Estao Elevatria de Esgoto

Download Estao Elevatria de Esgoto

Post on 28-Sep-2015

39 views

Category:

Documents

1 download

DESCRIPTION

Execuo de uma estao elevatria de esgoto

TRANSCRIPT

  • Estao Elevatria de Esgoto SanitrioLuiz EduardoRenan ZanardoQuezia Pereira

  • EXECUOLocalizao da estao elevatria;Nveis de enchente no local da elevatria;Diretriz do conjunto de recalque;Localizao do ponto de descarga do recalque;Levantamento topogrfico planialtimtrico e cadastral;Sondagem do terreno;

  • EXTRAVASODeve ser prevista a possibilidade de extravaso, a montante da elevatria, quando da ocorrncia de eventuais paralisaes dos conjuntos motor-bomba. O extravasor deve ser posicionado em um poo de visita situado a montante da elevatria ou do canal de entrada. As condies a observar so: a) vazo mxima igual vazo afluente final de esgoto com acrscimo da contribuio pluvial parasitria, quando for o caso; b) cota da soleira pelo menos 0,15 m acima do nvel mximo de operaes das bombas; c) quando o nvel mximo de extravaso no evita remanso no conduto afluente, deve ser verificada a sua influncia a montante; d) nvel mximo de extravaso tal que no permita inundao de esgoto no local da elevatria. Deve ser instalada uma vlvula tipo flap na sada do extravasor para o corpo receptor, a fim de evitar possveis refluxos.

  • Canal de Entrada Deve ser dotada de uma comporta ou vlvula de gaveta para o bloqueio do esgoto afluente elevatria quando da necessidade de qualquer tipo de manuteno no canal de grades ou poo de suco, devendo ser redirecionado o esgoto retido para o dispositivo de extravaso.

  • Piso Deve ser prevista drenagem para possveis vazamentos das caixas de gaxeta ou para guas de lavagem, atravs de canaletas com grelhas de ferro fundido ou alumnio com largura mxima de 10 cm. O piso da sala de operao, dependendo do tipo de solo e da topografia do terreno, deve ser construdo conforme disposto na Figura.

  • PISOCinta de concreto armadoJunta perimetral com espessura de 1,0 cm (espuma plstica ou junta asfltica) Contrapiso no trao 1:4 (cimento e areia lavada U 3,0 mm com aditivo incorporador de ar) Emulso asfltica Tela soldada ou com barras 5 mm cruzadas, formando malhas quadradas com espaamento de 15 x 15 cm Solo compactado Aterro compactado (argila)Camada granular de brita n 2 9. concreto no trao 1:3:5 (cimento, areia lavada U 3,0 mm e brita n1 ou n2)

  • Bloco de Fundao para o Conjunto Motor-Bomba Os blocos de fundao para as bombas no submersveis.Deve ser construda em concreto com trao de 1 : 2 : 4 (cimento-areia-pedra britada) devidamente adensada, deixando-se a superfcie superior spera para assegurar boa aderncia com a argamassa que ser colocada posteriormente. Deve ser cuidadosamente armada em todos os sentidos, por vergalhes de pequeno e mdio dimetro, aderentes ao concreto, evitando-se os riscos de desagregao sob o efeito de vibraes. Deve apresentar, no mnimo, massa correspondente a 5 vezes a massa do conjunto motorbomba.

  • Bloco de Fundao para o Conjunto Motor-Bomba Entre a superfcie de contato da base metlica com o bloco de fundao devem ser colocadas, ao lado dos chumbadores, placas metlicas de mesma espessura para apoio da base, sendo as mesmas fixadas com argamassa, juntamente com os chumbadores (ver Figura 2).

  • Os parafusos chumbadores (parafusos de ancoragem) devem ser projetados para absorver os esforos solicitados e ficar dentro de um tubo para poder ser ajustado furao da base metlica (ver Figura 3). Bloco de Fundao para o Conjunto Motor-Bomba

  • Alvenarias As alvenarias devem ser construdas com blocos cermicos furados ou blocos de concreto. Nas alvenarias junto ao solo, recomendvel mergulhar previamente em emulso asfltica os tijolos das primeiras trs fiadas, e aps a secagem efetuar o seu assentamento, visando evitar a subida de gua proveniente do solo pelo efeito da capilaridade. Na argamassa de assentamento no devem ser utilizados: barro, argila, terra orgnica e cal. aconselhvel utilizar argamassa pr-fabricada.

  • LajeLaje Regularizao (1%) Manta asfltica Barreira de permetro (manta asfltica) Proteo mecnica (plaqueamento) Proteo trmica constituda por uma camada com espessura de 5 cm de brita 2 e 3.

  • INSTALAO ELTRICA Equipamentos Eltricos :a) Painel de controle b) Cabos eltricos c) Reguladores Tipo Bia A medio de energia eltrica deve estar em conformidade com as normas da concessionria. A proteo contra curto-circuito deve ser realizada atravs de fusveis do tipo NH ou disjuntor especfico para proteo de motores eltricos. A proteo contra sobrecarga dos motores eltricos deve ser realizada atravs de rels do tipo bimetlico ou eletrnico, ajustados na corrente nominal do respectivo motor. O sistema de comando dos conjuntos motor-bomba deve prever operao automtica com chave comutadora para operao manual e, posio central desliga.

  • ILUMINAO Os circuitos de iluminao no devem ser alimentados pelos painis de comando e proteo de motores eltricos, devendo continuar energizados aps interrupo da alimentao dos referidos painis para manuteno. Os circuitos de iluminao devem possuir proteo especfica atravs de disjuntores. Na sala de bombas e no poo de suco devem ser utilizadas somente luminrias com lmpadas fluorescentes do tipo prova de gases.

  • Poo de Suco O esgoto ao entrar no poo de suco descarrega sobre um anteparo vertical, construdo de fronte ao canal. O topo da parede divisria do anteparo est um pouco acima da geratriz superior do orifcio de entrada. O fundo do poo dever ter uma inclinao de 8. Ser colocado um anteparo, tendo-se o cuidado de nada se colocar abaixo dele, a fim de evitar turbulncia.

  • TUBULAES E EQUIPAMENTOSA tubulao de recalque das bombas ser instalada ao nvel do solo, onde se encontram as vlvulas de reteno. Os tubos para saa da bomba devero ser em PVC DeFoFo, classe 1Mpa, acopladas flanges de FoFo para conexo nas bombas e vlvulas. As vlvulas de reteno sero do tipo portinhola, com ou sem by-pass, com ou sem contra peso, de acordo com o projeto. Devero ter a classe de presso conforme especificado no projeto. O corpo, a tampa e a portinhola devero ser em ferro fundido.

  • Equipamentos MecnicosAs comportas, quando utilizadas, devem atender as seguintes especificaes: a) tipo: sentido duplo de fluxo com abertura quadrada; b) acionamento: manual com pedestais de suspenso; c) guias, corpo, tampa e eixo em ao inoxidvel;Grade de Barras e Cesto coletorAs grades no devem ser instaladas imediatamente aps curvas. Devem ser instaladas comportas na entrada e sada de cada grade.O cesto ser construdo em perfis retangulares. O ponto de sustentao do cesto dever ser coplanar com guias laterais, para no haver desequilbrio do peso.

  • Conjunto moto bombaOs conjuntos moto bombas utilizados devero ser do tipo estacionrio, com vazo e altura manomtrica conforme especificado no projeto. Devero ter, motor e bomba, um mesmo conjunto de carcaa acoplados. As bombas sero apoiadas em um piso de concreto. Equipamentos Mecnicos

Recommended

View more >