edital de leilÃo nº 04/2017 - .diretoria de planejamento, orÇamento e finanÇas gerÊncia de...

Download EDITAL DE LEILÃO Nº 04/2017 - .DIRETORIA DE PLANEJAMENTO, ORÇAMENTO E FINANÇAS GERÊNCIA DE ORÇAMENTO

Post on 09-Dec-2018

214 views

Category:

Documents

0 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

Pgina 1 de 26

GOVERNO DO DISTRITO FEDERAL

SECRETARIA DE ESTADO DE SEGURANA PBLICA E DA PAZ SOCIAL DEPARTAMENTO DE TRNSITO DO DISTRITO FEDERAL

DIRETORIA DE PLANEJAMENTO, ORAMENTO E FINANAS GERNCIA DE ORAMENTO E FINANAS

NCLEO DE LEILO

EDITAL DE LEILO N 04/2017

O Diretor Geral do Departamento de Trnsito do Distrito Federal DETRAN/DF, no uso das atribuies que lhe confere o artigo 100, inciso XIV do Decreto n 27.784 de 16 de maro de 2007, Regimento Interno do Detran/DF, e em cumprimento aos artigos 271 e 328 da Lei n 9.503/97, com redao dada pela Lei n 13.160, de 25 de agosto de 2015 e a Lei n 13.281, de 4 de maio de 2016 e Resoluo do CONTRAN n 623 de 06 de setembro de 2016, Lei Federal 8.722, de 27 de outubro de 1993, que torna obrigatria a baixa de veculos vendidos como sucata, torna pblica a realizao de Leilo dos veculos retidos, removidos ou apreendidos a qualquer ttulo, referente aos lotes constantes do Anexo, nos termos a seguir:

1 DATA LOCAL E HORRIO

1.1 - Os veculos sero alienados em Leilo Pblico, por intermdio do Leiloeiro Pblico Oficial Sr. Sebastio Felix da Costa Neto, matriculado na Junta Comercial do Distrito Federal sob o n 09/90, na forma do presente Edital. O Leilo ser realizado, no Ginsio de Esportes de Sobradinho, localizado na Quadra 02 rea Especial 01 a 05, Sobradinho - DF (prximo Rodoviria de Sobradinho) no dia 04 de agosto de 2017, a partir das 09:00 h.

2 VECULOS A SEREM LEILOADOS

2.1 - Os veculos a serem leiloados so os relacionados no anexo deste Edital e descritos na seguinte ordem: Lote; Marca/Modelo; Ano de Fabricao; Nmero do Motor; Cor. 2.2 - Do lote 001 ao lote 066 e do lote 080 ao lote 085, os veculos classificados na categoria sucatas aproveitveis ou sucatas aproveitveis com motor inservvel (motor suprimido) destinadas ao comrcio de peas e componentes. 2.3 - Do lote 100 ao lote 124 e do lote 300 ao lote 498, os veculos classificados na categoria conservado (destinados circulao) conforme redao do item 1 do 1 do Art. 328 do CTB.

3 DAS CONDIES DOS VECULOS

3.1 - Os bens sero vendidos no estado e condies em que se encontram, pressupondo-se que tenham sido previamente examinados pelos licitantes, no cabendo quaisquer reclamaes posteriores quanto a marcas, procedncia e suas qualidades intrnsecas ou extrnsecas, nem direito reclamao por vcios redibitrios e to pouco pedir abatimento no preo, consoante o artigo 1.106, do Cdigo Civil Brasileiro. 3.2 - A baixa dos veculos de outra Unidade Federativa fica a critrio da entidade ou rgo executivo de trnsito de registro do veculo, sendo o DETRAN/DF designado a solicitar sua baixa unidade de registro. Portanto, dos veculos de outra Unidade Federativa, vendidos como sucatas aproveitveis, s sero aproveitados os motores quando a baixa deste for executada pelo Estado de origem, no ficando o DETRAN/DF obrigado a regularizar os motores sem a devida baixa na sua base de origem.

Pgina 2 de 26

GOVERNO DO DISTRITO FEDERAL

SECRETARIA DE ESTADO DE SEGURANA PBLICA E DA PAZ SOCIAL DEPARTAMENTO DE TRNSITO DO DISTRITO FEDERAL

DIRETORIA DE PLANEJAMENTO, ORAMENTO E FINANAS GERNCIA DE ORAMENTO E FINANAS

NCLEO DE LEILO

3.3 - O adquirente (arrematante) ser responsvel pela utilizao e destino final das sucatas e responder civil e criminalmente pelo uso ou destinao em desacordo com as restries estabelecidas neste edital e na legislao em vigor. 3.4 - O arrematante compromete-se a no fazer circular os veculos sucatas aproveitveis ou sucatas aproveitveis com motor inservvel (motor suprimido) em hiptese alguma, consoante o disposto no Art. 328 4 do CTB. 3.5 - Os veculos sucatas aproveitveis ou sucatas aproveitveis com motor inservvel (motor suprimido) sero entregues sem as placas, sem identificao de chassi ou monobloco (cortado) sendo que as motocicletas, motonetas e ciclomotores tambm tero o quadro cortado. 3.6 - Dos veculos leiloados como sucatas aproveitveis ou sucatas aproveitveis com motor inservvel (motor suprimido), podero ser aproveitadas as peas que no apresentarem irregularidades ou adulteraes. 3.7 - Os motores dos veculos leiloados como sucatas aproveitveis com motor inservvel (motor suprimido) no podero ter sua base, onde gravado o seu identificador numrico, utilizado em outros veculos e devero ser reutilizados somente suas peas e componentes, no sendo possvel a reutilizao do bloco do motor. 3.8 - Os vidros dos veculos que apresentarem os cdigos VIS impresso no podero ser reutilizados.

4 - DO LOCAL DE DEPSITO E EXAME DOS VECULOS

4.1 - Os veculos podero ser examinados no local de exposio, de segunda a quinta-feira, no perodo de 31 de julho a 03 de agosto de 2017, das 8:30 h s 17:30 h em horrio ininterrupto:

Todos os lotes podem ser examinados no Posto da Polcia Rodoviria Federal na BR 040 (Posto Alfa - Santa Maria);

4.2 - permitida, exclusivamente, a avaliao visual dos lotes no local onde os veculos estaro expostos, sendo vedados quaisquer outros procedimentos como manuseio, experimentao e retirada de pea.

5 DOS LICITANTES CONDIES DE PARTICIPAO

5.1 - Podero oferecer lances:

a) lotes classificados como conservados (destinados circulao): pessoas fsicas e pessoas jurdicas, inscritas respectivamente no Cadastro de Pessoa Fsica CPF e no Cadastro Nacional de Pessoa Jurdica CNPJ do Ministrio da Fazenda, possuidores de documento de identidade,

Pgina 3 de 26

GOVERNO DO DISTRITO FEDERAL

SECRETARIA DE ESTADO DE SEGURANA PBLICA E DA PAZ SOCIAL DEPARTAMENTO DE TRNSITO DO DISTRITO FEDERAL

DIRETORIA DE PLANEJAMENTO, ORAMENTO E FINANAS GERNCIA DE ORAMENTO E FINANAS

NCLEO DE LEILO

excludos os incapazes nos termos da legislao civil. Vedada a participao de servidores do Detran/DF;

b) lotes classificados como sucatas aproveitveis ou sucatas aproveitveis com motor inservvel (motor suprimido): empresas do ramo do comrcio de peas usadas reguladas pela Lei n 12.977, de 20 de maio de 2014, sendo necessria a comprovao do ramo de atividade de comrcio de peas usadas, no ato de credenciamento perante o leiloeiro, com a apresentao do Comprovante de Inscrio e de Situao Cadastral (emitido no ms), Contrato Social, CNPJ, RG e CPF do representante legal.

5.2 - Os lotes de veculos classificados como sucatas aproveitveis e sucatas aproveitveis com motor inservvel somente podero ser vendidos, como destinao final e sem direito documentao, para empresas do ramo do comrcio de peas usadas reguladas pela Lei n 12.977, de 20 de maio de 2014. 5.3 - A simples oferta de lance implica aceitao expressa pelo licitante de todas as normas e condies estabelecidas neste Edital. 5.4 - Aps o ato da arrematao, o arrematante se credenciar perante o leiloeiro oficial com a apresentao dos seguintes documentos:

c) Pessoa fsica: RG, CPF, comprovante de emancipao (quando for o caso) e comprovante de endereo com CEP;

d) Pessoa jurdica: Contrato social, CNPJ, Comprovante de Inscrio e de Situao Cadastral (emitido nos ltimos trinta dias), RG e CPF do representante legal.

5.5 - Os documentos citados no subitem anterior podero ser exigidos no original ou por intermdio de fotocpia integral legvel, autenticada em cartrio ou acompanhada do original.

6 - DA ARREMATAO E CONDIES DE PAGAMENTO

6.1 - Os veculos sero vendidos aos participantes que ofertarem o maior lance, desde que satisfaa as condies estabelecidas nas subclusulas seguintes:

6.1.1 - Os lances sero verbais, a partir do preo mnimo previamente avaliado e estabelecido no Anexo deste Edital, que ser o lance inicial, considerando-se vencedor o licitante que houver oferecido o maior valor pelo lote, o qual ser acrescido de 5% (cinco por cento), que representar a comisso do Leiloeiro Oficial, no sendo considerados vlidos quaisquer lances feitos antes da abertura ou aps o encerramento do leilo.

6.1.2 - Na sucesso de lances, a diferena de valor NO PODER ser inferior a R$500,00 (quinhentos reais), para os lotes que contenham automveis e R$ 100,00 (cem reais), para os lotes que contenham motocicletas.

Pgina 4 de 26

GOVERNO DO DISTRITO FEDERAL

SECRETARIA DE ESTADO DE SEGURANA PBLICA E DA PAZ SOCIAL DEPARTAMENTO DE TRNSITO DO DISTRITO FEDERAL

DIRETORIA DE PLANEJAMENTO, ORAMENTO E FINANAS GERNCIA DE ORAMENTO E FINANAS

NCLEO DE LEILO

6.1.3 - A critrio do Chefe do Ncleo de Leilo do Detran/DF, o valor definido no subitem anterior poder ser alterado para determinado lote, desde que informado anteriormente ao incio da sua venda.

6.2 - O pagamento do valor da arrematao ser acrescido:

de 5% (cinco por cento) referentes comisso do leiloeiro; do valor correspondente ao ICMS consoante tabela constante no item

7.16; da emisso de boleto bancrio, no valor de R$ 4,00 (quatro reais), por

boleto (para pagamento em moeda corrente), no dia da realizao do leilo, aps o trmino do prego;

de R$ 30,00 (trinta reais), por veculo que componha o lote, referente ao procedimento de corte da identificao gravada no chassi que contm o registro VIN, sendo que as motocicletas, motonetas e ciclomotores tambm tero o quadro cortado alm da inutilizao de suas placas.

6.3 - As arremataes pagas, por meio de cheques, somente sero liberadas para entrega, aps a compensao bancria, desde que os valores depositados constem desbloqueados na conta do Leiloeiro, no Banco de Braslia BRB, Agncia: 089 Conta Corrente: 000934-1, CPF 056.159.504-63 (Sebastio Felix da Costa Neto). Os cheques de fora da praa de Braslia, a partir das novas normas do Banco Central para compensao, sero depositados normalmente no dia do leilo. 6.4 - No sero aceitos cheques de terceiros em hiptese alguma se o emissor no estiver presen

Recommended

View more >