enem 2015 - caderno rosa - domingo

Download ENEM 2015 - Caderno Rosa - Domingo

Post on 09-Feb-2016

1.137 views

Category:

Documents

0 download

Embed Size (px)

DESCRIPTION

ENEM 2015 - Caderno Rosa - Domingo

TRANSCRIPT

  • *rosa25dom1*

    A COR DA CAPA DO SEU CADERNO DE QUESTES ROSA. MARQUE-A EM SEU CARTO-RESPOSTA.

    PROVA DE REDAO E DE LINGUAGENS, CDIGOS E SUAS TECNOLOGIASPROVA DE MATEMTICA E SUAS TECNOLOGIAS

    Um dia se v que as horas todas passam.

    LEIA ATENTAMENTE AS INSTRUES SEGUINTES:

    1. Este CADERNO DE QUESTES contm a Proposta de Redao e 90 questes numeradas de 91 a 180, dispostas da seguinte maneira:

    a) as questes de nmero 91 a 135 so relativas rea de Linguagens, Cdigos e suas Tecnologias;

    b) as questes de nmero 136 a 180 so relativas rea de Matemtica e suas Tecnologias.

    ATENO: as questes de 91 a 95 so relativas lngua estrangeira. Voc dever responder apenas s questes relativas lngua estrangeira (ingls ou espanhol) escolhida no ato de sua inscrio.

    2. &RQUD VH R seu CADERNO DE QUESTES contm a quantidade de questes e se essas questes esto na ordem mencionada na instruo anterior. Caso o caderno esteja incompleto, tenha defeito ou apresente qualquer divergncia, comunique ao aplicador da sala para que ele tome as providncias cabveis.

    3. Para cada uma das questes objetivas, so apresentadas 5 opes. Apenas uma responde corretamente questo.

    4. O tempo disponvel para estas provas de cinco horas e trinta minutos.

    5. 5HVHUYHRVPLQXWRVQDLVSDUDPDUFDUVHXCARTO-RESPOSTA.Os rascunhos e as marcaes assinaladas no CADERNO DE QUESTES no sero considerados na avaliao.

    6. Somente sero corrigidas as redaes transcritas na FOLHA DE REDAO.

    7. Quando terminar as provas, acene para chamar o aplicador e entregue este CADERNO DE QUESTES e o CARTO-RESPOSTA/FOLHA DE REDAO.

    8. Voc poder deixar o local de prova somente aps decorridas duas horas do incio da aplicao e poder levar seu &$'(512'(48(67(6DRGHL[DUHPGHQLWLYRDVDODGHprova nos 30 minutos que antecedem o trmino das provas.

    EXAME NACIONAL DO ENSINO MDIO

    ATENO: transcreva no espao apropriado do seu CARTO-RESPOSTA, FRPVXDFDOLJUDDXVXDOFRQVLGHUDQGRDVOHWUDVPDL~VFXODVHPLQ~VFXODVDVHJXLQWHIUDVH

    Ministrioda Educao

    2 DIACADERNO

    8ROSA2015

  • 2015

    LC - 2 dia | Caderno 8 - ROSA - Pgina 2

    *ROSA25DOM2*

    PROPOSTA DE REDAOA partir da leitura dos textos motivadores seguintes e com base nos conhecimentos construdos ao longo de sua

    formao, redija texto dissertativo-argumentativo em modalidade escrita formal da lngua portuguesa sobre o tema A persistncia da violncia contra a mulher na sociedade brasileira, apresentando proposta de interveno que respeite os direitos humanos. Selecione, organize e relacione, de forma coerente e coesa, argumentos e fatos para defesa de seu ponto de vista.

    TEXTO INos 30 anos decorridos entre 1980 e 2010 foram assassinadas no pas acima de 92 mil mulheres, 43,7 mil s na

    ltima dcada. O nmero de mortes nesse perodo passou de 1.353 para 4.465, que representa um aumento de 230%, mais que triplicando o quantitativo de mulheres vtimas de assassinato no pas.

    WALSELFISZ, J. J. Mapa da Violncia 2012. Atualizao: Homicdio de mulheres no Brasil. Disponvel em: www.mapadaviolencia.org.br. Acesso em: 8 jun. 2015.

    TEXTO II TIPO DE VIOLNCIA RELATADA

    51,68%

    31,81%Violncia fsicaViolncia psicolgicaViolncia moralViolncia sexualViolncia patrimonialCrcere privadoTrfico de pessoas

    9,68%2,86%1,94% 1,76% 0,26%

    BRASIL. Secretaria de Polticas para as Mulheres. Balano 2014. Central de Atendimento Mulher: Disque 180. Braslia, 2015. Disponvel em: www.spm.gov.br. Acesso em: 24 jun. 2015 (adaptado).

    TEXTO III

    Disponvel em: www.compromissoeatitude.org.br. Acesso em: 24 jun. 2015 (adaptado).

    TEXTO IVO IMPACTO EM NMEROS

    Com base na Lei Maria da Penha, mais de 330 mil processos foram instaurados apenas nos juizados e varas especializados

    Fontes: Conselho Nacional de Justia, Departamento Penitencirio Nacional e Secretaria de Polticas para as Mulheres

    332.216 processos que envolvem a Lei Maria da Penha chegaram, entre setembro de 2006 e maro de 2011, aos 52 juizados e varas especializados em Violncia Domstica e Familiar contra a Mulher existentes no Pas. O que resultou em:

    58 mulheres e 2.777homens enquadrados na Lei Maria da Penha estavam presos no Pas em dezembro de 2010. Cear, Rio de Janeiro e Rio Grande do Sul no constam desse levantamento feito pelo Departamento Penitencirio Nacional

    237 mil

    1.577prises preventivas decretadas

    9.715prises em flagrante

    33,4%de processos julgados

    Sete de cada dez vtimas que telefonaram para o Ligue 180 afirmaram ter sido agredidas pelos companheiros

    relatos de violncia foram feitos ao Ligue 180, servio telefnico da Secretaria de Polticas para as Mulheres

    Disponvel em: www.istoe.com.br. Acesso em: 24 jun. 2015 (adaptado).

    INSTRUES:x O rascunho da redao deve ser feito no espao apropriado.x 2WH[WRGHQLWLYRGHYHVHUHVFULWRjWLQWDQDIROKDSUySULDHPDWpOLQKDVx A redao que apresentar cpia dos textos da Proposta de Redao ou do Caderno de Questes ter o nmero de linhas copiadas

    desconsiderado para efeito de correo.Receber nota zero, em qualquer das situaes expressas a seguir, a redao que:

    x tiver at 7 (sete) linhas escritDVVHQGRFRQVLGHUDGDWH[WRLQVXFLHQWHx fugir ao tema ou que no atender ao tipo dissertativo-argumentativo.x apresentar proposta de interveno que desrespeite os direitos humanos.x apresentar parte do texto deliberadamente desconectada do tema proposto.

  • 2015

    LC - 2 dia | Caderno 8 - ROSA - Pgina 3

    *ROSA25DOM3*

    LINGUAGENS, CDIGOS E SUAS TECNOLOGIASQuestes de 91 a 135Questes de 91 a 95 (opo ingls)

    QUESTO 91

    Transportation Security Administration. Disponvel em: www.tsa.gov. Acesso em: 13 jan. 2010 (adaptado).

    As instituies pblicas fazem uso de avisos como instrumento de comunicao com o cidado. Esse aviso, voltado a passageiros, tem o objetivo de

    A solicitar que as malas sejam apresentadas para inspeo.

    B QRWLFDU R SDVVDJHLUR SHOR WUDQVSRUWH GH SURGXWRVproibidos.

    C LQIRUPDU TXH D PDOD IRL UHYLVWDGD SHORV RFLDLV GHsegurana.

    D dar instrues de como arrumar malas de forma a evitar inspees.

    E apresentar desculpas pelo dano causado mala durante a viagem.

    QUESTO 92

    RIDGWAY, L. Disponvel em: http://fborfw.com. Acesso em: 23 fev. 2012.

    Na tira da srie For better or for worse, a comunicao HQWUH DV SHUVRQDJHQV FD FRPSURPHWLGD HP XPdeterminado momento porque

    A as duas amigas divergem de opinio sobre futebol. B uma das amigas desconsidera as preferncias da

    outra.C uma das amigas ignora que o outono temporada de

    futebol.D uma das amigas desconhece a razo pela qual a

    outra a maltrata.E as duas amigas atribuem sentidos diferentes palavra

    season.

    QUESTO 93

    My brother the star, my mother the earth

    my father the sun, my sister the moon,

    to my life give beauty, to my

    body give strength, to my corn give

    goodness, to my house give peace, to

    my spirit give truth, to my elders give

    wisdom.Disponvel em: www.blackhawkproductions.com. Acesso em: 8 ago. 2012.

    Produes artstico-culturais revelam vises de mundo prprias de um grupo social. Esse poema demonstra a estreita relao entre a tradio oral da cultura indgena norte-americana e a

    A transmisso de hbitos alimentares entre geraes.B dependncia da sabedoria de seus ancestrais. C representao do corpo em seus rituais.D importncia dos elementos da natureza.E preservao da estrutura familiar.

  • 2015

    LC - 2 dia | Caderno 8 - ROSA - Pgina 4

    *ROSA25DOM4*

    QUESTO 94

    Why am I compelled to write? Because the writing saves me from this complacency I fear. Because I have no choice. Because I must keep the spirit of my revolt and myself alive. Because the world I create in the writing compensates for what the real world does not give me. By writing I put order in the world, give it a handle so I can grasp it.

    ANZALDA, G. E. Speaking in tongues: a letter to third world women writers. In: HERNANDEZ, J. B. (Ed.). Women writing resistance: essays on

    Latin America and the Caribbean. Boston: South End, 2003.

    Gloria Evangelina Anzalda, falecida em 2004, foi uma escritora americana de origem mexicana que escreveu sobre questes culturais e raciais. Na citao, o intuito da autora evidenciar asA razes pelas quais ela escreve.B compensaes advindas da escrita.C possibilidades de mudar o mundo real.D maneiras de ela lidar com seus medos.E escolhas que ela faz para ordenar o mundo.

    QUESTO 95

    How fake images change our memory and behaviourFor decades, researchers have been exploring

    just how unreliable our own memories are. Not only is PHPRU\FNOHZKHQZHDFFHVVLWEXWLWVDOVRTXLWHHDVLO\subverted and rewritten. Combine this susceptibility ZLWKPRGHUQ LPDJHHGLWLQJVRIWZDUHDWRXUQJHUWLSV OLNH3KRWRVKRSDQGLWVDUHFLSHIRUGLVDVWHU,QDZRUOGZKHUHwe can witness news and world events as they unfold, fake images surround us, and our minds accept these pictures as real, and remember them later. These fake PHPRULHV GRQW MXVW GLVWRUW KRZ ZH VHH RXU SDVW WKH\affect our current and future behaviour too from what we HDW WRKRZZHSURWHVWDQGYRWH7KHSUREOHP LV WKHUHVvirtually nothing we can do to stop it.

    Old memories seem to be the easiest to manipulate. In one study, subjects were showed images from their childhood. Along with real images, researchers snuck in manipulated photographs of the subject taking a hot-air balloon ride with his or her family. After seeing those images, 50% of subjects recalled some part of that hot-air balloon ride though the event was entirely made up.

    EVELETH, R. Disponvel em: www.bbc.com. Acesso em: 16 jan. 2013 (adaptado).

    A reportagem apresenta consequncias do uso de novas tecnologias para a mente humana. Nesse contexto, a PHPyULDGDVSHVVRDVpLQXHQFLDGDSHORDA alterao de imagens.B exposio ao mundo virtual.C acesso a no