escala de equilÍbrio de berg e escala de mobilidade e equilÍbrio de tinetti

Download ESCALA DE EQUILÍBRIO DE BERG e ESCALA DE MOBILIDADE E EQUILÍBRIO DE TINETTI

Post on 15-Feb-2017

1.551 views

Category:

Education

3 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

  • UNIVERSIDADE CATLICA DE PERNAMBUCO UNICAP

    CCBS- CENTRO DE CINCIAS BIOLGICAS E SADECURSO FISIOTERAPIA

    EQUIPE:

    JOYCE PEREIRA

    JULIANNE MARIA

    LCIA LETCIA

    RENAN GOMES

    DISCIPLINA: MTODOS EM AVALIAO FISIOTERAPUTICA

    PROFESSOR: SILVANA UCHA

  • ESCALA DE EQUILBRIO DE BERG

  • HISTRICO:

    Criada em 1989 Por Katherine Berg

    Aplicado em 183 idosos

    70 desses indivduos foram

    vtimas de acidente vascular

    cerebral.

    Fonte:Google imagens

  • DEFINIO:

    um instrumento validado, de avaliao funcional do equilbrio estticoe dinmico.

    Compreende em uma escala de 14 tarefas, com cinco hipteses deavaliao. Especificamente de 0-4 para cada tarefa:

    Zero - incapaz de realizar a tarefa e 4 - realiza a tarefa independente. Oescore total varia de 0- 56 pontos.

    Fonte:Google imagens

  • INDICAES:

    IDOSOS

    VTIMAS DE AVC

    ESCLEROSE MLTIPLA

    DOENA DE PARKINSON

    Fonte:Google imagens

  • ESCALA DE EQUILBRIO DE BERG

    DESCRIO DOS ITENS Pontuao (0-4) 1. Sentado para em p ________ 2. Em p sem apoio ________ 3. Sentado sem apoio ________ 4. Em p para sentado ________ 5. Transferncias ________ 6. Em p com os olhos fechados ________ 7. Em p com os ps juntos ________8. Reclinar frente com os braos estendidos ________ 9. Apanhar objeto do cho ________ 10. Virando-se para olhar para trs ________ 11. Girando 360 graus ________12. Colocar os ps alternadamente sobre um banco ________13. Em p com um p em frente ao outro ________ 14. Em p apoiado em um dos ps ________

    TOTAL ________ Fonte:Google imagens

  • APLICAO

    EXEMPLO: SENTADO PARA EM P

    INSTRUES: Por favor, fique de p. Tente no usar suas mos como suporte.

    ( ) Capaz de permanecer em p sem o auxlio das mos e estabilizar de maneira independente

    ( ) Capaz de permanecer em p independentemente usando as mos

    ( ) Capaz de permanecer em p usando as mo aps vrias tentativas

    ( ) Necessidade de ajuda mnima para ficar em p ou estabilizar

    ( ) Necessidade de moderada ou mxima assistncia para permanecer em p

    43210 Fonte:Google imagens

  • INTERPRETAO DA ANLISE:

    0 - 36 PONTOS:

    Indica 100 % de risco de queda

    37 - 44 PONTOS

    Locomoo segura, mas com recomendao de assistncia ou com auxiliares de marcha;

    45 - 56 PONTOS:

    No existem riscos de queda, e que o visado goza de uma

    locomoo segura.

    Fonte:Google imagensFonte:Google imagens

  • ESCALA DE MOBILIDADE E EQUILBRIO DE TINETTI

  • DEFINIO:

    ndice que detecta alteraes na locomoo, diagnostica e quantifica a gravidade do comprometimento e prediz o risco de quedas (FREITAS et al., 2002; CHONG, 1995)..

    O principal objetivo de Tinetti et al. (1986) era a realizao de um protocolo de treino para deteco de risco de quedas em indivduos idosos.

    Fonte:Google imagens

  • COMPOSIO:

    ESCALA DE EQUILBRIO

    Possui 09 itens: equilbrio sentado, levantando, tentativas de levantar, assim que levanta, equilbrio em p, teste dos trs tempos, olhos fechados, girando 360 e sentando.

    Fonte:Google imagens

  • Fonte:Google imagens

  • COMPOSIO:

    ESCALA DE MARCHA

    Possui 07 itens: incio da marcha, comprimento e altura dos passos, simetria dos passos, continuidade dos passos, direo, tronco e distncia dos tornozelos.

    Fonte:Google imagens

  • Fonte:Google imagens

  • INTERPRETAO DA ANLISE:

    0 - 19 PONTOS:

    Elevado risco de queda

    19 - 24 PONTOS: Moderado risco de queda

    24 - 28 PONTOS:

    Baixo risco de queda Fonte:Google imagensFonte:Google imagens

  • Apstolo, Joo; (2011); Instrumentos para Avaliao em Geriatria; Documento de Apoio; Escola Superior de Enfermagem de Coimbra.

    Dias, B.D., Mota, R.S., Gnova, T.C., Tamborelli, V., Pereira, V., Puccini, P. T.; (2009); Aplicao da Escala de Equilbrio deBerg para Verificao do Equilbrio de Idosos em Diferentes Fases de Envelhecimento; Passo Fundo, v.6; n 2, 213-224 .

    Figueiredo, K.M. O. B., Lima, K. C. e Guerra, R. C.; (2007); Instrumentos de Avaliao do Equilbrio Corporal em Idosos; Artigo de reviso; Universidade Federal do Rio Grande do Norte.

    REFERNCIAS: