era vargas prof. elvis john

Download Era Vargas  Prof. Elvis John

Post on 15-Aug-2015

237 views

Category:

Education

0 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

  1. 1. Era Vargas !!! Prof. Elvis John
  2. 2. 1. O governo provisrio (1930/34) !!! Fim do monoplio poltico das oligarquias. Vargas torna-se rbitro das foras em disputas. Esvaziamento do tenentismo. Divididos entre direita e esquerda (falta de projeto poltico). O tenentismo utilizado para centralizar o governo e combater as oligarquias. 1.2. A defasa do caf e o estmulo indstria. Conselho Nacional do Caf (CNC). Retoma a poltica de valorizao. visa o apoio dos cafeicultores. A estabilidade do caf sustenta outros setores da economia.
  3. 3. 1.2.1. Novo modelo de economia (1930). Substituio das importaes Desvalorizao do Mil-Ris. Investimentos na indstria leve. 1.2.2. A Revoluo Constitucionalista (09-07- 1932) - Fatores: Insatisfao dos cafeicultores paulistas (interventores). Insatisfao do PD com o governo. Formam a Fup (PD + PRP) reconstitucionalizao do pas.
  4. 4. 3/MAIO/1932 MMDC. Objetivo: constituio. Resultado: vitria militar de Vargas e convocao de eleies para a Assembleia nacional constituinte em 1933.
  5. 5. Getlio rompe, em definitivo, com os tenentes. No houve adeso do operariado. 1.2.3. A constituio de 1934. Incorpora o cdigo eleitoral de 1933 (voto secreto, voto feminino). Propriedade nacional do subsolo. Monoplio de determinadas indstrias. Possibilidade de nacionalizao de empresas estrangeiras. Legislao trabalhista. Mandato presidencial de 4 anos.
  6. 6. 2. Governo Constitucional (1934/37). O nazi-fascismo como alternativa de governo. 2.1. AIB x ANL ITEGRALISTAS: Nacionalista; Oligarquias tradicionais. Xenfobo; Clero. Racista; Alta hierarquia militar. Anticomunismo Classes mdias altas. Antiliberal
  7. 7. 2.2. 5/Jul./1935 Manifesto de Preste. # ANL (Aliana Nacional Libertadora): Aliana de esquerda reunindo comunistas, socialistas, democratas e simpatizantes de esquerda em geral. Defendiam o no pagamento da dvida externa, reforma agrria e respeito s liberdades individuais (direito de greve, imprensa livre...), nacionalizao de empresas estrangeiras e governo popular; Lus Carlos Prestes (lder). - Colocada na ilegalidade (Jul/1935).
  8. 8. 2.3. Intentona Comunista (nov./1935). - No teve adeso popular (Natal, recife e Rio). - Mal organizada, fracassou rapidamente.
  9. 9. Prestes e Olga Benrio Lus Carlos Prestes no centro
  10. 10. Consequncias: Violenta represso ao comunismo. Seus lderes (incluindo Prestes) foram presos. Estado de stio. Tribunal de segurana nacional. Comisso nacional de represso ao comunismo. O legislativo perde fora. Estado de guerra.
  11. 11. 2.4. O golpe de estado (10/nov./1937) Apoiado pela alta hierarquia das foras armadas (interessada na indstria de base); Apoio dos governadores. Apoio do integralismo e camadas mdias (seria uma soluo para a influncia da esquerda). 30/set/1937 Plano Cohen (Olympio de Mouro Filho). 3. Estado novo (1837/45). Nova constituio (1937): POLACA (constituio fascista). Fim dos partidos. Fecha o congresso. Suspenso da campanha eleitoral. Estado de emergncia. Fim da imunidade parlamentar.
  12. 12. 3.1. Intentona Integralista (1938 ): Golpe fracassado da AIB. Lderes presos. Plnio Salgado exila-se em Portugal .
  13. 13. 3.2. Fortalecimento do Estado Importante: Principal mecanismo de fortalecimento do Estado foi a aproximao com o trabalhador urbano, populismo. O sindicalismo foi paralisado. Dessa forma, Vargas institucionaliza o populismo. # rgos: DIP; DASP; Polcia Secreta Fiminto Mller; Desmobilizao sindical. * Importante: O governo transfere recursos da burguesia para o proletariado amenizando as tenses com a burguesia. O presidente fala em nome do povo, diminuindo seu potencial revolucionrio e, portanto, indiretamente, agindo em benefcio da burguesia.
  14. 14. Poltica internacional pragmtica: Explorao de rivalidades para obter vantagens para o Brasil. Projeto de industrializao. - 1942: Navios brasileiros so afundados por submarinos alemes. - Brasil declara guerra ao Eixo (ALE + ITA + JAP).
  15. 15. 4. A crise do Estado Novo. MANIFESTO DOS MINEIROS - 1943. - Manifesto divulgado em outubro de 1943 por membros da elite liberal de Minas Gerais, defendendo o fim da ditadura do Estado Novo e a redemocratizao do pas. Com a instaurao da ditadura do Estado Novo, os setores liberais, ainda que no tivessem sofrido a violenta perseguio destinada aos setores de esquerda, principalmente aos comunistas, tambm se viram impossibilitados de agir sobre os destinos polticos da nao. Entrevista de Gis Monteiro.
  16. 16. 4.1. Abertura: Vargas marca as eleies. acaba com a censura e anistia presos polticos. Vargas cria 2 partidos polticos, o PTB e o PSD, para agradar aos trabalhadores e a elite, respectivamente, alm de permitir a formao de partidos oposicionistas. - Movimento queremista - apoiado discretamente por Vargas.
  17. 17. 5. Golpe militar Out./1945 - Em 1945, afastado do poder pelo exrcito (influenciado pelos EUA), que temia uma nova tentativa golpista do presidente. - Jos Linhares assume a presidncia (presidente do STF). - Vargas retorna para So Borja e eleito senador por dois estados ao mesmo tempo (RS e SP).
  18. 18. Liberalismo X Nacionalismo !!! * Modelo Liberal: - Pases de recente industrializao (Brasil). Necessrio recorrer as capital externo. - Capital externo Emprstimos. Multinacionais. - Aumento da dvida externa - problemas secundrios. Compensado pelo ndice de crescimento econmico. - Remessa de lucros para o exterior vantajosa pois atrai investimentos.
  19. 19. * Nacionalista: Fechamento da economia ao capital estrangeiro. No existe transferncia de recursos de pases centrais para a periferia. Desaconselha o endividamento externo. No existe transferncia de tecnologia das multinacionais para a periferia. Capital nacional - desenvolvimento econmico autnomo do pas. Atuao do estado tem recursos.