efeito de dois selantes de superfÍcie na ... ?· identifi cam como materiais que sofrem...

Download EFEITO DE DOIS SELANTES DE SUPERFÍCIE NA ... ?· identifi cam como materiais que sofrem contração…

Post on 11-Nov-2018

213 views

Category:

Documents

0 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

  • FERREIRA, Karuza Bueno Ferreira, et al. Efeito de dois selantes de superfcie na mocroinfi ltrao marginal de restauraes de resina comporta: estudo in vitro. Salusvita, Bauru, v. 26, n. 2, p. 213-227, 2007.

    RESUMO

    Este estudo avaliou in vitro a efetividade de dois selantes de su-perfcie na preveno da microinfi ltrao de restauraes de resina composta. Foram preparadas 30 cavidades Classe V padronizadas com margens oclusais em esmalte e cervicais em dentina/cemen-to nas superfcies vestibulares e linguais de pr-molares humanos hgidos extrados. As cavidades foram restauradas com a resi-na Master Fill (Biodinmica), pela tcnica incremental. Aps o acabamento e polimento das restauraes, os dentes foram aleato-riamente divididos em trs grupos (n=10): I) controle (sem selante superfi cial), II) selamento superfi cial com Fortify (Bisco) e III) selamento superfi cial com Bioforty (Biodinmica). Os espcimes foram imersos em soluo de fucsina bsica a 0,5% por 24 horas, includos em blocos de resina acrlica e seccionados longitudinal-mente no sentido vestbulo-lingual em aproximadamente 4 cortes. Foi escolhida a seco com maior extenso de microinfi ltrao de cada espcime, a qual foi digitalizada. As medidas, em milmetros, do grau de penetrao do corante nas interfaces das restauraes

    213

    EFEITO DE DOIS SELANTES DE SUPERFCIE NA

    MICROINFILTRAO MARGINAL DE RESTAURAES DE RESINA

    COMPOSTA: ESTUDO IN VITROKazuza Bueno Ferreira1

    Ludmila Madeira Cardoso2

    Maria Fernanda Barros Aranha2

    Maria Ceclia Veronezi Daher3

    Carlos Eduardo Francischone4

    Recebido em: 8/02/2006Aceito em: 20/01/2007

    1 Mestre em Dentstica pela

    Universidade do Sagrado

    Corao (USC), Mestranda em

    Odontologia, rea de concentrao Dentstica, pela

    UFSC.2 Cirurgis-dentistas.

    3 Doutora em Dentstica

    Restauradora pela FOB-USP, Professora

    da disciplina de Dentstica

    Restauradora da USC, Coordenadora

    do curso de Mestrado em

    Odontologia, rea de concentrao

    Dentstica da USC.4 Professor Titular da Disciplina de

    Dentstica da FOB-USP e das

    disciplinas de Implantologia e

    Dentstica da USC.

  • 214

    FERREIRA, Karuza Bueno Ferreira, et al. Efeito de dois selantes de superfcie na mocroinfi ltrao marginal de restauraes de resina comporta: estudo in vitro. Salusvita, Bauru, v. 26, n. 2, p. 213-227, 2007.

    foram obtidas atravs do software ImageTool. Os dados da anlise quantitativa da microinfi ltrao foram submetidos aos testes estats-ticos de Kruskal-Wallis, Miller e Wilcoxon (p

  • 215

    FERREIRA, Karuza Bueno Ferreira, et al. Efeito de dois

    selantes de superfcie na

    mocroinfi ltrao marginal de

    restauraes de resina comporta:

    estudo in vitro. Salusvita, Bauru, v. 26, n. 2, p. 213-

    227, 2007.

    INTRODUO

    A efi ccia da tcnica de condicionamento cido dos substratos dentrios, introduzida por Buonocore (1955) e o aprimoramento dos sistemas adesivos atuais tm contribudo para um melhor desempe-nho das restauraes com materiais resinosos.

    Apesar dos avanos alcanados, as resinas compostas ainda se identifi cam como materiais que sofrem contrao de polimerizao (SANTOS; SILVA, 1999, YAMAUTI, 1999, PACHECO; SALGA-DO, 2002, FRANCO; LOPES, 2003) e que apresentam o coefi ciente de expanso trmica diferente da estrutura dentria (FRANCO; LO-PES, 2003), podendo levar ocorrncia de fendas na interface dente/material restaurador e limitando a longevidade das restauraes.

    A principal conseqncia da presena de fendas marginais nas restauraes a microinfi ltrao marginal que consiste na passagem de bactrias, fl uidos, substncias qumicas, molculas ou ons en-tre as paredes cavitrias e o material restaurador e pode resultar na ocorrncia de crie secundria, descolorao marginal, sensibilidade ps-operatria e alteraes pulpares (GOING, 1972).

    Na tentativa de minimizar esta falha, os materiais restauradores adesivos tm sido aprimorados e estudos clnicos e laboratoriais tm avaliado as formas de execuo dos preparos cavitrios (ARA-JO; SILVA FILHO; MENDES, 1990), o condicionamento cido dos substratos (ABU-HANNA; GORDAN, 2004, LOPES et al., 2004), a hibridizao da dentina (REIS et al., 2002), as tcnicas de insero (AMARAL et al., 2002, PACHECO; SALGADO, 2002) e polimeri-zao das resinas compostas (MEHL; HICKEL; KUNZELMANN, 1997, YAMAUTI, 1999, PACHECO; SALGADO, 2002, FRANCO; LOPES, 2003) que proporcionam os menores ndices de microinfi l-trao marginal.

    Alm desses procedimentos, tem sido sugerido que a aplicao de selantes de superfcie aps o acabamento e polimento das restaura-es promove maior longevidade s restauraes de resina compos-ta, graas penetrao deste material nas porosidades existentes nas superfcies do material e na interface dente/restaurao (DICKIN-SON; MAZER; LEINFELDER, 1990).

    Os selantes de superfcie consistem de uma resina de baixa vis-cosidade e foram idealizados para penetrar nas micro-rachaduras e micro-fendas das restauraes minimizando o desgaste superfi cial do material restaurador (DICKINSON; MAZER; LEINFELDER, 1990, CARVALHO JNIOR, 1997, LEMOS et al., 2001, SANTOS et al., 2004) e reduzindo a infi ltrao marginal das restauraes (REID; SAUNDERS; CHEN, 1991, MIRANDA, 1994, MIRANDA JNIOR, 1994, MUNRO; HILTON; HERMESCH; 1996, PARAI-

  • 216

    FERREIRA, Karuza Bueno Ferreira, et al. Efeito de dois selantes de superfcie na mocroinfi ltrao marginal de restauraes de resina comporta: estudo in vitro. Salusvita, Bauru, v. 26, n. 2, p. 213-227, 2007.

    ZO; DIAS; NOVIS; 1999, RUSSO et al., 1999, RAMOS et al., 2000, VERONEZI et al., 2000, RAMOS et al., 2002).

    Entretanto, alguns fatores associados composio dos selantes de superfcie podem infl uenciar nas suas caractersticas de fl uidez e viscosidade, e desta maneira, diferentes materiais podem no ter a mesma efetividade devido possvel disparidade nas formulaes da resina, agentes de diluio, partculas de carga e nos mecanismos de polimerizao destes materiais (TJAN; TAN, 1991).

    A partir destas evidncias, a proposta do presente estudo foi in-vestigar, in vitro, a efetividade de dois selantes de superfcie (For-tify/Bisco e Bioforty/Biodinmica) no controle da microinfi ltrao marginal de restauraes de resina composta.

    MATERIAL E MTODOS

    Neste estudo foram utilizados 15 pr-molares humanos recm ex-trados, por indicao ortodntica. Aps a extrao, os dentes foram limpos e armazenados em soro fi siolgico. Os testes foram realizados aps a aprovao do projeto de pesquisa pelo Comit de tica em Pes-quisa, da Universidade do Sagrado Corao, em 15/04/2005, protocolo n 015/2005. Cavidades Classe V padronizadas, com 3mm de dimetro e 1,5mm de profundidade, foram confeccionadas com a broca carbide n 245 (S.S. White - Rio de Janeiro, RJ, Brasil) em alta rotao e sob refrigerao, nas faces vestibulares e linguais de cada dente. Foi uti-lizada uma sonda periodontal milimetrada para a padronizao das dimenses. O ngulo cavo-superfi cial das cavidades foi localizado co-ronalmente em esmalte e apicalmente, em dentina/cemento.

    As cavidades preparadas foram condicionadas com o cido fosf-rico 37% Attaque gel (Biodinmica Qumica e Farmacutica LTDA Ibipor, Paran, Brasil) por 30 segundos em esmalte e 15 segundos em dentina e, em seguida, lavadas abundantemente por 20 segundos. O excesso de gua foi removido com papel absorvente, sendo que as cavidades permaneceram visivelmente midas para a aplicao do sistema adesivo Master Bond (Biodinmica Qumica e Farmacu-tica LTDA Ibipor, Paran, Brasil), seguindo as recomendaes do fabricante e procedeu-se polimerizao por 20 segundos (Degulux/Degussa). As cavidades foram restauradas com a resina composta microhbrida Master Fill (Biodinmica Qumica e Farmacutica LTDA Ibipor, Paran, Brasil) atravs da tcnica incremental. Cada incremento foi polimerizado por 40 segundos atravs da tcnica de polimerizao gradual que consistiu em polimerizao inicial com densidade de luz de 250mW/cm2 por 10 segundos e, nos segundos restantes, polimerizao com densidade de luz de 750mW/cm2.

  • 217

    FERREIRA, Karuza Bueno Ferreira, et al. Efeito de dois

    selantes de superfcie na

    mocroinfi ltrao marginal de

    restauraes de resina comporta:

    estudo in vitro. Salusvita, Bauru, v. 26, n. 2, p. 213-

    227, 2007.

    Os dentes foram mantidos imersos em gua destilada em estufa a 37C, por 24 horas. Aps este perodo, as restauraes foram sub-metidas aos procedimentos de acabamento e polimento com discos abrasivos seqenciais Sofl ex (3M ESPE USA).

    Os espcimes foram aleatoriamente divididos em 3 grupos de 5 dentes e, conseqentemente, 10 restauraes cada :

    Grupo I controle (sem selamento superfi cial)Grupo II selamento superfi cial com Fortify (Bisco Inc., Itasca,

    USA) (Figura 1)Grupo III selamento superfi cial com Bioforty (Biodinmica

    Qumica e Farmacutica LTDA Ibipor, Paran, Brasil) (Figura 2).

    Figura 1 Selante de superfcie Fortify (Bisco)Figura 2 Selante de superfcie Bioforty (Biodinmica)

    A aplicao dos selantes de superfcie para os grupos testes (II e III) foi executada seguindo as recomendaes dos fabricantes, que eram coincidentes: condicionamento das restauraes e de 1mm de suas margens com o cido fosfrico 37% por 15 segundos; lavagem abundante e posterior secagem da superfcie com leves jatos de ar; aplicao do selante de superfcie com pincel; fotopolimerizao por 20 segundos.

    Os espcimes foram impermeabilizados com amlgama (Permite C SDI BRASIL INDUSTRIA E COMERCIO LTDA - So Paulo, SP, Brasil) e uma camada de cola Super Bonder (Loctite Henkel LTDA) em seus pices. Em seguida receberam duas camadas de es-malte para unhas (Colorama CEIL So Paulo, SP, Brasil), com exceo de 1mm ao redor da restaurao para possibilitar a penetra-o do corante nas interfaces das restauraes.

  • 218

    FERREIRA,

Recommended

View more >