encontro dos signatÁrios do programa cidades sustentÁveis instituto goethe – são p aulo

Download ENCONTRO  DOS SIGNATÁRIOS DO PROGRAMA CIDADES SUSTENTÁVEIS  Instituto Goethe – São  P aulo

Post on 19-Mar-2016

26 views

Category:

Documents

0 download

Embed Size (px)

DESCRIPTION

ENCONTRO DOS SIGNATÁRIOS DO PROGRAMA CIDADES SUSTENTÁVEIS Instituto Goethe – São P aulo 11 de abril de 2013. Governança. Governo(governança). - PowerPoint PPT Presentation

TRANSCRIPT

Slide 1

ENCONTRO DOS SIGNATRIOS DO PROGRAMA CIDADES SUSTENTVEIS Instituto Goethe So Paulo

11 de abril de 2013

GovernanaGoverno(governana)O timo original da palavra grego: kubernetes, que significa piloto. Em latim, gubernatio significava originalmente pilotagem e depois, direo ou governo. Gubernator, ainda em latim, aquele que detm o leme do navio (gubernum), ou que dirige outras pessoas.

Constituio Federal de 1988Art. 1 A Repblica Federativa do Brasil, formada pela unio indissolvel dos Estados e Municpios e do Distrito Federal, constitui-se em Estado Democrtico de Direito e tem como fundamentos:I - a soberania;II - a cidadaniaIII - a dignidade da pessoa humana;IV - os valores sociais do trabalho e da livre iniciativa;V - o pluralismo poltico.Pargrafo nico: Todo o poder emana do povo, que o exerce por meio de representantes eleitos ou diretamente, nos termos desta Constituio.

Governar para que? para quem?Portanto, a soberania , segundo a Constituio Federal de 1988, do povo.A soberania popular no significa, de modo algum, governo do povo pelo povo, (segundo a famosa afirmao de Lincoln no Discurso de Gettysburg)Ela , na verdade, o poder de controle exercido pelo povo em ltima instncia, sobre todos os rgos e agentes pblicos.

Governar para que? para quem?Esse supremo poder de controle comporta vrios elementos:

O poder de aprovar a Constituio e suas emendas; o que jamais aconteceu neste pas.O poder de fixar as principais diretrizes a serem observadas na conduo das polticas pblicas,por meio de plebiscitos e referendos convocados por iniciativa popular (e no submetidos autorizao prvia do Congresso Nacional, como disposto no art. 49, XV da Constituio Federal).O poder de eleger e destituir (recall) parlamentares e chefes do Poder Executivo.

Governar para que? para quem?O poder de fiscalizar diretamente o exerccio das funes pblicas, por meio de ouvidorias populares,

O poder de responsabilizar diretamente os agentes pblicos, tanto em matria cvel quanto criminal.

Fortalecer os espaos de participao, dando infraestrutura e garantindo um verdadeiro intercambio entre a sociedade e os poderes

Reforma poltica

Governana no Sculo XXI: breve reflexo/diagnsticoCrise da Representao( distncia e desconfiana entre o eleitor e eleito)Cidades muito mais complexasExerccio do poder de forma centralizadaFalta na sociedade de experincia democrtica histricaGovernana no Sculo XXI: breve reflexo/diagnsticoPlanejamento como uma obrigao formalFalta de continuidade das polticas pblicasValores republicanos fracos na nossa sociedadeDados pblicos pouco disponveis espontaneamente para a sociedade, apesar da Lei de Acesso Informao Benefcios do Plano de MetasEstabelece polticas pblicas calcadas na realidade oramentria;Coloca a populao como ator no processo;D um norteclaro para o governo(obrigando-o a fazer um dilogo intenso logo no nicio do mandato);Orienta o servidor pblico no seu trabalho, facilitando o trabalho de equipes intersecretariais;Diminui os espaos para as irregularidades;Benefcios do Plano de Metas6. Quebra a lgica do meu governopara nosso governo;7. Estabelece continuidade nas polticas pblicas;8. Obriga a sistematizao dos dados e cria indicadores, facilitando a gesto pblica;9. Desfaz a lgica das desigualdades (principal problema do Brasil), estabelecendo equidade nas aes;10. Catalisa o desenvolvimento das cidades(regies metropolitanas);11. D coerncia a poltica e credibilidade aos gestores.

A) PLATAFORMA CIDADES SUSTENTVEIS - AgendaGovernana

Fortalecer os processos de deciso com a promoo dos instrumentos da democracia participativa.

Continuar a desenvolver uma perspectiva comum e de longo prazo para cidades e regies sustentveis; Fomentar a capacidade de participao e de ao para o desenvolvimento sustentvel tanto nas comunidades como nas administraes locais e regionais; Convocar todos os setores da sociedade civil local para a participao efetiva em conselhos, conferncias, audincias pblicas, plebiscitos e referendos, entre outros nos processos de deciso, monitoramento e avaliao; Tornar pblicas, transparentes e abertas todas as informaes da administrao municipal, os indicadores da cidade e os dados oramentrios; Promover a cooperao e as parcerias entre os municpios vizinhos, outras cidades, regies metropolitanas e outros nveis de administrao.

Governana

Mulheres empregadas no governo do municpio: Porcentagem de mulheres empregadas no governo do municpio sobre o total de funcionrios.

Oramento executado decidido de forma participativa: Porcentagem do oramento executado decidido participativamente.

Espaos de participao deliberativos e audincias pblicas na cidade: Listar os espaos de participao deliberativos que existem na cidade. (Qual a periodicidade dos encontros? Qual o nmero de participantes? Com quanto tempo de antecedncia so convocadas as reunies? Quais veculos de comunicao so utilizados para fazer a convocatria?)B) INDICADORES

Foto: Crdito: by ecstaticist Flickr Creative CommonsC) BOAS PRTICASNo ano de 2009, o governo da cidade de Vancouver, lanou um programa com o objetivo de compartilhar livremente com os cidados, empresas e outras jurisdies, a maior quantidade de dados possvel.Este procedimento segue a lgica do que atualmente definido como Dados Abertos Governamentais: publicao e disseminao das informaes do setor pblico na Web, compartilhadas em formato bruto e aberto, compreensveis logicamente, de modo a permitir sua reutilizao em aplicaes digitais desenvolvidas pela sociedade.

Dados Abertos GovernamentaisCidade: Vancouver Pais: Canad Populao: 583 mil14

C) BOAS PRTICASResultados

Benefcios para o servio pblico, a pesquisa e a educao Dados perdidos foram recuperados e organizados Pela primeira vez, houve integrao de todos os dados pblicos Mudana cultural de todos os atores envolvidos, principalmente dos prprios servidores pblicos Atualmente, h um total 125 conjuntos de dados sobre toda a cidade Mudana no processo produtivo e de servios direcionados cidade de Vancouver:- Pesquisadores tm utilizado os dados disponveis para realizar um relatrio sobre o impacto das elevaes dos mares na costa de Vancouver- foi criado um sistema de lembrete para os dias e horrios da coleta de lixo por setores da cidade- foi criado, tambm, um sistema inteligente para seleo de estacionamentos nas proximidades do usurio, por vagas disponveis e preos acessveis15

Foto: Uploaded on June 29, 2010 by Stuck in CustomsC) BOAS PRTICASFoi fundado o Centro de Kyoto para a Colaborao Comunitria para promover a cooperao com os residentes locais, gestores e autoridades da cidade.

Criao de uma nova imagem da cidade a partir de suas comunidades locais. Objetivo: uma cidade (Kyoto) que represente realmente seu prprio povo. Como resultado, foi formulado em 2001 o Plano Diretor da cidade de Kyoto, por uma vida pacfica e uma cidade prspera.

Plano Diretor de Kyoto em Parceria com MoradoresCidade: KyotoPais: JapoPopulao: 1.5 milhes16

Foto: Uploaded on June 29, 2010 by Stuck in CustomsC) BOAS PRTICASDesde 2001, foram criados 37 Conselhos Municipais na cidade, promovendo a pluralizao de espaos de participao social Foi criado um Portal dos Conselhos Municipais da cidade A partir de 2008, com a Lei Municipal n 14.845, passou a fazer parte das atribuies da Coordenadoria de Oramento Participativo e Relaes Governo Comunidade (COPRGC), implementar apoio aos Conselhos Municipais O OP Educa um Projeto Pedaggico que tem sido desenvolvido com as escolas para estimular e desenvolver a participao das crianas e jovens em situaes de aprendizagem sobre a prtica cidadObjetivo: Promover a espaos de participao social nas diferentes reas das polticas pblicas da cidade

Polticas de Transparncia e Participao em So CarlosCidade: So CarlosPais: BrasilPopulao: 221 mil (2010)17 Indicadores sociais e polticos:-Mulheres empregadas no governo do municpio-Negros empregados no governo do municpio-Pessoas com deficincia empregadas no governo do municpio-Conselhos municipais e conferncias-Espaos de participao deliberativos e audincias pblicas na cidade-Oramento executado decidido de forma participativa-Existncia de oramento participativo na cidade-Oramento disponvel para ser decidido participativamente-Oramento decidido de forma participativa e efetivamente aplicado -Nmero de participantes em associaes de bairro-Nmero de participantes em organizaes da sociedade civil -Indicadores e dados pblicos (municipais) disponveis na Internet -Canais de prestao de contas-Solicitaes que conseguiram informao no municpio-Quantidade de audincias pblicas realizadas-rgos pblicos que contam com ouvidorias

Sustentabilidade deve se realizar plenamente nas dimenses poltica, econmica, social, ambiental e cultural, de modo a ser integralizada em todas as esferas formuladoras e executoras das polticas pblicas, tanto em seus contedos como em suas formas de implementao (in Programa Cidades Sustentveis)

Portanto , trabalhar na direo da sustentabilidade trabalhar a favor dos Direitos Humanos que so universais e indivisveis!19

Maurcio Piragino/Xixo( Escola de Governo de So Paulowww.escoladegoverno.org.br )

mauxixo.piragino@uol.com.br

Contato Programa Cidades Sustentveis: contato@cidadessustentaveis.org.br

www.cidadessustentaveis.org.br

www.sustainablecities.org.br www.ciudadessustentables.com