eficincia energÉtica e sustentabi .eficincia energÉtica e sustentabilidade para edificaÇes no

Download EFICINCIA ENERGÉTICA E SUSTENTABI .EFICINCIA ENERGÉTICA E SUSTENTABILIDADE PARA EDIFICAÇES No

Post on 02-Jul-2018

214 views

Category:

Documents

1 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

  • 2

    EFICINCIA ENERGTICA E SUSTENTABILIDADE PARA EDIFICAES

    No mundo moderno, dentro das fronteiras dos pases, praticamente todas as atividades desenvolvidas para propiciar uma vida de melhor qualidade para as pessoas dependem do uso de energia eltrica. Por isso, a gerao de energia eltrica tratada de maneira estratgica pelos governos. Afinal, o progresso de cada nao est indelevelmente atrelado produo e/ou disponibilidade desse importante insumo.Os processos e formas de produo de energia eltrica passam por uma evoluo constante, sempre em busca das melhores tcnicas e dos menores custos, que resultem em eficincia. Cada vez mais levada em considerao a sustentabilidade nos projetos de gerao, transmisso e distribuio de energia eltrica. No so mais feitos projetos desses sistemas sem mensurar os impactos sobre o meio ambiente.Confira detalhes e informaes sobre gerao de energia eltrica neste e-book, elaborado em parceria com o engenheiro eletricista Leandro Machado Fernandes.

    Boa leitura!

    Introduo

    Por Leandro Machado Fernandes - Engenheiro Eletricista

  • 3

    EFICINCIA ENERGTICA E SUSTENTABILIDADE PARA EDIFICAES

    Graduado em Engenharia Eltrica pela UEG (atual UERJ), na cidade do Rio de Janeiro, Leandro Machado Fernandes possui vasta experincia como projetista em empresas como Petrobras, atuando em projetos de instalaes eltricas em oleodutos e terminais de transporte de petrleo e derivados e Eletrosul, com projetos de sistemas eltricos de usinas termeltricas a carvo; e como consultor autnomo, em projetos de sistemas eltricos e em empreendimentos de usina termeltrica a gs para Consrcio Anglo-Brasil e de parques elicos e usina solar fotovoltaica para o sistema de gerao da Eletrosul.

    coautor, na parte de engenharia, na produo do programa Lumine da AltoQi e autor de diversos projetos de instalao eltrica de plantas industriais e de edificaes comerciais e residenciais.

    O autor convidado

    Leandro Machado Fernandes

  • 4

    EFICINCIA ENERGTICA E SUSTENTABILIDADE PARA EDIFICAES

    Gerao e energia eltrica: um breve histricoA disponibilidade e a oferta de energia eltrica no sistema brasileiro tm sofrido, em determinadas pocas, situaes de risco de atendimento, contribuindo de certa forma para a limitao do crescimento econmico do pas. Isso se deve, principalmente, composio da matriz energtica ser de origem hdrica, termeltrica, nuclear, elica, solar e biomassa. Na publicao Resenha Energtica Brasileira do Ministrio das Minas e Energia, pode-se conferir a oferta de energia entre os anos 2013 e 2014 e tambm as capacidades instaladas de gerao de cada tipo de fonte de energia, perfazendo o total de 139.763MW em 31/12/2014.

    Ao dependermos do clima, corremos o risco da escassez de energia. Isto visto na queda de volume de energia de 2013 para 2014, por ter sido este o ano de maior seca nas regies onde se situam as principais usinas hidreltricas. A consequncia principal dessa reduo foi o aumento nas tarifas para o consumidor, o que contribui para o crescimento da taxa de inflao. Nessas condies, h a necessidade de atender a oferta de energia com o uso, especialmente, de usinas termeltricas, de custo de produo mais elevado.

    Mas h um porm!

    Essa fonte de gerao de energia tem grande efeito na produo de rejeitos poluentes, com parcela elevada de CO, um dos gases que contribuem para o agravamento do efeito estufa no nosso planeta. Governantes se empenham em estabelecer tratados e aes que regulem os limites de produo de poluentes para a reduo desse efeito danoso aos povos. Uma das aes consiste em compromissos de adoo de eficincia energtica assumidos por empresas para atender s metas de reduo de emisses de gases.

    A predominncia para a gerao hdrica, de custo mais baixo, torna a oferta muito dependente do efeito do clima, no tocante ao regime de chuvas.

    Crdito de carbonoAs aes para reduo de emisso do CO no esto sendo suficientes. As indstrias podem comprar crditos de carbono no mercado, sendo que um crdito equivale a 1 tonelada de dixido de carbono. H empresas que dispem de direitos de crditos para venda, obtidos por meio de tcnicas que garantem o desenvolvimento sustentvel. No mercado mundial de venda de crdito de carbono cerca de 15% so disponveis no Brasil.

    http://www.mme.gov.br/documents/1138787/1732840/Resenha+Energ%C3%A9tica+-+Brasil+2015.pdf/4e6b9a34-6b2e-48fa-9ef8-dc7008470bf2http://www.mme.gov.br/documents/1138787/1732840/Resenha+Energ%C3%A9tica+-+Brasil+2015.pdf/4e6b9a34-6b2e-48fa-9ef8-dc7008470bf2

  • 5

    EFICINCIA ENERGTICA E SUSTENTABILIDADE PARA EDIFICAES

    Eficincia energtica e sustentabilidade para edificaes

    H atualmente um esforo muito grande no sentido do desenvolvimento e implementao de volumes maiores de gerao eltrica de fontes alternativas, com nfase para as de fontes renovveis e naturais, de menores efeitos nocivos ao meio ambiente. Num perodo relativamente curto e recente, a evoluo da oferta de energia elica foi a que mais avanou no Brasil tendo, por exemplo, um incremento de 85,6% de 2013 para 2014, segundo a publicao do MME j citada.

    Cabe ressaltar que, atualmente, na composio da matriz de gerao eltrica do Brasil, as parcelas oriundas das fontes naturais renovveis so: 3,6% da elica e 0,011% da solar percentuais da capacidade total de gerao. Essas fontes de gerao esto em franca evoluo, com metas de produo crescentes.

    O suprimento de energia para consumo predial e residencial est obviamente sujeito s limitaes ou riscos de abastecimento impostos pelas condicionantes de oferta de energia desse tipo de matriz energtica. Na ponta do consumo, formado por prdios e edificaes residenciais e comerciais, cada vez mais buscada a eficincia energtica no uso da energia eltrica, por meio de programas de eficincia.

    1

    Para as orientaes e regulaes de resultados nessa empreitada, existem rgos especficos que definem diretrizes e padres a serem seguidos ou adotados. Alguns dos rgos de abrangncia nacional:

    NEE - Instituto Nacional de Eficincia Energtica

    ANEEL - Agncia Nacional de Energia Eltrica

    As determinaes da ANEEL so contidas nos contratos com todas as distribuidoras do servio pblico de energia eltrica, que por sua vez tm a obrigao de aplic-las em seus sistemas de fornecimento de energia. Todas as aes tm como objetivo atender ao regulamento estabelecido na Lei n 9.991, de 24 de julho de 2000. No site da ANEEL pode ser encontrada a publicao dos Procedimentos do Programa de Eificncia Energtica (PROPEE), que regulamentam o assunto.

    O conceito de sustentabilidade na gerao e uso da energia eltrica tem por objetivo gerenciar os ecossistemas ao estabelecer o compromisso de uma relao harmoniosa com o meio ambiente sob uma avaliao dos resultados e impactos no solo, na gua, na flora, na fauna e em todos os elementos da natureza. Os projetos de edificaes habitacionais devem, portanto, considerar todos os requisitos tcnicos sempre enquadrados nesse conceito, para serem considerados projetos de qualidade e sustentveis.

    http://www.inee.org.br/eficiencia_o_que_eh.asp?Cat=eficienciahttp://www.aneel.gov.br/area.cfm?idArea=27http://www.aneel.gov.br/arquivos/zip/PROPEEv1.zip

  • 6

    EFICINCIA ENERGTICA E SUSTENTABILIDADE PARA EDIFICAES

    A matriz energtica do BrasilO consumo de energia oriunda do maior uso de fontes renovveis na matriz energtica contou com vrias iniciativas governamentais que foram desenvolvidas no Brasil nas ltimas dcadas, destacando-se:

    1975 1985 1991 2004

    Prolcool - Programa Nacional do lcool

    Procel - Programa Nacional de Conservao de Energia Eltrica

    Conpet - Programa Nacional de Racionalizao do Uso dos Derivados do Petrleo e Gs Natural

    Proinfa - Programa de Incentivo s Fontes Alternativas de Energia Eltrica

    O PROCEL, conduzido pela Eletrobrs uma das iniciativas mais consolidadas e com evoluo de desenvolvimento mais constante. Visa mais a eficincia no uso da energia eltrica aplicada aos consumidores

    O PROINFA, Implantado pelo MME e conduzido pela Eletrobrs, tem tido grande papel no incremento de gerao de energia a partir de fontes alternativas, com destaque maior para a gerao elica.

    Todas estas iniciativas foram tomadas como polticas pblicas nacionais voltadas para uma agenda sustentvel no contexto energtico, sendo algumas mais e outras menos efetivamente aplicadas e continuadas.

    O uso da energia eltrica nas residnciasAs cargas eltricas usuais em edificaes residenciais variam de acordo com o padro de luxo da construo, isso em termos de tipos de cargas e quantidade. Os tipos de cargas usualmente so:

    Iluminao (aclaramento, realce, sinalizao), com utilizao das diversas opes tcnicas de lmpadas (alta presso, vapores metlicos, fluorescente, halgena, led, neon). A lmpada incandescente est sendo abandonada por causa do alto consumo eltrico e eficincia baixa.

    Aparelhos eletrodomsticos manuais a partir das tomadas de uso geral,

    Aparelhos de uso especficos (geladeira, freezer, mquinas de lavar, triturador, exaustor, forno eltrico) a partir de tomadas de uso especfico,

    Refrigerao de ambiente por aparelhos ou sistemas de condicionamento de ar, normalmente por conexo direta da fiao,

    Aquecimento de gua por chuveiro eltrico e aquecedor de passagem e/ou torneira eltrica ou ainda por resistncia em boiler, normalmente por conexo direta da fiao,

    Bombeamento de gua por bombas diversas diretamente conectadas em circuitos dotados de automao,

    Elevador automatizado.

    Dessas cargas, a iluminao tem sido bastante ajustada em termos de consumo por melhoria na eficincia energtica pelas recomendaes e regulaes do PROCEL. A fabricao e uso dos aparelhos domsticos, bem como os equipamentos de refrigerao de ambiente e mesmo os motores de bombas e elevadores, tambm seguem essa melhoria, sob a aplicao desse programa.

    http://www

Recommended

View more >