edição 79 - março 2014 - jornal nosso bairro jacarepaguá

Download Edição 79 - Março 2014 - Jornal Nosso Bairro Jacarepaguá

Post on 17-Mar-2016

230 views

Category:

Documents

12 download

Embed Size (px)

DESCRIPTION

A mulher e suas conquistas - No mês de março, o mundo comemora o Dia Internacional da Mulher e o Jornal Nosso Bairro Jacarepaguá entrevista cinco moradoras que influenciam a vida e o cotidiano da região. Leia o que cada uma tem a dizer sobre o novo papel da mulher na sociedade. | Transcarioca - Prefeitura divulga nova data para conclusão das obras da via que ligará a zona oeste à zona norte | Contra o Tráfico - Polícia Militar adota uma série de ações com o objetivo de reduzir o poder dos traficantes da região da Covanca | De volta à natureza - Clínica de Reabilitação de Animais Silvestres (CRAS) recupera cerca de 1.500 bichos por ano | Saúde - Conheça os sintomas mais comuns da Síndrome do Olho Seco | Segurança - Conselho da 18ª AISP contou com a presença dos novos delegados da região

TRANSCRIPT

  • TranscariocaPrefeitura divulga nova datapara concluso das obras davia que ligar a zona oeste zona norte | Pgina 9

    Contra o trficoPolcia Militar adota uma s-rie de aes com o objetivo dereduzir o poder dos trafican-tes da regio da Covanca | Pgina 6

    Saiba mais

    Conselho da 18 AISPcontou com a presena dosnovos delegados da regio

    Segurana | Pgina 4

    Sade | Pgina 12Conhea os sintomas maiscomuns da Sndromedo Olho Seco

    Periodicidade Mensal - Distribuio Gratuita - Edio n 79 - maro/2014 - Ano VI - Tiragem: 22.000 exemplares

    De volta naturezaClnica de Reabilitao deAnimais Silvestres (CRAS)recupera cerca de 1.500 bi-chos por ano | Pgina 7

    No ms de maro, o mundo comemora o Dia Internacional da Mulher e o JornalNosso Bairro Jacarepagu entrevista cinco moradoras que influenciam a vida eo cotidiano da regio. Leia o que cada uma tem a dizer sobre o novo papel da mulherna sociedade. | Pgina 21

    A MULHER E SUAS CONQUISTAS

    Foto

    : Int

    erne

    t / D

    ivul

    ga

    o

  • 2 ESTE O NOSSO BAIRRO | WWW.NOSSOBAIRRO.NET

    Editorial STELLA* WALLITER Expediente

    CNPJ: 29.418.852/0001-85Diretor: Nelson Cardosonelson@backstage.com.brCoordenao de Redao:Stella Walliterstella@nossobairro.netEdio:Danielli Marinhoeditor@nossobairro.netRevisoHeloisa BrumRedao e fotografiaAlessandra Nunesredacao@nossobairro.netAssistente de RedaoMaristella AlvesFinanceiroadm@backstage.com.br

    Projeto Grfico / ArteLeandro J. Nazrioarte@nossobairro.netDiagramaoLeonardo C. Costadiagramacao@nossobairro.net

    Publicidade / Comercialanuncios@nossobairro.netTel./fax:(21) 3627-7945 / 2440-4549

    ColunistasFtima Guerra, Ghabriela Almas, JorgeBrum, Lo Freitas, Maria Helena dos Santos,Malu Rodrigues, e Tiago Mohamed

    LOGSTICA / CIRCULAOCoordenador: Ernani Matoscirculacao@nossobairro.netAssistente: Adilson SantiagoDistr. Gratuita Jornal Nosso BairroTel./fax:(21) 3627-7945 / 2440-4549

    As matrias e os artigos assinados so de responsabilidadedos autores. permitida a reproduo, desde que seja citadaa fonte e que nos seja enviada a cpia do material. O jornal nose responsabiliza pelas matrias assinadas e pela veracidadedos anncios veiculados.

    Ano V - Edio 79 - maro/2014

    Nossa missoO Jornal Nosso Bairro Jacarepagu nasceucom o objetivo de promover a disseminao dasinformaes que interferem no cotidiano e di-vulgar os eventos sociais e culturais da regio.

    JORNAL FILIADO | ADJORI-RJASSOCIAO DOS DIRETORES DE JORNAIS DOINTERIOR DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO

    Mulher: os papis e seus diversos estilos

    Nosso compromissoNosso compromisso tentar, atravs datransmisso das informaes, melhorar aqualidade de vida dos moradores da Bai-xada de Jacarepagu.

    O JNB apresenta em sua matria da p-gina 21, dedicada ao dia 8 de maro,data em que se comemora o Dia In-ternacional da Mulher, uma curiosida-de: a definio de algumas mulheres denossa regio sobre o que representa sermulher. Escritores, poetas e composi-tores se motivam com a ideia de can-tar as mulheres em verso e prosa, maso que elas desempenham e querem si-nalizar nos cenrios familiar, profissi-onal, poltico e social ultrapassam asfronteiras e os atalhos poticos.Felizmente h vrias conquistas femininasde que temos orgulho de mencionar, masa busca do autoconhecimento e a dispo-sio para exercer mltiplas funes, comome, esposa, profissional e cidad votante,merecem destaque atualmente. Sendoassim, leitor, no basta, no entanto, sentirtristeza e lamentar os fatos, quando aimprensa mostra o lado desrespeitoso edesumano das aes contra as mulheresno mundo. preciso, como to bem des-crevem os poetas, am-las e respeit-las,alm de assegurar os seus direitos, des-

    critos nas leis. A sociedade pode contri-buir denunciando e exigindo a puniodaqueles que as descumprem.Por falar em denncia e exigncia, nestaedio entrevistamos o comandante do18 BPM (Jacarepagu), tenente-coronelWashington Tavares, que falou sobre aintensa ao da polcia contra o trfico dedrogas na Covanca. Confira na pgina 4,os destaques da reunio do ConselhoComunitrio de Segurana de Jacarepagu,que contou com a presena dos novostitulares das delegacias da regio. Tam-bm apontamos na pgina 12, destina-da sade, a Sndrome do Olho Seco,doena ocasionada pela hidratao in-suficiente da crnea e que pode causardanos viso se no for tratada.Fique de olhos bem atentos, pois o anode fato est iniciando. Acabou o car-naval e precisamos nos desligar docompasso do samba e inserir, no lu-gar dos adereos e alegorias, objetivose esperana para um ano promissor,mas cheio de desafios. Parabns, mu-lheres e boa leitura!

  • WWW.NOSSOBAIRRO.NET | ESTE O NOSSO BAIRRO 3

  • 4 ESTE O NOSSO BAIRRO | WWW.NOSSOBAIRRO.NET

    Direito

    DRA. MARIA HELENA DOS SANTOSADVOGADA CIVIL

    INFORMAES: 99335-1036 / 98280-0071MHS1@IBEST.COM.BR

    Propaganda enganosa

    Caro leitor, vamos conversar sobre propaganda enganosa, tema que interessatanto aos homens quanto s mulheres. A necessidade de falar sobre este as-sunto tem a ver com uma histria que li sobre um nigeriano que entrou na Jus-tia da Nigria contra a empresa fabricante de uma pasta de dente. A propa-ganda atestava que, se o indivduo o usasse, o produto atrairia mulheres. Eleusou, tentou beijar a chefe e levou uma bofetada.Propaganda enganosa aquela que mente sobre o produto, ou servio, oudeixa de dar informaes importantes, induzindo o consumidor ao erro, fazen-do-o acreditar que esse produto ir fazer tudo aquilo que foi anunciado. Quandoo anunciante de um sabo em p diz que seu produto deixar sua roupa maisbranca que a do outro, sua roupa ter que ficar mais branquinha. Quando oxampu anunciado afirma que seu cabelo, ao ser lavado com ele, ficar to lisoquanto o da modelo da propaganda, independente de ser um cabelo afro ouno, ter que ficar to liso quanto. Se algum produto diz que voc emagrecerdeterminada quantidade de quilos no ms, isso ter que acontecer.Quando nada do que foi prometido acontece, significa que a propaganda enganosa, que o produto no surte o efeito esperado, que h excees,condies para que isso ocorra informaes estas que no foram veicula-das juntamente com o produto e que fazem toda a diferena, porque umnegcio, e quanto maior o pblico, maior ser seu rendimento.Quando excees, condies ou detalhes no so expostos de maneira clara,essa propaganda enganosa. Logo, o consumidor deve ficar atento e aprendera pleitear seus direitos nos rgos de defesa do consumidor. Mas, presteateno. O consumidor dever usar o produto de acordo com a bula, se-guindo estritamente o que ela diz, para ter direito a uma reparao.Se a empresa no pode garantir o efeito propagado, o anncio mentiroso. Seo consumidor adotar como princpio bsico exigir do fabricante que o produtocumpra o que foi veiculado, forar um tratamento mais respeitoso por parte dofornecedor, uma transparncia maior na relao com o cliente e o entendimentodefinitivo que no est lidando com um bobo que aceita tudo sem questionar.Mas para isso necessrio adquirir conhecimento e criar coragem para ir adian-te. As leis foram feitas para serem usadas. Tenha conscincia disso.Fique com Deus.

    Foto

    : Div

    ulga

    o

    / In

    tern

    et

    Novos delegados de Jacarepagucomparecem ao CCS

    Programada para ser na Lona CulturalJacob do Bandolim, a segunda reuniodo ano do Conselho Comunitrio de Se-gurana de Jacarepagu da 18 AISPacabou acontecendo na Escola Livre deAprendizagem Musicais (ELAN), no Tan-que, no dia 20 de fevereiro. O encontrocontou com a presena dos novos dele-gados titulares Mrcia Julio, da 41 DP(Tanque), Rodolfo Waldeck, da 32 DP(Taquara) e Viviane Costa, da DEAM.Os delegados se colocaram disposioda populao e destacaram a importn-cia do trabalho em conjunto com a popu-lao. Sou morador de Jacarepagu h50 anos, conheo as demandas, de umaforma geral, e agora me proponho a atuarpara que possamos viver melhor. certoque teremos algumas dificuldades, mascom a nossa fora de vontade e a ajudade vocs buscaremos contorn-las, ex-ps o delegado da 32 DP, Rodolfo Waldeck.J a delegada Mrcia Julio explicou queos Conselhos Comunitrios so destina-dos participao da populao em ge-ral. Fundei os Conselhos Comunitriosde Bangu e da Pavuna e o ConselhoComunitrio nada tem a ver com comu-nidade carente, as comunidades tm queestar aqui participando tambm de umamaneira geral, relatou a delegada da 41DP, que aproveitou a ocasio para expli-

    car o trabalho da polcia. Percebo queas pessoas vo delegacia para resol-ver coisas que a polcia no tem comoresolver. A polcia trata de crimes, entono adianta entrar na delegacia para ten-tar tratar de coisas que so da competn-cia da Prefeitura ou do Governo do Esta-do, esclareceu.Entre as reclamaes da plenria esta-vam a falta de efetivo no Batalho e De-legacias de Jacarepagu; uma constru-o irregular de cinco andares, com ris-co de queda, na Estrada do Rio Grande,na Taquara; um reservatrio da Cedaeque tem servido como acmulo de lixo egua suja, no Tanque; e uma cabine daPM construda pelos moradores, no Tan-que, que foi retirada com as obras daTranscarioca. As reivindicaes foramanotadas, mas ainda no receberam res-postas. Estiveram tambm presentes namesa o major Castro, do 18 Batalho daPolcia Militar; inspetor Borchers, da 7Inspetoria da Guarda Municipal; IgorGuerra, representante da subprefeitura daBarra e Jacarepagu e Carlos EduardoSilva, presidente do CCS da 18 AISP.A prxima reunio do Conselho Comuni-trio de Segurana de Jacarepagu acon-tecer no dia 27 de maro, s 9 horas, noCIEP Compositor Donga, localizado naEstrada do Boina, 1.005, Taquara.

    O encontro contou com a participao de aproximadamente 40 pessoas

  • WWW.NOSSOBAIRRO.NET | ESTE O NOSSO BAIRRO 5