espcies protegidas - geota.pt seres vivos esto feitos para viver num determinado tipo de ambiente....

Download ESPCIES PROTEGIDAS - geota.pt  seres vivos esto feitos para viver num determinado tipo de ambiente. Quando este muda vo ser substitudos por novas espcies

Post on 06-Feb-2018

212 views

Category:

Documents

0 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

  • ESPCIES PROTEGIDAS

    www.geota.pt geota.sec@netcabo.pt

    Ol!!Venho para vos

    falar das espcies protegidas...

  • O que so as espcies protegidas

    Espcies cujo nmero de indivduo muito reduzido estando em perigo

    de desaparecer

    (em via de extino)

  • Os seres vivos esto feitos para viver num determinado tipo de ambiente.

    Quando este muda vo ser substitudos por novas espcies. Se o ritmo das mudanas for muito rpido, a substituio no acontece e as espcies vo extinguir-se antes de ser substitudas.

    EXTINO DAS ESPCIES:

    O que significa uma diminuio na variedades e no nmero de espcies

  • CAUSAS NATURAIS:

    Mudanas ambientais(chuvas intensas, secas prolongadas, sismos)

    Incndios florestais

  • CAUSAS HUMANAS:

    Poluio Indstria e agricultura usam produtos qumicos que se

    infiltram nos solos ou misturam-se com a gua contaminando o habitat e levando ao envenenando as espcies.

    Caa e coleccionismo de espcies no regulamentada A caa desportiva Caa para comrcio (marfim, espcies exticas, vesturio,

    etc.)

    Destruio do habitat pela Desflorestao para obter madeira para construir edifcios, fabricas, cidades, estradas

  • Lince Ibrico

    Lobo Ibrico

    Saramugo

    Abetarda

    Camaleo

    Foca-Monge

    Morcego

    guia Pesqueira

    Espcies Protegidas Portugal

  • Lince IbricoDescrio:O Lince Ibrico uma espcie de feldeo caracterstica da Pennsula Ibrica.As partes superiores so cinzentas, tem manchasescuras sobre as costas, flancos e patas. A barriga branca amarelada e a extremidade da cauda negra.As orelhas caracterizam-se por um tufo de plos negros nas extremidades.Longevidade: 13 anos.Comprimento: entre 85 e 110 cmPeso: 13 kg (as fmeas so um pouco mais leves)Habitat: regies montanhosas (Malcata e S. Mamede),reas planas do Sul e Centro (Vale do Sodo, Vale do Guadiana)

    Ameaas:Perda do seu habitat (bosque e matagal mediterrneo)Desaparecimento progressivo das populaes de coelhos bravos(sua principal presa)Caa e perseguio do Homem

    Protegido por lei, em Portugal, desde 1967.

  • Lobo IbricoDescrio:

    uma subespcie do Lobo Cinzento.Tem a pelagem de colorao acizentamesclada de negro, particularmente sobre o dorso. Tem grande cabea.

    Longevidade: 16 anosComprimento: 130 a 180 cmPeso: 30 45 kgHabitat: Regio centro-este, em zonas de fronteira com EspanhaEmbora cace quase sempre sozinho, o Lobo-ibrico vive em alcateia.O nmero

    de animais numa alcateia varia entre os 3 a 10 indivduos.

    Ameaas: Envenenamento

    Caa Destruio do seu habitat

    (construo estradas, edifcios) Presena do Homem

  • SaramugoDescrio:

    Peixe de gua doce. Tem muitas escamas pequenas e o seu corpo estreito e comprido. A sua cor de tons prateados ou amarelados a rosados com minsculas manchas negras ao longo do flanco. Longevidade: 3 anos Comprimento: 6 -7 cmHabitat: guas pouco profundas, de corrente lenta e fundos com muita vegetao aqutica. Encontra-se s em alguns afluentes do rio Guadiana

    Ameaas:Perda de habitat Poluio

  • Foca-MongeDescrio:Geralmente so castanhascom manchas claras na barriga.Os bigodes so muitos importantesporque funcionam como rgos de auxilio aos olhos. um mamfero: (no aguenta muito tempo debaixo da gua)Longevidade: 20 30 anos Comprimento: Uma das maioresFocas pode medir at 4 m(2,5 m as fmeas)

    Peso: 300 kgHabitat: Mares temperados

    Ameaas:Poluio dos mares

  • guia Pesqueira

    Descrio: uma ave migradora, a melhor de rapina pescadora. Tem barriga branca, asas escuras e uma faixa escura do olho nuca.Ao contrrio da maioria das aves pescadoras, que apanham os peixes com o bico, a guia pesqueira pega-os com suas garras compridas e dedos escamados e rugosos. Longevidade: 25 anosComprimento: 50 cm (as fmeas so maiores) Envergadura: at 1,70 m Habitat: Mora nas rvores perto da costa. Caa nos rios e nos lagos.A maioria dos exemplares esto na Amrica do Norte.Em Portugal s h um casal (no sudoeste)

    Ameaas:Perda de habitat: Presena dos Homens

  • Descrio: um animal da famlia de rpteis escamados e uma das mais conhecidas famlias de lagartos. H cerca de 80 espcies de camalees.Caractersticas:LNGUA: Muito comprida (at 1 m), de ponta pegajosa, usada como lao para apanhar os insectos (mariposas, moscas)OLHOS: Podem ser movidos para qualquer direco, o que lhe confere aparncia curiosa. PELE: Tem bastante queratina. Essa caracterstica faz com que o camaleo consiga mudar a sua cor e faa a "muda" de pele durante o seu crescimento.Comprimento: At 60 cmHabitat: Regies quentes.Habitam principalmente em rvores e podem passar de uma rvore a outra graas sua cauda e aos ps em forma de pinas.

    Ameaas:Mudana de habitat Perda das presasCaa e coleccionismo de espcies no regulamentada

    C

    A

    M

    A

    L

    E

    o

  • Descrio:O morcego o nico mamfero voador. Caracterstica: o uso de ultra-som para orientar-se.Tem ampla variedade de hbitos alimentares: frutas, nctar, plen, insectos, pequenos vertebrados e peixes. Comprimento: H uma enorme variedade de formas etamanhos. Podem ter uma envergadura de 5 centmetros at 2 metros.Habitat: Os morcegos vivem em grupos em cavernas, ou em cima das rvores nos lugares com clima temperado. Em geral tm uma enorme capacidade de adaptao a qualquer ambiente.

    Ameaas:Perda de habitat (grutas)Homem: Mata-os por no lhe encontrar funo ou utilidade e porque os acha portadores de azar.

    Morcego

    Protegido por lei em Portugal

  • AbetardaDescrio:Maior ave voadora da Europa.Os machos destas aves tm uma plumagem vistosa em tons de castanho-avermelhado, branco e cinza-azulado. As fmeas possuem uma plumagem menos coloridaComprimento: 50 120 cm (Abetarda Gigante)Peso: 16 kg

    Habitat: Vive em meios agrcolas abertos, sem arbustos e

    com rvores escassas ou ausentes. (Alentejo)

    Ameaas:Perda de habitat (a utilizao de pesticidas est a provocar a diminuio do alimento disponvel)Coliso com cabos de transporte de electricidadeCaa furtiva

  • Espcies Protegidas Mundiais

  • Solues

    Publicar leis que probam a caa de espcies raras

    Impedir a utilizao dos animais selvagens na investigao mdica (ex: macacos)

    Criar animais em via de extino em jardim zoolgico, parques de animais selvagens, cativeiro

    Impedir que alguns animais sejam tirados do seu habitat para serem vendidos como animais de estimao.

  • O que posso eu fazer

    Respeitar o ambiente e reduzir a poluio.(ex: deitar o lixo nos caixotes, sobretudo os materiais qumicos e venenosos)

    Prestar ateno nas compras para evitar comprar objectos feitos com animais (casacos, carteiras, esculturas, sapatos)

    Informar-me sobre o tema(ler livros e revistas, pesquisar na internet,

    ter contactos com associaes de educao ambiental,participar nas actividades como voluntrio)

  • Obrigada pela ateno

    Milena Sara Ricco

    www.geota.ptgeota.sec@netcabo.pt

    coastwatch@netcabo.pt