Ementário espírita

Download Ementário espírita

Post on 24-May-2015

252 views

Category:

Education

6 download

Embed Size (px)

DESCRIPTION

Ementrio Esprita - "Diante da infinidade egrandez adavidad ealm-tinulo ,a vida terrena some se,como um segundo na contagem dos sculos,como ogro de areia ao lado de uma montanha.Tudo se torna pequeno,mesquinho,e ficamos pasmos de haver dado importncia a coisas to efmeras e pueris.Da,no meio dos acontecimentos da vida,uma calma,uma tranquilidade que j constituem uma felicidade,comparadas s desordens e tormentos a que nos sujeitamos,com o fito de nos elevarmos acima dos outros ;da,tambm,para as vicissitudes e decepes,uma Indiferena que,tirando todo o motivo de desespero,afasta numerosos casos de loucura e desvia forosamente o pensamento do suicdio"

TRANSCRIPT

<ul><li> 1. Capa de JOS SIMON FICHA CATALOGRFICA (C.D.D.) Classificao Decimai Dewey133.91 Franco, Divaldo P. Ementrio Esprita Mensagens Medinicas Autor Espiritual: Marco Prisco Casa Editora O Clarim Mato SP. Brasil 152 pginas - 13x18 cm. 1. Espiritismo l Ttulo CASA EDITORA, -.. .4 edi?ao10.000 exemplares(,ciiii|Mi:iig;ici, lotolitos impresso: Casa Editora "O Clarim" (l'iM|iiii'cl,i(lc do Centro Esprita "Amantes da Pobreza") c (i C &gt;?;u 3780/0001-23 Inscr. Est. 441002767 MII/I Mui H.iibosa, 1070 Fone (DDD-0162) 82-1066 i . 1'iiiilMl, (III Or.P. 15990 MATO SP. BRASILNDICES PARA CATLOGO SISTEMTICO: 133.9 Espiritismo 133.901 Filosofia e Teoria 133.91 Mediunidade 133.92 Fenmenos Fsicos 133.93 Fenmenos psquicos</li></ul> <p> 2. NDICENDICE pg.Ementrio Espirita Splica do Corpo Tesouro Orao das Mos Na Bno da Vida Na Viagem Celular No Lar Na Famlia No Dia-a-dia No Despertar No Repouso No Momento Presente Na Viagem Evolutiva Na Doena - Na Sade No Comportamento No Falar No Ouvir Nos Negcios Nos Problemas No Pagar Agora Nas Consolaes Na Negativa e na Compreenso No Grande Caminho No Pensamento-Vida No Ato de Prosseguir No Ajudar Sempre Em Tempo Nos Lembretes Oportunos Na Subtrao e na Soma Nas Observncias Nas Conexes11 75 17 21 23 25 29 31 35 37 39 41 43 45 47 49 51 53 55 57 59 61 63 65 67 69 71 73 75 77 79Nos Excertos sempre atuais . . . . Nos Reflexos No Cuidadoso Exame A/os Comentrios e Ideias A/as Duas Medidas A/a Pureza A/as Tentaes Nos Apontamentos Correi a tos . Na Compreenso A/o Ato da Justificativa A/as Tarefas Desafio A/o Conceito da Paz A/a Confiana Integral A/o Acautelar-se No Somente A/o Problema da Sintonia A/a Peleja Superior A/o Problema da Rotulagem A/a Base Vigorosa e Abenoada No Exame dos Vivos Mortos A/a F Espirita A/a Segurana Esprita A/o Servio Esprita A/a Guerra A/o Louvor Mediunidade A/o Servio Medinico A/as Questes Medanmicas ,.. No Desdobramento Medinico . Nos PassesA/o Exame da MortePg. 81 83 85 87 89 91 93 97 99 101 103 105 107 109 111 113 115 '117 121 123 125 127 131 135 137 139 141 143 145 147 3. EMENTRIO ESPRITAl | "Diante da infinidade e grandeza da vida de alm-tinulo, a vida terrena some-se, como um segundo na contagem dos sculos, como o gro de areia ao lado de uma montanha. Tudo se torna pequeno, mesquinho, e ficamos pasmos de haver dado importncia a coisas to efmeras c pueris. Da, no meio dos acontecimentos da vida, uma calma, uma tranquilidade que j constituem uma felicidade, comparadas s desordens e tormentos a que nos sujeitamos, com o fito de nos elevarmos acima dos outros; da, tambm, para as vicissitudes e decepes, uma Indiferena que, tirando todo o motivo de desespero, afasta numerosos casos de loucura e desvia forosamente o pensamento do suicdio". "Com a certeza do futuro, o homem espera e se resigna, com a dvida perde a pacincia, porque nada espora do presente". (Allan Kardec "O que o Espiritismo" 13.a edio da FEB Pginas 140/1) . Para lograr xito: o o o o omatemtico no dispensa o clculo; nauta se guia pela bssola; engenheiro se baseia na planta; radiotcnico se fundamenta no esquema; farmacutico se firma frmula. O artista e o pesquisador, o arquiteto e o viajanto, o sbio e o aprendiz quando desejam triunfar em qualquer iniciativa traam planos e a eles se submetem, aprimorando-os aps vencida cada etapa, tendo om vista as etapas a vencer. 4. l j Os msticos e os missionrios, os santos e os heris da f sempre se ativeram a um programa de dedicao integral e austeridade Causa da Verdade, estabelecendo regras e rotas de segurana, que legaram a quantos aspiram prpria sublimao, e que atravs dos tempos vm conduzindo novos iniciados aos portos da Espiritualidade Superior. A lio viva e atuante de Jesus Cristo ressurge nas pginas vibrantes do Evangelho, em forma de vigoroso programa-convite ao alcance de todos os homens. Allan Kardec, atravs de "O Livro dos Espritos" enseja o descortnio das paisagens da vida alm da vida e restabelece, mediante linguagem nova, a velha e sempre atual moral crist, por muitos sculos esquecida ou desconsiderada. . . G Muitos aprendizes da Doutrina Esprita, no entanto, atormentados hoje pelas diversas conjunturas da vida moderna veloz, fria, desumana, que parece descaracterizar o homem-emocional para e somente valorizar o homem-mquina, na estrutura e na economia da sociedade tecnolgica em que vivem, solicitam frequentemente ao Mundo Espiritual novos mementos que lhes sirvam como luz classificadora no sorvedouro de todos os dias, acreditando, equivocados, no mais haver clima para a vivncia evanglica. Embota haja larga cpia de obras especializadas sobro o assunto, na bibliografia esprita da Codificao ou entre as que lho so subsidirias, adicionamos ao valioso acervo j em voga, o presente trabalho do pequeno roalcc com o propsito nico de oferecer singelas proposies, nascidas na prpria experincia espiritual aos companheiros da retaguarda, que rumam alados s limitaes orgni-cas, tentando transmitir-lhe certeza "da infinidade e grandeza da vida de rtlm-tmulo". No trazemos qualquer novidade nem apresentamos inovaes. No este um trabalho literrio de estilo nern uma frmula para fcil equao de dificuldades. Estas so ntulas despretensiosas em torno de problemas de pequena monta, problemas que, no entanto, muitas vezes se fazem angustiantes, e que agora reunimos em volume, examinando os relevantes compromissos que assumimos antes do bero, pessoas e os fatos da atua conjuntura reencarnacionista, que nem sempre sabemos como solucionar. Algumas das pginas do presente livro foram, a seu tempo, divulgadas em alguns peridicos espritas, hoje reaparecendo por ns mesmo atualizadas e recompiladas para melhor contexto. Q Atravs destes estudos, desejamos tambm homenagear os pioneiros da Imprensa Esprita Kardequiana, que h um sculo passado buscaram, no Brasil, cooperar com o insigne Codificador, colocando as primeiras balizas do pensamento cristo-esprita no Oonlinonlo Americano, delimitando os prticos de lu/ da l ia Nova do Esprito Imortal. r,on:,uia o no:,:,o emonliio esprita ajudar algum ospnilo ( M i e , n nado cm dificuldade; nos rumos da Teria c; (l.ii no:. CIMO , pm loli/, oloiccondo a Jesus o resullado do nosso empenho a l l que permanece como txcolso ('iina i! Ili nleiloi de Iodos ns, por milnios em (ora, ensinando no:., paciento, a lio incomparvel do ;?. esse cansao dez minutos e faa uma reviso d: seu dia: elimine os pensamentos deprimentes; adie a soluo de problemas inquetanes; anote correes necessrias de serem aplicadas no dia seguinte; considere se as oportunidades voltassem, como voct as aproveitaria; ausculte os prprios sentimentos e verifique se valorizou o dia que finda. Honre uma pgina edificante, lendo-a, para transmitir ao seu esprito material, utilizvel dentro de alguns instantes, quando desprendido pelo sono. Ore, entregando-se Misericrdia Divina que lhe propiciar socorro especfico por meio de Benfeitores devotados. 27. Dormir no somente "descansar no sono" ou "passar as noites". Oferecer ao corpo o repouso necessrio pelo sono representa, tambm, ampliar oportunidades de crescimento em esprito, brindando-se a si mesmo com a salutar ocasio de sintonizar com as ideias altas que voc conduz ao leito, quando se prepara ; para penetrar o Mundo Espiritual. Porque a censura psquica o impea no dia seguinte de evocar o ocorrido durante a noite, no creia em inconscincia total nas horas do sono. H sempre ao nos dois planos da vida. A mquina fsica prossegue ao controle de automatismos especiais da organizao fisiolgica enquanto o esprito adere por sintonia ao que lhe apraz, vinculado a comensais da sua infelicidade, que estabelecem sutis linhas de obsesso punitiva, ou atrado a regies de servio edificante, graas ao desejo incontido de libertar-se para ser feliz. Cultive, portanto, antes do repouso, o conhecimento esprita, preparando-se para as horas do sono, pois h tambm a probabilidade de voc, no dia seguinte, no despertar no corpo fsico. 28. NO MOMENTO PRESENTEAcolha a mensagem do dia nascente como bno de renascimento para as atividades da sua vida. Cada manh oportunidade divina de produzir.Reserve s suas mos, a cada hora, o servio de renovao e aproveite enquanto dia. O dia passado fulgurao que desapareceu. O dia futuro mensagem que talvez voc no receba(ncarnado} Realize o seu programa de amor a partir desta manh cheia de sol e de esperana. Olhe o campo a colorir-se com a luz estuante. No silncio do solo, a dbil semente esfora-se por arrebentar a casca, sedenta de luz. No pednculo do ramo, a seiva se agiganta e vitaliza o boto que se entumesce, desejoso de romper a priso onde guarda o perfume. Abra os seus braos, sade o dia e plante a bondade em toda parte.Deixe com o ontem o tormento das recordaes negativas. A gua passada no umedece o solo ressequido. Aja no momento presente e beneficie-se com a l Ml NIARIO ESPRITA41 29. aurora nascente que expressa uma santa oportunidade de crescer espiritualmente. Rasgue o solo da ocasio que surge e ressurge noutro matiz, coloque a esperana como semente bendita e respire animado sob o sol do novo amanhecer. 30. NA VIAGEM EVOLUTIVAFaa da vida proveitosa viagem de conquista ao desconhecido pas da oportunidade. A mocidade pode ser comparada a jubilosa partida para a existncia plena. Cada ano transcorrido representar um ancoradouro, antecipando o porto da velhice. A infncia o perodo de preparao para o cruzeiro. A se arrumam as bagagens, se coletam instrues bsicas, se aprendem os princpios de direo, se tm notcias das surpresas e dos encantos do empreendimento, acumulando-se ansiedades e inquietaes. Voc no seguir sozinho. Sempre necessitar da experincia dos que seguem frente para se acautelar ante os nevoeiros e os tormentas. Para que lhe suceda o xito desejvel, voc requisitar o material dos nautas mais sbios e os nmigos mais velhos e seguir-lhes- as diretrizes. Lembre-se de que em passando pelas cidades belas e transitrias no as deve valorizar demasiadamente, tanto quanto, no percurso peias vilas infelizes, no as pode espezinhar. Cuide de semear amigos em toda parte. Busque equilibrar a ambio para que o anseio de acumular bens fugazes no se transforme em verdugo de outrem ou veculo da rapina para voc. Alongue a mocidade, vitalizando de nobres anseios o corao jovial. 31. Plante gentilezas onde se demore e siga adiante. Voc derramar muitas bnos, todavia, colher valores imperecveis que jamais se apartaro de sua vida, nessa viagem que culminar alm do porto da vida fsica, para onde todos seguiremos.D 32. NA DOENA NA SADEToda e qualquer enfermidade orgnica tem prrodncia nos recessos ntimos da alma. Corpo doente esprito negativamente compromdido.Enfermidade psquica em crescimento, sob qualquer aspecto considerada, tem suas razes vinculada; ao passado do esprito, em doloroso processo ili; recuperao. Enarmonia da mente obsesso em desenvolvimento. Doena e sade so estados inevitveis de qualquer processo biolgico.Doena dvida. Sade compromisso. O campo mental sede de complexos processos da vida. Sem ordem na casa de comandos mentais, os desgovernos arruinam as peas da engrenagem cio corpo. Disciplina moral harmonia psquica.As diversas teraputicas objetivam invariavelmente o reequilbrio do corpo e da mente. A teraputica esprita, no entanto, impe a reforma interior. 33. Renovao moral refazimento orgnico. Analisando o problema sade-enfermidade, recordemos o impositivo do Divino Mdico aos recmrecuperados: "No tornes a pecar". Proceder com equidade, aplainar as arestas do sentimento, corrigir a vontade sob os banhos valiosos da orao constituem os programas de uma vida feliz em todos os dias na Terra. Se, no entanto, dominado na vontade, incipiente na iniciativa, agoniado no equilbrio, voc no puder avanar, procure o concurso da gua fluida e do passe curador, orando e meditando, e encontrar as foras para o esquema da sade ntima que o enobrecer em paz demorada, se lutar, igualmente, pela restaurao da sua prpria paz.n 34. NO COMPORTAMENTOFaa dos seus pensamentos uma Farmacopeia moral, onde voc possa formular medicamentos para males de qualquer natureza. Pense sem falar mas nunca fale sem pensar. * * * Seja mais sbio na ao do que na palavra. No se esquea de que a humildade n mais elevada qualidade de sabedoria.expressaAs dores que o afligem, na maioria das vezes, nascem nos prazeres que voc desfruta. A mais eficiente corrigenda que se pode aplicar, a que decorre da moderao com que se repreende aquele que erra. Cultive a amizade, qual ocorre com a planta vigorosa que resiste aos rigores das intempries. Preserve da tristeza os dons da sua alegria, parn que usufrua felicidade continuada. Fique distncia de qualquer distrbio origina- 35. do no verbo apaixonado ou na atitude lamentvel, porquanto a aflio destri e a ansiedade conduz delinquncia. Produza algo superior, para que em no fazendo nada no aprenda a fazer o mal.Conserve a simpatia para ser sempre jovem, mantendo palavra calma, gestos moderados e silncios oportunos. Recorde que todos gostam de ser ouvidos.D</p>