eletricista montador baixa

Download Eletricista Montador baixa

Post on 24-Jun-2015

2.068 views

Category:

Documents

2 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

Eletricista.indd 1

Programa de Qualificao Profissional Continuada

MDULO TCNICO ELETRICISTA MONTADOR

30.06.09 10:39:32

Eletricista.indd 2

30.06.09 10:39:32

SOBREVIVNCIA, CRESCIMENTO E PERPETUIDADEH anos atrs, numa praia do litoral da Bahia, Norberto Odebrecht encontrou uma raiz e soube ver nela muito mais do que restos de uma rvore. Agarrada a uma pedra, que com ela despencara de um paredo rochoso, longe do que fora o seu habitat, ela desafiava a lei da sobrevivncia. Superando a sua fragilidade, alm da adversidade do meio aonde viera cair, esta raiz encarnava lies de sofrimento, persistncia, energia, criatividade. Por isso aqui est, convertida em smbolo do esforo de geraes de empresrios na busca da superao de resultados para assegurar a Sobrevivncia, o Crescimento e a Perpetuidade da Organizao Odebrecht.(texto extrado do site www.culturaodebrecht.com.br)

Renovao de pessoas

Nossa maior concentrao a identificao e integrao de novos talentos e a formao de novos empresrios, com base na educao pelo trabalho e com reforo da educao para o trabalho. Na Odebrecht, a renovao de pessoas foi, e ser sempre um processo natural, prioritrio, perseguido a todo instante. Marcelo Bahia Odebrecht

Eletricista.indd 3

30.06.09 10:39:33

Criao e layout

Conosenti Comunicao em ConstruoTodos os direitos reservados. Nenhuma parte desta obra poder ser apropriada e estocada em sistema de banco de dados, ou processo similar, em qualquer forma ou meios, sejam eletrnicos ou mecnicos, em forma de fotocpia, gravao etc., sem permisso dos detentores dos direitos. CONSTRUTORA NORBERTO ODEBRECHT S/A Sede: Av. das Naes Unidas, 8501 28 andar Edifcio Eldorado Business Tower - Alto de Pinheiros 05425-070 - So Paulo - SP

Eletricista.indd 4

30.06.09 10:39:33

ACREDITAR - Programa de Qualificao Profissional Continuada

ELETRICISTA MONTADOR

O que veremos:Fundamentos da eletrotcnica ..............06 Formas de produzir tenso eltrica........07 Corrente eltrica.....................................08 Condutores.............................................09 Resistncia eltrica.................................09 Isolantes.................................................09 Materiais resistivos.................................09 Potncia eltrica.....................................09 Circuito eltrico .....................................10 descontinuidades na soldagem e possveis causas...................................11 Efeito trmico ou efeito joule.................12 Magnetismo............................................12 Eletromagnetismo..................................14 Tipos de tenso e corrente eltrica........16 Normas tcnicas brasileiras....................19 Projeto eltrico.......................................21 Dimensionamento de condutores ......23 Protees eltricas...............................25 Disjuntores...........................................25 Iluminao............................................27 Caractersticas comerciais....................31 Aplicao de iluminao......................32 Instrumentos de medio....................32 Cuidados no manuseio de um multmetro ....................................34 Ferramentas manuais...........................34 Orientaes gerais sobre ferramentas manuais...........................35 Ferramentas eltricas..........................37 Regras de segurana para ferramentas eltricas...........................39 Materiais eltricos...............................40

Eletricista.indd 5

30.06.09 10:39:33

Programa de Qualificao Profissional Continuada

FUNDAMENTOS DA ELETROTCNICAMatria tudo que existe e ocupa lugar nos espao. Tudo que existe no universo composto por matria, e toda matria composta por tomos. Se tomarmos um punhado de sal de cozinha (cloreto de sdio), dividirmos ele em partes, e cada arte for novamente divida, chegaremos a um gro. Continuando a diviso, chegaremos molcula NaCI. Se dividirmos esta molcula, teremos um tomo de sdio (Na) e um tomo de cloro (CI). Se dividirmos um tomo de sdio ou cloro, teremos ento prtons, nutrons e eltrons. Veja que, at a diviso da molcula em dois tomos, podamos diferenciar as matrias, aps a diviso dos tomos, no podemos dizer a quem pertencia um prton qualquer, portando: Um tomo em equilbrio possui o mesmo nmero de prtons e eltrons. Caso o tomo possua maior nmero de prtons, haver uma fora que tentar buscar eltrons para seu equilibrio. Caso o tomo possua mair nmero de eltrons, ento a fora irpa expulsar eltrons para seu equilbrio. Para o equilbrioFigura - Estrutura do tomo.

Ao redor do ncleo, esto os eltrons em movimentos orbital e dispostos em camadas. Os eltrons so atrados ao ncleo por fora eletrosttica, mas, como esto em movimento, no se chocam com o ncleo, devido fora centrfuga que tende a afast-los.

tomo

completo, o tomo dever ter 8 eltrons na ltima camada. Para isto os tomos se agrupam, doando ou compartilhando seus eltrons das ltima camada, formando as molculas. A lei da eletrosttica diz que cargas de mesmo sinal se repelem, e cargas de sinal diferente se atraem

Figura - Processo de diviso da matria at a obteno do tomo.

O tomo composto de um ncleo, onde se encontram os prtons e os nutrons. Os prtons possuem carga eltrica positiva, e os nutrons no possuem carga eltrica.Figura - Comportamento dos potenciais eltricos.

Eletricista.indd 6

30.06.09 10:39:33

ELETRICISTA MONTADOR

comparar seus potenciais e saber qual corpo Quando um tomo possui um maior nmero de prtons que de eltrons, dizemos que ele est carregado positivamente com carga +q e o chamamos de on positivo. Quando um tomo possui um maior nmero de eltrons que de prtons, dizemos que ele est carregado negativamente com carga q e o chamamos de on negativo. Quanto maior a diferena entre o nmero de prtons e de eltrons, maior ser a carga eltrica. Se dois corpos carregados eletricamente (com sobra ou falta de eltrons), podemosFigura - Medio da tenso.

est mais carregado. A isto damos o nome de tenso eltrica ou diferena de potencial (ddp). Os instrumento utilizado para mediar a tenso eltrica o voltmetro. Como ele vai medir a diferena de potencial entre os terminais de um componente (pilha), deve ser conectado em paralelo.

FORMAS DE PRODUZIR TENSO ELTRICATenso eltrica a diferena de potencial entre dois corpos, portanto, para que haja tenso eltrica, devemos carregar os corpos eletricamente, isto , retirar eltrons dos tomos de um corpo e injet-lo no outro.

Gerao de tenso por calorAo aquecer o ponto de contato entre dos metais deferentes, aparece uma pequena tenso. O valor desta tenso depende da temperatura. Este fenmeno utilizado para medir a temperatura de fornos.

Gerao de tenso por pressoFigura - Processo de carga de um corpo.

Quando um cristal submetido trao ou compresso, produz se tenso eltrica entre suas superfcies. O valor desta tenso

Gerao de tenso por atritoAo friccionarmos dois corpos, os eltrons da ltima camada de um corpo acabam passando para o outro corpo devido ao atrito

proporcional presso exercida sobre as superfcies do cristal. Este fenmeno utilizado em microfones de cristal, captadores de instrumentos musicais, clulas de carga para balanas etc.

7Eletricista.indd 7 30.06.09 10:39:33

Programa de Qualificao Profissional Continuada

Gerao de tenso por luzA luz que incide sobre determinados materiais (silcio, germnio, selnio) provoca uma separao de cargas eltricas. O valor desta tenso depende da intensidade da luz. Este fenmeno aplicado em baterias solares, calculadoras com bateria solar etc.

placas carregam-se, isto produzem tenso eltrica. O valor da tenso depende do material dos eletrodos. Este fenmeno utilizado em pilhas e baterias.

Gerao de tenso por magnetismoQuando se movimenta um im prximo de uma bobina, produz-se uma tenso induzida.

Gerao de tenso por eletrliseSubmergindo duas placas de materiais diferentes em um lquido condutor (eletrlito), as

Este mtodo o mais utilizado para produo de eletricidade em larga escala. op pricpio de funcionamento dos geradores e dnamos.

CORRENTE ELTRICAAnalise dois corpos carregados eletricamente e, entre eles, coloque um corpo eletricamente neutro. eltrica, e ela que ir executar algum tipo de trabalho, seja aquecimento, iluminao, fora etc.

Corrente eltrica a circulao de cargas eltricas em um meio material.Figura - Circulao das cargas eltricas.

A unidade de medida o ampre (A). Como corrente eltrica um fluxo de cargas, devemos medir este fluxo por uma unidade de tempo, logo , ampre significa fluxo de cargas por segundos

O corpo B, positivamente carregado, ir roubar um eltron do primeiro tomo do material intermedirio, este ficar em desequilbrio e roubar um eltron do tomo vizinho, at que o ltimo tomo do material intermedirio roube eltrons do corpo A, onde h justamente excesso de eltrons. A essa circulao de cargas eltricas (no caso o eltron) damos o nome de corrente

8Eletricista.indd 8 30.06.09 10:39:34

ELETRICISTA MONTADOR

O instrumento para medida da intensidade de corrente eltrica o ampermetro. Como a corrente eltrica um fluxo, para sua medio, ela dever passar atravs do instrumento, que deve ser ligado em srie.

ISOLANTESSo materiais que no possuem eltrons livres na sua estrutura, portanto no conduzem corrente eltrica Ex.: borracha, amianto, madeira, vidro, mica, plstico, etc. Destes materiais que dificultam a passagem de corrente eltrica, dizemos que possuem uma resistncia eltrica. A resistncia eltrica est em funo da fora com que os eltrons esto atrados ao ncleo.

CONDUTORESSo materiais que possuem um grande nmero de eltrons livres, servindo como meio de conduo da corrente eltrica. Ex.: cobre, ouro, alumnio, zinco, chumbo, etc. Outros m