significativos da moderna

    doutrina do Estado so conceitos teolgicos

    secularizados. Carl Schmitt

    Razo humana, Estado e o indivduo se colocam como

    se fossem deuses absolutos.

Recommended

View more >